NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...
Clique aqui e faça sua inscrição para o Desafio Clique aqui para mais informações sobre o pedal.

Top 17 na França, Raiza Goulão conquista seu melhor resultado em etapas da Copa do Mundo de MTB

___A menos de três meses para a Rio 2016, duas atletas do Shimano Sports Team fizeram bonito em competições internacionais neste domingo (29). Enquanto a já classificada para a Olimpíada do Rio de Janeiro, Raiza Goulão (Specialized Racing BR), conquistou em La Bresse, na França, sua melhor colocação em uma etapa da Copa do Mundo de MTB como atleta da elite, com o 17º lugar.
___Após não ter um bom início e cair para a 22ª colocação ao fim da primeira volta, Raiza conseguiu se recuperar para terminar a Copa do Mundo da França na 17ª posição, em 1h34min27, cerca de seis minutos atrás da campeã, a suíça Jolanda Neff. Também do Shimano Sports Team, Isabella Lacerda (LM/Sense de MTB) foi a 64ª colocada. Também representou as cores do Brasil na prova a atleta Viviane Favery, que finalizou na 69ª colocação.
“Estou muito feliz com esse resultado. Demonstra que meu trabalho está no caminho certo. Era uma pista muito técnica, algo que me favorecia, e me senti muito bem durante a disputa, apesar de não ter começado tão bem”, comemorou Raiza.
“Estava tudo bem equilibrado. Corpo, mente e equipamento, em perfeita sintonia. A convocação de sexta-feira (27) para a Olimpíada do Rio de Janeiro me deu uma motivação ainda maior para dar meu máximo aqui na França”, comentou a goiana de Pirenópolis. “Está apenas começando minha temporada na Europa. Vou participar de outras provas importantes até o início de julho, antes de voltar para casa para competir no Campeonato Brasileiro. Espero conseguir excelentes resultados e poder treinar bastante, focada na Rio 2016 e em representar muito bem o País em Deodoro”, complementou Raiza.
___O próximo desafio da seleção brasileira está marcado para 30 de junho, em Nové Město, na República Tcheca. Pela primeira vez o país da Europa Central recebe o Mundial de Mountain Bike, último grande teste dos atletas de elite antes dos Jogos Olímpicos.
-
Fonte:  http://blogs.oglobo.globo.com/de-bike/post/raiza-goulao-alcancou-o-seu-melhor-resultado-da-carreira-no-circuito-mundial-de-mtb.html

Brasil garante três vagas para o mountain bike nos Jogos


___O prazo para pontuação no ranking mundial de mountain bike classificatório para os Jogos Olímpicos Rio 2016 se encerrou na semana passada e, pela primeira vez na história, o Brasil conquistou duas vagas na prova masculina.
___De acordo com os critérios de classificação da União Ciclística Internacional (UCI), os cinco primeiros países do ranking olímpico masculino terão direito a três vagas; do sexto ao 13º colocado serão contemplados com duas vagas e do 14º ao 23º haverá um representante.
___O Brasil teve uma evolução surpreendente, ultrapassando equipes tradicionais como Estados Unidos e Áustria, finalizando na 13ª posição no ranking de nações e na primeira colocação entre os países do continente.
___Pelos critérios estabelecidos pela Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), os dois melhores brasileiros no ranking mundial de 2014 a 2016 terão direito às vagas do País na elite masculina. Assim, Henrique Avancini e Rubens Donizete serão os representantes brasileiros nos Jogos.
___Na disputa feminina, a distribuição das vagas pela UCI é diferente. Com o Brasil também posicionado em 13º lugar do ranking entre nações, o País assegurou uma vaga nos Jogos, que será ocupada por Raiza Goulão. Os atletas suplentes são Ricardo Pscheidt e Isabella Lacerda.
-
Fonte: http://www.brasil.gov.br/esporte/2016/05/brasil-garante-tres-vagas-para-mountain-bike-nos-jogos

Volta à Bélgica: UCI vai investigar acidente que feriu 17 ciclistas

___No sábado, um acidente na terceira etapa da Volta à Bélgica, causado por duas motas da caravana, levou cinco ciclistas ao hospital, deixando o belga Stig Broeckx (Lotto-Soudal) em estado grave.
___No acidente, que levou à anulação da etapa, de acordo com a organização, 11 ciclistas ficaram feridos, sendo que cinco acabaram sendo levados ao hospital. Stig Broeckx (Lotto-Soudal) é o caso mais grave, pois sofreu uma fratura no crânio e foi levado de helicóptero para um hospital na Alemanha. Entre os ciclistas hospitalizados estão Fredrik Ludvigsson (Giant-Alpecin), Jesper Asselman (Roompot), Pieter Jacobs (Crelan – Vastgoedservice) e o colega de Broeckx, Frederik Frison.
___Ludvigsson foi um dos ciclistas da Giant que em janeiro foi atropelado por um carro conduzido por uma mulher que ia na contramão durante treino da equipe. Também o belga Stig Broeckx esteve envolvido num acidente, na clássica Kuurne-Brussels-Kuurne, quando foi atingido por uma moto que o ultrapassava.

___A União Ciclista Internacional (UCI) anunciou vai investigar se houve violação das regras de condução de veículos motorizados durante as provas, no acidente ocorrido no sábado na Volta à Bélgica.
-
Fonte: http://www.ojogo.pt/modalidades/ciclismo/noticias/interior/volta-a-belgica-uci-vai-investigar-acidente-que-feriu-17-ciclistas-5202026.htm

Velódromo no Rio não tem nem mais data para receber atletas

___Faltando poucas semanas para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a União Internacional de Ciclismo mandou informar aos dirigentes esportivos que não iria mais adotar a diplomacia e que iria falar abertamente sobre a crise que a modalidade vive no Brasil. O velódromo ainda não está pronto e, sem previsão, não há sequer nem um prazo estabelecido para que os atletas possam testar a pista antes dos Jogos.
___Nesta segunda-feira, diante das críticas internacionais, a prefeitura do Rio de Janeiro rompeu o contrato que tinha com a empresa que erguia as instalações. Já no início do ano, a empresa que ganhou o contrato, a Tecnosolo, teve de sub-contratar uma outra companhia para completar os trabalhos. A Engetécnica assumiu. Mas os atrasos apenas foram se acumulando.
___Agora, a Empresa Olímpica Municipal rompeu o acordo com a Tecnosolo, hoje sob recuperação judicial, e toda a obra passa para as mãos da Engetécnica.

Velódromo do Rio está com obras atrasadas e já teve evento-teste cancelado
___Mas apenas a mudança de contrato não tranquiliza o COI. Nesta semana, em Lausanne, a entidade promete pressionar o presidente da Rio2016, Carlos Arthur Nuzman, a trazer uma solução concreta. Aos dirigentes brasileiros, a UCI deixou claro que usaria a imprensa internacional para colocar pressão, com declarações públicas de queixa.
O presidente da UCI, Brian Cookson, declarou que está «extremamente preocupado » e alertou que « o tempo está se esgotando ». As provas começam no dia 11 no velôdromo. Mas elas correm o risco de ocorrer sem que sequer um evento teste seja realizado.
___A ideia original era de um evento em março, o que acabou sendo cancelado. Uma segunda data foi sugerida, no dia 29 de abril. Mas também teve de ser anulada.
___O Comitê Rio-2016 sugeriu agora que atletas internacionais possam ir ao local no dia 25 de junho para circular pela pista, sem a realização de uma competição. A proposta foi rejeitada categoricamente pela UCI, apontado que os atletas não iriam ao Rio nessas condições.

«Tem sido um processo muito difícil e o fato desses atrasos terem impedido um evento teste é muito preocupante », disse o presidente da UCI.
« Há muito trabalho ainda para ser feito para garantir que os ciclistas tenham as melhores condições possíveis », disse. « O tempo está verdadeiramente acabando », completou.
___Parte da arquibancada ainda não está pronta e elevadores e mesmo a área de imprensa continua inacabada
-
Fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/geral,velodromo-no-rio-nao-tem-nem-mais-data-para-receber-atletas,10000054257

Festival Brasil Ride 2016 - Lukas Kaufmann e Fernanda Prieto são os grandes vencedores

___O público presente ao Festival Brasil Ride Botucatu conheceu na tarde deste sábado (28) ensolarado os novos Rei e a Rainha da Cuesta do Warm Up Pró.
___Entre os homens, o suíço Lukas Kaufmann, radicado em Belo Horizonte, confirmou a boa fase e completou a trinca na última etapa da competição com o aproveitamento de 100% para levar o título inédito na carreira. No feminino, a campeã da elite foi a paulista Fernanda Prieto, de Barueri, que passa a ser a nova Rainha da Cuesta, enquanto a chilena Fena Castro conquistou o vice-campeonato com a vitória na terceira etapa.
___Apesar da confirmação do título, após ter vencido também as duas etapas anteriores, Lukas Kaufmann não teve vida fácil na prova Rainha, de 107 km, com altimetria de 2.893 metros entre Botucatu e Pardinho.
___Rivais pelo título, Robson Ferreira e Ricardo Pscheidt conseguiram escapar em um ataque no primeiro terço da prova e só foram alcançados na metade final da disputa.
"Sabia que seria um dia duro. Essa foi minha primeira Maratona (XCM) no ano. Logo nas duas primeiras etapas consegui uma vantagem importante. Guardei energia até a primeira serra, sempre presente no grupo da frente", lembrou Lukas.
"Me senti muito bem fisicamente e no apoio em Pardinho encostei nos dois rivais, Robson e Pscheid, que estavam cansados. Daí em diante fui sozinho, abri uma boa distância e o objetivo foi concluído. Os últimos quilômetros foram duros, dei meu máximo e estou muito feliz com o título logo na minha primeira participação", comemorou o suíço, que chegou mais de 10 minutos à frente de Robson, o segundo colocado.
"Durante o percurso lembrei-me várias vezes da Brasil Ride, em 2015, na Bahia. Só faltou o Hugo completar comigo, mas infelizmente ele teve um problema no pneu. São coisas da corrida, tudo pode acontecer. De qualquer forma, já estou animado para a próxima edição da ultramaratona, em outubro".
___Com Hugo Prado Neto enfrentando problemas, o vice-campeonato acabou nas mãos do fluminense Robson Ferreira. Hugo em terceiro, João Paulo Firmino e Marcelo Moser, em quarto e quinto, respectivamente, completaram as primeiras colocações no acumulado.
"A estratégia mudou dentro da prova. Queria poupar até a metade, mas o Pscheidt atacou cedo e consegui ir com ele. Revezamos em um ritmo forte, abrimos e ali era tudo ou nada. A cerca de 40 km do fim o Lukas nos ultrapassou, tirei tempo do Pscheidt e do Hugo e conquistei esse vice-campeonato na minha primeira vez no Warm Up", destacou o fluminense de Mendes, Robson Ferreira, que se forma na faculdade de Farmácia em duas semanas. "Essa foi só minha segunda prova no ano. Estive bem focado na conclusão da minha graduação e quase que não vim para Botucatu", completou.
Elite feminina
___Enquanto no masculino, Kaufmann foi superior nos três dias, entre as mulheres não faltaram emoções. Mesmo sem vencer nenhuma das três etapas, a paulista Fernanda Prieto foi a mais regular entre as três primeiras, conquistando o título da quarta edição.
"Foi uma prova maravilhosa. Estive boa parte na frente e nos quilômetros finais comecei uma disputa com a chilena. Fiz muita força para garantir o título dentro do tempo que seria suficiente para superá-la (ela garantiu o título com 1min07 de vantagem). Foi a melhor de todas etapas, com uma descida incrível de mais de 6 km. Voltarei em 2017 e recomendo para todos que participem", contou Fernanda.
"Esse resultado é muito importante. Ano passado fui para a Bahia e não consegui completar a ultramaratona, principalmente porque sou do cross country e não de maratona. Para mim é muita superação, me sentia obrigada a ganhar para desentalar o que ficou lá na Bahia e mostrar que eu posso", vibrou a campeã.
___Mesmo com o vice-campeonato, a chilena Fena Castro, convidada pela Trek Chile para competir o Festival Brasil Ride Botucatu, ficou satisfeita com o resultado e comemorou muito a vitória na etapa deste sábado. "Outra vez foi um dia duro. Me recuperei de ontem e sabia que andaria melhor nessa última etapa, porque havia muitas subidas e esse estilo me favorece. Estou muito feliz com o resultado, agradeço toda organização e parabenizo pelo circuito, muito bem desfrutado", disse Fena, que usou a competição como preparação para buscar o título de tricampeã do campeonato nacional de Cross Country Olímpico (XCO).
___Warm Up Sport - Com 71 km pela frente, os 1.000 atletas da categoria Sport largaram duas horas depois dos competidores da Pró. No masculino, o título ficou com Lucas Esteves, de Marília, em 2h21min16. Entre as mulheres subiu no lugar mais alto do pódio Aline Simões, em 2h48min06. Aline tem 24 anos, é de Penápolis, no Interior do Estado. No ano passado ficou em segundo lugar e pretende disputar a Pró em 2017.

Estreia no MTB
___Entusiasta do ciclismo desde bem jovem, Evandro Fernandes, de 43 anos, fez neste sábado sua primeira prova de mountain bike, na categoria Sport. Depois de pedalar bikes speed por quase três décadas, o integrante do grupo Pedal@Amigos, de Botucatu, descobriu o Festival Brasil Ride Botucatu por acaso e decidiu ir para as trilhas.
"Sempre pedalei speed, desde quando comecei a pedalar quando era adolescente. Porém, ano passado estava passeando pela cidade e vi muitas pessoas com suas mountain bikes pelas ruas de Botucatu e procurei saber do que se tratava. A partir dali surgiu o interesse em começar no MTB", contou Evandro.
"Cerca de cinco meses atrás comprei uma mountain bike. Comecei a treinar e estou aqui participando da minha primeira prova, bastante ansioso por ser uma estreia. A ideia é fazer a Warm Up Sport sem estresse e com calma. Estou treinado e vou fazer meu melhor. Já conheço alguma coisa do percurso", contou Evandro Fernandes, que terminou em sétimo lugar na sua categortia (sub 45), em 2h47min15.
"Nosso grupo começou em agosto de 2015 com 20 pessoas e agora já tem 140. A maior parte do grupo é de iniciantes. É para quem nunca fez uma trilha e quer começar, sem pressa e com muita paciência para aprender. Esse é o nosso intuito, fazer com que essas pessoas gostem e continuem", relatou o ciclista.
Filho do Festival Brasil Ride
___Aos 14 anos, o jovem Diego Ramiro começou a pedalar exatamente quando foi realizada a primeira edição do Festival Brasil Ride Botucatu, há quatro anos. Após fazer sua primeira prova no Festival em 2015, o adolescente começou a pensar grande. "Comecei a pedalar apenas para passear. ___Não era muito sério. Gostei do esporte e após um tempo comecei a praticar com maior intensidade. Conviver esses anos com o Festival Brasil Ride aqui em Botucatu me motivou muito. É um evento organizadíssimo, que dá vontade de você pedalar sempre e ir melhorando seu nível" , garantiu Diego.
"Após minha primeira prova, comecei a me empenhar mais, indo em várias competições da região e me preparando melhor para essa edição. Neste ano fui campeão da 24h Brasil Ride na categoria duplas, com meu amigo Eloy Franco", destacou Diego.
"O Diego é explosivo e tem muita energia. Como tenho 35 anos, idade de mais cautela e de uma experiência maior, tento passar para ele que tem que poupar-se e ter calma para fazer força nos momentos certos. Se tivesse há 20 anos um evento como esse para me ajudar e incentivar no esporte, com certeza minha experiência no ciclismo seria bem maior, em termos de preparo e técnica", contou Eloy.
___Em comum a Diego e Eloy, o fato de ambos pedalarem com o grupo Pedal do Garotinho, também de Botucatu, criado no fim de 2014 por Renata Spadotto e seu padrasto, Paulinho. No início eram apenas quatro pessoas e hoje são mais de 100, com três pedais semanais. Os números do Festival comprovam esse crescimento: há dois anos, apenas 109 moradores de Botucatu participaram; em 2016 foram 950 inscritos da cidade.

Coxinha tradicional
___No percurso da prova deste sábado, em Pardinho, os ciclistas encontram um posto de apoio diferente e que virou tradição no Festival: a famosa coxinha da venda do Vivan é servida aos participantes.
-
Fonte: http://www.pedal.com.br/festival-brasil-ride-2016-mtb-3-lukas-kaufmann-e-o-vencedor_texto10794.html

França faz pódio completo na terceira etapa da Copa do Mundo de Mountain Bike, Neff vence no feminino

___Depois dos franceses ficarem com duas segundas posições nas etapas iniciais da Copa do Mundo - ambas vencidas por Nino Schurter - a França pegou logo um pódio inteiro em La Bresse.
___ Julien Absalon foi primeiro, depois de assumir a ponta na segunda volta e abrir grande vantagem até a linha de chegada. O tempo de 1h26m38s foi o suficiente para Absalon vencer com um minuto cravado sobre Maxime Marotte, segundo colocado. Victor Koretzky fechou o pódio caseiro.
___Schurter até passou a primeira parcial em segundo, no pelotão da frente, mas teve uma queda de desempenho na metade da prova, que chegou a jogá-lo para oitavo lugar. Em uma recuperação final o ciclista buscou o quarto lugar.
___Henrique Avancini foi apenas o 66º, com 14 minutos a mais que o vencedor no tempo final.

 ___No feminino a suíça Jolanda Neff comandou as ações do início ao fim para vencer com o tempo de 1h28m30s. Duas canadenses completaram o pódio: Catherine Pendrel e Emily Batty, com prata e bronze, respectivamente.
___Vencedora nas duas primeiras etapas, a dinamarquesa Annika Langvag não conseguiu colocar um ritmo forte e terminou na 15ª posição.
___A brasileira Raiza Goulão conseguiu um bom resultado ao terminar no 17º lugar.
___A França aproveitou o fator casa para finalmente deixar o suíço campeão mundial Nino Schurter para trás e ocupar todos os três primeiros lugares da prova masculina na terceira etapa da Copa do Mundo de Mountain Bike, realizada neste fim de semana em La Bresse.
Qualificação olímpica
___O 13º lugar do Brasil no ranking olímpico masculino, encerrado antes da etapa francesa da Copa do Mundo, garantiu ao país dois representantes nos Jogos Rio 2016 entre os homens. Henrique Avancini e Rubens Donizete ocuparão as vagas. No feminino o país terá uma representante: Raiza Goulão.
___No masculino o top-5 (que garante três atletas nos Jogos) ficou com Suíça, França, Espanha, República Tcheca e Itália. Já no feminino, o top-8 rendeu duas vagas a cada um dos seguintes países: Suíça, Alemanha, Canadá, França, Estados Unidos, Eslovênia, Polônia e Ucrânia.
-
Fonte: http://www.surtoolimpico.com.br/2016/05/franca-faz-podio-completo-na-terceira.html

Giro D'Italia 2016: Com bicicleta rosa, Nibali confirma o título do Giro e mira na Olimpíada do Rio

___A conquista do Giro D'Itália pela segunda vez na carreira (a outra foi em 2013) pelo italiano Vincenzo Nibali, da equipe Astana, já tinha sido garantida na véspera, na penúltima etapa, depois de um excelente trabalho de estratégia da equipe e neste domingo ele fez o que era esperado e apenas passeou, acompanhado pelos parceiros de equipe.
"Foi um Giro muito difícil, mas tenho grande felicidade agora" - festejou Nibali, vencedor também do Tour de France em 2014 e da Volta da Espanha em 2010.
___A expectativa é de que ele não entre no Tour de France - que começa em 2 de julho - buscando o título. Nibali vai trabalhar por um colega de equipe e guardar energia para o que é seu alvo no segundo semestre: a Olimpíada Rio-2016. Sim, o astro italiano do ciclismo de estrada estará na competição em terra carioca, o que aumenta mais ainda o brilho dos Jogos.
___Nibali, um dos destaques do ciclismo mundial na atualidade, teve tempo total de 86h32min49s, ficando pouco menos de um minuto à frente do colombiano Esteban Chaves, da Orica-GreenEdge, o vice-campeão do Giro. O espanhol Alejandro Valverde, da Movistar, fechou o pódio, em terceiro.
___A 21ª e última etapa, de 163 km em Turim, parecia que seria uma festa dupla dos italianos. Isso porque Giacomo Nizzolo, da equipe Trek, cruzou a linha de chegada em primeiro lugar. Mas depois ele foi punido pela direção da prova por ter dado uma fechada no compatriota Sacha Modolo no sprint final. A vitória caiu no colo do alemão Nikias Arndt, da Giant-Alpecin, com outros dois italianos em seguida: Matteo Trentin, da Equixx, em segundo, e Sacha Modolo, da Lampre-Merida, em terceiro.
___Nizzolo foi vice em nove etapas do Giro e terceiro em outras quatro. Ficou desapontado quando descobriu que sua vitória tinha sido cassada.
"Achava que eu tinha tornado realidade o sonho de ganhar uma etapa, e o sonho acabou em pesadelo" lamentou-se.
-
Fonte: http://blogs.oglobo.globo.com/de-bike/post/com-bicicleta-rosa-nibali-confirma-o-titulo-do-giro-ditalia-e-mira-na-olimpiada-do-rio.html

10 dicas para pedadalar no frio

___O verão acabou e, com a chegada do outono, as temperaturas no Brasil já começam a cair. Embora o inverno na maior parte do país não seja muito rigoroso, o frio chega trazendo a necessidade de adaptar seus métodos e roupas para manter o seu passeio, treino ou deslocamento confortável.
 A seguir, listamos algumas dicas para manter você pedalando tranquilo mesmo quando a temperatura estiver baixa.

Camadas controlam a temperatura___Mais do que manter-se quente, usar varias camadas de roupa vai ajudar você a controlar a temperatura. Afinal, com alguns treinos durando várias horas, é importante ter recursos para resfriar ou aquecer o corpo quando for preciso.
___Quando o tempo esfria muito, o ideal é utiliza ao menos três camadas de roupa: a base, a intermediária e a cobertura. Normalmente, a base é feita com tecido respirável e é bem justa no corpo. Já a camada intermediária é uma camiseta normal de bicicleta, dessas com bolso traseiro e zíper. Já a cobertura costuma ser uma jaqueta ou colete corta-vento.
___Utilizar esta configuração traz inúmeras vantagens, já que o ar aprisionado entre elas funciona como isolante térmico ao mesmo tempo que a presença de zíperes no corta-vento e na camisa de bicicleta proporcionam um ajuste mais fino da temperatura.

Base
___Invista em uma camada de base que será vestida por baixo de todas as roupas. Para isso, existem base layers (roupa justa tipo segunda-pele) específicos para ciclismo de altíssima qualidade, feitas com tecidos que mantém o calor e expulsam a umidade. Porém, se a grana estiver curta, uma segunda pele feita de nylon resolve muito bem o problema. Lembre-se que, em ambos os casos, existem várias opções de espessura do tecido e presença ou não de manga. Escolha a que mais se adéqua ao seu pedal. Uma dica importante é evitar tecidos que fiquem ensopados ou que retenham o suor, já que ficar em contato com umidade fatalmente vai resfriar seu corpo.

Corta-vento
___Bicicletas movimentam-se em velocidade elevada. Por isso, mesmo que você use muitas roupas, existe a grande possibilidade de você perder calor para o ambiente se não estiver utilizando uma jaqueta ou um colete corta-vento.
___Além de serem leves e compactas, podendo ser colocadas no bolso de uma camiseta de ciclismo facilmente em caso de aumento de temperatura, o corta-vento faz um excelente trabalho de proteger seu corpo contra o frio. Neste caso, vale a pena investir em um modelo específico para bikes, já que ele terá a extensão correta nas costas e ainda contará com a ventilação adequada para evitar que você fique molhado de suor.


A cabeça
___A cabeça é uma das partes do corpo que mais perde calor para o ambiente. Por isso, mante-la aquecida é uma boa forma de evitar o frio. Neste caso, dependendo da temperatura e do seu corpo, você pode tentar um boné de ciclismo, um gorro ou até uma mesmo balaclava.
___Lembre-se de sempre optar pelo modelo mais compacto, já que é comum a temperatura subir durante o pedal, criando a necessidade de retirar camadas e carrega-las com você. Algumas pessoas ainda utilizam máscaras no rosto que ajudam a manter quente e úmido o ar que é respirado - algo extremamente útil para quem sofre de sinusite. Para alguns, proteger o pescoço é bastante importante. Bandanas como o EcoHead possuem múltiplas funções, são quentes, fáceis de lavar e de transportar - certamente um bom investimento.


Pernitos, manguitos, botinhas e luvas
___Luvas de dedo comprido, capas térmicas de sapatilha, manguitos e pernitos são excelentes para os mais friorentos, porém podem ser de mais para aqueles que não sofrem tanto com a baixa temperatura. Por isso, antes de investir em modelos importados mais caros que contam até com proteção para raios UV, convém comprar um modelo mais barato para testar.
___No caso das luvas, aposte nos modelos específicos para bicicletas, já que eles possuem a curvatura e o acolchoamento ideal para o pedal. Se você sente dores nos joelhos durante a pedalada, preste atenção para ver se elas não pioram no frio. Se este for o caso, vale a pena vestir um pernito mesmo que você sinta um pouco de calor a mais, já que preservar suas articulações é extremamente importante.


Organização da bike

___No inverno, é possível fazer algumas modificações na bike para enfrentar melhor a condição climática. Uma das dicas mais úteis é liberar espaço no bolso da camisa de ciclismo investindo em uma boa bolsa de selim ou em um porta-ferramentas que se encaixa no suporte de garrafinha. A baixa temperatura exige menos água e, em grande parte do tempo, é possível pedalar com uma garrafinha só.
___Com esta medida simples, é possível abrir espaço para transportar as roupas que você pode usar ou as que você tirou durante o pedal. Além disso, ganhamos espaço para um item que ganha muito importância no frio mas geralmente é negligenciado: a alimentação


Alimentação e hidratação
____No frio, além da energia gasta para pedalar, seu corpo vai gastar muitas calorias simplesmente para manter-se aquecido. Por isso, comer direito quando a temperatura cai é extremamente importante para evitar o temido "prego de fome". Quem já "quebrou" por falta de alimento em um dia frio sabe o como a situação é desagradável. Afinal, com a falta de força para pedalar, a queda da sua temperatura vai amplificar ainda mais o efeito do frio. Para piorar, as chances de você sofrer uma baixa no sistema imunológico aumentam muito com esta combinação.
___A alimentação costuma variar de atleta para atleta. Porém, como regra básica, recomenda-se ingerir algum alimento a cada meia hora de atividade se o pedal for mais longo do que duas horas e a intensidade for elevada. Além do costumeiro carbo-hidrato, alguns atletas se dão muito bem com castanhas e outras fontes de gorduras boas. Porém alimentação no pedal varia muito de pessoa para pessoa e devemos procurar um nutricionista capaz de criar um "cardápio" específico.
___No inverno você vai precisar de menos água do que no verão, porém isso não significa que você pode negligenciar sua ingestão de líquidos. Lembre-se que, com o tempo seco, você também vai perder água para o ambiente com certa facilidade. Por isso, lembre-se de ingerir ao menos uma garrafinha por hora de pedal. Um bom medidor é a cor da sua urina. Se ela estiver amarela de mais, aumentar a ingestão de líquidos é uma ótima pedida.

Aquecimento
___Antes de iniciar seu treino ou no começo de um pedal duro, lembre-se de aquecer bem o corpo inteiro, já que no frio as chances de causar uma lesão aumentam bastante. Existem inúmeros protocolos de aquecimento na internet, mas via de regra deve-se começar devagar e ir aumentando o giro e a potência até atingir uma intensidade moderada.
___Depois, aumente a rotação das pernas e faça alguns tiros curtos em alta RPM. Por último, com o corpo já quente, faça duas ou três acelerações em potência elevada para finalizar. O processo todo demora ao menos 20 minutos e pode ser ainda maior dependendo do seu caso. Lembre-se que alguns demoram mais para esquentar do que outros.


Evite o Suor
___Em um dia gelado, escalar uma montanha e sentir a temperatura do corpo aumentando pode parecer um alento. Porém, tome muito cuidado para evitar suar de mais. Na subida, vale a pena abrir o corta vento e baixar os manguitos mesmo que você sinta um pouco de frio, já que nada pior do que chegar no topo e descer com o corpo molhado.
___Completando a dica acima, recomendamos também o uso de roupas específicas para esporte, já que elas secam rapidamente e mantém a umidade longo do seu corpo. Mesmo assim, se estiver muito frio na descida, incline o corpo para frente e mantenha a posição mais aerodinâmica possível. Com isso, além de chegar mais rápido na base da montanha você ainda evita o fluxo de ar no peito, o que evita que sua temperatura caia de mais.


Na emergência

___Saiu para pedalar e calculou mal as roupas? Aposte no bom e velho jornal para manter o corpo aquecido. A ideia é colocar algumas páginas abertas por baixo da camiseta sobre o seu peito. Mais uma vez, cuidado para não suar.
-
Fonte: http://www.pedal.com.br/dicas-para-pedadalar-no-frio_texto10722.html

Giro D'Italia 2016 - 16a. Etapa: Alejandro Valverde vence 16.ª etapa e Kruijswijk reforça liderança

___O ciclista espanhol Alejandro Valverde venceu ao sprint a 16.ª etapa do Giro, batendo na montanha o holandês Steven Kruijswijk que, ainda assim, reforçou a liderança.
___Os dois ciclistas disputaram o sprint que consagrou o espanhol, impondo-se no fim dos 132 quilômetros, entre Bressanone e Brixen-Andalo, com a etapa terminada em alta montanha, com o tempo de 2h58m54s. O russo Ilnur Zakarin (Katusha), que completava o trio em fuga, chegou a oito segundos.
___Valverde, de 36 anos, ganhou pela primeira vez uma etapa no Giro, fruto do seu ataque a 17 quilômetros da linha de chegada, que levou Steven Kruijswijk na 'roda', ao qual se juntou depois o russo.
___O colombiano Esteban Chaves, segundo da geral, ainda conseguiu diminuir perdas maiores, mas, entre atrasos e bonificações, o tempo entre ele e Steven aumentou 48 segundos, estando agora a exatamente três minutos de Kruijswijk, que hoje resistiu a todos os ataques.
___O italiano Vincenzo Nibali (Astana), que tentou surpreender, perdeu 'gás' na parte final e chegou apenas em 11.º, a 1m47s.
___Com isso, perdeu o terceiro lugar do pódio, agora ocupado por Valverde, a 3m23s do líder, baixando para quarto, a 4m43s, com apenas sete segundos de vantagem para Zakarin.
___A 17.ª etapa disputa-se quarta-feira com 196 quilômetros entre Molveno e Cassano D'Adda, terminando com cinco quilômetros vocacionados para os 'sprinters'.
-

Stage 16 Results
ESP  1  VALVERDE BELMONTE, Alejandro (MOVISTAR)           2:58:54
NED  2  KRUIJSWIJK, Steven (LOTTO NL - JUMBO)             
RUS  3  ZAKARIN, Ilnur (KATUSHA)                          +     8
ITA  4  ULISSI, Diego (LAMPRE - MERIDA)                   +    37
LUX  5  JUNGELS, Bob (ETIXX - QUICK STEP)                 
GER  6  KNEES, Christian (SKY)                            +    38
RUS  7  FIRSANOV, Sergey (GAZPROM-RUSVELO)                
COL  8  CHAVES RUBIO, Johan Esteban (ORICA GreenEDGE)     +    42
POL  9  MAJKA, Rafal (TINKOFF)                            +    50
ITA  10 POZZOVIVO, Domenico (AG2R LA MONDIALE)            +  1:47
-
General Classification after Stage 16
NED  1  KRUIJSWIJK, Steven (LOTTO NL - JUMBO)           63:40:10
COL  2  CHAVES RUBIO, Johan Esteban (ORICA GreenEDGE)    +  3:00
ESP  3  VALVERDE BELMONTE, Alejandro (MOVISTAR)          +  3:23
ITA  4  NIBALI, Vincenzo (ASTANA)                        +  4:33
RUS  5  ZAKARIN, Ilnur (KATUSHA)                         +  4:50
POL  6  MAJKA, Rafal (TINKOFF)                           +  5:34
LUX  7  JUNGELS, Bob (ETIXX - QUICK STEP)                +  7:57
CRC  8  AMADOR BIKKAZAKOVA, Andrey (MOVISTAR)            +  8:53
ITA  9  POZZOVIVO, Domenico (AG2R LA MONDIALE)           + 10:05
BLR  10 SIUTSOU, Kanstantsin (DIMENSION DATA)            + 11:03
-
Fonte: http://www.ojogo.pt/modalidades/ciclismo/noticias/interior/valverde-vence-etapa-e-kruijswijk-reforca-lideranca-5191223.html




Estados Unidos revelam bicicleta high tech para o ciclismo de pista do Rio 2016

___A bicicleta, construída em parceria com a fabricante Felt, levou dois anos para ser concebida e finalizada. Segundo os fabricantes, a bicicleta leva em conta a aerodinâmica especifica de um velodromo. A bicicleta também possui a corrente no lado esquerdo e é assimétrica.
___Ainda de acordo com os fabricantes, essas mudanças devem tirar quatro segundos do tempo da Perseguição por Equipes feminina, que as norte-americanas venceram no último Mundial com o recorde de 4 minutos 16 segundos e 180 milésimos. Canadá, medalha de prata e Nova Zelândia, medalha de bronze, ficaram 4 segundos atrás das campeãs
___A Federação de Ciclismo dos Estados Unidos revelaram a bicicleta que será usada nas provas de pista dos Jogos de 2016.
-
Fonte:  http://www.surtoolimpico.com.br/2016/05/estados-unidos-revelam-bicicleta-high.html

Urban Riders Brasil anuncia o Retorno dos Mortos Vivos

___O site e produtora de eventos Urban Riders Brasil retorna com suas ações fazendo parte do maior encontro de bicicleta e suas respectivas culturas que o país realizará. O evento de freeride urbano ocorrerá no dia 28 de maio, na cidade de São Paulo (SP), das 9h às 15h, nas escadarias do Teatro Municipal.
___O “Retorno dos Mortos Vivos” será um encontro histórico que pretende reunir lendas e toda a cena “Old School” do esporte em conjunto com os novos bikers que surgiram nos últimos anos. A ação fará parte do Bicicultura Brasil, encontro nacional da bike realizado pela UCB (União dos Ciclistas do Brasil), que ocorrerá entre os dias 26 e 29 de maio na cidade de São Paulo.
___Álvaro Perazzoli, o “Robocop”, jornalista especializado no segmento e idealizador do Urban Riders Brasil, diz que o retorno dialoga com o encontro e principalmente com o momento delicado que o país se encontra.
“Eles falam sobre o aumento do uso das bicicletas em suas campanhas, mas não dão o real incentivo fiscal, isso sem contar os irmãos e irmãs que diariamente perdemos nessa selva urbana de rodovias e avenidas”.
“As poucas e precárias ciclovias conquistadas estão desabando e tendo a existência e expansão questionadas pelo sistema ‘carrocrata’. O Urban Assault é um soco no estômago de tudo isso e uma forma de reivindicarmos na prática o nosso espaço na sociedade como bikers”, declara “Robocop”.
___O Urban Assault é um esporte, um estilo de vida e uma forma de olhar a cidade com por outra perspectiva através da exploração do espaço urbano de uma forma alternativa com uma bike. Escadarias, becos, praças, bancos, lixeiras, obstáculos e lugares inimagináveis, geralmente ociosos, são os locais ideais e preferidos para a prática.
___Geralmente é praticado com bicicletas de freeride e dirt jump aro 26” rígidas ou full suspension. Porém os organizadores informam que o Urban nasceu como uma grande família e a bicicleta e a forma na qual as pessoas andam é um mero detalhe.
 “O que vale para nós é a diversão e a coletividade. Todo o tipo de bike e biker são bem vindos”, diz robocop
___Os eventos, que começaram a serem oficialmente realizados no ano 2002 , ficaram conhecidos pela forma autogestiva, caricata e incomum que eram divulgados e cartazes politicamente incorretos, questionadores, sarcásticos, uma cebola como símbolo, um biker vestido de coelho como mascote e eventos com pilotos com as mais estranhas fantasias “aloprando” pelas ruas foram ações que marcaram a época e caracterizaram uma geração.
“Nós nunca organizamos eventos, muito pelo contrário, a nossa idéia sempre foi nos reunirmos para desorganizar. Essa é e sempre será a nossa filosofia”, finaliza Álvaro
Urban Riders Brasil___Projeto idealizado no ano 2000 e que contribuiu significativamente para a difusão do ciclismo extremo urbano no Brasil. Os eventos reuniram um grande número de praticantes em todo país. “Urban da Páscoa” e “Assalto das Crianças” foram eventos que se tornaram tradicionais na época e chegaram a serem realizados simultaneamente em 14 cidades brasileiras.
___As ações tiveram repercussão mundial e foram divulgadas em diversos veículos especializados e de comunicação em massa, como Rede Globo, Rede Record, Rede TV, Sport TV, ESPN Brasil e nas mídias especializadas do segmento.

Quando: 28 de maio, das 9h às 15h
Onde: Escadaria do Teatro Municipal, São Paulo (SP)
Como: De bicicleta, preferencialmente de ciclismo extremo.
O que levar: Capacete, luvas, ferramentas, documento e câmera de ar reserva
Confirmação de participação: www.facebook.com/events/1796030783961328

Mais informações em
www.urbanriders.com.br
Facebook: facebook.com/urbanridersbrasil
-
Fonte: http://www.pedal.com.br/urban-riders-brasil-anuncia-o-retorno-dos-mortos-vivos_texto10768.html

Giro D'Italia - Curiosidade: 'Rei da Lama', vencedor do 1º Giro pedalava 100km por dia para trabalhar como pedreiro

Luigi Ganna (centro) passou por muitos desafios para competir no ciclismo
___O esporte é repleto de grandes histórias, e o ciclismo não foge a essa regra. E uma das mais fantásticas e inspiradoras é a de Luigi Ganna, vencedor da primeira edição da história do Giro d'Itália. A trajetória do ciclista é realmente incrível, passando da pobreza para o sucesso no esporte e posteriormente na vida como empresário.
___Nascido em 1º de dezembro de 1883, na cidade de Varese, cresceu em uma família pobre e precisou lutar muito para conseguir ingressar no ciclismo. Desde pequeno, precisou trabalhar para ajudar no sustento de sua família, dada as precárias condições de vida de seus familiares.
___Muito jovem, começou no ramo da construção civil, e depois partiu para trabalhar como pedreiro na cidade de Milão. E o mais impressionante está nas condições que Ganna ia trabalhar. Todos os dias, pedalava 100 km saindo de Induno Olona para Milão, em uma batalha diária para chegar ao local.
___Foi então que surgiu o ciclismo na sua vida. Ganna começou a disputar competições amadoras e a se destacar. E o mais impressionante: competia e trabalhava com a mesma bicicleta. No ano de 1905, convenceu-se de que poderia se dar bem na modalidade e largou o trabalho como pedreiro para se dedicar à modalidade.
Luigi Ganna tinha o apelido de 'Rei da Lama'
___Sua estreia aconteceu no Giro di Lombardia daquele ano. Sem uma bicicleta tão sofisticada quanto a de seus adversários, conseguiu teminar a prova na terceira colocação, chamando a atenção de todos, inclusive de Edoardo Bianchi, dono de uma equipe que o convidou para integrar sua equipe. Com o salário de 200 liras por mês (moeda italiana à época), aceitou na hora.
___Nos anos seguintes, ao lado de Eberhard Pavesi e Carlo Galetti, dois grandes ciclistas da época, formou um trio que era conhecido como os "Três Mosqueteiros". Continuou com seus bons resultados com um quinto lugar no Tour de France, um vice no Giro di Lombardia e no Milão-San Remo em 1906. No ano anterior, havia ganho a prova.
___Seus resultados nas provas inclusive lhe renderam um apelido curioso: "Rei da Lama". Explica-se: quando competia, destacava-se pela extraordinária resistência às condições climáticas adversas como chuva, frio e terrenos com lama.
___A glória máxima veio no ano de 1909, quando tornou-se o primeiro vencedor do Giro d'Itália, hoje em dia tida como a segunda maior competição de ciclismo do planeta.
___A partir do ano de 1912, Luigi, além das corridas, começou a se dedicar a outras atividades, desta vez relacionadas com a confecção de bicicletas. Começou a produzi-las inicialmente para uso pessoal, mas depois expandiu e começou a fazê-las em pequenas séries.
___Em 1914, começou a decadência em sua carreira com um desempenho desastroso no Giro d'Itália. Ganna já estava convencido de que precisava se aposentar das corridas, e foi o que fez. Abandonou as pistas e passou a dedicar-se à sua empresa, e chegou até a fundar um time de futebol.
___A partir do ano de 1923 sua empresa começou a crescer de forma expressiva, chegando a produzir inclusive motocicletas. O sucesso fez com que Ganna se tornasse um dos empresários mais respeitados na Itália e sua companhia ciclística fosse respeitada a nível internacional.
___Faleceu no ano de 1957 e deixou o comando dos negócios para seu filho Tino. Como homenagem, o velódromo na cidade de Varese, localizado dentro do Stadio Franco Ossola, foi batizado com seu nome.
-
Fonte: http://espn.uol.com.br/noticia/599665_rei-da-lama-vencedor-do-1-giro-pedalava-100km-por-dia-para-trabalhar-como-pedreiro

Nino Schurter e Annika Langvad vencem a segunda na Copa do Mundo de Mountain Bike 2016

___A cidade alemã de Albstadt recebeu neste domingo a segunda etapa da Copa do Mundo de Ciclismo Mountain Bike 2016. No masculino o suíço Nino Schurter prossegue com a freguesia para cima do francês Julien Absalon, enquanto no feminino a dinamarquesa Annika Langvag vai entrando no hall de favoritas para as Olimpíadas.
___ Na disputa masculina Schurter e Absalon se marcaram durante toda a prova, deixando a decisão para o sprint final. Na arrancada decisiva, melhor para o suíço, que cruzou a linha de chegada na primeira posição com o tempo de 1h28m38s. Absalon ficou em segundo, com o mesmo tempo.
___ Desde 2013 foram disputadas 21 etapas de Copa do Mundo de Mountain Bike. Em nove delas a primeira posição foi de Schurter com Absalon em segundo.
___O bronze da etapa ficou com outro francês, Maxime Marotte.

___No feminino a dinamarquesa Annika Langvad assumiu a liderança logo o início e foi assim até o final. Langvad cruzou a linha de chegada com o tempo de 1:33:03, contra 1:34:28 da sueca Jenny Rissveds, segunda colocada. A canadense Catharine Pendrel ficou na terceira posição, após passar a maior parte da prova na segunda colocação, mas cair de rendimento na volta final.
___ próxima etapa da Copa do Mundo ocorre nos dias 28 e 29 de maio, em La Bresse, na França.
-
Fonte:  http://www.surtoolimpico.com.br/2016/05/nino-schurter-e-annika-langvad-vencem.html

Francisco Chamorro e Cristiane da Silva vencem o 10o. Granfondo do Brasil de Ciclismo

___Francisco Chamorro e Cristiane da Silva, ambos da Funvic Soul Cycles Carrefour, de São José dos Campos, foram os campeões da Granfondo do Brasil de Ciclismo - 10ª edição, realizado na manhã deste domingo (22), em Ubatuba, no Litoral Norte paulista.
___Chamorro, argentino radicado no Brasil, completou os 97 km de percurso, entre Ubatuba e a divisa com o Rio de Janeiro, com o tempo de 2h30min54seg079, seguido bem de perto por Bruno Tabañez, da equipe de Osasco, que marcou 2h30min54seg330. Otávio Bugarelli, também da Funvic Soul Cycles Carrefour, ficou com o terceiro lugar, com 2h30min56seg787.
___No feminino, Cristiane venceu com sobras neste domingo. Ela marcou o tempo de 2h29min23seg063, enquanto a segunda colocada, Tâmara Vilela, da Cycle Cousins - MPR, completou em 2h47min37seg298. Adriana Logo, de Osasco, ficou com a terceira colocação, em 2h56min26seg120. Ao todo, a competição teve cerca de 350 inscritos em seu retorno a Ubatuba.
___Depois de muita chuva nos dias antecedentes, o domingo teve Sol em Ubatuba para a realização do Granfondo do Brasil de Ciclismo - 10ª etapa. Uma das mais tradicionais provas de fundo do pais, ela voltou ao Litoral Norte paulista depois de um ano de ausência. E o retorno não poderia ter sido melhor, com mais uma edição emocionante e de alto nível técnico.
"Foi um grande retorno. A data foi perfeita e pretendemos repetir no ano que vem. Agradecemos o apoio da Prefeitura de Ubatuba, aos ciclistas e suas famílias, que proporcionaram uma grande festa do esporte. Parabéns aos vencedores e a todos os participantes, que entenderam o espírito da competição", destacou Marcos Mazzaron, da MZ2 Eventos, responsável pela realização do evento.
___Na disputa do masculino, Chamorro, Tabañez e Bulgarelli conseguiram escapar do pelotão nos quilômetros finais. No sprint, Chamorro acabou levando vantagem e superando seus adversários numa briga muito acirrada e bonita. O campeão destacou seu apreço pelo evento.
"Trata-se de uma prova muito legal, que tem de ter todo o ano. Ela incentiva os amadores e isso fortalece o esporte", destacou Francisco Chamorro. "Foi uma prova muito boa e bem feita, como todas que têm a mão do Marcos Mazzaron. Foi muito legal vencer aqui", completou.
 
___Já no feminino, Cristiane fez uma prova tranqüila e pode comemorar seu primeiro titulo no Granfondo.
"Fui duas vezes vice e agora consegui vencer, felizmente. É uma prova incrível, desafiadora, seletiva e que faço questão de participar. Como passista, quero sempre percursos com subidas e descidas, como este. Foi um final de semana perfeito", declarou ciclista de Ilha Solteira (SP).
-
Fonte: http://www.webventure.com.br/h/blogs/blog-do-sampa-bikers/post/francisco-chamorro-e-cristiane-da-silva-vencem-o-10o-granfondo-do-brasil-de-ciclismoubatuba/10564

Jogo oficial do Tour de France 2016 será lançado em junho para PC, XBox One e PS4.

___Os amantes do ciclismo terão a oportunidade de vestir a camisa da sua equipe favorita e competir no Tour como ciclistas nas edições para consoles, ou desfrutar da prova como diretores esportivos na edição para PC.
___No PC, cada jogador será o diretor esportivo de uma equipe de ciclistas profissionais, com a qual terá a oportunidade de jogar a temporada 2016 que chega com novas funcionalidades e mais de 200 provas (550 etapas), incluindo o famoso Tour de France 2016 e La Vuelta. Cabe ao jogador coordenar todos os aspectos da vida de uma equipe: recrutamento, contratos com ciclistas e patrocinadores, gestão de pessoal, formação e manuseamento do calendário de corridas… além de tomar decisões importantes em tempo real durante cada etapa. Será possível jogar sozinho ou desafiar jogadores de todo o mundo num modo online multiplayer totalmente repensado (criar competições, corridas, regras, eventos co-op…).
___Nesta nova edição, o modo Ciclista Pro, que permite jogar como um jovem ciclista quem tenta chegar ao topo do ciclismo mundial, está de volta com mais interações entre o jogador e os seus companheiros e diretor da equipe. O modo de Carreira proporciona um desafio mais intenso graças a um novo sistema de objetivos e patrocinadores. A edição 2016 é mais realista graças às suas melhorias gráficas, novos cenários, interface mais simples, melhor transmissão de informação, e uma inteligência artificial mais avançada que leva em maior consideração as capacidades fisiológicas dos ciclistas e também melhora a forma e comportamentos durante possíveis rupturas. Finalmente, o jogador poderá partilhar conteúdos com a comunidade através do Steam Workshop, e renovar constantemente a sua experiência de jogo.
___No Tour de France 2016 para as consoles, os maiores campeões procuram vestir a camisa amarela nas 21 etapas do Tour de 2016, e em outras grandes competições, como o Criterium Internacional ou o Dauphiné. O jogador vai guiar o seu ciclista no coração da corrida, com o qual terá de atacar, sprintar, contra-atacar, escolher a melhor trajetória e tomar as melhores decisões táticas. O jogador poderá partir para a estrada sozinho, ou desafiar os seus amigos online ou jogar em modo cooperativo na mesma tela .
___Este ano, a experiência oferece etapas mais realistas graças a gráficos melhorados que trazem uma nova rota que verá o jogador passar pelo Mont Saint-Michel, Mont Ventoux e pelo grande final nos Champs Elysées. O modo Challenge agora é multiplayer, enquanto o Team Pro, onde o jogador constrói a sua equipe ao longo de várias temporadas, beneficia de muitas melhorias e de um novo sistema de patrocinadores e objetivos. Finalmente, os amantes do Sprint agora podem “jogar suas bicicletas” e ganhar preciosos centímetros, a fim de serem os primeiros a cruzar a linha de meta.
-
Fonte: http://games.leak.pt/05/2016/playstation/jogos-oficiais-do-tour-de-france-2016-sao-revelados/

Brasil conquista um ouro na etapa de Ostend da Copa do Mundo de Ciclismo Paralímpico

___O brasileiro Lauro Chaman pedalou forte na sexta-feira (20) para conquistar a medalha de ouro na prova contrarrelógio válida pela segunda etapa da Copa do Mundo que está sendo disputada na cidade de Ostend, na Belgica. A medalha de prata ficou com o italiano Andrea Tarlão e o bronze com o holandês Daniel Abraham.
“É muito importante e motivador conseguir alcançar um resultado dessa expressão em um período pré-olímpico. Isso demonstra que o trabalho que foi realizado está no caminho certo. No domingo ainda teremos a prova de resistência e vamos lutar para colocar o Brasil mais uma vez no pódio”, declarou Lauro Chaman.
___Lauro compete pela categoria MC5 e completou o percurso de 16,7 quilômetros com 34min28s41. A seleção ainda comemorou o oitavo lugar de Soelito Gohr na mesma categoria (37min23s20) e o sétimo lugar de Jady Malavazzi na categoria WH3 (Handbike), que teve como campeã a italiana Francesca Porcellato.
___No sábado, a paraciclista Jady Malavazzi finalizou a sua prova da categoria Handbike WH3 na quarta colocação com 1h26min18s. A vitória ficou com a italiana Francesca Porcellato, seguida pela polonesa Renata Kaluza e a britânica Karen Darke.
“O resultado é muito positivo e comprova o sucesso de todo o trabalho que venho realizando nos meus treinamentos. Acredito que a evolução nos últimos meses foi muito positiva e estou contente por ter chegado tão próxima de uma medalha”, declarou Jady.
-

Giro D'Italia 2016 - 15a Etapa: Foliforov vence e Holandês segue na ponta

___Neste domingo, o russo Alexander Foliforov venceu a 15ª etapa do Giro, neste domingo. A prova de 10,8 km de percurso e cheia de inclinações, entre Castelrotto e Alpe di Siusi, foi completada pelo ciclista com 28min39s de tempo total.
___Junto com o russo, chegou o holandês Steven Krujiswijk. Mais líder do que nunca, o atual detentor da camisa rosa marcou o mesmo tempo, e aumentou sua vantagem sobre os demais adversários na luta pelo título, de 60h41min22s.
___Esteban Chaves, que venceu a 14ª etapa, chegou na sexta colocação, com 29min19s. O colombiano segue na cola do holandês, e está na segunda posição geral, com 60h43min34s. O italiano Vincenzo Nibali completa o top 3, com 60h44min13s
___A etapa 16 da Volta das Itália será realizada nesta terça-feira, 24 de maio tem seu percurso entre Bressanone e Brixen-Andalo, e terá 132km de distância a ser percorrida, com o terreno alternado entre descidas e subidas.
-
Stage 15 Results
RUS  1  FOLIFOROV, Alexander (GAZPROM-RUSVELO)             28:39
NED  2  KRUIJSWIJK, Steven (LOTTO NL - JUMBO)              
ESP  3  VALVERDE BELMONTE, Alejandro (MOVISTAR)            +   23
RUS  4  FIRSANOV, Sergey (GAZPROM-RUSVELO)                 +   30
ITA  5  SCARPONI, Michele (ASTANA)                         +   36
COL  6  CHAVES RUBIO, Johan Esteban (ORICA GreenEDGE)      +   40
RUS  7  ZAKARIN, Ilnur (KATUSHA)                           +   47
USA  8  DOMBROWSKI, Joseph Lloyd (CANNONDALE)              +   52
LUX  9  JUNGELS, Bob (ETIXX - QUICK STEP)                  + 1:04
POL  10 MAJKA, Rafal (TINKOFF)                             + 1:09
 
General Classification after Stage 15
NED  1  KRUIJSWIJK, Steven (LOTTO NL - JUMBO)             60:41:22
COL  2  CHAVES RUBIO, Johan Esteban (ORICA GreenEDGE)      +  2:12
ITA  3  NIBALI, Vincenzo (ASTANA)                          +  2:51
ESP  4  VALVERDE BELMONTE, Alejandro (MOVISTAR)            +  3:29
POL  5  MAJKA, Rafal (TINKOFF)                             +  4:38
RUS  6  ZAKARIN, Ilnur (KATUSHA)                           +  4:40
CRC  7  AMADOR BIKKAZAKOVA, Andrey (MOVISTAR)              +  5:27
LUX  8  JUNGELS, Bob (ETIXX - QUICK STEP)                  +  7:14
BLR  9  SIUTSOU, Kanstantsin (DIMENSION DATA)              +  7:37
DEN  10 FUGLSANG, Jakob (ASTANA)                           +  7:55 

Brasil ganha bronze na prova de Estrada feminina do Pan-Americano de Ciclismo

___O céu nublado e a temperatura média de 26 graus propiciaram um clima favorável para uma boa corrida no circuito montado em San Cristóbal. Na elite feminina, a seleção brasileira, formada por Flavia Cardoso, Camila Coelho, Daniela Lionço e as irmãs Clemilda e Janildes Fernandes executou um excelente trabalho em equipe desde o começo do percurso de 86,4km, sempre com alguma ciclista no pelotão dianteiro e não deixando as adversárias abrirem vantagem.
___Nos últimos quilômetros, Flávia e Daniela saíram em fuga junto com outras 12 atletas, a disputa foi intensa e a decisão ficou para a linha de chegada. A seleção cubana garantiu os dois primeiros lugares do pódio, com Irailda Garcia em primeiro e Arlenis Sierra em segundo. Flávia cruzou em terceiro à apenas um segundo das cubanas (2h38min27) e Daniela acabou na 10ª colocação (2h38min49).
“A prova foi intensa desde o princípio. Todos os países alinharam focados em conquistar pontos para a classificação olímpica e isso elevou bastante o nível. No final saímos eu e a Daniela na fuga principal e conseguimos fazer um bom trabalho terminando com o bronze para o Brasil. Estou muito feliz em poder colocar o Brasil no pódio”, comemorou Flávia.
___No sábado (21), a ciclista Flavia Oliveira faturou a medalha de bronze na prova de Estrada feminina do Campeonato Pan-Americano de Ciclismo de Estrada, que está sendo realizado em Tachira (VEN).
-
Fonte: http://www.surtoolimpico.com.br/2016/05/brasil-ganha-bronze-na-prova-de-estrada.html

Giro D'Italia 2016 - 13a Etapa: Costa-riquenho Amador e sobe à liderança e Nieve Vence

___O costa-riquenho Andrey Amador (Movistar) subiu esta sexta-feira à liderança do Giro D'Italia, após a 13ª etapa, entre Palmanova e Cividale del Friuli, vencida pelo espanhol Mikel Nieve (Sky).
Nieve concluiu os 170 quilômetros da etapa em 4h31m49s, deixando o italiano Giovanni Visconti (Movistar), a 43 segundos. Vincenzo Nibali (Astana) foi terceiro, ao encabeçar o grupo de favoritos, que cruzou alinha de chegada 1m17s depois.
___Amador lidera a classificação geral, com 26 segundos de vantagem sobre o luxemburguês Bob Jungels (Etixx-QuickStep), que não foi além do 17º posto na etapa, a 2m07s de Nieve.
Amanhã (sábado), o pelotão vai enfrentar os 210 quilômetros da 14ª etapa, entre Alpago e Corvara.
-
Stage 13 Results
ESP  1  NIEVE ITURALDE, Mikel (SKY)                       4:31:49
ITA  2  VISCONTI, Giovanni (MOVISTAR)                     +    43
ITA  3  NIBALI, Vincenzo (ASTANA)                         +  1:17
ESP  4  VALVERDE BELMONTE, Alejandro (MOVISTAR)           
POL  5  MAJKA, Rafal (TINKOFF)                            
AUT  6  DENIFL, Stefan (IAM CYCLING)                      
NED  7  KRUIJSWIJK, Steven (LOTTO NL - JUMBO)             
COL  8  URAN URAN, Rigoberto (CANNONDALE)                 
ITA  9  MONTAGUTI, Matteo (AG2R LA MONDIALE)              
ITA  10 POZZOVIVO, Domenico (AG2R LA MONDIALE) 
-
General Classification after Stage 13
CRC  1  AMADOR BIKKAZAKOVA, Andrey (MOVISTAR)           54:05:50
LUX  2  JUNGELS, Bob (ETIXX - QUICK STEP)                 +   26
ITA  3  NIBALI, Vincenzo (ASTANA)                         +   41
ESP  4  VALVERDE BELMONTE, Alejandro (MOVISTAR)           +   43
NED  5  KRUIJSWIJK, Steven (LOTTO NL - JUMBO)           
POL  6  MAJKA, Rafal (TINKOFF)                            + 1:37
RUS  7  ZAKARIN, Ilnur (KATUSHA)                          + 2:01
COL  8  CHAVES RUBIO, Johan Esteban (ORICA GreenEDGE)     + 2:19
COL  9  URAN URAN, Rigoberto (CANNONDALE)                 + 2:48
DEN  10 FUGLSANG, Jakob (ASTANA)                          + 3:15
-
Fonte: http://desporto.sapo.pt/ciclismo/artigo/2016/05/20/amador-sobe-a-lideranca-apos-triunfo-de-nieve

Antigo Campeão do Tour de France elogia L’Étape Brasil

___A primeira edição do L’Étape Brasil by Le Tour não fez sucesso apenas dentre os cerca de 1.600 ciclistas que encararam a prova em outubro do ano passado. A versão brasileira da mais famosa prova amadora de ciclismo de estrada do mundo também encheu os olhos do espanhol Pedro de Delgado, campeão do Tour de France de 1998, que disse ter ficado impressionado com o desafio do trajeto e elogiou a estrutura da prova.
“Eu já recomendei a prova para alguns amigos na Espanha, mas eu também falei para que treinem duro porque o percurso é realmente desafiador. O nível dos atletas me surpreendeu, assim como a organização. O evento está à altura dos melhores eventos de ciclismo da Europa”, elogiou o espanhol, que foi embaixador da prova brasileira em 2015.
___Quem também ficou empolgado com a estreia do L’Étape Brasil foi Edouard Cassignol, diretor de Mass Events da ASO (Amaury Sports Organization), empresa que organiza o Tour de France e o L’Étape pela Europa.
“Se estivermos aptos a organizar eventos de qualidade como o L’Étape Brasil, estou convencido que aí existe um potencial muito significante de negócios não só no ciclismo mas também em outras modalidades”, afirmou.
“Todos os ciclistas e corredores querem participar de uma corrida bem organizada, mas eles demandam mais que isso. Eles querem ser parte de uma verdadeira experiência antes, durante e depois da prova. Nós temos o compromisso de acompanhar cada um e todos os participantes em sua preparação para o evento, começando no dia em que ele realiza sua inscrição até o momento em que ele cruza a linha de chegada”, completou o diretor da ASO.
___A segunda edição do L’Étape Brasil by Le Tour de France ocorre este ano entre os dias 16 e 18 de setembro, e terá como novidade a possibilidade dos ciclistas optarem por fazer meio percurso. As inscrições do 2º lote já estão abertas e podem ser realizadas pelo site do evento ou pela página do L’Étape Brasil no Facebook .
-
Fonte: https://prologo.ativo.com/noticias/campeao-do-tour-elogia-letape-brasil/

Giro D'Italia 2016 - 13a. Etapa - Transmissão AO VIVO

___Bom dia a todos os ciclistas.
___Já estamos AO VIVO com a transmissão da 13a. Etapa do Giro D'Italia 2016
___Percurso: Palmanova à Cividale del Friuli - 170km-
___Para assistir acessem: www.mazobikers.com.br

Equipe Tartaruga's DH participa do Sul Brasileiro de DownHill neste final de semana.

___A Equipe Tartaruga's DH  da cidade de Jaguariaíva - PR estará indo este final de semana participar da COPA SUL BRASILEIRO DE DOWNHILL na cidade de Ibirama-SC, sendo esta representada pelos atletas Anderson de Barros Soares (DECO) e Marcos Varenhold.
 ___A competição, válida como a quarta etapa do Campeonato Catarinense e vale pontos para o  Ranking Pacional, será realizada em Ibirama, Santa Catarina, no Morro da antiga República Dalbérgia.
___Atletas de Santa Catarina, Paraná e outras partes do pais estarão participando do evento.
-
Palavras do Atleta Anderson de Barros (DECO):
"Agradeço imensamente à quem fez essa viagem tornar possível, são eles: Fábio Henning (TSG Serviços), Dr. Leonardo Muniz, Nelci Fonseca Cursino, Engenheiro Jáder (Energy Construções Elétricas), Essa corrida dedico especialmente à essas pessoas quais não mediram esforços para ajudar-me. EEE VAMOS DAAALHE, agradeço também à meu pai, minha mãe, meu irmão, toda minha equipe, qual será representada esta etapa por mim e Marcos Varenhold, também à todos aqueles que torcem por mim. Energia positiva galera, vamos que vamos. Boa prova para todos os pilotos e vamos fazer o que mais amamos, MUITO DH!!!!"
TSGServiços / YamaBike / Dr.LeonardoMuniz / Nelci F. Cursino / Jáder Energy / MudBike / TartarugasDHRacing / Deco199

Vamos torcer para que os atletas da Equipe Tartaruga's DH que representam a cidade Jaguariaíva e Região conquistem o lugar mais alto do pódio!!! Força Amigos!!!

Festival Brasil Ride 2016 - Evento lota Botucatu e promete movimentar 7 milhões de reais

___Como nas últimas edições do Festival Brasil Ride Botucatu, a rotina dos moradores da região da Cuesta Paulista será alterada com a realização do maior evento de esportes outdoor do Brasil. Praticantes de ciclismo, estrada e MTB, e de corrida de montanha, das mais diferentes partes do País, estarão em Botucatu entre 26 e 29 de maio, gerando mais uma vez alto impacto econômico ao município e às demais cidades vizinhas. Após ter no último ano 4.200 participantes, recebendo assim um total de 9.000 pessoas e um valor estimado de mais de 6 milhões em receita, a organização do Festival Brasil Ride prevê o aumento dos números em 2016.
"Faltando menos de duas semanas para a quarta edição do Festival Brasil Ride Botucatu, estimamos que neste ano poderemos chegar à marca de 5.000 inscritos no maior evento de esportes outdoor do País. Desta forma, com um aumento variando entre 15% a 20% no número de participantes, o impacto econômico que atingimos ano passado, ao calcular os valores gastos pelos atletas e seus familiares em hospedagem, alimentação e combustível, também deve subir nesta mesma proporção e chegar próximo a 7 milhões de reais", define Mario Roma, fundador da Brasil Ride.
 ___Como em 2015, a rede de hotelaria de Botucatu estará 100% lotada durante os quatro dias da competição, entre quinta-feira e domingo. A cerca de um mês do evento, a maior parte dos hotéis e pousadas da cidade já estavam sem vagas disponíveis, cabendo aos ciclistas mais atrasados buscarem hospedagem em cidades vizinhas. "O impacto econômico para a cidade é muito grande. E não apenas para Botucatu, mas para toda a nossa região. O Festival Brasil Ride Botucatu consegue expandir as fronteiras da cidade", conta o secretário de Esportes, Lazer e Turismo de Botucatu, Antonio Carlos Pereira.
"Com relação à hospedagem, desde o começo de maio a região não tem mais vagas disponíveis para a semana do evento, para abrigar atletas e seus familiares", revela Pereira. "Não dá para negar que a cidade ganhou muito com a vinda do Festival Brasil Ride para cá. Vários empreendimentos já foram construídos após a vinda de eventos como este, como restaurantes rurais, que recebem nos finais de semana de 300 a 400 pessoas para comer aquela comida típica da região", complementa o secretário.
___Contando com a realização da Prefeitura de Botucatu em parceria com Ministério do Esporte, o Festival teve sua origem no mountain bike, após as primeiras edições da ultramaratona Brasil Ride, na Bahia. E, quem também ganhou com isso, foram os donos de bicicletárias. "Se perguntar para os donos das bike shops, era tudo que eles queriam ter um evento do gênero na cidade. Tivemos sem dúvida um boom de praticantes nos últimos anos", avalia Antonio Carlos Pereira, que completa:
"O moradores começaram a comprar muitas bicicletas e o cidadão de Botucatu e da região começou a ver que o ato de pedalar ia mais além de uma atividade física saudável, mas também um estilo de vida. De segunda a segunda as pessoas pedalam pelas estradas e trilhas locais. Começa com um casal, depois mais amigos vão se juntando e em seguida formam-se grandes grupos de pedal. Há uma infinidade de gente pedalando na região da Cuesta Paulista. E tudo isso é graças ao movimento do Festival Brasil Ride Botucatu", finaliza.

Inscrições - Os interessados em participar da quarta edição do Festival Brasil Ride Botucatu devem acessar o endereço - http://www.romasportsmkt.com.br/ - onde há a programação completa do evento. Cada uma das atividades, sejam as provas de bike ou corrida de montanha, têm um link individual com os dizeres "Clique aqui e inscreva-se!" para que realize-se a inscrição.

Programação do Festival:
Dia 26 (quinta-feira)
9h - Largada Road Brasil Ride
15h - Largada Warm Up Brasil Ride Pró - Dia 1

Dia 27 (sexta-feira) 10h - Largada Warm Up Brasil Ride Pró - Dia 2
16h - Início do Ciclo de Palestras

Dia 28 (sábado) 8h - Largada Warm Up Brasil Ride Pró - Dia 3
10h - Largada Warm Up Brasil Ride Sport
10h - Inscrição Corrida Kids Bike
11h - Largada Corrida Kids Bike

Dia 29 (domingo)8h30 - Início do Passeio Ciclístico
9h - Trail Run Brasil Ride Pró
10h - Trail Run Brasil Ride Sport

Mais informações:
Site: www.http://romasportsmkt.com.br/warmup/botucatuMTBXCM/
Fan page: www.facebook.com/BRASILRIDE?fref=ts
Twitter: twitter.com/brasil_ride
Instagram: @brasilride

-
Fonte: http://www.pedal.com.br/festival-brasil-ride-2016-prova-lota-botucatu-e-promete-movimentar-r-7-milhoes_texto10756.html

Giro D'Italia 2016: 12a Etapa - André Greipel ganha etapa pela terceira vez

___O alemão André Greipel (Lotto Soudal) conquistou hoje a sua terceira vitória em etapas do Giro 2016, na 12.ª tirada, que não causou alterações na classificação geral liderada por Bob Jungels (Etixx-QuickStep).
___Greipel foi, outra vez, o mais forte no ‘sprint’ final, no percurso de 182 quilômetros entre Noale e Bibione, batendo o australiano Caleb Ewan (Orica-GreenEdge) e o italiano Giacomo Nizzolo (Trek-Segafredo).
___Bob Jungels (Etixx-QuickStep) manteve a camisa rosa e as diferenças para os seus perseguidores na geral, ambos da Movistar: o costa-riquenho Andrey Amador é segundo a 24 segundos e o espanhol Alejandro Valverde é terceiro, a 01m07s.
___Na sexta-feira, os trecho de montanha vão marcar a 13.ª etapa, que vai percorrer 170 quilômetros entre Palmanova e Cividale del Friuli.
-
Stage 12 Results
GER  1  GREIPEL, André (LOTTO SOUDAL)         4:16:00
AUS  2  EWAN, Caleb (ORICA GreenEDGE)         
ITA  3  NIZZOLO, Giacomo (TREK - SEGAFREDO)   
ITA  4  MODOLO, Sacha (LAMPRE - MERIDA)       
RUS  5  PORSEV, Alexander (KATUSHA)           
NED  6  HOFLAND, Moreno (LOTTO NL - JUMBO)    
RUS  7  SAVITSKIY, Ivan (GAZPROM-RUSVELO)     
AUS  8  HAUSSLER, Heinrich (IAM CYCLING)      
GER  9  ZABEL, Rick (BMC RACING)              
ITA  10 COLBRELLI, Sonny (BARDIANI CSF)
- 
General Classification after Stage 12
LUX  1  JUNGELS, Bob (ETIXX - QUICK STEP)               49:32:20
CRC  2  AMADOR BIKKAZAKOVA, Andrey (MOVISTAR)             +   24
ESP  3  VALVERDE BELMONTE, Alejandro (MOVISTAR)           + 1:07
NED  4  KRUIJSWIJK, Steven (LOTTO NL - JUMBO)           
ITA  5  NIBALI, Vincenzo (ASTANA)                         + 1:09
POL  6  MAJKA, Rafal (TINKOFF)                            + 2:01
RUS  7  ZAKARIN, Ilnur (KATUSHA)                          + 2:25
COL  8  CHAVES RUBIO, Johan Esteban (ORICA GreenEDGE)     + 2:43
ITA  9  BRAMBILLA, Gianluca (ETIXX - QUICK STEP)          + 2:45
ITA  10 ULISSI, Diego (LAMPRE - MERIDA)                   + 2:47 
-
Fonte: http://desporto.sapo.pt/ciclismo/artigo/2016/05/19/andre-greipel-ganha-etapa-pela-terceira-vez

Tour do Rio é adidado por falta de patrocínio

___O Tour do Rio, competição internacional de ciclismo, que aconteceria entre os dias 18 a 22 de maio foi adiado por falta de recursos e apoio para a realização da prova.
___A crise política e econômica que atinge todo o país afeta também o esporte, ironicamente, no ano em que o Rio de Janeiro sedia as Olimpíadas. A falta de patrocínio das empresas privadas e, principalmente, do apoio do Governo, obrigou o Instituto Faça, responsável pela organização do Tour do Rio, a adiar a data da prova enquanto tenta captar verbas para realizá-lo entre os dias 13 a 17 de julho.
___Dos três patrocinadores que apoiaram a competição em 2015, apenas um manteve o patrocínio em função da crise para promover o evento com a qualidade e segurança necessárias. A fragilidade das políticas públicas no Brasil também contribuiu para o adiamento: há três anos, o Instituto Faça tenta firmar um convênio com o Ministério do Esporte, o Governo do Estado e a Prefeitura do Rio de Janeiro, mas, apesar do Tour do Rio já ser aprovado pela Lei Federal de Incentivo ao Esporte, e ter, portanto, o aval do poder público, o acordo não se concretiza.
___Em 2015, o Tour do Rio reuniu cerca de 500 pessoas, entre atletas, mecânicos, técnicos, batedores e pessoal de apoio, e contou com a participação de 6 equipes internacionais e 9 nacionais, passando por 25 cidades e totalizando 797 km até cruzar a divisa com Minas Gerais. Segundo a diretora do Instituto Faça, Luisa Jucá, com a proximidade dos Jogos Olímpicos, a procura de times estrangeiros por uma vaga na competição aumentou significativamente neste ano.
___Durante os 6 anos de existência, o Tour do Rio já contou com a participação de mais de 600 atletas de 15 nacionalidades, teve mais de 5.000 km percorridos em 41 municípios e um investimento de R$ 14.993.783,74, sendo destaque nos principais veículos nacionais e internacionais, com alcance em 46 países e público de aproximadamente 150 mil pessoas. Foi responsável por destacar atletas como Rafael Andriato, duas vezes vencedor do Prêmio Brasil Olímpico e Kleber Ramos “Bozó”, único brasileiro a vencer o Tour do Rio e melhor colocado do país no evento teste para as Olimpíadas 2016.
___O Instituto Faça além de promover o Tour do Rio, maior competição de ciclismo da América Latina com chancela da União Ciclística Internacional (UCI), realiza 9 provas durante o ano, entre elas a Copa Rio de Janeiro, em 5 etapas, beneficiando 9.787 atletas até hoje, e o Desafio Tour do Rio, que já contou com a participação de 1.266 atletas. As provas pontuam para o ranking oficial da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). A organização é responsável por desenvolver projetos sociais, pedagógicos e educacionais para crianças motivando-as na prática do esporte, como o Adeus Rodinhas.
-
Fonte: http://blogs.oglobo.globo.com/de-bike/post/tour-do-rio-e-adidado-por-falta-de-patrocinio.html

Giro D'Italia: Curiosidade - Criado por 'rixa', Giro d'Itália começou com prêmio de cassino e dinheiro emprestado

___Segunda maior prova do ciclismo mundial - atrás apenas do Tour de France e à frente da Vola da Espanha -, o Giro d'Itália, hoje, é uma competição mais do que renomada e conhecida por todos os que gostam da modalidade. Mas para chegar ao status que tem atualmente, a competição passou por momentos de "amadorismo".
A primeira edição do Giro d'Itália foi realizada em 1909
___Sua história nos leva ao começo dos anos 1900. Sabendo da intenção do jornal concorrente "Corriere della Sera" em criar uma corrida de ciclismo no país, e inspirado por exemplos como a publicação francesa La Vélo, que organizou a "Paris-Roubaix", o editor do tradicional jornal esportivo da Itália "La Gazzeta dello Sport", Tullo Morgagni, agiu para antecipar a concorrência.
___O jornalista conversou com o proprietário do jornal, Emilio Camillo Costamagna, junto com o editor de ciclismo à época, Armando Cougnet, e juntos tiveram a ideia de lançar uma grande volta ciclística na Itália, assim como acontecia na França com o Tour. Na pressa e na empolgação, lançaram o projeto da corrida com sua primeira largada marcada para o dia 13 de maio de 1909.
___Lançado sem muito planejamento, o Giro teve que "penar" para conseguir cumprir aquilo que havia prometido. Uma das promessas era uma premiação de 25.000 liras (moeda italiana à época), que eles não tinham como pagar. Além disso, os custos para a realização da prova também não tinham como serem custeados pelo jornal.
___Para isso, tiveram que recorrer a um contador de banco e amigo dos idealizadores da prova, Primo Bongrani, que saiu percorrendo a Itália em busca de verba e patrocínios que bancassem a realização do Giro. A missão foi bem sucedida, e o dinheiro necessário foi arrecadado.
___Em especial, contaram com a ajuda de um ex-funcionário do jornal que conseguiu convencer o dono de um cassino na cidade de San Reno a patrocinar o evento e arcar com os valores das premiações dadas aos vencedores.
___Só que as contribuições não foram só do casino. A Associação Ciclística Italiana, uma empresa de engenharia e até o concorrente "Corriere della Sera" acabaram colocando dinheiro no bolo. Ao final, a distribuição do prêmio foi a seguinte: 3.000 mil liras dadas ao primeiro colocado, pelo jornal, e o restante pelo casino.
___Após os percalços, a prova conseguiu sair do papel e ser realizada. De acordo com publicações da época, foram 127 ciclistas competindo na primeira edição, sendo que somente 49 chegaram a concluir o trajeto de 2.441km em oito etapas, que terminaram no dia 30 de maio. O grande vencedor foi o italiano Luigi Gana.
___E a história do Giro d'Itália continua...
-
Fonte:  http://espn.uol.com.br/noticia/599444_criado-por-rixa-giro-ditalia-comecou-com-premio-de-cassino-e-dinheiro-emprestado

1a. PEDALADA INTERNACIONAL DA NATUREZA - SENGÉS PR! Neste final de semana!!!

___No próximo dia 22 de maio se realiza na cidade de Sengés pela primeira vez em sua História, a 1° PEDALADA INTERNACIONAL NA NATUREZA, “Circuito Caminhos do Sobradinho” evento este voltado aos amantes do esporte sobre a magrela (bicicleta), aliado a um percurso de tirar o fôlego com direito a diversas cachoeiras como as, do Postinho (https://www.youtube.com/watch?v=254_fP_mR4s) e a do Sobradinho ( https://www.youtube.com/watch?v=c9eTQlwB2o4 ) alem de outras diversas paisagens de encher os olhos dos ciclistas, divididos em 45 km de muita emoção e descontração junto a amigos e familiares.
___Para aquecer este evento especial a Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo, separou algumas informações importantes para que você amigo ciclista já inscrito para o evento e para aqueles que ainda estão na duvida, elucidarem as mesmas após as informações no link abaixo.
___Após todas estas informações a SEMCET aproveita o momento e convida a todos os amantes da modalidade a realizar sua inscrição gratuitamente e também tirar todas as suas duvidas, pelo link a seguir:
Realização: Município de Sengés através da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo; Apoio, SANEPAR, EMATER, Anda Brasil, Martins Engenharia e Ecobooking.

Shimano Fest cresce em 2016 e une lazer, mobilidade e negócios no Jockey Club de São Paulo

___Maior festival de bicicleta da América Latina, o Shimano Fest cresceu ainda mais. Em sua sétima edição, o evento criado para toda a família ganhou mais dois dias em relação ao ano de 2015, com uma área específica para negócios no Jockey Club de São Paulo.
___Entre 22 e 25 de setembro, os adeptos da prática esportiva e o grande público em geral, estarão em contato com o mundo da bike e conhecerão as novidades que as principais empresas do mercado têm para apresentar. O evento tem entrada gratuita: a doação de alimentos para instituições de caridade é sugerida pela organização. Os dois primeiros dias, quinta e sexta, serão exclusivos para a imprensa e profissionais do setor, enquanto o sábado e o será aberto ao público.
"Diferentemente da última edição, em 2015, teremos neste ano dois dias a mais de evento no Jockey Club de São Paulo. A novidade da sétima edição do Shimano Fest, demonstra a vitalidade do setor que, mesmo em um momento de dificuldade econômica do País, está crescendo. A força da bicicleta é comprovada com a perspectiva de termos um aumento no número de expositores e de marcas em torno de 20%, e também de público, estimado em 25 mil pessoas neste ano, antecipou Rogerio Tancredi, gerente de marketing da Shimano Latin America, no lançamento do evento na manhã da última terça-feira, em São Paulo.
___Sensibilizar mais pessoas quanto à segurança dos ciclistas nas ruas e estradas será um dos principais objetivos do evento, motivado pela perda trágica do ultraciclista Claudio Clarindo, embaixador da marca, morto no dia 25 de janeiro deste ano enquanto treinava, além de outros casos recentes em todo o País.
"Em 2016, o Shimano Fest vem com a mensagem de paz e respeito nas ruas e estradas. Não queremos ver mais vidas perdidas por falta de cuidado e atenção entre todos as partes envolvidas na engrenagem do trânsito das cidades: motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres. Em homenagem a Claudio Clarindo, verdadeiro herói da bicicleta por tudo que fez pela divulgação do ciclismo e da mobilidade alternativa, a sétima edição do Shimano Fest convida todos a se juntarem a nós por esta causa", pediu Rogerio Tancredi.
___Na sexta edição, em 2015, o espaço do Shimano Fest no Jockey Club recebeu 15 mil pessoas em dois dias, com a presença de 48 expositores e 80 marcas. Além dos 25 mil visitantes esperados para a sétima edição, o espaço comportará 60 expositores e mais de 100 marcas do mercado de bike na área chamada de Bike Expo, com área especial para lojistas, incluindo venda direta ao consumidor final, e espaços exclusivos destinados aos patrocinadores do evento. Além do Bike Expo, o evento será dividido em mais cinco pilares: Bike Show, Bike Kids, Bike Radical, Bike Competition e Bike Mobility.
___No Bike Show, com a Rádio Rock 89 FM no comando da trilha sonora, haverá ainda palco com atrações musicais, e os espaços Gastronômico, com food-trucks, e Bem-estar. O Bike Kids terá as tradicionais atrações para a criançada, com mini-bikes e a simulação da ciclofaixa de lazer, oficinas gratuitas de bikes, circuito pump-track, tira-rodinhas, entre outros. E o Bike Radical contará com apresentações de bike trial, BMX dirt jump e freestyle flatland.
___O Momento aguardado pelo público, o Bike Competition reunirá a prova de Short Track, válida pelo ranking mundial da UCI (União Ciclística Internacional), para profissionais e para amadores, dando a oportunidade de todos experimentarem a pista. Será realizada também a competição de Cyclocross e a prova de ciclismo de estrada no formato Criterium, com 3 km de extensão. Destinado às atividades, discussões e ações sobre a mobilidade urbana e sustentabilidade, o Bike Mobility também estará no foco das atenções, com palestras e debates sobre mobilidade e sustentabilidade, conversas entre especialistas e cicloativistas, cinema com videografia de curtas metragens e a abordagem do Cicloturismo.
-
Fonte: http://blogs.oglobo.globo.com/de-bike/post/shimano-fest-cresce-em-2016-e-une-lazer-mobilidade-e-negocios-no-jockey-club-de-sao-paulo.html