NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...
Clique aqui e faça sua inscrição para o Desafio Clique aqui para mais informações sobre o pedal.
A primeira etapa da Volta a Catalunha foi super disputada e os ciclistas brasileiros brilharam, com a presença de Magno Nazareth e Murilo Affonso (Funvic) na fuga do dia.
Ao final da etapa Murilo conseguiu pontos importantes nas metas de montanha e sprint e conseguiu o bom resultado de terminar a etapa com as duas camisas de líder.
Assim, a Funvic irá largar o crono por equipes amanhã sendo líder destas duas camisas, e Murilo será vigiado pelas outras equipes na primeira etapa de montanha, na quarta-feira.
A equipe levou as bikes de crono da Soul e utilizará os capacetes de seu novo patrocinador, a Catlike.
Amanhã teremos um contra relógio por equipes que será crucial para a briga pela classificação geral. As equipes BMC, Sky, Trek, QuickStep e Ag2r devem medir forças e tentar não perder muito tempo e assim não prejudicar a briga pelo título. Os grandes favoritos são os ciclistas da BMC que já venceram duas provas como essa e podem colocar Tejay van Garderen na liderança.
-
Fonte: http://www.digitalcycling.com.br/2017/03/20/volta-catalunya-murilo-affonso-assume-lideranca-de-montanha-e-por-pontos/
O ciclista italiano Davide Cimolai (FDJ) impôs-se ao sprint na primeira etapa da Volta à Catalunha, vestindo a primeira camisa de líder da prova espanhola. Vencedor da penúltima etapa no ano passado, Cimolai repetiu o feito no final dos 178,9 quilômetros, com início e final em Calella, batendo num emocionante mano a mano' o francês Nacer Bouhanni (Cofidis), com o italiano Kristian Sbaragli (Dimension Data) a ser terceiro.
 O italiano foi o primeiro do pelotão, que, na sua totalidade, cumpriu a etapa com o tempo de 4h28m21s.
Graças às bonificações, Cimolai tem quatro segundos de vantagem na geral sobre Bouhanni, com Sbaragli a ocupar a terceira posição, a seis segundos.
Na terça-feira, a segunda etapa vai fazer as primeiras grandes diferenças na geral, uma vez que a Volta a Catalunha propõe um contrarrelógio por equipes "anormalmente longo", de 41,3 quilômetros, com início e final em Banyoles.
-
O ciclista polonês Michal Kwiatkowski (Sky) venceu ao sprint a 108.ª edição Milão-San Remo, impondo-se no último metro da clássica italiana ao eslovaco Peter Sagan, num 'sprint' restrito, que também envolveu o francês Julian Alaphilippe.
Kwiatkowski, de 26 anos, que se tornou o primeiro polaco a vencer a prova, cumpriu os 291 quilômetros em 7h08m39s, garantindo o triunfo nos últimos centímetros, tornando infrutífero o trabalho de Sagan, que provocou o corte decisivo no grupo principal a dois quilômetros do pico de Poggio, situado a seis quilômetros da linha de chegada.
O eslovaco da Bora-Hansgrohe, bicampeão do mundo, voltou a deixar escapar o triunfo no primeiro 'monumento' da temporada e contentou-se mais uma vez com o segundo lugar, repetindo a posição de 2013, enquanto Julian Alaphilippe (Quick Step Floors) completou o pódio.
"Estou muito contente, embora, na realidade, não esperasse vencer", afirmou o campeão do mundo de 2014, que deveria trabalhar para o colega Elia Viviani numa eventual chegada em pelotão compacto. "Venci a Strade Bianche recentemente. Agora vir ganhar 'La Primavera' é simplesmente incrível", acrescentou Kwiatkowski.
O polonês frustrou assim as expetativas de Sagan, cujo ataque no Poggio tinha afastado concorrentes como o norueguês Alexander Kristoff (Katusha-Alpecin), o alemão John Degenkolb (Trek-Segafredo) e o francês Arnaud Démare (FDJ), vencedores de 2014, 2015 e 2016, respetivamente.
Kristoff acabaria por cortar a linha de chegada em quarto, a cinco segundos do vencedor, imediatamente à frente do colombiano Fernando Gaviria (Quick Step Floors), de Démare e de Degenkolb.
-
Fonte: http://www.ojogo.pt/modalidades/ciclismo/noticias/interior/milao-san-remo-vitoria-historica-para-a-polonia-5733999.html
O empresário Eduardo Machado Pereira foi eleito presidente da Federação Paranaense de Ciclismo para o período de 2017 a 2020. A nova diretoria foi eleita no dia 18 de fevereiro com sete votos contra seis da chapa adversária.
“Queremos atrair os ciclistas e incentiva-los. Nossa primeira ação foi reduzir em 300% a taxa de filiação para os atletas, clubes, dirigentes e organizadores, além das taxas de alvará de eventos. Temos que incentivar e difundir o esporte e atividade do ciclismo no Paraná”, explica Eduardo, que tem vasta experiência no esporte, especialmente no comando da Força Livre, empresa que organiza o maior campeonato de arrancada da América Latina.

Eduardo aponta como destaque para sua gestão o projeto Ciclo Cidadão que será lançado em breve.

“O cidadão poderá registrar sua bicicleta e o proprietário ganhará um seguro de vida, além de vários benefícios com uma rede de lojas com descontos”, explica.
A Federação Paranaense de Ciclismo (FPC) é filiada à Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e supervisiona, promove e propicia suporte e assistência técnica às provas oficiais e demais atividades ligadas ao universo da bicicleta.

Diretoria eleita

Presidente: Eduardo Machado Pereira presidente@fpc.esp.br
Vice –Presidente e Coordenador Sub Sede – Londrina: Sandro Marcelo da Rocha subsedelondrina@fpc.esp.br
Diretor Administrativo e Financeiro: Julio Cesar de Sisti admin@fpc.esp.br Diretoria Técnica:
Monica Endemann Braga diretoriatecnica@fpc.esp.br
Assessoria de Imprensa: Simone Bello imprensa@fpc.esp.br
Coordenação Jurídica: Dr. Robson Fari Nassin – OAB-PR 29.023 juridico@fpc.esp.br
Secretaria / Administrativa: Maria Eduarda contato@fpc.esp.b
Nesta semana aconteceu o lançamento oficial da equipe Scott-SRAM de XCO, com Nino Schurter e Jenny Rissveds registrando seus comentários a poucos jornalistas da mídia especializada.
Tudo foi muito simples, os atletas foram apresentados e as novas bicicletas mostradas.
Abaixo, as máquinas que serão usadas pelos atletas da Scott-SRAM
SCOTT Spark RC 900 Worldcup

SCOTT Contessa Spark RC 900 Worldcup

SCOTT Scale RC 900 Worldcup

SCOTT Contessa Scale RC 900 Worldcup

Para saber mais: scott-sram.com
A Escola Park Tool e a Intac estão procurando um mecânico de bicicletas. O profissional irá trabalhar com as suspensões SR Suntour, os ciclocomputadores CatEye, além de outras marcas distribuídas pela empresa no Brasil. O objetivo é fazer um processo seletivo nunca visto antes no mercado bike. A seleção está prevista para começar no dia 20/3, na sede da Escola Park Tool em São Paulo-SP.
“Nós buscamos um profissional que seja ciclista, goste muito de mecânica, curioso e que tenha desejo de aprender e conhecer mais sobre produtos, tecnologias e o mercado de bicicleta. Proatividade, além do foco em soluções e não em problemas será um diferencial. Esse projeto tem tudo para dar certo tanto para nós, quanto para a escola e futuros parceiros. Estamos confiantes”, afirma Fernando Sandoval, responsável pelo marketing da Intac.

Como vai funcionar?

O Bike Especialista será realizado no estilo “O Aprendiz”, reality show exibido na TV Record em 2004 e 2009. Ao todo serão três provas em que seis participantes pré-selecionados pela Escola Park Tool e pela Intac irão participar. O primeiro desafio será teórico. O segundo técnico. Já o terceiro simulará uma situação que o candidato viverá no seu dia a dia de trabalho.
Quem determinará os resultados será uma banca julgadora formada pelos especialistas Henrique Zompero, fundador da primeira Escola Park Tool da América Latina, e Bruna Almeida, responsável pela coordenação do merchandising da Intac e posicionamento das marcas no mercado.
“Nós da Escola Park Tool temos uma boa parceria e sei que juntos encontraremos o melhor mecânico de bicicletas para atuar na função. É uma grande oportunidade para quem sonha em trabalhar no setor. O profissional que busca aprendizado, crescimento e evolução. Ele consegue combinar tudo isso com o conhecimento técnico pode ir longe no desafio”, analisa Zompero.

Transmissão AO VIVO

Quer acompanhar todos os detalhes do Bike Especialista? Fique de olho na transmissão ao vivo que será feita no Facebook da Escola Park Tool em parceria com a própria Intac e Revista Ride Bike.

Faça sua inscrição e participe

Ficou interessado? Então, acesse o site da Escola Park Tool e faça já sua inscrição no processo seletivo. Lembrando que ter concluído os módulos de suspensão da escola será um diferencial na disputa. Envie o seu currículo e boa sorte!
Quer saber mais sobre os cursos da Escola Park Tool? Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

via Escola Park Tool
No ciclismo não existe aquela história de que 1 cm a mais ou a menos não faz diferença. Quando se pedala por longas horas e quilômetros, qualquer detalhe no ajuste da posição na bike pode ser determinante para o ciclista em termos de conforto, eficiência ou prevenção de lesões. Por isso, ao adquirir uma nova bicicleta ou apenas trocar algum componente ou acessório — sapatilhas, pedal, selim, pedivela, guidão etc. —, deve-se procurar um profissional de bike fit para o ajuste. A seguir, o fisioterapeuta e bike fitter Fernando Rianho lista três pontos que são fundamentais para a correta posição na bike.

SELIM

Se a altura do selim estiver baixa, as pernas do ciclista ficarão encurtadas e ele perderá eficiência no movimento, além de ter de empregar mais força, sobrecarregando os ligamentos, músculos, cartilagens e tendões. Dores no quadril, no joelho e na lombar são as mais comuns nessa situação. Caso esteja muito alto, a pedalada também perderá eficiência e poderão ocorrer as mesmas lesões por sobrecarga, além do excesso de compressão na região do períneo (parte do corpo que fica em contato com o selim), que pode causar dormência ou dores na área. O ajuste do selim é muito pessoal, mas o ângulo máximo na extensão do joelho deve estar entre 155° e 165° — a perna não pode estar totalmente esticada quando o pedal passar rente ao chão.

TACOS DA SAPATILHA

Um simples posicionamento errado dos tacos da sapatilha pode ocasionar dores no joelho, na panturrilha e uma sobrecarga desnecessária no tendão de Aquiles. Apesar de muito se falar numa fórmula geral para colocar o taco — em resumo, ele deve estar no centro da sapatilha, na mesma linha da “bola do pé”, localizada no metatarso ou base do dedão —, a angulação varia de acordo com a morfologia do pé. Portanto, é preciso que um profissional analise as características pessoais para um ajuste correto.

AVANÇO DE GUIDÃO

O avanço (ou mesa) é a peça que conecta o guidão ao quadro da bicicleta e seu tamanho interfere diretamente no conforto e desempenho durante a pedalada. A escolha do avanço ideal vai depender do tamanho do quadro da bicicleta e da flexibilidade do ciclista. Muitos preferem um avanço mais longo, com ângulo mais agressivo, que proporciona uma posição mais aerodinâmica. Se ele for longo demais, no entanto, pode causar dores na região da lombar e do trapézio. Outro problema relacionado ao mau ajuste do avanço é o formigamento nas mãos, na maioria das vezes causado pela pressão excessiva colocada no guidão. O ideal é optar por um mais curto, com ângulo mais conservador, para depois, aos poucos, ir adotando uma posição mais agressiva à medida que o core estiver mais forte.
Por Daniel Balsa
-
Fonte: https://www.ativo.com/bike/papo-de-pedal/posicao-na-bike-centimetros-diferenca-km/
A Copa Desafio Rural de MTB 2017 já tem suas datas definidas, e todas prometem ser grandes desafios na vida dos mountain bikers que irão participar! Agora que a prova incorporou um espírito mais competitivo em suas etapas, mas não deixando de lado o lazer e curtição!

As datas para as etapas durante o ano de 2017 ficaram assim:
  • 2 de abril em Guararema-SP
  • 4 de junho em Nazaré Paulista-SP
  • 26 de agosto – local a confirmar
  • 26 de novembro – local a confirmar
  • 9 e 10 de dezembro será uma ultramaratona com mais de 100 milhas (aprox. 160km)
Para a primeira etapa da Copa Desafio Rural de MTB 2017 em Guararema-SP, 2 de abril, o Desafio Rural vai ter Viviane Favery como convidada especial e madrinha da prova.
Além de Viviane, a atleta do mountain bike XCM Lais Saes também confirmou presença na elite feminina, e o veterano João Paulo Firmino da elite masculina também vai disputar o caneco!
A cidade escolhida para a primeira etapa não podia ser melhor, Guararema é uma cidade turística geograficamente situada entre o Alto Tietê e o Vale do Paraíba, tendo como um dos principais atrativos o Parque da Pedra Montada, confira informações aqui.
Pensando na comodidade dos atletas a equipe da Copa Desafio Rural de MTB 2017 preparou um diferencial para os pontos de apoio, onde terá uma tenda com hidratação e alimentação (doces, frutas e mix de castanha, isotônicos).

Para mais informações acesse:
Serviço:
  • 3 Categorias: PRO (57km), SPORT (45km) e LIGHT (25km)
  • Pódio até o 5º colocado; até o 3º recebe troféu; todos os FINISHERS, de todas as categorias, recebem medalha.
  • Local de retirada dos kits e concentração da largada na Estação Ferroviária de Guararema
  • O KIT do atleta tem uma camisa dry fit casual do Desafio Rural, brindes de apoiadores, placa da bike com chip de cronometragem e todos os ciclistas correm a prova devidamente segurados.
  • Valor da inscrição: Até 28/03: R$ 160,00 e inscrições no dia da prova o valor é de R$ 190,00
No mês de abril, do dia 03 ao dia 09, vai rolar várias palestras com experts do mundo do ciclismo, chamado de Congresso Semana da Bike. Serão 7 dias com diversas palestras e diversos assuntos em horários programados e tudo com transmissão via internet e gratuito!
A ideia do congresso é reunir alguns dos experts mundiais do mundo do ciclismo aos ciclistas comuns como nós! Promovendo assim o maior e mais acessível networking entre pessoas com gosto e cultura em comum de todos os tempos.
As palestras da Semana da Bike serão apresentadas por mais de 20 especialistas, formadores de opinião, atletas, técnicos, empreendedores, prestadores de serviços, youtubers e organizações sociais. Nelas o público poderá interagir ao vivo com a comunidade e com os experts. Com as informações apresentadas será possível avaliar o cenário, perspectivas, desafios e oportunidades para elevar o nível da bike como esporte, transporte, lazer e negócios.
Entre os palestrantes estão nada mais e nada menos que o campeão olímpico Nino Schurter falando sobre sua trajetória e desafios para se tornar um campeão.
A atleta olímpica Raiza Goulão, a atleta campeã do Brasil Ride 2015 Viviane Favery e muitas outras personalidades do ciclismo!
Os ciclistas poderão acompanhar gratuitamente os encontros através de dispositivos como smartphone, computador ou tablet, de qualquer lugar do mundo com acesso à internet. Basta se inscrever no site www.semanadabike.com.br ou nas redes sociais.

O evento está sendo organizado por um grupo de jovens empreendedores apaixonados por esporte, saúde e meio ambiente.

Confira a programação e garanta sua vaga em: www.semanadabike.com.br
facebook.com/semanadabike
• Instagram: @semanadabike

Shimano, líder mundial no mercado de componentes para a prática do ciclismo e da pesca, inicia nesta quarta-feira (15) sua celebração dos 10 anos de atuação direta da marca no Brasil e no continente, após o estabelecimento, em março de 2007, do escritório da Shimano Latin America, em São Paulo. As festividades da marca japonesa acontecem durante os próximos meses, tendo seu ponto máximo no Shimano Fest, maior festival da bicicleta na América Latina, marcado para 14 a 17 de setembro, no Jockey Club de São Paulo.
Há 10 anos, o paulistano criado no Japão, Fabio Takayanagi, recebeu da Shimano Japão a missão de abrir oficialmente o escritório da empresa na capital paulista e assumir o cargo de presidente da Shimano Latin America, passando a desenvolver atividades no país e América Latina. A decisão da abertura do QG da marca veio ratificar o forte potencial ciclístico da região. Desde então, a Shimano vem incentivando o mercado com treinamentos gratuitos voltados ao mecânico profissional, oferecendo apoio e patrocínio a atletas e eventos, e executando ações sociais e ambientais, além da inegável contribuição em inovação tecnológica com o lançamento dos câmbios eletrônicos Di2 para a prática do ciclismo de estrada, em 2009, e Mountain Bike em 2014. Mais recentemente, introduziu o grupo de componentes Metrea, especialmente pensado para ciclistas urbanos/esportivos e, em breve, lançará também no País, seu grupo de componentes para bicicletas elétricas assistidas – o ciclista tem que pedalar para ativar o motor elétrico de assistência – o STEPS (Shimano Total Electric Power System).
A subsidiária da maior marca de componentes de bike do mundo veio com missões definidas, dentre elas, trabalhar efetivamente a coordenação da distribuição e marketing de equipamentos e acessórios de Pesca, outro segmento onde a marca é uma das mais significativas no cenário mundial. Além é claro, de ampliar o branding e seu reconhecimento, por meio do desenvolvimento da cultura da bicicleta e outdoor na América Latina. O apoio a distribuidores, o Serviço de Suporte Neutro Técnico em eventos esportivos e os serviços de pós-venda, também compõem tarefas de suma importância nesse desafio diário da marca.
“A presença no país de uma das mais conceituadas marcas do ciclismo mundial, traz um significado maior. A responsabilidade de estar presente na região, fez com que a Shimano abraçasse outros desafios. O apoio irrestrito ao esporte patrocinando atletas, eventos e competições de ciclismo em quase todas as modalidades, virou regra. Nestes anos estivemos ao lado dos maiores eventos de mountain bike do País, seguindo o mesmo caminho no triatlo e no ciclismo de estrada. Acertamos o foco e demos total ênfase em oferecer aos atletas brasileiros e do continente, condições e estrutura para que se aperfeiçoassem rumo aos Jogos Olímpicos Rio 2016”, conta Fabio Takayanagi, presidente da Shimano Latin America e da Shimano American Corporation, divisão Componentes de Bicicleta, com sede na Califórnia.
Suporte Neutro, marca registrada da Shimano – A ação de Suporte Neutro Shimano, apoio técnico a todos os atletas inscritos em competições de ciclismo, independente da marca da bicicleta, componentes e patrocinadores, tornou-se uma marca registrada e diferencial da Shimano. O serviço que virtualmente ‘salva’ competidores com dificuldades mecânicas, os ajudando a colocar suas bicicletas em ordem nas competições, virou um case de sucesso, conquistou milhares de fãs para a Shimano e foi assediado por diversos eventos ciclísticos no País e América Latina.
No campo da ação social, a marca foi sempre participativa e criou iniciativas para colaborar com a causa da sustentabilidade e qualidade de vida. Uma ação criada pela Shimano foi o simpático Pedal das Capivaras: passeio ciclístico para chamar atenção para a despoluição do Rio Pinheiros, em São Paulo. O Curso de Mecânica Básica para jovens de comunidades carentes no Rio de Janeiro foi outra intervenção significativa da marca. Nele, foram atendidos jovens de áreas de risco como Morros do Macaco e Turano, no Rio de Janeiro. Os jovens tiveram a oportunidade de entrar em contato com o mundo do ciclismo, tecnologias, aprender sobre produtos e mercado, além de ter noções básicas da mecânica de bicicletas. O Pedala Zezinho foi outra ação social de bastante impacto, comandada pelas ONG’s Aro 60 e Casa do Zezinho, na Zona Sul de São Paulo, com parceria da Shimano. Os esforços sociais não pararam aí: a Shimano patrocinou e apoia o Orfanato Lar Nossa Senhora Aparecida, que coloca crianças e adolescentes no esporte – ciclismo.
Uma das ações mais comentadas e valorizadas pelo mercado de bicicletas, desenvolvida há oito anos pela marca no Brasil e na América Latina, é o treinamento técnico gratuito para mecânicos profissionais, que beneficiou até o momento, 9.200 profissionais. Nele, mecânicos e vendedores técnicos de lojas de bicicleta recebem treinamento prático e teórico com base nas tecnologias da marca. Os profissionais recebem atualização e tornam-se aptos a trabalharem com novas tecnologias da marca, além de receberem certificado de participação.
“Ao longo destes 10 anos, nosso escritório desempenha esse papel de impulsionar a cultura da bicicleta, seja pela sua atuação nos esportes do ciclismo, seja na contribuição junto ao profissional do mercado ou mesmo na sua participação em atividades sociais. Como efeito, diversas marcas, empresas e profissionais do setor de bicicletas seguiram o exemplo da Shimano, apostando no fomento ao esporte, mobilidade e educação técnica. Podemos dizer sem modéstia que a Shimano serviu de inspiração em seu mercado de atuação”, enaltece Takayanagi.
Shimano Fest, um marco no mercado da bike – Talvez uma das maiores contribuições da Shimano para esta nova cultura emergente da bicicleta seja o Shimano Fest, maior Festival da Bicicleta no continente. Lá acontecem diversas atividades além da exposição de produtos de bike e pesca, para alegria dos fãs da marca. Criado com o objetivo de levar a família e o público geral para dentro do universo da bike e atividades outdoor, o Shimano Fest vem solidificando-se como um dos eventos mais aguardados do ano em São Paulo. O Festival também é muito aguardado pelo mercado da bike, que agora conta com dois dias exclusivos para o segmento, e também por atletas, entusiastas da mobilidade e por um público cada vez mais diversificado.
Atrações como shows de Rock e Taiko (tambores japoneses), competições de alto nível de mountain bike e ciclismo de estrada, palestras, workshops, test-ride de bicicletas e muitas outras atividades, têm atraído cada vez mais pessoas ao Festival realizado no Jockey Club. Em sua sétima edição, ano passado, mais de 20.000 pessoas compareceram aos quatro dias de evento, que terá sua fórmula repetida neste ano: os dois primeiros dias para profissionais do setor, enquanto sábado e domingo o Shimano Fest é aberto gratuitamente ao público.
“Podemos dizer que o saldo desta primeira década da Shimano Latin America foi extremamente positivo no aspecto comercial e, pudemos ver também a cidade de São Paulo ganhar ciclovias, sendo a principal delas, a bela Ciclovia na Avenida símbolo da cidade, a Av. Paulista. Testemunhamos a popularização das bicicletas compartilhadas equipadas com nosso cubo de marchas, o Nexus e, uma onda de valorização da qualidade de vida, liberdade e sustentabilidade que varre toda a América Latina e que tem a bicicleta como seu maior ícone”, finaliza o presidente da marca na América Latina e América do Norte.
Sobre a Shimano – Empresa líder de mercado em componentes e acessórios para bicicleta e pesca, a Shimano foi criada em 1921 e possui sede em Sakai, no Japão. O escritório da Shimano Latin America foi fundado em 2007, em São Paulo.
A Shimano desenvolveu as exclusivas tecnologias STI (Shimano Total Integration – alavanca de marchas e freio integrados), SPD (Shimano Pedaling Dynamics – para sapatilhas e pedais) e SIS (Shimano IndexSystem), entre outras, reconhecidas e referência no mundo todo. Possui entre suas marcas nomes que são sinônimos de qualidade e performance no universo ciclístico: XTR, Dura Ace, Ultegra, DI2.
Mais informações:
site: bike.shimano.com.br
Twitter:@shimanobrasil
Fanpage no Facebook: www.facebook.com/shimanobrasil
Gustavo Coelho / Doro Jr. – Mtb 13209
E-mail: gustavo@zdl.com.br
Tel: 11 32855911 / Vivo: 11 9.8457-9699
Site: www.zdl.com.br
Facebook: ZDL Comunicação
Twitter: twitter.com/ZDLcomunica
Eram mais de 1,1 mil ciclistas em quatro diferentes categorias no Desafio dos Rochas, que rolou neste domingo em Pomerode. E na principal delas, a Pró (com 100 quilômetros de extensão), o troféu de primeiro lugar no feminino ficou em uma cidade bem pertinho dali: Indaial. A experiente Tânia Negherbon — atual vice-campeã brasileira de mountain bike maratona —, conquistou o lugar mais alto do pódio ao terminar a prova em 6 horas, 12 minutos e 1 segundo. Foi a quarta vez consecutiva que a indalaiense levou a melhor na prova.
No masculino, quem levou a melhor foi um mineiro e também com direito a bicampeonato. Daniel Zóia — com o tempo de 4 horas, 45 minutos e 27 segundos — garantiu o primeiro lugar com uma vantagem de 22 minutos sobre o catarinense Ricardo Pscheidt.
Neste ano a competição chegou à quinta edição e contou com a presença de 1.129 atletas de 14 estados brasileiros, além de um que veio do Paraguai para participar da prova. O circuito — conhecidos pelas belas paisagens — passou por 12 trilhas em áreas rurais da cidade mais alemã do Brasil. Os ciclistas largaram entre 8h e 8h45min (confira na tabela) e foram cruzando gradativamente a linha de chegada durante o fim da manhã. O evento ainda foi marcado por outras atrações com DNA pomerodense, como chope em metro, prova do serrador, além de uma competição de ciclismo para crianças.

RESULTADOS

Amador (30 quilômetros)
  • Elite Feminina – Ângela Guerra (1h10min29s)
  • Elite Masculina – Lino Barreto Jr. (57min41s)

Sport (50 quilômetros)
  • Elite Feminina – Raquel Bortoluzzi (4h29min50s)
  • Elite Masculino – Igor Paludo Dal Cero (3h10min35s)
 Pró (100 quilômetros)
  • Elite Feminina – Tânia Negherbon (6h12min1s)
  • Elite Masculina – Daniel Zóia (4h45min27s) 
-
Fonte: http://jornaldesantacatarina.clicrbs.com.br/sc/esportes/noticia/2017/03/indaialense-conquista-pela-quarta-vez-seguida-o-desafio-dos-rochas-9746447.html

Neste próximo fim de semana 18 e 19/03, acontece em Camboriú-SC, o MEETING VERÃO DE DOWNHILL 2017, sendo esta 1ª etapa e abertura do Campeonato de Downhill válido pelo Ranking Brasileiro.

A prova será realizada do Parque UNIPRAIAS, lugar muito conhecido pelos adeptos e praticantes do ciclismo movido pela gravidade, sendo este o local que em nos anos de 2011 e 2012 sediou uma das etapas da WORLD CUP UCI de Downhill
A Equipe Tartaruga`s DH estará representando nossa cidade de Jaguariaíva e o Estado do Paraná, em uma das provas mais técnicas do Brasil, Parabéns aos pilotos/atletas pela participação, e que venha bons resultados.
Esta é a pista que os atletas irão encarar...
 Conheçam os atletas da Equipe Tartaruga's DH que estaram participando do Meeting.
ANTONIO BARRETO
CLEITON FERNANDO
ANDERSON DE BARROS SOARES - DECO

GUSTAVO KOSSOSKI
JOÃO HENRIQUE NOORDEGRAF
MARCOS VARENHOLD

RAFAEL GOZZO
WELLINGTON ALBERTY
EQUIPE TARTARUGA´S DH
Colombiano resistiu ao eslovaco Peter Sagan (Bora-Hansgrohe), que já tinha vencido duas etapas nesta prova.
Fernando Gaviria, da Quik Step, foi o vencedor da sexta etapa do Tirreno-Adriático, que ligou Ascoli Piceno a CivitanovaMarche, num total de 168 quilômetros.
O colombiano terminou em 4h09m31s, resistindo às investidas de Peter Sagan (Bora-Hansgrohe), bicampeão mundial que já vencera duras etapas desta prova.
A liderança da classificação geral continua a pertencer a outro colombiano, Nairo Quintana, da Movistar.
A competição encerra esta amanhã (terça-feira), com um contra-relógio individual de 10 quilômetros, em San Benedetto Del Tronto.
-
Fonte:  http://www.ojogo.pt/modalidades/ciclismo/noticias/interior/fernando-gaviria-triunfa-no-tirreno-adriatico-5721814.html
Rajadas de vento na ordem dos 100 km/h, obrigaram a que, na Cidade do Cabo, uma prova de ciclismo tivesse de ser cancelada. Por pouco os ciclistas e respetivas bicicletas não 'ganhavam asas'.
"E o vento tudo levou”.
A frase remete-nos para um dos grandes clássicos do cinema. Mas este fim de semana a frase voltou a fazer todo o sentido aplicada a uma prova de ciclismo na Cidade do Cabo, África do Sul.
A prova teve de ser cancelada devido às rajadas de vento superiores a 100 km/h. E por pouco os ciclistas não eram mesmo levados pelo vento.
A organização da corrida internacional de estrada da África do Sul informou, via Twitter, que devido às extremas condições atmosféricas, tinha sido cancelado devido às condições atmosféricas.
O vídeo mostra porquê:


O momento tornou-se num autêntico ciclone nas redes sociais onde os vídeos do sucedido são agora mais que muitos. Vêem-se ciclistas a lutarem contra o vento e a cairem das suas bicicletas abaixo tal não era a força do vento.
O evento, com 40 anos de história, nunca tinha sofrido um cancelamento, até este domingo.

 
Alberto Contador (Trek-Segafredo) bem tentou, mas foi mesmo o ciclista colombiano Sergio Henao (Sky) a vencer ontem o Paris-Nice, depois de segurar a amarela no final na última etapa, vencida pelo espanhol David de la Cruz (Quick-Step Floors).
Contador voltou a dar mostras de uma fibra quase única no pelotão, lançando-se num ataque precoce ao quilômetro 66 dos 115,5km da etapa, com início e chegada a Nice, para tentar recuperar os 31 segundos de atraso que tinha para o camisa amarela, mas viu o seu compatriota David de la Cruz negar-lhe a maior das alegrias.
O líder espanhol da Trek-Segafredo foi apenas segundo na linha de chegada, atrás do ciclista da Quick-Step Floors, que cumpriu a oitava etapa com o tempo de 2h48m53s, e perdeu preciosos quatro segundos de bonificação que lhe teriam dado a sua terceira vitória na geral do Paris-Nice (2007 e 2010). Assim, Contador teve de contentar-se com ser novamente segundo - também o foi na Volta à Andaluzia -, a dois segundos do grande vencedor, o colombiano da Sky.
"Voltou a faltar só um pouquinho. Foi uma pena. Mas dei tudo até à linha de chegada", disse o vice da prova francesa.
O campeão nacional colombiano, que foi 12º na etapa, a 21 segundos do duo da frente, garantiu a quinta vitória em seis edições para a Sky, sucedendo no triunfo da prova francesa ao seu colega britânico Geraint Thomas, que, curiosamente, no ano passado bateu Contador por quatro segundos.
Henao é apenas o segundo ciclista colombiano na história a vencer o Paris-Nice, depois de Carlos Betancur em 2014, e é também o vencedor com a menor margem de todos os anos.
Em terceiro, a 30 segundos, ficou o irlandês Daniel Martin (Quick-Step Floors).
-
Fonte: http://www.ojogo.pt/modalidades/ciclismo/noticias/interior/henao-vence-paris-nice-apesar-da-pressao-de-contador-5720111.html