NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Contador 'abandona' treino para olhar mulher nua...

* Enquanto pedalava, ciclista espanhol se deparou com a modelo naturista Naomi Libertine tirando fotos sem roupa...
-
--_Alberto Contador, espanhol bicampeão do Tour de France, passou por uma situação um tanto quanto inusitada. Durante um treinamento, o ciclista se deparou com uma mulher que posava nua para fotos e acabou perdendo a concentração. Se tratava, na verdade, da modelo naturista Naomi Libertine, que costuma aparecer despida em lugares públicos. Após “apreciar” a loira, El Pistolero, como Contador é conhecido, voltou ao treino normalmente.
-
Kkkkkkk Olhar não arranca pedação, mas tira a concentração do treino! kkkkk
-
Fonte: AHE Brasil
Link Origem: http://www.ahebrasil.com.br/noticias/2012/11/28/ciclismo/bicampeao+do+tour+de+france+contador+abandona+treino+para+olhar+mulher+nua.html

Ciclistas de Criciúma no alto do pódio da da sexta edição do Desafio Marcio May de ciclismo...

--_A equipe Hidrorepell Tintas / Fme / Bike Point de ciclismo de Criciúma participou no domingo da sexta edição do Desafio Marcio May de ciclismo, que envolveu atletas do país inteiro. Seis atletas participaram da competição, entre eles uma garota, Beatriz Bergamasco, que com 14 anos venceu em sua categoria e na geral das atletas que percorreram 45 quilômetros. A ciclista será um forte reforço para a equipe que disputará os Jogos da Juventude Catarinense em 2013.
Outros reforços para 2013 também não decepcionaram, como o atleta João Pedro Damásio que também venceu na categoria até 16 anos, com o seu parceiro de equipe, Federico Gonzalez, que ocupou o terceiro lugar.
--_O atleta catarinense Erick Eduardo voltou ao primeiro lugar do pódio e conquistou o desafio de 60 quilômetros. Depois de subir no alto do pódio por três vezes a equipe Hidrorepell Tintas / Fme / Bike Point ainda garantiu um segundo lugar para o atleta Victor Gonçalves e um sexto lugar para Dalton Jose de Assis.
--_Com o término desta prova a equipe de Criciúma encerra a temporada 2012 com mais de 30 títulos conquistados em âmbito estadual e nacional, entre eles a Olesc, os Joguinhos Abertos e terceiro lugar nos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc).
--_Saiba mais - Marcio May foi o melhor ciclista da década de 1990 no Brasil. Catarinense de Rio do Sul, May foi medalha de bronze nos Jogos Panamericanos de Winnipeg, no Canadá em 1999.
Marcio May vem realizando eventos esportivos há alguns anos com a intenção de agregar os seguidores do ciclismo e nesta edição chegou à marca de 850 atletas inscritos para a prova na cidade catarinense de Rio do Sul.

-
Fonte: ENGEPLUS
Link Origem: http://www.engeplus.com.br/0,,53939,Ciclistas-de-Criciuma-naltdpi.html
 

Associação internacional de ciclistas exige que UCI dê garantias na luta contra o doping...

--_Para a CPA, «uma luta vigorosa» contra o doping constitui a única solução possível para o ciclismo e o esporte.
--_A Associação internacional de ciclistas (CPA) revelou hoje que o caso Lance Armstrong é «inquietante» e fez um ultimato à União Ciclista Internacional (UCI) para que demonstre a sua capacidade na luta contra o doping.
-
>> «O sistema deve ser justo e equitativo, sem falhas ou privilégios. Quanto a isto, a UCI ainda tem de demonstrar e provar que pode dar garantias», defendeu a CPA, na sequência da sua assembleia geral anual que teve lugar no início da semana em Milão, Itália.
--_De acordo com a associação, presidida pelo antigo ciclista italiano Gianni Bugno, «concluiu-se claramente que a luta contra o doping deve passar por uma comissão independente», com a CPA a ter legitimidade para participar na sua criação e na sua atividade.
--_O processo Armstrong, o 7 vezes vencedor do Tour (1999 a 2005) condenado pela Agência norte-americana antidopagem (USADA) pelo envolvimento no esquema de doping «mais sofisticado» do esporte com a perda de todos os resultados esportivos, foi comparado a um “tsunami” que abalou fortemente o ciclismo.
-
>>«O caso Armstrong é inquietante não apenas por dizer respeito a um dos maiores campeões que o ciclismo conheceu, mas também pela perda de credibilidade e autoridade das instituições criadas para dirigir a modalidade», assumiu a associação, garantindo que os corredores não podem tolerar dúvidas quanto à igualdade de aplicação da justiça desportiva.
-
--_Para a CPA, «uma luta vigorosa» contra o doping constitui a única solução possível para o ciclismo e o desporto.
-
>> «A garantia que todos os atletas serão tratados da mesma maneira é claramente a primeira etapa», completou.
-
Fonte: SAPO DESPORTO
Link Origem: http://desporto.sapo.pt/ciclismo/artigo/2012/11/21/associa_o_internacional_de_cicl.html

Magno Nazaret é eleito o melhor ciclista de estrada do Brasil em 2012

--_O Comitê Olímpico Brasileiro (COB), divulgou ontem (21), uma lista com os concorrentes ao Melhor Atleta de 2012 e também uma lista com os melhores atletas em cada uma das 43 modalidades que serão premiados em cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico 2012, evento que acontecerá no dia 18 de dezembro, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
--_No ciclismo, foram eleitos os melhores atletas nas categorias Estrada, Mountain Bike, Pista e Bicicross.
--_ Estrada, um dos grandes nomes da modalidade no Brasil, Magno Prado Nazaret, do Team Funvic Pindamonhangba, foi anunciado como o melhor atleta de 2012. O atleta disputava a indicação com os ciclistas Rafael Andriato (Farnesse Vini/Itália) e Clemilda Ferandes (São José dos Campos).
--_ ciclista que defende Pindamonhangaba fez uma grande temporada em 2012. Dentre elas, cito as mais importantes. Logo no início do ano, fez uma bela participação no Tour de San Luis (Argentina), ficando entre os dez primeiros colocados na geral.
--_Depois, conquistou a medalha de prata no Pan-Americano de Ciclismo da Argentina, na prova de contrarrelógio individual, prova esta que é sua especialidade. Em abril, sagrou-se campeão da Volta Ciclística do Uruguai, tornando o segundo brasileiro a realizar tal fato nesta competição.
--_O atleta também defendeu o Brasil nos Jogos Olímpicos de Londres e, mais recentemente, sagrou-se campeão o Tour do Brasil – Volta Ciclística de São Paulo.
--_Com estes resultados expressivos durante a temporada, Magno chamou a atenção do júri composto por jornalistas, dirigentes, ex-atletas e personalidades do esporte, e foi eleito o melhor ciclista de Estrada do Brasil em 2012.
--_No BMX, Squel Stein (Royalciclo) levou a indicação. No Mountain Bike, Rubens Valeriano “Rubinho” foi o indicado e na Pista, Gabriela Yumi foi eleita a melhor de 2012.

-
Fonte: PORTAL R3
Link Origem: http://www.portalr3.com.br/2012/11/magno-nazaret-e-eleito-o-melhor-ciclista-de-estrada-do-brasil-em-2012/#.ULPIb2fPyZQ

Saber pedalar não basta...

## Conhecer bem o equipamento e aprender como usá-lo é importante para evitar lesões em atletas amadores e profissionais. Capital oferece avaliação especial...
-
--_Segundo o ditado popular, andar de bicicleta é algo que as pessoas nunca esquecem. Porém, para praticar o ciclismo e aliá-lo com segurança ao conforto e à boa performance é necessário muito mais do que apenas saber pedalar. Assim como em qualquer outra prática esportiva, conhecer o equipamento que será utilizado – e trabalhá-lo da melhor forma possível – é essencial para evitar que os exercícios se tornem razão de lesões e de desconforto.--_Por mais que pareça um exercício simples, a prática do ciclismo tem seu grau de riscos de lesões baseado nas repetições de movimentos. Por essa razão, saber se posicionar na bicicleta pode diminuir o desgaste nas articulações. “Tudo é levado em conta para a melhor performance sem prejudicar o ciclista. Por exemplo, se o cara está pedalando com o pé mais aberto, em uma distância longa isso pode causar uma lesão”, exemplifica o empresário Marcos Vinícius Amaral, que trabalha com venda de bicicletas de passeio e de modelos profissionais utilizados por quem busca o alto rendimento.--_Amaral defende a consultoria antes de se “aventurar” no esporte, seja qual for o nível do praticante. Em sua loja, ele oferece apenas uma análise básica. “Medimos só o cavalo para fornecer a informação do tamanho do quadro aqui. Se o cliente quiser algo mais detalhado, que vá deixar a bicicleta na medida ideal para ele, é preciso procurar uma consultoria especializada”, adianta. Além do quadro, outros fatores compõem o “instrumento ideal” para o cilcista: a altura do banco e do guidão e a distância entre os dois, a inclinação da mesa (suporte para o guidão) e até o posicionamento do pé no pedal.--_Em Brasília, o profissional de educação física Marcelo Rocha é o único profissional que oferece uma consultoria especial aos ciclistas. Conhecida como bike fit, a orientação, além de medir as pernas, os braços, os antebraços e o tronco do atleta, avalia outros fatores relacionados ao esportista. “Alguns testes funcionais são feitos fora da bicicleta e, junto com algumas medidas antropométricas, tem o teste da pisada, o questionário sobre o histórico de saúde, o objetivo de uso da bicicleta e a flexibilidade do ciclista”, enumera. Depois disso, segundo Rocha, a pedalada do praticante passa por uma análise em uma câmera tridimensional para que as correções possam ser efetuadas. Existem vários tipos de análises e os preços variam entre R$ 140 e R$ 350
-
Fonte: SUPERESPORTES
Link Origem: http://www.superesportes.com.br/app/19,66/2012/11/21/noticia_maisesportes,39053/saber-pedalar-nao-basta.shtml

53ª Corrida Ciclística Aguinaldo Archer Pinto reune cerca de 230 ciclistas...

--_Cerca de 230 ciclistas participaram da 53ª Corrida Ciclística Aguinaldo Archer Pinto e da 20ª Corrida Ciclística Amélia Archer Pinto. Os eventos esportivos aconteceram na manhã deste sábado (24) na praia da Ponta Negra, zona Oeste de Manaus.
--_Para o presidente da Federação de Ciclismo do Amazonas, Durval Neto, a competição saiu como esperava. “A corrida correspondeu todas as expectativas, tanto na quantidade quanto na qualidade dos atletas que vieram de lugares do Brasil e do mundo. É o caso do corredor cubano Michel Fernandez”, ressaltou Neto.
--_A largada da corrida aconteceu 07h30 (9h30 de Brasília), com a categoria Elite Masculina. A prova de 85 quilômetros durou 3 horas e contemplou trajetos desde a Avenida do Turismo até a Ponte Rio Negro. O percurso foi dividido em quatro etapas: começando pela Ponta Negra até o outro lado da Ponte Rio Negro, uma volta pela Avenida do Turismo antes de retornar ao percurso final e quatro voltas na Ponta Negra antes da chegada.
--_Na categoria olímpica Elite Feminina, as participantes cumpriram 20 minutos de pedal no circuito fechado da Ponta Negra. E mais três voltas no mesmo percurso, o que equivale a extensão de 2,6 km por volta.
--_No percurso Ponta Negra foram realizadas as demais categorias das corridas, como Mountain Bike Federados, Mountain Bike Não-Federados, Olímpica Master e Olímpica Júnior, onde os competidores amadores tiveram a chance de participar da competição.
Atletas por diversão
--_Amor ao esporte é o que revela a competidora Ana Maria, (56), que já está em seu segundo ano de Amélia Archer Pinto. “Eu amo o ciclismo, e competir é uma das melhores coisas que existem para mim. Prefiro mais praticar um esporte saudável do que ficar em casa sem fazer nada”, comenta a atleta que trabalha como consultora de cosméticos.
Espaço Kids
--_Além dos adultos que competiram nas corridas, as crianças que compareceram ao evento contaram com o espaço ‘Kid’s em Movimento’. As crianças tiveram a oportunidade de  pedalar e se divertir, com o apoio dos monitores do Pedala Manaus, em área segura e fechada, enquanto os adultos se concentravam na Corrida.
-
Colocados da Elite Masculina:
1º lugar: Erlane Santos
2ºlugar: Michel fernandez
3º lugar: Eloi Rafael
4º lugar: Rafael Louro
5º lugar: Sérgio Barrichello

Colocadas da Elite Feminina:
1º lugar: Clemilda Fernandes
2º lugar: Cristiane Pereira Silva
3º lugar: Silvia Augusta da Silva
4º lugar: Aline de Souza lima
5º lugar: Fabiane Coimbra de Lima

Classificação da Olímpica Júnior da Aguinaldo Archer Pinto:
1º lugar: João Filliph Carvalho
2º lugar: Daniel Vaz Araújo
3º lugar:  Felipe Henrique do Nascimento
4º lugar: Eduardo da Conceição
5º lugar: Jonas Andrade Brandão

Vencedores da categoria Bike Federados.
1º lugar: Eliton José
2º lugar: Kayo da Silva
3º lugar: Cleyton Andrade

Categoria Mountain Bike Não-Federados
1ºJelcinor Soares
2ºDiego Batista
3ºDenail Almeida

Categoria Olímpica Master
1º Márcio Lobo
2ºSandro Nery
3ºAbnéia Silva

-
Fonte: PORTAL AMAZONIA
Link Origem: http://www.portalamazonia.com.br/editoria/esporte/corridas-archer-pinto-reune-230-ciclistas-em-manaus/

Cameron Cole assina com a YETI BIKES

--_Chegou o nome que faltava para completar a equipe Yeti de downhill, o neozelandês Cameron Cole. O atleta tem um currículo considerável no mundo do ciclismo extremo, destaque para o título mundial na categoria Júnior, em 2006.
--_Cole competirá pela Yeti até 2015. O Piloto que está em 15º no ranking mundial vem se mostrando constante e promissor, tendo uma trajetória interessante dentro da Copa do Mundo de Downhill e mundiais passados.
--_Após uma lesão em Champerry, Cole ficou de fora da temporada, e espera está totalmente recuperado, e acredita que terá uma boa atuação nas próximas temporadas com sua nova equipe.
-
Fonte: PEDAL.COM.BR

Trek World Racing abandona equipe de XC

  Grandes nomes do XC mundial sem emprego


  O que dizer para uma das maiores promessas do mountain bike XC mundial de que ele não vai ter mais dinheiro ou ajuda para competir? O que falar para os pais dos Flueckiger (vice campeão e terceiro colocado no último mundial de MTB na Elite Masculina)? "Olha, seus filhos estão sem emprego!. Vocês vão usar o "paitrocínio" para 2013".

  Quem vai fisgar essas iscas? Será que a Trek vai deixar escapar esses preciosos atletas?

  O Team Manager da Trek World Racing, Martin Whiteley, anunciou que a equipe de XC não fará mais parte da sua estrutura de competição internacional, passando assim 100% da sua estrutura para a equipe de DH. 

  O contrato foi renovado com Aaron Gwin (campeão de downhill) por mais três temporadas, os outros nomes ainda são uma incógnita, mas sabe-se que serão quatro pilotos no time.

  Após 4 anos de parceria com os pilotos Lukas Flueckiger, Mathias Flueckiger, Emily Batty, Anton Cooper, Willow Rockwell e Liam Keleen, a parceria chega ao fim ao final deste ano.

  "Somos muito agradecidos com a confiança que a marca depositou em nossa equipe de XC nesses 4 anos. Com dois Campeonatos Mundiais, medalhas de prata e bronze, um título da Copa do Mundo e mais 23 pódios na Copa do Mundo", declarou Martin. 

  A Trek continuará envolvida com o XC, porém, com uma estrutura diferente dirigida por Jon Rourke, para onde podem migrar os pilotos.

  Vamos ver quem vai pegar esses atletas!

  (Fonte: www.pedal.com.br)

Alimentação durante provas de ciclismo

  Quem nunca teve “prego de fome”? É como se acabasse a gasolina, a gente fica sem forças e chega a ter tonturas. Isso é porque chegamos ao ponto de hipoglicemia (baixa taxa de açúcar no sangue). Basta comer algo doce que logo já dá para sentir a melhora, porém quando isso acontece em uma competição, o rendimento já era.
  Em provas e treinos com mais de duas horas de duração temos a necessidade de repor os carboidratos consumidos durante o esforço. As refeições antes e durante o treinamento ou competição são de grande importância para mantermos o rendimento ideal. Quando comecei a correr, levávamos chocolate nos treinos e competições. Resolvia, mas não era o ideal. Depois passei a levar frutas como bananas, laranja e maças, além de pãozinho com queijo e goiabada embrulhado no papel alumínio. Hoje existem diversos tipos de repositores energéticos em gel, barras ou pó para dissolver na água da caramanhola.


  REFEIÇÃO PRÉ-COMPETIÇÃO

  Devido ao repouso noturno, as reservas de glicogênio hepático ficam diminuídas. Para repor, como também manter o açúcar sanguíneo em níveis normais, torna-se essencial o consumo de uma refeição ou de um pequeno lanche, antes do exercício, evitando assim a ocorrência de quadros hipoglicêmicos que causam vários sintomas e prejudicam a performance, evitando com que se tenha fome antes ou durante o exercício, e fornecendo energia para o trabalho muscular durante a competição.
  Na noite anterior à competição, consuma carboidratos (massas, batata, arroz) para aumentar suas reservas.

  COMPETIÇÕES PELA MANHÃ

  O ideal e acordar um pouco mais cedo e tomar uma café da manhã bem reforçado cerca de 2h30min a 3 horas antes da largada, com cereais, pão, iogurte. Em competições muito longas, como em voltas ciclísticas com etapas de mais de 200 km, pode-se comer inclusive um prato de espaguete apenas com azeite de oliva, sem molho.
  Se não está acostumado à desjejuns mais caprichados, faça seu café da manhã, um pouco mais leve, 1h30 à 2h antes do evento. Sugestão: leite magro, cereal matinal, uma banana.

  COMPETIÇÕES A TARDE

  O almoço deve ser feito 3-4 horas antes do evento. Procure não exagerar, não comer alimentos que não sejam de sua rotina, evitando alimentos gordurosos e ricos em proteínas e prefira alimentos ricos em carboidratos.

  REFEIÇÃO DURANTE OS TREINOS OU COMPETIÇÃO

  Durante as provas procure manter-se hidratado, a quantidade de líquido irá variar se faz frio ou muito calor, mas procure beber em pequenas quantidades e constantemente, assim você não sobrecarrega o estômago e tem uma melhor absorção, mas não espere para ter sede, beba antes disso. Esses líquidos podem ser somente água ou isotônicos, como costume eu sempre levo uma caramanhola de cada e vou bebendo um pouco de cada uma. Também pode-se acrescentar malto dextrina na água e já auxilia na alimentação. Hoje existem suplementos de carboidratos em gel que fornecem energia e nos mantém com o rendimento estável, porém quando as provas são muito longas, chega um ponto que sentimos um vazio no estômago, e é nesse momento que entra o velho e bom pãozinho com goiabada que pode ser levado no treino ou prova embrulhado no papel alumínio. Frutas como a banana também são ótimas para levar no treino pois, além de alimentar, possui potássio que ajuda na prevenção de câimbras. Não exagere na quantidade de gel de carboidrato, pois não é a quantidade que irá garantir o seu desempenho, mas sim o equilíbrio. Cada grama de carboidrato necessita em torno de 4 a 5 ml de água para ser absorvido, então, sempre que tomar um gel, beba água junto. Também não faça testes no dia da prova, prove a sua alimentação durante os treinos para não ter problemas de adaptação.

  REFEIÇÃO PÓS-COMPETIÇÃO

  Muitos atletas negligenciam a refeição pós–exercício, no entanto é de fundamental importância pois é ela que determinará quanta energia você terá na próxima sessão de treino e competição.

  Nas duas primeiras horas após o exercício, o corpo torna-se mais eficiente para absorver e armazenar energia nos músculos, isso porque esses se apresentam mais receptivos à reposição de glicogênio.

  Assim que terminar a competição ou treino deve-se iniciar a reposição através de fontes alimentares ricas em carboidratos, proteínas, vitaminas, minerais e líquidos.

  O ideal é conversar com um nutricionista que poderá orientá-lo melhor. Bem alimentado e bem hidratado, os resultados serão sempre melhores.

  Bom pedal!

  Marcio May


Link Origem: www.apaixonadoporbike.com.br

Celsinho Figueira de Mello é contratado pela equipe Scott Fittipaldi

--_Uma das esperanças do Brasil para os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, Celsinho Figueira de Mello fechou acordo para ser o novo integrante, em 2013, da Scott Fittipaldi, uma das principais equipes de mountain bike do país.
-

>> "Há alguns anos vinha sendo apoiado como piloto satélite pela Scott Brasil, mas agora tive a grata surpresa e felicidade de ser convidado para ser piloto oficial da Scott Fittipaldi" - comemorou.
-
--_Na próxima temporada, o ciclista irá receber uma bicicleta Scale RC, a mesma utilizada pelo campeão mundial Nino Schurter, da Suíça.

-
>> "Em termos de equipamentos, eu estarei com o que há de melhor no mercado. É um momento de transição da minha carreira, sendo tratado a partir de agora como um ciclista profissional" - disse.
-
--_Ainda em 2013, além do Campeonato Brasileiro, Celsinho Figueira de Mello terá a sua primeira experiência fora do país. No calendário, definido pelo técnico da equipe, Odair Pereira, estão três provas na Europa, o Campeonato Pan-Americano (Argentina) e o Mundial na África do Sul.

-
Fonte: AHE BRASIL
Link Origem: http://www.ahebrasil.com.br/noticias/2012/11/19/ciclismo/celsinho+figueira+de+mello+e+contratado+pela+equipe+scott+fittipaldi.html

Raça marca a prova de cross-country em São José dos Pinhais...

## Atletas percorreram o Caminho do Vinho, na zona rural do município...
-


--_A prova cross-country definiu quinta-feira (15) os primeiros campeões do ciclismo pela fase final dos 26º Jogos da Juventude do Paraná (Jojup’s). O local de realização foi o Caminho do Vinho, na Colônia Mergulhão, área rural de São José dos Pinhais.
--_A primeira largada foi da categoria C (13 e 14 anos), com a participação de 18 atletas no naipe masculino, que fizeram três voltas em um percurso de 3.800 quilômetros, e sete no feminino, realizando duas voltas.
--_O campeão da categoria foi o maringaense Bruno Galvão, de 14 anos, que superou sua marca do ano passado, quando ficou com a quinta colocação. “O trajeto estava difícil, escorregadio e a grama em alguns trechos deslizava muito”, disse o atleta, que completou o trajeto em 35 minutos.
--_O Jojup’s de 2011 foi a primeira competição em que Bruno participou. Desde então, não parou de treinar e conquistar medalhas. Nas Olimpíadas Escolares deste ano, realizada em setembro em Poços de Caldas (MG), o atleta foi ouro na prova de circuito e bronze no contra-relógio.
--_Os campeões na categoria B (15 e 16 anos) foram Talita Oliveira, de Ponta Grossa, e Felipe Linhares, de Foz do Iguaçu. Na categoria B, foram 34 ciclistas participantes, sendo 21 no masculino, realizando cinco voltas, 13 no feminino, com total de três voltas.
--_Na categoria A, quem conquistou a medalha de ouro foram os atletas Aline dos Santos Matheus, de Campo Mourão, e Jackson José Lacerda, de Ponta Grossa. Aline não sentiu muitas dificuldades no percurso. “A prova estava difícil somente no começo até esquentar”, disse a ciclista.
-
PARCERIA
--_Mesmo sendo adversária de provas, a atleta medalha de ouro Aline e a vice-campeã Dayane Caroline Kotz Inhoatto, de Marechal Cândido Rondon, têm uma recente história de parceria nas competições.
--_As atletas vêm se revezando em pódios nos últimos campeonatos. Nos Jojup’s de 2011, Aline ficou com o vice nas provas que competiu (cross country, circuito e contra-relógio) e Daiane ganhou a medalha de bronze também nas três provas.
--_No Campeonato Paranaense de Ciclismo Júnior desde ano, a atleta Daiane conquistou a primeira colocação geral e Aline ficou em segundo lugar. Daiane destaca que a amizade e parceria contribuem para um resultado positivo as competições.
--_A Fase Final dos 26º Jogos da Juventude do Paraná é realizada pelo Governo do Paraná, através da Secretaria do Esporte, em parceria com a prefeitura de São José dos Pinhais e patrocínio da Renault.
-
Medalhistas da prova cross country:
Categoria A
Feminino
1º Aline dos Santos Mateus - Campo Mourão
2º Dayane Caroline Kotz Inhoatto - Marechal Cândido Rondon
3º Fernanda da Silva Romano - Rolândia
Masculino
1º Jackson José Lacerda - Ponta Grossa
2º Marcos Augusto Libardi-– Maringá
3º Pedro Paulo Monteiro Tonial - Paranavaí
-
Categoria B
Feminino
1º Talita da Luz de Oliveira - Ponta Grossa
2º Bianca Ramão Gonçalvez - Foz do Iguaçu
3º Ana Paula Casetta - Maringá
Masculino
1º Felipe Linhares - Foz do Iguaçu
2º Lincon Silva - Guarapuava
3º Paulo Júnior - Guarapuava
-
Categoria C
Feminino
1º Luana de Souza - Rolândia
2º Jenifer Pereira - Londrina
3º Esther Cruz - Maringá
Masculino
1º Bruno Galvão - Maringá
2º Pablo Lion - Foz do Iguaçu
3º Thalys Silva - Foz do Iguaçu
-
Fonte: BEM PARANA

CICLISTA DE ITARARÉ NA FINAL DO CAMPEONATO METROPOLITANO EM RIO NEGRO-PR



--_Aconteceu no último feriado do dia 15 de Novembro a 8ª e última etapa do Campeonato Metropolitano de Mountain Bike do Paraná, realizada na cidade de Rio Negro, prova esta também nomeada como o 2º GP da Colonização de MTB.
--_O evento contou com cerca de 200 atletas que pedalaram forte e rápido em dois circuitos um com 25km e outro com 53Km, através das belíssimas paisagens da região, proporcionando emocionantes duelos em todas as categorias em busca da pontuação final do campeonato.
--_Novamente o ciclista Reinaldo Fortes e tendo Giovane Machado como Staff , estiveram representando a cidade de Itararé-SP,  e este concluiu os 53km com o tempo de 1h56m ficando em 3º na sua categoria e em 19º na geral.
Explica Fortes que participou apenas de 7 provas devido ao calendário Paulista,  já que ele corre nos estados de  PR e S, com isso conseguiu terminar o Campeonato Metropolitano Paranaense em 5º lugar na categoria Máster B (35 a 39 anos), mais tudo isso só foi possível  devido a muitos treinos, determinação e também graças ao apoio que tem recebido a cada prova, por esse ser um esporte caro e pouco divulgado. “Com essas conquistas tenho incentivado a muitos a pratica do mountain bike na região” – acrescenta Reinaldo.
-
--_Agradecimentos: Bazar Cristal, Miraluz, Auto Posto Estradão, Cipapel, Jornal O Guarani, Virtual Guia , Jornal Ita News, Biolabor, Itararé Adventure Bike Shop, Du Bike, Corresp, Amazon Representações e SuperMercado Queiroz.
-
“Cuide da saúde e do meio ambiente, ande de bike pedale neste ideial”
-
“ GRANDES DESAFIOS TRAZEM GRANDES CONQUISTAS”
-
 
 

Um descida de Downhill MTB com a visão de 360 graus, é alucinante...

O piloto da equipe SCOTT11 - Brendan Fairclough Scott11 traz para você uma visão de 360 ​​graus única da pista de Hafjell da Copa do Mundo de MTB Downhill.
 

Use as teclas cima / baixo / esquerda / direita do teclado ou clique e arrastar com o mouse sobre o player de vídeo para olhar em qualquer direção durante este incrível downhill.

A equipe de produtores Scott11 e a produtora norueguesa MAKINGVIEW especialista em cameras controladas remotamente, colocaram uma camera 3D IN-BOARD levanda pelo piloto Brendan Fairclough.

Ele e os companheiros de equipe Floriane Pugin e Noel Niederberger desceram a montanha depois do treino oficial da Copa do Mundo 2012, temporada essa que se encerrou na Noruega, e eles fizeram isso por que não tinham nada pra fazer... kkkkkk

Hafjell é um local fantástico - o circo da UCI Mountain Bike World Cup circo amou o lugar depois de uma visita, que no próximo ano o cross-country irá juntar-se a descida com uma parada programada na Noruega - e este vídeo, o primeiro do mundo com MTB, fazendo com que pareça espetacular.

Comece seguindo Floriane percurso abaixo, então vire para tráz e verá o que Noel está fazendo - você pode até mesmo olhar para baixo e ver Brendan absorvendo cada solavanco na pista com uma visão panorâmica!

Isso realmente é downhill mountain bike como você nunca viu antes...


Fonte:  REDBULL
Link Origem: http://www.redbull.com/en/bike/stories/1331578797557/mtb-is-all-around-exclusive-360-video

Protótipo de pneu para Mountain Bike não utiliza ar

--_Um dos principais problemas que afligem atletas do mountain bike é o risco de ficar com o pneu murcho após um furo. As tecnologias mais novas, sem câmara, reduziram esse problema, mas agora ele pode ser completamente eliminado. Uma empresa chamada Britek trabalha em um protótipo que não precisa de ar e nunca fica vazio.
--_O procedimento utilizado se chama energy return wheel, ou roda com retorno de energia, em português. Ela se baseia no uso de um borracha mais rígida e um design inovador, que já foi aplicado a pneus de carro buscando economizar energia e ganhar performance. O formato faz o material reaproveitar parte da energia potencial gerada ao ser pressionada contra o asfalto pelo peso do veículo.
--_O protótipo inicial é oco e possui espaços vazados na lateral, mas as próximas versões já devem ter uma parede fina que impede a entrada de detritos. Os próximos desafios da empresa será diminuir o peso do produto, mirando no público mais competitivo, além de criar um sistema de tensão que emule as variações de pressão em um pneu com ar.
-
Vejam o video e confira como é o seu funcionamento...

Fonte:WEBVENTURE
Link Origem: http://www.webventure.com.br/bike/n/prototipo-de-pneu-para-mountain-bike-nao-utiliza-ar/31821

Alongamentos musculares para o Mountain Bike... Importantissimo!!!

--_Não só para o Mountain Bike mas também  para o ciclismo em geral, para evitar lesões importantes, é aconselhável que se façam alongamentos musculares como em todo exercício físico. Sempre que fazemos uma trilha de MTB ou realizamos séries de treinamento, precisamos preparar nossos tendões, ligamentos e músculos para um esforço intenso, evitando lesões musculares ou articulares. --_Devemos realizar uma série de alongamentos musculares começando com uma rápida corrida, pequenos saltos, deslocamentos laterais e alongamentos suaves dos músculos que nos permitirão exigir o máximo de nosso organismo sem sofrer espasmos musculares. Ainda mais importantes são os alongamentos musculares depois do exercício, já que em MTB nossos músculos trabalham uma compressão e necessitam se relaxar para voltarem à sua posição habitual.

Por que fazer alongamentos?

  • Reduzem a tensão muscular proporcionando um efeito de relaxação.
  • Favorecem a coordenação permitindo um movimento mais livre e fácil.
  • Aumentam a extensão dos movimentos.
  • Previnem lesões como os dolorosos espasmos musculares.
  • Tornam mais fáceis atividades tão esgotadoras como o ciclismo, porque preparam você para o esforço (o alongamento é uma maneira de indicar aos músculos que serão utilizados em breve).
  • Favorecem a circulação ao criarem alguma vasodilatação.
  • Evitam a perda de mobilidade que se produz pela prática de esportes como o ciclismo.
--_Aprender a alongar é fácil. Mas há uma maneira correta e outra incorreta de fazê-lo.
--_A maneira correta é um alongamento relaxado e contínuo, com a atenção concentrada nos músculos que estão se alongando.
--_A maneira incorreta (infelizmente praticada por muita gente) é fazer movimentos de rebote ou se alongar até sentir dor. Tais métodos podem na verdade fazer mais mal que bem.
--_Se você se alonga correta e regularmente notará que cada movimento que você realiza se torna mais fácil.
--_Levará algum tempo para soltar um músculo “apertado” ou um grupo de músculos, mas você esquecerá rapidamente o tempo que você gasta quando começar a se sentir melhor.

Como tenho que me alongar?

O alongamento mais fácil:

--_Quando você começa um alongamento, dedique de 10 a 30 segundos ao alongamento fácil. Não faça rebotes! Chegue até o ponto onde você sinta uma tensão moderada e relaxe enquanto você mantém o alongamento. A sensação de tensão deveria diminuir na medida em que você vai mantendo a posição correspondente. Se não ocorre isso, solte-se um pouco até que você encontre o grau de tensão que lhe seja cômodo. O alongamento fácil reduz a rigidez muscular e prepara os tecidos para o alongamento evoluído.

O alongamento evoluído:

--_Depois do alongamento fácil, avance lentamente e sem brusquidão para o alongamento evoluído. Este movimento deve ser muito lento evitando assim a possibilidade de sofrimento dos músculos e tendões. Aumente o alongamento fácil de 2 a 3 cm, sempre até que você perceba outra vez uma tensão moderada. Mantenha a posição de 10 a 30 segundos e controle a situação, sobretudo a respiração. Esta deve ser relaxada e pausada. No seguinte passo falaremos de como controlar a respiração. Ao repetir o exercício a tensão deveria diminuir. Se isso não ocorrer, solte-se ligeiramente, até que isso ocorra. O alongamento evoluído tonifica os músculos e aumenta a flexibilidade.

Respiração durante o alongamento:

A respiração deverá ser lenta, rítmica e controlada. Se você está se inclinando para frente para realizar um alongamento, expire ao fazê-lo e depois respire lentamente enquanto você o mantém. Nunca prenda a respiração enquanto você alonga. Você estaria limitando a entrada de oxigênio em seus músculos. Se uma posição de alongamento modifica sua maneira natural de respirar, então obviamente você não está relaxado. Nesse caso solte-se um pouco até que você possa respirar naturalmente.

Resumindo conselhos básicos:

  1. Você não deve sentir dor ao executá-los.
  2. Sem rebotes. Realize-os simplesmente mobilizando os músculos.
  3. É mais importante realizá-los depois do exercício, mas nunca é demais realizá-los para aquecer, logo antes de começar, mediante uma rápida mobilização.

Alguns exercícios e alongamentos musculares para o pedal: