Clique aqui e faça sua inscrição para o Desafio. Clique aqui para mais informações sobre o pedal. Clique aqui para ver a lista de inscritos.
NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Giro D'Italia - 18a Etapa - Eros Capecchi vence ao sprint

--_O italiano Eros Capechi (Liquigas) venceu ao sprint nesta quinta-feira a 18.ª etapa do Giro ao ser mais forte que Marco Pinotti (HTC-Highroad) e Kevin Seeldraeyers (Quickstep), 2.º e 3.º respetivamente, na chegada a San Pellegrino Terme. Os três fugitivos chegaram sozinhos chegaram a linha de chegada com cerca de seis minutos de vantagem sobre o pelotão.
--_O espanhol Alberto Contador chegou integrado no pelotão e continua com a camisa rosa. Quando faltam apenas três etapas para o final o ciclista da Saxo Bank tem a liderança da prova italiana controlada.
--_O português Tiago Machado (RadioShack) também chegou no pelotão (55.ª posição) e recuperou um lugar na geral, que havia perdido na etapa de ontem. É agora 24.º classificado.
-

-
Classificados 18.ª etapa:
1. Eros Capecchi (Itália/Liquigas), 3h20m38s
2. Marco Pinotti (Itália/HTC-Highroas), m.t.
3. Kevin Seeldraeyers (Bélgica/Quickstep), mt
4. Gianluca Brambilla (Itália/Colnago), a 1m20s
5. Paolo Tiralongo (Itália/Astana), mt
6. Dario Cataldo (Itália/Quickstep), a 2m49s
7. Alberto Losada (Espanha/Katusha), a 3m46s
8. Russel Downing (Grã-Bretanha/Sky), a 4m34s
9. Oscar Gatto (Itália/Farnese Vini), mt.
10. Jan Bakelandts (Bélgica/Omega-Pharma Lotto), m.t.
(...)
41. Alberto Contador (Espanha/Saxo Bank), a 6m04s
55. Tiago Machado (Portugal/RadioShack), m.t.
-
Classificação Geral:
1. Alberto Contador (Espanha/SaxoBank), 68h18m27s
2. Michele Scarponi (Itália/Lampre), a 4m58s
3. Vincenzo Nibali (Itália/Liquigas), a 5m45s
4. John Gadret, (França/AG2R), a 7m35s
5. Kanstantsin Siutsov (Bielorrússia/HTC-Highroad), a 9m12s
6. José Rujano (Venezuela/Androni), a 9m18s
7. Mikel Nieve (Espanha/Euskatel), a 9m22s
8. Denis Menchov (Rússia/Geox), a 9m38s
9. Roman Kreuziger (R. Checa/Astana), a 9m47s
10. Joaquin Rodríguez (Espanha/Katusha), a 10m25s
(...)
24. Tiago Machado (Portugal/RadioShack), a 34m09s
-
Fonte: Record
Link Origem

CAS adia julgamento do ciclista Alberto Contador

--_A Corte Arbitral do Esporte (CAS), instância máxima da justiça desportiva mundial, anunciou nesta quinta-feira o adiamento do julgamento do polêmico caso de doping do ciclista espanhol Alberto Contador. Inicialmente, o tribunal iria julgá-lo nos dias 6 e 8 de junho, mas adiou para uma data ainda indefinida.
--_Com esse adiamento do julgamento no CAS, que poderia provocar uma suspensão de até dois anos em caso de condenação por doping, Contador deve ter condições de defender seu título na Volta da França, a mais importante e tradicional competição do ciclismo mundial, que será disputada entre os dias 2 e 24 de julho.
--_Contador foi flagrado no exame antidoping justamente na Volta da França do ano passado, quando conquistou seu terceiro título na história da competição. Ele alegou inocência, dizendo que a substância proibida clenbuterol teria aparecido em seu organismo por causa do consumo de carne contaminada.
--_A Federação Espanhola de Ciclismo aceitou as explicações de Contador e resolveu absolvê-lo. Mas a União Internacional de Ciclismo (UCI), entidade máxima do esporte, e a Agência Mundial Antidoping (Wada) não concordaram com a decisão dos espanhóis e entraram com recurso no CAS, pedindo punição para o atleta pelo doping.
--_O CAS tinha revelado anteriormente que deveria julgar o caso até o final de junho, justamente para definir a participação de Contador na Volta da França - ele, inclusive, continua competindo normalmente e está atualmente no Giro d''Italia. Agora, porém, adiou o julgamento sem maiores explicações e sem uma nova data. A corte disse apenas que precisava dar mais tempo para "todas as partes envolvidas se prepararem" e para "garantir a presença em pessoa de testemunhas e especialistas".
-
Fonte: Estadão
Link Origem

CBMTB realiza seu primeiro dia de registro com sucesso.

--_Está sendo realizado na cidade de Sorocaba o primeiro registro e avaliação médica da história do Mountain Bike Brasileiro.
--_A Confederação Brasileira de Mountain Bike selecionou os seus vinte melhores atletas, classificados pelo ranking oficial da entidade e concentrou-os em um hotel em Sorocaba, município do interior do estado de São Paulo.
--_O encontro será realizado em três dias, seguindo a programação divulgada no site da entidade.
--_No primeiro dia foram feitas as apresentações do projeto de Seleção Permanente e apresentação da Comissão de avaliação responsável pelo projeto.
--_O diretor técnico da entidade, o Sr. Paulo Lopes se surpreendeu com o interesse dos atletas em conhecer e aprender. “ O mountain bike infelizmente foi abandonado e não existe nenhum tipo de informação ou protocolo criado para avaliação desses atletas. Estamos aqui para criar esses protocolos e aí sim poder avaliar a qualidade do atleta e melhorar o nível. O esporte simplesmente passa pela vida desses atletas, precisamos mudar” comenta Paulo.
-
--_A entidade avalia esse primeiro dia como um marco para o desenvolvimento do mountain bike brasileiro.
--_A programação conta ainda com a presença do Sr. Pedro Roberto de Souza – Diretor de Eventos do CREF – Conselho Regional de Educação Física, que vai falar sobre a importância do credenciamento do profissional que atende os atletas, na instituição e também instruir os técnicos sem formação acadêmica como fazer o seu credenciamento por meio de experiência comprovada.
--_O encontro acontece nas dependência do Hotel Salimas (www.salimas.com.br) no centro de Sorocaba.
--_O laboratório responsável pelos exames é o Centro Médico de Diagnósticos de Sorocaba dirigido pelo Sr.Alberto Dearo.http://www.blogger.com/img/blank.gif
-
::Comissão de Avaliação:
Dr. Paulo Lopes (Fisiologista) – Avaliação Ergoespirométrica e Composição Corporal
Francisco José Andriotti Prada – PHD em Treinamento Esportivo da Universidade Católica de Brasília.
Dr. Alberto Atílio Sbrana (Clínica Medica) – Avaliação Clínica Geral
Dr. Millen Eduardo Puccinelli – Medicina Esportiva
-
Fonte: CBMTB - Confederação Brasileira de Mountain Bike
Link Origem

Video do desafio do Ouro de DH - Primeira etapa da Copa Brasil de Downhill

O pessoal da OX Videos peparou um ótimo video do DESAFIO DO OURO de DH, prova esta válida como primeira etapa da Copa do Brasil de Downhill, que rolou na cidade de Nova Lima/MG.
O evento ocorreu durante este mês de maio/2011.
-
A equipe de edição caprichou no video, a introdução dele até parece "GRINGA" lembrando muito a série EARTHED.
-
Confiram ai o video do DESAFIO DO OURO de DH

-
Para quem quiser baixar ele ai tá o link para o download.
DOWNLOAD DO VIDEO
-

Copa Internacional de MTB #2 - Vídeo promocional

:: São Lourenço já está preparada
-
--_A organização da Copa Internacional Banco do Brasil de Mountain Bike já está preparada para receber mais uma etapa nesta temporada.
--_Nos dias 18 e 19 de junho, a cidade de São Lourenço-MG sehttp://www.blogger.com/img/blank.gifrá o palco de mais uma grande disputa rumo às Olimpíadas de Londres e a seletiva para os Jogos Panamericanos de 2011.
--_Assim como na primeira etapa, os estrangeiros vão querer brigar pelos pontos do ranking das nações com os nossos brasileiros, o que proporcionará grandes ranchas no Parque da Ilha - local da competição.
-
Confira o video promocional da 2a Etapa

-
Fonte: Pedal.com.br
">Link Origem

Desafio Goiás de MTB - Inscrições abertas da quinta edição

--_O V Desafio Goiás de MTB, tradicional prova brasileira de Mountain Bike realizada em Corumbá (Goiás), está com inscrições abertas no site Sistime. A prova será em 28 de agosto.
--_Segundo Luis Carlos Silvestre, diretor da prova, o evento este ano contará com uma grande novidade: a categoria Over-55 (55 anos acima). “Desta forma, a Over-50 contemplará os atletas de 50 a 54 anos”, explica Luis Carlos.
--_A premiação da prova também foi alterada para R$ 18.360,00 no total. Outra excelente notícia é que a organização do Desafio continuará realizando o sorteio de uma Moto Honda CG 125 Fan entre todas as inscrições pagas.
-
:: Atenção para os prazos:
- De 07 de abril a 8 de agosto, com boleto vencendo em 9 de agosto: valor de R$ 75,00
- De 09 de agosto a 22 de agosto, com boleto vencendo em 23 de agosto: valor de R$ 100,00
--_O pacote de serviços Sistime para este evento inclui inscrições on line, divulgação, secretaria de prova e cronometragem com chip.

Mais informações no site Sistime ou com o organizador Luis Carlos Silvestre. Tel.: (62) 9971-4490
-
Fonte: Pedal.com.br
Link Origem

Giro D'Italia - 17a Etapa - Ulissi vence em final atribulado

--_A etapa 17 do Giro terminou, esta quarta-feira, com uma chegada meio atribulada à cidade de Tirano, depois de Giovanni Visconti (Farnese Vini) ter empurrado o seu compatriota Diego Ulissi (Lampre).
--_A etapa ficou marcada por uma fuga composta por vários elementos que conseguiram ganhar algum tempo ao pelotão. Nos quilômetros finais destacaram-se quatros ciclistas: Giovani Visconti, Diego Ulissi, Pablo Lastras (Movistar) e Jan Bakelants (Omega-Pharma Lotto).
--_Os quatro fugitivos disputaram entre si o sprint final, Visconti ao ver a sua trajetória tracada por Ulissi, que já estava na frente. O campeão italiano de estrada não gostou e empurrou o seu compatriota por duas vezes. Do outro lado surgia o espanhol Pablo Lastras que quase foi atingido por um Ulissi que ficou meio “à deriva”.
--_Visconti ainda cruzou a linha de chegada em primeiro mas acabou sendo penalizado pelos comissários da prova, devido à sua conduta imprópria. Tal não aconteceu a Ulissi, por ter sido alegado um sprint incorreto, o que lhe garantiu a vitória final.
--_O pelotão onde seguia o camisa rosa, Alberto Contador (Saxo Bank), cortou a linha de chegada a cerca de 3 minutos do vencedor e manteve a camisa rosa.
--_Já o português Tiago Machado (RadioShack) perdeu mais de um minuto para o grupo de Contador e dos restantes favoritos, tendo chegado na 81.ª posição. Machado desceu uma posição para o 25.º posto da geral.
--_Murilo Fischer não concluiu a prova e assim acabou por abandonar o Giro.
--_Ficamos tristes pela saída do Murilo Fischer do Giro, e não só nós mazobikers como todos os brasileiros o parabenizamos pela ótima representação do BRASIL nessa prova que uma das mais famosas e difíceis do ciclismo internacional. OBRIGADO MURILO FISCHER!
-
-
:: Classificação 17.ª etapa:
1. Diego Ulissi (Itália/Lampre), 5m31m51 horas
2. Pablo Lastras (Espanha/Movistar), m.t
3. Giovanni Visconti (Itália/Farnese Vini), m.t.
4. Jan Bakelants (Bélgica/Omega-Pharma Lotto), a 4 s
5. Fabio Taborre (Itália/Acqua & Sapone), a 8 s
(...)
29. Alberto Contador (Espanha/Saxo Bank), a 2,59 m
81. Tiago Machado (Portugal/RadioShack), a 4,16 m
-
Classificação Geral:
1. Alberto Contador (Espanha/Saxo Bank)
2. Michele Scarponi (Itália/Lampre), a 4,58 m
3. Vicenzo Nibali (Itália/Liquigas), a 5,45 m
4. John Gadret (França/AG2R La Mondiale), a 7,35 m
5. Kanstantsin Siutsov (Bielorrússia/HTC Highroad), a 9,12 m
6. Jose Rujano (Venezuela/Androni), a 9,18 m
7. Mikel Nieve (Espanha/Euskatel), a 9,22 m
8. Denis Menchov (Rússia/Geox), a 9,38 m
9. Roman Kreuziger (R. Checa/Astana), a 9,47 m
10. Joaquin Rodríguez (Espanha/Katusha), a 10,25 m
(...)
25. Tiago Machado (Portugal/RadioShack), a 34,09 m
-
Fonte: Record
Link Origem

Taça Brasil de Mountain Bike #2 - Tudo que rolou


::Mais de 20 mil espectadores presentes
--_A Quinta da Boa Vista, na cidade do Rio de Janeiro, recebeu a segunda etapa da Taça Brasil de Mountain Bike XCO. O local já foi residência oficial da Família Real a partir de 1808. Ali nasceu e viveu D.Pedro II e hoje abriga Jardim Zoológico Municipal, o Museu da Fauna e o Museu Nacional da Quinta da Boa Vista.
--_Neste belíssimo cenário, cerca de 200 atletas participaram da competição, proporcionando disputas acirradas para os mais 20 mil espectadores. A disputa valeu pontos para o ranking brasileiro e internacional (Classe 2.2 UCI). Entre os atletas locais também estava em jogo o título estadual.
--_"Com toda a certeza escrevemos mais belas páginas para o mountain bike nacional. A Taça Brasil de MTB XCO já nasceu com luz própria, pronta para bilhar", afirmou Claudio Santos, presidente da Federação de Ciclismo do Estado do Rio de Janeiro (Fecierj).
--_Eduardo Ramires, técnico da seleção brasileira, também comemorou a presença do público. "É muito importante que os eventos tragam todo este público para conhecer a nossa modalidade. Estamos em uma fase de renovação e o alto nível das provas fascina quem acompanha".
--_Entre os homens, Thiago Aroeira, da equipe Merida, mostrou bom preparo físico e foi o primeiro colocado, após disputa acirrada com seu companheiro Rubens Donizete. Josemberg Nunes, Edivando de Souza Cruz e Ricardo Pscheidt chegaram na sequência.
--_No feminino, Roberta Stopa dominou desde o início e chegou com tranquilidade para cruzar a linha final. Julyana Machado, Manuela Vilaseca (usou bike 29), Valéria Conceição e Raíza Goulão completaram as cinco primeiras.
--_Stopa comentou: "Foi uma prova rápida e muito diferente das que estamos acostumadas de ver. A cada volta completada o desgaste físico aumentava devido à intensidade aplicada em circuitos considerados planos".
--_O alto nível da competição refletiu na satisfação do árbitro internacional enviado pela União Ciclística Internacional para comandar o evento. O canadense Michael Drolet elogiou a organização e deixou claro que fará uma recomendação para a UCI, solicitando a elevação dos pontos da prova para 2012, passando da classe 2.2 para a classe 2.1.
--_A Confederação Brasileira de Ciclismo investe no mountain bike, proporcionando aos atletas brasileiros sonharem com objetivos como os Jogos Olímpicos. O projeto conta com competições com nível internacional valendo pontos para o Ranking UCI, criação de intercâmbio e categorias de base e uma reforma geral das categorias profissionais.
-
:: Resultados
:: Elite FEMININO
1 Roberta Kelly Stopa (Bra) 1:38:41
2 Julyana Machado Rodrigues (Bra)0:02:47
3 Manuela Vilaseca (Bra) 0:06:07
4 Valeria Aparecida Da Conceição (Bra) 0:09:27
5 Raíza Goulão Henrique (Bra)0:09:42
6 Luana Machado (Bra) 0:10:12
7 Isabella Moreira Lacerda (Bra) 0:13:40
8 Patrícia Sudário Assis (Bra) 0:22:46
9 Glaidiany De Cassia Alvarenga Resende (Bra)
10 Jane Maria De Jesus (Bra)
-
:: Elite MASCULINO
1 Thiago Aroeira (Bra) 1:25:44
2 Rubens Valeriano (Bra) 0:00:17
3 Josemberg Nunes Montoya (Bra) 0:00:33
4 Edivando De Souza Cruz (Bra) 0:00:47
5 Ricardo Pscheidt (Bra) 0:01:16
6 Douglas Neto (Bra) 0:04:14
7 Frederico Mariano (Bra) 0:04:18
8 Sherman Paiva (Bra) 0:04:21
9 Jose Ilson Pereira (Bra) 0:06:52
10 Daniel Carneiro Brum Ribeiro Zoia (Bra) 0:07:00
-
Fonte: Pedal.com.br
Link Origem

Seis horas de pedal no Desafio da Natureza

--_Quem gosta de pedalar e quer testar seus limites tem uma grande oportunidade no próximo domingo.
--_A Associação Sul de Ciclismo e Aventura está promovendo o 1º Desafio da Natureza 6 horas 2011 em Mountain Bike. A largada será às 9 horas e a chegada às 14:59, sem pausa para o almoço.
--_A prova acontecerá no CTG Herança do Velho Pai na Estrada Geral da Linha Torrens, no Morro da Fumaça.
--_No sábado, a partir das 12:30, o local estará disponível para reconhecimento da pista e treinos livres. Informações adicionais e inscrições pelo www.vidaterrestre.com.br.
-
Fonte: Engeplus
Link Origem

Vincenzo Nibali: Era impossível bater Contador...

--_O italiano Vincenzo Nibali tinha prometido lutar com Alberto Contador até ao fim, nesta terça-feira, na cronoescalada, mas voltou a ficar atrás do espanhol da Saxo Bank.
--_O ciclista transalpino mostrou-se globalmente satisfeito, lamentando apenas estar a competir contra... "um marciano".
>>"Senti-me mesmo bem hoje. Durante o aquecimento percebi que tinha recuperado do cansaço dos dias anteriores. Creio que fiz um contrarelógio de bom nível, mas bater Contador era impossível. Basicamente é lutar contra um marciano... Mesmo assim estou mais do que satisfeito", referiu o italiano.
--_Nibali não esqueceu Xavier Tondo: "Foi um dos meus rivais na Vuelta. Era alguém com quem podíamos rir. Era um adversário mas também um amigo".
-
Fonte: Record
Link Origem

Contador dedica vitória a Xavier Tondo

--_O Giro'2011 parece cada vez mais entregue, mas Alberto Contador ainda desconfia dos seus adversários. Depois de mais uma contundente prestação, o espanhol admitiu que a vantagem de 4m58s é boa, mas não lhe permite desde já garantir o triunfo final.
--_"A diferença é boa. Os meus adversários podem dizer que já não aspiram o primeiro posto, mas por dentro pensam que ainda têm hipóteses. Eu pensaria isso mesmo", começou por referir o espanhol da Saxo Bank.
-
>> "Esta vitória dedico-a a Xavier Tondo. Ontem adormeci fiquei a pensar que gostaria de ganhar para lhe dedicar. Participamos em algumas corridas juntos, era um amigo e um grande ciclista", referiu Contador.
-
Fonte: Record
Link Origem

Giro D´Italia - 16a. Etapa - Contador arrasa na cronoescalada...

--_Se dúvidas existissem, ficaram dissapadas nesta ultima terça-feira (24/05/). Alberto Contador, da Saxo Bank, depois de ter dominado nos Alpes, foi também o mais forte no primeiro contrarelógio individual, finalizando o percurso com o tempo de 28m55s, esta que foi uma cronoescalada de quase 13 quilômetros que marcou o regresso à estrada, após o segundo dia de descanso.
--_O espanhol, que procura a segunda vitória da carreira no Giro D'Itália(a primeira foi em 2008), foi mais rápido que os italianos Vincenzo Nibali, da Liquigás, e Michele Scarponi, da Lampre, que fizeram mais 34 e 38 segundos, respetivamente. Esta é, de resto, a segunda vitória em etapas de Contador no Giro deste ano, depois de ter ganho no vulcão Etna, na 9a. etapa.
--_Tiago Machado, da RadioShack, manteve-se durante algum tempo como o décimo mais rápido, mas viria a finalizar no 23.º lugar, a 1m53s de Contador. Na geral conservou o 24.º lugar.
--_O Brasileiro Murilo Fischer (Garmin) finalizou o percurso com o tempo de 33m41s, a 4m36s de Contador, ficando na 138a. colocação.
-

-
:: Classificação
:: 16.ª etapa: Belluno-Nevegal, 12,7 km
1. Alberto Contador, Espanha, Saxo Bank, 20m55s
2. Vincenzo Nibali, Itália, Liquigas, a 34 s
3. Michele Scarponi, Itália, Lampre, a 38s
4. José Rujano, Venezuale, Androni, a 39s
5. Stefano Garzelli, Itália, Acqua&Sapone, a 46s
6. Roman Kreuziger. R. Checa, Astana, a 49s
7. Denis Menchov, Rússia, Geox-TMC, a 52s
8. Marco Pinotti, Itália, HTC-Highroad, a 58s
9. Branislau Samoilau (Movistar Team, a 59s
10. Vladimir Miholjevic (Acqua&Sapone, a 1m04s
(...)
23. Tiago Machado, Portugak, RadioShack, a 1m53s
138. Murilo Fischer, Brasil, Garmin, a 4m36s
-
Classificação Geral
1. Alberto Contador, Espanha, Saxo Bank, 62h43m37s
2. Michele Scarponi, Itália, Lampre, a 4m58s
3. Vincenzo Nibali, Itália, Liquigas, a 5m45s
4. Johan Gadret, França, Ag2R, a 7m35s
5. José Rujano, Venezuela, Androni, a 9m18s
6. José Nieve, Espanha, Euskaltel, a 9m22s
7. Denis Menchov, Rússia, Geox, a 9m38s
8. Roman Kreuziger, R. Checa, Astana, a 9m47s
9. Joaquin Rodriguez, Espanha, Katusha, a 10m25s
10. Igor Antón, Espanha, Euskaltel, a 10m58s
(...)
24. Tiago Machado, Portugal, radioShack, a 32m52s
101 Murilo Fischer, Brasil, Garmin, a 2h06m20s
-
Fonte: Record
Link Origem

Ciclista espanhol morre prensado entre o próprio carro e o portão do edifício

--_O ciclista espanhol Xavier Tondo, de 32 anos, atleta da equipe Movistar, morreu por volta das 22h deste domingo, após ficar prensado entre seu próprio veículo e o portão do edifício onde estava hospedado, em Serra Nevada, na Espanha.
--_Autoridades policiais da cidade informaram que foram alertades
os sobre o incidente e mandaram uma equipe imediatamente. No local foram informados que o ciclista, que fazia preparação para disputar o Tour da França de ciclismo, desceu do carro para verificar o portão que estava fechado.
--_O carro acabou prensando Tondo no portão. A Guarda Civil de Serra Nevada investiga quais os motivos do acidente. Acredita-se que o ciclista tenha deixado o carro em ponto morto e não lembrou de puxar o freio de mão, por isso o carro teria andado sozinho.
--_Momentos antes do incidente, Xavier Tondo esteve com outro ciclista, AlejandroValverde, também da equipe Movistar, com quem treinava para a competição.
-
Fonte: UOL Esporte
Link Origem

Ex-companheiro de Armstrong ratifica acusação de doping

--_AFP - LOS ANGELES - O sete vezes campeão da Volta da França Lance Armstrong foi parte de um sofisticado programa de doping para incrementar o rendimento esportivo, afirmou no domingo um dos antigos companheiros do ciclista americano.
--_Em entrevista exibida no programa 60 Minutes do canal CBS, o ex-ciclista Tyler Hamilton, que foi punido por doping, revelou que informou a um grande júri de Los Ángeles que os funcionários da equipe e do ciclismo mundial ajudaram a manter em sigilo o doping de Armstrong.
>>"Há uma grande quantidade de trapaceiros e mentirosos por aí. Não se trata apenas de Lance. Com um pouco de sorte, eu ainda estaria por aí, sendo um trapaceiro e mentiroso", declarou Hamilton.
--_O ex-cicilista afirmou ter visto Armstrong receber uma transfusão de sangue durante a Volta da França de 2000 e injectar EPO durante a competição de 1999 e antes das voltas de 2000 e 2001.
--_"Eu o vi injetar-se mais de uma vez, como todos fizemos, com eu fiz muitas, muitas vezes", disse Hamilton.
--_"Ele era o líder da equipe. Se dopou como todo mundo, sendo parte da cultura do esporte".
--_Com base em fontes não identificadas, o 60 Minutes informou que outro ex-companheiro e amigo de Armstrong, George Hincapie - que não deu entrevista à CBS -, afirmou ao grande júri que ele e Lance administraram mutuamente suvstâncias como EPO (eritropoietina) e testosterona.
-
:: Armstrong rebateu as acusações no site facts4lance.
>> "Temos certeza de que as declarações atribuídas a Hincapie são inexatas e que as informações sobre seus depoimentos não são confiáveis", afirmou Armstrong.
--_Investigadores federais examinam se o sucesso da equipe US Postal de Armstrong, que se aposentou em fevereiro, foi resultado de doping.
--_Armstrong, que venceu todas as Voltas da França de 1999 a 2005, nega ter usado substâncias para melhorar o rendimento.
--_Mark Fabiani, advogado de Armstrong, afirmou que "ao longo de todo o processo, a CBS demonstrou uma grave falta de imparcialidade jornalística e colocou o sensacionalismo acima da responsabilidade".
-
Fonte: Jornal do Brasil
Link Origem

Giro D'Italia - 15a Etapa - Nieve vence a etapa rainha e Contador aumenta vantagem

--_O espanhol Mikel Nieve (Euskaltel) venceu hoje sozinho a 15a. etapa do Giro D'Itália, que permitiu ao espanhol Alberto Contador (Saxo Bank), terceiro à chegar na etapa "rainha", consolidando a liderança da prova.
--_Nieve gastou 07h27m14s para percorrer os 229 quilômetros entre Conegliano e Gardeccia-Val di Fassa, deixando para trás o italiano Stefano Garzelli (Acqua & Sapone), que gastou a 01m41s atrás, e Contador, a 01m50s do vencedor, sob marcação do transalpino Michelle Scarponi (Lampre), a 01m56s.
--_O português Tiago Machado (RadioShack) foi o 37.º a terminar, 16.14 minutos depois de Nieve, e tornou-se no único representante português na corrida, depois da desistência do companheiro de equipe Manuel Cardoso.
--_O brasileiro Murilo Fischer (Garmin) cruzou a linha de chegada com o tempo de 7h55m12ss na 79a colocação a 27m58s do vencedor.
--_Duas fugas acabaram por se juntar aos 50 quilômetros, formando um grupo de 18 corredores, do qual sobressaía Garzelli, que foi o primeiro a passar o Passo Giau Emmanuelle Sella (Androni), Danilo di Luca (Katusha), Carlos Sastre (Geox) e Nieve.
--_Passagem dos 169 quilômetros, Nieve "vestia" virtualmente a camisa rosa, com um avanço de 09m08s sobre o pelotão, já que estava a 09m08s de Contador na geral.
--_Garzelli assumiu a corrida e obteve resposta de Vincenzo Nibali (Liquigas), segundo na classificação, o que obrigou Contador, já sem o apoio dos companheiros de equipe, a forçar o ritmo e a destacar-se do grupo de David Arroyo (Movistar), Igor Antón (Euskaltel) e Scarponi, anulando o ataque.
--_A 27,5 quilômetros da meta e com a última subida pela frente, Garzelli, perseguido por Nieve detinha sete minutos de diferença sobre o grupo de Contador, do qual Antón se separou.
--_O espanhol da Euskaltel alcançou Garzelli na última subida, a seis quilômetros da chegada, e atacou de imediato para assegurar a quinta vitória do espanhol no Giro2011, enquanto Contador acelerava para aumentar a diferença para os rivais.
--_Na geral, Contador detém agora 04m20s de vantagem sobre Scarponi, 05m11s para Nibali e mais de seis minutos para o francês John Gadret (AG2R) e Anton, enquanto Nieve subiu ao sétimo posto, graças à aventura triunfal de hoje. Tiago Machado segue na 24.ª posição, a 30.59 minutos e Murilo Fischer na 102a. posição a 2h01m44s da camisa rosa.
-
Classificação da 15a Etapa
1. Mikel Nieve, Espanha, Euskaltel, 7:27.14 horas
2. Stefano Garzelli, Itália, Acqua & Sapone, a 1:41m
3. Alberto Contador, Espanha, Saxo Bank, a 1:51m
4. Michele Scarponi, Itália, Lampre, a 1:57m
5. John Gadret, França, AG2R, a 2:28m
6. Jose Rujano, Venezuela, Androni, a 2:35m
7. Vincenzo Nibali, Itália, Liquigas, a 3:34m
8. Joaquim Rodriguez, Espanha, Katusha, m.t.
9. Roman Kreuziger, R. Checa, Astana, a 4:01m
10. Steven Kruijswijk, Holanda, Rabobank, a 4:13m
(...)
37. Tiago Machado, Portugal, RadioShack, a 16,14 m
79. Murilo Fischer, Brasil, Garmin, a 27,58 m
-
Classificação Geral
1. Alberto Contador, Espanha, Saxo Bank, 62:14.42h
2. Michele Scarponi, Itália, Lampre, a 4:20 m
3. Vincenzo Nibali, Itália, Liquigas, a 5:11 m
4. John Gadret, França, AG2R, a 6:08 m
5. Mikel Nieve, Espanha, Euskaltel, a 7:03 m
-
Fonte: O Jogo
Link Origem

Haka Race Mountain Bike terá prova de longa distância

--_Depois de uma bem sucedida prova em 2010, o Haka MTB, prova de Mountain Bike do Haka Race realizada na Serra da Mantiqueira, volta em 2011, nos dias 23 a 26 de junho, com algumas novidades.
--_Se, no ano passado, a prova contou bases itinerantes, no distrito de Monte Verde (MG) e na cidade de São Bento do Sapucaí (SP), para a prova de 2011, a proposta é ter somente uma base, em São Bento do Sapucaí, a partir da qual os competidores partirão para percursos diários – em alguns casos, as bikes serão transportadas em veículos da organização com racks ou em vans até o local da largada, como no segundo dia, quando a corrida terá início da vizinha Campos do Jordão.
--_Ao todo, serão 220 quilômetros, divididos em quatro dias, com percurso máximo de 75 quilômetros. “A idéia é facilitar a logística da prova para as equipes participantes”, afirma o organizador do Haka MTB, Léo Barbosa.
--_Uma das passagens mais complicadas deverá ser justamente o segundo dia, quando os competidores largarão de Campos do Jordão. Com somente 24 quilômetros, esse trecho promete ser o mais técnico da corrida. “O percurso é impressionante”, descreve Léo.

-
:: Haka MTB
23 a 26 de junho

São Bento do Sapucaí (SP
Total: 220 quilômetros
- ::Serviço
Inscrições (por atleta)
Até 18 de maio - R$ 160,00

Até 03 de junho - R$ 170,00
Até 20 de junho - R$ 180,00
Apoio da Organização (Opcional)
Inclui Barraca para duas pessoas mais transporte para as cidades de largada.

R$ 150,00 por pessoa
- Refeição completa
Liofoods (opcional)

Inclui três jantares e três cafés da manhã - R$ 60,00 por atleta
-
Fonte: Terra 360 graus
Link Origem

"Vi Armstrong injetar EPO mais do que uma vez"

--_Lance Armstrong foi acusado de doping por mais um ex-colega de equipe na US Postal. Tyler Hamilton diz que viu o recordista de vitórias na Volta à França usar eritropoietina (EPO) e garante este usava ainda testosterona e transfusões sanguíneas, tal como a maioria do pelotão.
--_"Eu vi [EPO] na sua geladeira... Vi-o [Armstrong] a injectar-se mais do que uma vez, tal como todos nós todos fazíamos. Como eu fiz, muitas, muitas vezes", afirmou Hamilton no programa "60 Minutes" da CBS, revelando que Armstrong, que venceu a Volta à França sete vezes consecutivas, usou EPO durante o primeiro Tour que ganhou, em 1999, e pelo menos antes das duas edições seguintes, nas quais Hamilton competiu na mesma equipe que o texano. "[Armstrong] Tomou o que nós todos tomámos... A maioria do pelotão fez uso de EPO, testosterona, transfusões sanguíneas", admitiu o ex-ciclista.
--_A resposta de Armstrong, que sempre negou as suspeitas e acusações levantadas ao longo da sua carreira, de que usara dopantes, não se fez esperar. "Mais de 20 anos de carreira. 500 controles em todo o mundo, dentro e fora de competições. Nunca falhei em um teste", escreveu o texano na sua conta no Twitter, colocando logo em causa a reputação de Hamilton, que ficou na história do ciclismo como um dos que mais teve problemas de doping ao longo da sua carreira.
::Campeão olímpico manchado pela dopagem
--_Hamilton ganhou a medalha de ouro no contra-relógio dos Jogos Olímpicos de Atenas 2004, mas registrou um controle positivo. Só manteve o título porque houve um erro do laboratório, que congelou a amostra B e impediu a realização da contra-análise, exigida pelo Comité Olímpico Internacional.
--_O aviso caiu como uma bomba um mês depois, Hamilton tornou-se no primeiro ciclista a ser apanhado por uma nova técnica que permitia detectar transfusões com sangue de um doador, controle realizado durante a Volta à Espanha. Já antes o atleta tinha sido avisado pela Agência Mundial Antidopagem e pela União Ciclista Internacional de que estavam a ser detectados valores anormais no seu sangue que indiciavam a presença de células sanguíneas de outra pessoa. Quando foi apanhado, o corredor argumentou em sua defesa que era uma quimera, ou seja, que o sangue era produzido por restos de um irmão gémeo que morreu no útero e que fora absorvido pelo corpo de Hamilton. Cumpriu dois anos de suspensão, mas em 2009 deixou definitivamente o ciclismo devido a outro controle positivo, por ter usado DHEA (dehidroepiandrosterona), um esteróide anabolizante, para combater uma depressão.
-
Fonte: DN - Desporto
Link Origem

Depois de assumir doping, campeão olímpico devolve medalha...

--_Campeão da prova contra-relógio nos Jogos Olímpicos de Atenas em 2004, o ciclista norte-americano Tyler Hamilton admitiu em entrevista ao programa “60 Minutes”, da rede CBS, que fez uso de substância ilícitas durante a carreira, mais precisamente EPO (eritropoetina). Hamilton ainda acusou o ex-companheiro Lance Armstrong de também ter usado as mesmas substâncias.
--_Com a declaração, o Comitê Olímpico Internacional (COI) avisou que Hamilton poderia perder a medalha de ouro, porém a Agência Antidoping dos Estados Unidos (Usada) soltou um comunicado em que afirma que o ciclista já devolveu a medalha.
--_Depois de conquistar o título olímpico em 2004, Hamilton foi pego no exame antidoping da prova, mas continuou com o ouro devido ao um problema encontrado na contraprova analisada pelo laboratório.
--_Durante a entrevista, Hamilton disse que chegou a ver Armstrong utilizar a EPO e que ele também utilizou a substância na presença do heptacampeão da Volta da França.
-
Fonte: Uol Esportes
Link Origem

Giro D'Italia - 12a Etapa - Cavendish vence novamente

--_O ciclista britânico Mark Cavendish (HTC) ganhou hoje ao "sprint" a 12.ª etapa do Giro D'Italia, que continua a ser liderada pelo espanhol Alberto Contador (Saxo Bank).
--_Cavendish, que obteve a sua segunda vitória no presente "Giro", cumpriu os 184 kilometros da etapa, que ligou Castelfidardo a Ravena, em 4h17m25s.
--_A dois dias de festejar o seu 26.º aniversário, Cavendish impôs-se sobre da linha de chegada aos italianos Davide Appollonio (Sky Procycling) e Alessandro Petacchi (Lampre), obtendo assim a sua sétima vitória em etapas do Giro e a 25.ª em grandes voltas.
--_Na última etapa plana antes de a caravana chegar à alta montanha, uma fuga de quatro corredores, lançada já com 5 kilometros de prova, durou até cerca de 14 kilometros da linha de chegada, altura em que a equipa de Mark Cavendish tomou conta das operações.
--_O "sprint" final ainda ficou marcado por uma queda coletiva a cerca de 1.500 metros da linha de chegada, sem consequências para os corredores envolvidos.
--_Na corrida para a meta, Cavendish, que foi lançado pelo australiano Mark Renshaw, resistiu bem ao ataque de Appollonio e registou a segunda vitória na presente edição, depois da vitória na 10.ª etapa, devendo abandonar a prova, uma vez que já tinha anunciado a sua renúncia logo que esta "se inclinasse".
--_Tiago Machado (RadioShack) chegou no 105.º posto, igualmente integrado no pelotão, e ocupa o 32.º lugar da geral a 9m21s de Contador, enquanto Manuel Cardoso está bem mais atras, na 168.ª posição, a 1h29m01s.
--_O pelotão chega finalmente na sexta-feira à alta montanha, com a entrada na Áustria e com uma etapa de 167 quilómetros entre Spilimbergo e Grossglockner, sendo, mesmo assim, considerada a etapa mais suave das três de montanha que se seguem.
-
Classificação da 12a Etapa
1. Mark Cavendish (Grã-Bretanha), HTC, 4h17m25s
2. David Appollonio (Itália), Sky, m.t.
3. Alessandro Petacchi (Itália), Lampre, mt.
4. Roberto Ferrari, Itália, Lampre, m.t.
5. Gerald Ciolek (Alemanha), Quick Ste, m.t.
(...)
10. Manuel Cardoso (Portugal), m.t.
22. Alberto Contador (Espanha), Saxo Bank, m.t.
30. Murilo Fischer (Brasil), Garmin, m.t.
105. Tiago Machado (Portugal), RadioShack, mt.

Classificação Geral após 12.ª etapa:

1. Alberto Contador (Espanha), Saxo Bank, 44.55,16h
2. Kanstantin Siutsou (Itália), HTC-Highroad, a 59s
3. Vicenzo Nibali (Itália) Liquigas-Cannondale, a 1,21 m
4. Christophe Le Mevel (França) Garmin-Cervélo, a 1,28 m
5. Michele Scarponi (Itália) Lampre-ISD, m.t.
6.º David Arroyo (Espanha), Movistar, a 1,37 m
7. Roman Kreuziger (R. Checa), Astana, a 1,41 m
8. José Serpa (Espanha), Colmbia, Androni, a 1,47 m
9. Dário Cataldo (Itália), Quick Step, a 2,21 m
10. Matteo Carrara (Itália), Vacansolei, a 2,21 m
(...)
32. Tiago Machado (Portugal), RadioShack, a 9,21 m
108. Murilo Fischer (Brasil), Garmin, 1h00m03s.
168. Manuel Cardoso (Portugal), RadioShack, a 1.29,01 h

Transmissão AO VIVO do GIRO D´ITALIA 2011

--_Olá amigos do pedal... Nós do "Mazobikers BLOG" estamos transmitindo ONLINE o streaming do GIRO D'ITALIA 2011 - AO VIVO, através dos canais EUROSPORT HD com mais alguns links de backup do mesmo e o link da transmissão oficial da prova que esta sendo feita pelo canal GAZZETTA TV.
--_Ficou muito legal, pois os dois canais transmitem em possições diferentes da corrida... ai ficou muito jóia de acompanhar esta que é uma das maiores festas do ciclismo mundial.
- É o terceiro ano consecutivo que nós mazobikers fazemos este esforço de buscar e manter disponíveis esses links de transmissão para que os apaixonados pelo pedal possam acompanhar este grande evento.
- Sabemos que pela ESPN só passam partes das etapas e flashs, aqui vocês conseguirão acompanhar na integra.
-
As etapas começam entre 09:00 e 10:00 da manhã.
Vamos acompanhar essa que é uma provas mais famosas do mundo e ajudem a divugar o nosso trabalho, avisando todos os amigos do pedal que você conheça...
-
Obrigado pela atenção e um grande abraço da Equipe Mazobikers e do Mazobikers BLOG

Eddy Merckx: "É fácil chegar ao topo, difícil é lá ficar"

--_"No continente europeu, diz-se que o dia 21 de Julho de 1969 foi essencial na História da Humanidade, por dois motivos: um homem chamado Neil Armstrong pisou a Lua e um homem chamado Eddy Merckx ganhou o seu primeiro Tour." A frase de David Walsh, autor de obras sobre ciclismo, é apenas uma pista sobre a importância que Merckx teve na sua modalidade e no esporte em geral. O belga, agora aposentado com seus 65 anos, que está nos livros como o recordista de triunfos (525), de vitórias nas grandes Voltas (11), nas clássicas (28), continua a revelar a mesma paixão pelo ciclismo.

PÚBLICO - Se estivesse agora a começar, quereria ser ciclista?
Eddy Merckx - Absolutamente. Agora ou daqui a 50 anos, se pudesse escolher, voltaria a ser ciclista.

PÚBLICO - Concorda com aqueles que dizem que o ciclismo está menos competitivo e emocionante?
Eddy Merckx - Não. Há, sim, mais pressão mediática, porque há mais pessoas e jornalistas a seguirem a modalidade, especialmente durante o Tour. Mas o ciclismo continua igualmente duro, igualmente espectacular. Um campeão de hoje seria um campeão de outra época.

PÚBLICO - Olha para o pelotão e vê ciclistas com a qualidade dos da sua geração?
Eddy Merckx - Sim. Vemos alguém como o Philippe Gilbert, como o Andy Schleck e percebemos que são ótimos ciclistas. O ciclismo mudou, evoluiu, mas o Tourmalet continua a ser o Tourmalet, o Tour continua a ser o Tour.

PÚBLICO - Não mencionou Contador...
Eddy Merckx - Depende do que decidir o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS). Ele tem qualidade, mas precisamos dessa decisão para saber se é realmente um grande ciclista ou não. Espero que esteja inocente, porque seria mau para a modalidade.

PÚBLICO - E, mais uma vez, vemos o doping associado ao ciclismo...
Eddy Merckx - Não há mais doping no ciclismo do que em outros esportes. Simplesmente, há mais controle. É o esporte mais difícil, mais duro, mas também o mais bonito. O doping não faz nada: um ciclista é campeão porque tem talento, porque se esforça e é tudo.

PÚBLICO - Em tempos disse que para ganhar uma grande Volta era preciso ser bom todos os dias. Agora, olhando para as três grandes e vendo quem acaba em primeiro da geral, está convicto do mesmo?
Eddy Merckx - É exatamente a mesma coisa. Pode perder-se uma grande Volta todos os dias, seja numa etapa plana, numa de montanha, num contra-relógio. Só quando se atravessa a meta na última etapa, no último dia, é que a vitória está segura.

PÚBLICO - É tido como um dos melhores ciclistas de todos os tempos, mas vendo o seu currículo não restam dúvidas de que é o melhor de sempre. Não considera injusto não o cotarem como tal?
Eddy Merckx - Não, nem penso nisso. O mais importante é verem-te como o melhor enquanto competes. Interessa seres o melhor da tua geração. Fazerem comparações entre tempos e épocas diferentes é uma estupidez.

PÚBLICO - Ao contrário dos outros grandes ícones da modalidade, não se contentou com vencer as grandes Voltas. Ganhou clássicas, campeonatos do mundo, bateu o recorde da hora... Qual era o segredo da sua polivalência?
Eddy Merckx - Era uma combinação de motivação e talento, de uma vontade intrínseca de constante superação pessoal, que implicava o estabelecimento de desafios novos todos os anos. Nunca pensava que era o melhor e que isso bastava, sabia que tinha de me sacrificar mais, trabalhar mais. Noutros desportos é igual. Por exemplo, porque é que o Federer e o Nadal estão há tanto tempo no topo? Porque treinam muito, são verdadeiros desportistas e esforçam-se para ser sempre melhores.

PÚBLICO - Basta ser-se naturalmente bom?
Eddy Merckx - O talento não é suficiente. É preciso talento, mas depois a pessoa tem de trabalhar muito, caso contrário, mais cedo ou mais tarde, a sua carreira acaba. Veja-se o exemplo do [Frank] Vandenbrouke [morreu de overdose]: tinha talento, estava no topo e perdeu-se em saídas à noite, em discotecas, no consumo de cocaína. Se não se for um desportista na essência da palavra não se vai ter sucesso. É fácil chegar ao topo, difícil é lá ficar.

PÚBLICO - E, no seu caso, quais foram os traços distintivos?
Eddy Merckx - Ser capaz de sofrer mais do que os outros. E o fato de os meus pais me terem educado muito bem. Deles herdei a força, a coragem, o realismo de saber manter sempre os pés no chão.

PÚBLICO - Apoiaram-no quando decidiu ser ciclista?
Completamente.

PÚBLICO - Como descobriu que era essa a profissão que queria ter?
Eddy Merckx - Não sei. Tinha três, quatro anos e dizia que queria ser ciclista. Ninguém da família tinha ligação à modalidade nem ninguém que eu conhecesse. Penso que, da mesma forma que alguém se torna padre ou decide ser advogado, eu senti que queria ser corredor.

PÚBLICO - Porque abandonou tão novo?
Eddy Merckx - Mentalmente, não era possível continuar. Não foi uma questão de capacidade física, embora tenha tido várias lesões. Tinha sempre de ganhar, de ser o número um. Tinha muito mais pressão do que qualquer outra pessoa. Por exemplo, com o Indurain aconteceu a mesma coisa. Tornou-se demasiado cansativo e senti que tinha de parar.

PÚBLICO - Deixou de ter motivação?
Eddy Merckx - Estava farto, não tinha a mesma vontade de correr.

PÚBLICO - Olhando para trás, ficou alguma prova por ganhar?
Eddy Merckx - Não, de maneira nenhuma. Não tenho qualquer arrependimento. Não trocaria uma Milan-San Remo por um Paris-Tour [única clássica que não ganhou].

PÚBLICO - No momento em que anunciou o seu abandono, descreveu o dia como o mais triste da sua vida. Continua a sentir o mesmo?
Eddy Merckx - Já não. Algum dia tinha de parar. Não podia continuar só pelo dinheiro, era muito duro. Não era como hoje em dia. Fazíamos 95 corridas por ano.

PÚBLICO - Preferia ter-se despedido como Lance Armstrong?
Eddy Merckx - Talvez. Mas, ao contrário dele, nunca tive o impulso de voltar.

PÚBLICO - Conseguiu desligar-se do ciclismo?
Eddy Merckx - Nunca. Criei uma fábrica de bicicletas, continuo a pegar na bicicleta quase todos os dias, só como hobby. Quem gosta de ciclismo, gosta sempre
-
Entrevista: Ana Marques Gonçalves
Fonte: Público Desporto
Link Origem

Giro D´Italia - 10a. Etapa - Mark Cavendish vence etapa ao sprint batendo Petacchi na reta final

--_Mark Cavendish venceu a 10.ª etapa do Giro - Termoli - Teramo - percurso com 159 kilometros. O ciclista da HTC COLUMBIA conquistou a etapa ao sprint e ultrapassou, na reta final, a oposição de Francisco Ventoso (Movistar) e Alessandro Petacchi (Lampre), corredor que já havia derrotado o britânico no domingo passado .
--_Foi a primeira vitória do "Expresso da Ilha de Man" nesta edição da prova e o 24.º em grandes voltas - 15 no Tour, 6 no Giro e 3 na Vuelta.
--_Na classificação geral, Alberto Contador mantém a camisa rosa e as distâncias para os mais diretos perseguidores.

::Classificação da 10.ª etapa:
1. Mark Cavendish (Grã-Bretanha/HTC), 4h00m49s
2. Francisco Ventoso (Espanha/Movistar), m.t.
3. Alessandro Petacchi (Itália/Lampre), m.t.
4. Roberto Ferrari (Itália/Androni), m.t.
5. Davide Appollonio (Itália/SKY), m.t.
6. Francesco Chicchi (Itália/Quick Step), m.t.
7. Klaas Lodewyck (Bélgica/Omega), m.t.
8. Sacha Modolo (Itália/Colnago), m.t.
9. Alexander Kristoff (Noruega/BMC), m.t.
10. Oscar Gatto (Itália/Farnese) m.t.
...
19. Manuel Cardoso (Portugal/Radioshack), m.t.
...
29. Alberto Contador (Espanha/Saxo Bank), m.t.
32. Tiago Machado (Portugal/Radioshack), m.t.
34. Murilo Fischer (Brasil/Garmin), m.t.

Classificação geral:
1. Alberto Contador (Espanha/Saxo Bank), 37.04.40 horas
2. Kanstantsin Sivtsou (Bielorrússia/ HTC), a 59s
3. Christophe Le Mevel (França/Garmin), a 1m19s
4. Vincenzo Nibali (Itália/Liquigas), a 1m21s
5. Michele Scarponi (Itália/Lampre), a 1m28s
6. David Arroyo (Espanha/Movistar), a 1m37s
7. Roman Kreuziger (República Checa/Astana), a 1m41s
8. Jose Serpa (Colômbia/Androni), a 1m47s
9. Dario Cataldo (Itália/Quick Step), a 2m21s
10. Matteo Carrara (Itália/Vacansoleil), m.t.
...
36. Tiago Machado (Portugal/Radioshack), 8m34s
107. Murilo Ficher (Brasil/Garmin), 50m12s
165. Manuel Cardoso (Portugal/Radioshack), 1h13m51s
-
Fonte: Record
Link Origem

Taça Brasil de Mountain Bike #2 - Altimetria e traçado da pista

--_A segunda edição da Taça Brasil de Mountain Bike chega no Rio de Janeiro, e as inscrições vão até o dia 19 de maio e podem ser feitas no site da FECIERJ.
--_A primeira edição de 2011 foi em Campo Largo, no Paraná, tendo como os campeões: Roberta Stopa (Elite Feminino) e Henrique Avancini (Elite Masculino).
--_Agora, o evento será realizado no dia 22 de maio na Quinta da Boa Vista. O local é um dos mais belos cartões postais da cidade fluminense, e atrairá a atenção das maiores feras do nosso MTB.
:: História do local
--_A Quinta da Boa Vista foi utilizada como residência oficial da Família Real a partir de 1808. Ali nasceu e viveu D.Pedro II. Hoje abriga Jardim Zoológico Municipal, o Museu da Fauna e o Museu Nacional da Quinta da Boa Vista. Este será um grande evento, ideal para levar a família e presenciar os melhores bikers do Mountain Bike em ação neste lugar histórico e muito especial.
::A Pista
--_Os treinos na pista serão realizados no dia 21, sábado, das 10:00h às 17:00h e as provas ocorrerão a partir das 8:00h do domingo. Um comissário internacional da UCI (Union Cycliste Internationale) estará presente, validando o evento. Apenas atletas federados poderão competir, exceto na categoria "Estreantes".
--_O traçado será rápido, pois não há grandes subidas típicas do Mountain Bike nesta prova. O circuito possui 5.780 metros e passa pelos gramados e colinas da área em torno do Paço Imperial, com o mesmo visual belíssimo que encantou a Família Real no século 19. A largada se dará na pista asfaltada que leva à entrada do Museu da Fauna, e logo depois se desviará para a trilha, um single-track de solo firme com alguns pontos de raízes.
--_Os atletas enfrentarão um traçado rápido e explosivo em uma pistahttp://www.blogger.com/img/blank.gif desenhada especialmente para esta corrida. "Este evento é muio importante para o ciclismo e principalmente para o Rio de janeiro, pois já estamos nos preparando para as Olimpíadas de 2016. A Quinta da Boa Vista já sediou grandes corridas de bicicleta no passado, e esperamos resgatar este legado", disse Cláudio Santos, presidente da FECIERJ - Federação de Ciclismo do Estado do Rio de Janeiro, e responsável pela organização da prova.
--_Um grande público está sendo esperado, pois a área é de grande visitação. A segurança ficará à cargo da Polícia Militar e Guarda Municipal, já que o evento conta com o total apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro e da Sub-Prefeitura do Centro.
-
Fonte: Pedal.com.br
Link Origem

Taça Brasil de Mountain Bike #2 - Rio recebe competição

--_A segunda edição da Taça Brasil de Mountain Bike chega no Rio de Janeiro, e as inscrições já estão sendo encerradas.
--_A primeira edição de 2011 foi em Campo Largo, no Paraná, tendo como os campeões: Roberta Stopa (Elite Feminino) e Henrique Avancini (Elite Masculino).
--_Agora, o evento será realizado no dia 22 de maio na Quinta da Boa Vista. O local é um dos mais belos cartões postais da cidade fluminense, e atrairá a atenção das maiores atletas do nosso MTB.
-
::Serviço
--_As inscrição vão até o dia 19 de maio e podem ser feitas no site da FECIERJ.
--_Patrocínio – Banco do Brasil, o Banco do Ciclismo Brasileiro.
Apoio – VZAN, Amazonas Bike, BikeBros, Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro / Sub Prefeitura do Centro.
--_Supervisão – FECIERJ.
-
TAÇA BRASIL MTB - XCO
LOCAL: Quinta da Boa Vista - Rio de Janeiro/RJ
DATA: 22/05/2011
HORA: 08:00:00

Giro D´Italia - 9a. Etapa - Vitória e Camisa Rosa para Contador no Etna

--_Tal como se previa, a chegada ao vulcão Etna provocou diferenças significativas entre os principais candidatos à vitória final e um deles assumiu já a liderança, quando ainda faltam duas semanas, e que contempla seis etapas de alta montanha e os dois contrarrelógios. Mas Alberto Contador, da Saxo Bank, quis já este domingo mostrar que está efetivamente em Itália para lutar pela camisa rosa e não apenas para curar mágoas de uma possível ausência no Tour.
--_O espanhol esteve verdadeiramente imbatível nos 7 kilometros finais rumo ao Etna, surpreendendo os adversários, não só por ter atacado cedo demais, como da maneira como o fez, ou seja, através de mudanças bruscas de velocidade. Voltou a usar a mesma tática a 1 km da meta para se desenvencilhar do venezuelano José Rujano, da Androni, que entretanto estava em fuga.
--_O ciclista da Saxo Bank cruzou a linha de chegada com 50 segundos de vantagem sobre alguns dos adversários, sendo que os principais derrotados do Etna foram Michele Scarponi, da Lampre, a perder 1m07s, e Denis Menchov, da Geox, a ceder 2m16s.
--_Tiago Machado quebrou a 7,6 km do final, chegando a linha de chegada com 4m47s e na 39.ª posição.
--_Alberto Contador mesmo ganhando, mostrou prudência na hora de abordar o futuro e no que diz respeito a um eventual triunfo final.
--_"Não penso na rosa, mas em cavar diferenças. A prova ainda agora começou. O Giro é duro e tudo pode acontecer", disse o chefe-de-fila da Saxo Bank, "satisfeito" com a vitória: "o vento soprava forte e sabia que tinha de atacar entre o 8.º e 5.º kilometro."
--_O ciclista espanhol recusa que esta vitória seja um prémio de consolação depois do caso de doping em que esteve envolvido: "a vitória é importante. Agora, se é especial, isso deve-se ao facto de o traçado ser especial e mítico. Estamos num vulcão e as fotografias devem ser muito bonitas."
-
::Classificação:
::Messina-Etna, 169 km
1 Alberto Contador (Espanha), Saxo Bank, 4h54m09s
2. José Rujano (Venezuela), Androni, a 12s
3. Stefano Garzelli (Itália), Acqua&Sapone, a 50s
4. Vincenzo Nibali (Itália), Liquigas-Cannondale, m.t.
5. Roman Kreuziger (R. Checa), Astana, m.t.
6. David Arroyo (Espanha), Movistar Team, m.t.
7. Kanstantin Siutsou (Bielorrússia), HTC-Highroad, m.t.
8. Igor Antón (Espanha), Euskaltle-Euskadi), a 59s
(...)
39.º Tiago Machado (Portugal), RadioShack, a 4m47s
(...)
172.º Manuel Cardoso (Portugal), RadioShack, a 26m02s
-
::GERAL
1. Alberto Contador (Espanha), Saxo Bank, 33h03m51s
2. Kanstantin Siutsou (Itália), HTC-Highroad, a 59s
3. Christophe Le Mevel (França) Garmin-Cervélo, a 1m19s
4. Vicenzo Nibali (Itália) Liquigas-Cannondale, a 1m21s
5. Michele Scarponi (Itália) Lampre-ISD, a 1m28s
6. David Arroyo (Espanha), Movistar, a 1m37s
7. Roman Kreuziger (R. Checa), Astana, a 1m41s
8. José Serpa (Espanha), Colmbia, Androni, m.t.
9. Dário Cataldo (Itália), Quick Step, a 2m21s
10. Matteo Carrara (Itália), Vacansolei, a 2m21s
(...)
36. Tiago Machado (Portugal), RadioShack, a 8m34s
166. Manuel Cardoso (Portugal), RadioShack, a 13m51s

Rafael Andriato vence prova de ciclismo de estrada na Itália

--_O brasileiro Rafael Andriato, da equipe Petroli Firenze, ficou com a vitória do 24° GP Internazionale Industrie del Marmo, realizado no último domingo, na região da Toscana, Itália, após um excelente sprint final.
--_A vitória marcou o retorno de Andriato, afastado por dois meses após contusão na clavícula. No sábado, o ciclista terminou em terceiro lugar na 12ª Coppa Comune di Castiglion Fiorentino.
--_"Estou realmente muito feliz de ter vencido esta prova. No ano passado cheguei em segundo e este ano meu objetivo era vencer. Quero agradecer o apoio da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), do Projeto Revelando Talentos e principalmente da minha família, minha namorada e meus amigos, que me ajudaram muito durante a minha recuperação. Quero aproveitar que o resultado chegou no Dia das Mães e dedicar esta vitória como um presente para minha mãe" declarou o ciclista de 23 anos, nascido em São Paulo.
--_A competição, uma das mais importantes da Itália da categoria Dilletanti (reúne atletas até 26 anos), teve 170 ciclistas das melhores equipes locais, além de times e seleções de países como Rússia, Ucrânia, Eritréia, Polônia, entre outras.
--_O percurso foi de 167 quilômetros, dividido em quatro grandes voltas, com maior dificuldade na subida "del marmo", de quatro quilômetros de extensão. Faltando cerca de 15 quilômetros para a chegada, só restavam 35 ciclistas no pelotão principal, deixando o grupo bastante selecionado.
--_Nos quilômetros finais ocorreram vários ataques na tentativa de decidir a prova com alguma fuga, mas o eficiente trabalho das equipes Petroli Firenze, Team Brilla e Luchinni fez a decisão ser no sprint final.
--_Rafael Andriato, Carlos Alexandre Manarelli (vencedor da prova em 2009) e Gideone Monteiro são integrantes do projeto "Revelando Talentos", comandado por Luciano Pagliarini, com apoio da CBC. Gideone venceu o Pan-Americano de Estrada, neste domingo, na Colômbia, na categoria Sub-23, prova que Gregolry Panizo foi campeão na Elite garantindo a vaga brasileira na Olimpíada de Londres-2012.
-
::Resultado do 24° GP Internazionale Industrie del Marmo
1- Rafael Andriato (Petroli Firenze)
2- Matteo Trentin (Team Brilla)
3- Michele Simoni (Team Lucchini)
4- Andrea Zanetti (A.s.d. Brogio)
5- Kristian Sbaragli (Hopplà Truck It. Mavo Valdarno)
-
Fonte: Pedal.com.br
Link Origem

Giro D´Italia - 8a. Etapa - Oscar Gatto vence antes do Etna

--_Numa etapa supostamente de transição, antes da chegada domingo (15/05) ao vulcão Etna, na Sicília, a ligação entre Sapri e Tropea trouxe muitas movimentações nos dois kilometros finais, com Alberto Contador, da Saxo Bank, a ganhar 17 segundos à concorrência, 12 deles por ter sido 2.º na etapa e mais 5 pelo corte verificado para o grupo perseguidor.
--_A 8a.Etapa foi ganha pelo italiano Oscar Gatto, da Farnese Vini, que atacou no grupo principal, a 1.800 metros da meta, conseguindo manter a vantagem suficiente para ser o primeiro em Tropea. Isto apesar da aproximação de Contador que aproveitou também a ligeira subida para escapar igualmente ao pelotão e assim conseguir amealhar alguns segundos. O espanhol é agora 5.º, estando a 13 segundos do holandês Pieter Weening, da Rabobank, que parte para a primeira grande etapa de alta montanha ainda com a camisola rosa no corpo.
--_A etapa de amanhã contempla pois duas contagens de montanha, ambas de 1.ª categoria, sendo que a última coincide com a meta. O Etna é, de resto, de boas recordações para o ciclismo português, pois ali ganhou Acácio da Silva em 1989.
--_Manuel Cardoso, da RadioShack, conseguiu, pela primeira vez, chegar entre os primeiros numa etapa que à partida tinha tudo para ser decidida ao sprint, mas que Gatto decidiu o contrário.
-
::Classificação:
:: 8.ª etapa: Sapri-Tropea, 214 km
1.º Oscar Gatto (Itália), Farnese Vini, 4h59m45s
2.º Alberto Contador (Espanha), Saxo Bank, m.t.
3.º Alessandro Petacchi (Itália), Lampre, a 5s
4.º Alexander Kristoff (Noruega), BMC, m.t.
5.º Roberto Ferrari (Itália), Androni, m.t.
6.º Davide Appollonio (Itália), Sky, m.t.
7.º Francisco Ventoso (Espanha), Movistar, m.t.
8.º Rinaldo Nocentini (Itália), AG2R, m.t.
9.º Christophe Le Mevel (França), Garmin, m.t
10.º Klaas Lodewyck (Bélgica), Omega, m.t.
(...)
14.º Manuel Cardoso (RadioShack), m.t.
(...)
43.º Tiago Machado (Portugal), RadioShack, m.t.
-
::GERAL
1. Pieter Weening (Holanda), Rabobank, 28h09m49s
2. Kanstantin Siutsou (Itália), HTC-Highroad, a 2s
3. Marco Pinotti (HTC-Highroad, m.t.
4. Christophe Le Mevel (França) Garmin-Cervélo, a 5s
5. Alberto Contador (Espanha) Saxo Bank-SunGard, a 13s
6. Michele Scarponi (Itália) Lampre-ISD, a 14s
7. Pablo Lastras (Espanha) Movistar Team, a 22s
8. Vicenzo Nibali (Itália) Liquigas-Cannondale, a 24s
9. Steven Kruijswijk (Holanda) Rabobank, a 28s
10. José Serpa (Espanha) Androni Giocattoli, a 33s
(..)
36. Tiago Machado (Portugal), RadioShack, a 3m,40s
164.º Manuel Cardoso (Portugal), RadioShack, a 47m42s
-
Fonte: Record
Link Origem

Nícolas Sessler viaja rumo ao Canadá para disputar etapas da Copa do Mundo

--_Considerado uma das grandes revelações do mountain bike brasileiro, o ribeirão-pretano Nícolas Sessler (Scott/Shimano/Rosvel Multimarcas) embarca na próxima terça-feira para mais uma experiência internacional.
--_Durante dois meses, o atleta vai ficar treinando e competindo no Canadá, além de disputar duas etapas da Copa do Mundo da modalidade: a primeira em Mont-Sainte-Anne, no Canadá (dias 2 e 3 de julho), e a segunda em Windham, nos EUA (dias 9 e 10 de julho).
--_“É uma experiência muito importante e que vai me dar muita bagagem. No Canadá, estarei treinando e competindo nas melhores pistas e com os melhores atletas do mundo. Vai ser muito importante para a minha carreira”, disse Nícolas Sessler.
--_O ribeirão-pretano, de 17 anos, faz parte do projeto MTeenB 2011, que foi idealizado por Jaqueline Mourão, primeira atleta do Brasil a disputar os Jogos Olímpicos de Verão e Inverno. O projeto tem apoio da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e Scott bicicletas.
--_No ano passado, o atleta também fez parte do projeto. Ele esteve durante 45 dias no país da América do Norte, onde foi campeão da Copa Raid Velo Mag, vice-campeão da Copa Regional de Mountain Bike, terceiro colocado no Campeonato de Quebec e na Copa Quebec de Mountain Bike, além de ficar em quinto lugar na Copa Canadá de Mountain Bike.
--_“Não quero criar expectativa por bons resultados. Meu objetivo é treinar e evoluir tecnicamente e fisicamente. Vou procurar fazer o meu melhor e brigar por uma boa colocação. Tenho a consciência que será difícil já que é meu primeiro ano na categoria Júnior”, declarou.
--_Na atual temporada, Nícolas Sessler subiu ao pódio em todas as provas que disputou. Ele foi campeão da Taça Brasil de Mountain Bike, vice-campeão da etapa de abertura da Copa Internacional e do GP Ravelli, além de terceiro lugar no Campeonato Interestadual.
--_O atleta também disputou o Campeonato Pan-Americano de Mountain Bike, mas teve que abandonar a competição após ter o pneu furado e passar mal em virtude da altitude da cidade de Bogotá (2.640 metros).
-
Fonte: O Radical UOL
Link Origem

Professores ensinam adultos a andar de bicicleta

--_Na infância, um presente comum dado pela família para suas crianças é a bicicleta. No entanto, algumas delas não aprenderão a pedalar e carregarão esta frustração para o resto da vida.
--_Foi o que aconteceu com o administrador Ricardo Manzano, de 47 anos. “Todo garoto na faixa dos dez anos pede uma. Mas eu não conseguia andar, sempre caía, e não pedi mais”, diz. Ele atribui a desistência à falta de equilíbrio ao pedalar nas duas rodas.
--_Na época de Ricardo, ensinar a andar de bicicleta era uma tarefa para pais, irmãos e amigos. “Só que, se você não aprende logo, fica sozinho”, afirma. Isso não aconteceria se ele tivesse à disposição um serviço que vem aparecendo nos últimos anos: o professor de bicicleta.
--_Um dos pioneiros foi José Américo Reis Vieira. Com sua experiência de 15 anos na função, ele já pode esclarecer o problema do administrador e de muitos de seus alunos: o equilíbrio. “Para se equilibrar, não é com o movimento do corpo, mas com o do guidão. O corpo acompanha a bicicleta. E o guidão é o responsável pelo movimento dela”.
-
:: Descobrindo o problema
--_Antes disso, o professor Américo, como é conhecido pelos alunos, diz que o principal está em não ter pânico. “Se cair, é só parar e começar de novo”.
--_Por isso, o primeiro passo em suas aulas começa antes do movimento das rodas. “Eu fico conversando, preparando o aluno. Pergunto, por exemplo, porque não aprendeu ainda”. Geralmente, as respostas que recebe são falta de tempo ou de bicicleta. “Trabalho com o que atrapalha a pessoa”.
--_Essa troca gera uma confiança entre o aluno e o professor, como a que existe entre um amigo que quer ajudar outro a andar de bicicleta. O estudante de Engenharia Henrique Yukio, de 21 anos, por exemplo, foi o instrutor escolhido por uma amiga para as aulas das primeiras pedaladas. “Passei para ela o esquema de se equilibrar e como deveria estar sentada, disse ele”.
-
:: Ajuda nas pedaladas
--_Esse apoio é considerado fundamental pelo professor Américo, que diz não poder estar de mau humor para exercer a função para não gerar traumas no aluno. Ele também compara aprender a circular de bicicleta à criança que começa a andar. “Ela começa engatinhando. Depois, fica em pé. Aí os pais ajudam ela a dar os passinhos. E, se cair, vai ser sem se machucar”.
--_Geralmente, essa ajuda, no caso da bicicleta, está no instrutor que segura o selim (nome do assento da bicicleta) enquanto ela é movimentada pelo aluno. Porém isso pode gerar certos constrangimentos entre os dois, como lembrou Américo. Para evitá-los, ele fez uma adaptação das rodinhas de apoio, comum nos modelos infantis. As hastes dela foram soldadas na bicicleta para servir de apoio ao instrutor, que guia o aluno por elas.
--_O instrutor acompanha o aprendiz de ciclista até sentir confiança suficiente para deixá-lo pedalar sozinho. “Tem gente que vai 20, 50 metros sem mim e nem percebe”. Foi o mesmo caso de Henrique com a amiga. “Fiquei com ela por dez minutos. Depois, ela ficou pedalando sozinha”, diz o estudante de Engenharia.
-
:: O erro principal
--_Mas, até chegar a este ponto, o aluno conhecerá um dos principais erros dos principiantes. Quando a bicicleta começa a cair para um dos lados, a reação comum deles é jogar a bicicleta para o centro. Mas é esse movimento que causa desequilíbrio. O professor Américo ensina o movimento correto. “Se pender para a esquerda, levar ligeiramente para a esquerda e trazer para o centro”.
--_Para quem não conseguir alguém que ajude a andar de bicicleta, o professor dá algumas dicas, que aprendeu com seus mais de dois mil alunos, que têm entre 4 e 80 anos, em sua escola de ciclismo Bike Tour Club, no Paraná.
--_Elas primam por gerar confiança no ciclista, como ter os pés nos pedais e conhecer tudo da bicicleta – saber, por exemplo, que o freio direito é o da frente e o da esquerda, de trás. Para manter o principal, o equilíbrio, ele sugere. “Evite olhar para o chão, o guidão, a roda. Olhe sempre para a frente”.
--_Agora, é só tirar a poeira da bicicleta e começar a pedalar. E se desequilibrar e não conseguir continuar pedalando, por os pés no chão, e, com calma, tentar mais uma vez, como diz o professor.
-
Fonte: Band Entretenimento
Link Origem

De Clercq aguenta favoritos e 'dá' vitória a Weylandt

--_O Belga Bart de Clercq (Omega Pharma) resistiu hoje ao 'regresso' dos favoritos para vencer a sétima etapa do Giro D'Italia, em nome do compatriota Wouter Weylandt, que morreu na terceira etapa.
--_"Durante a corrida, tentei não pensar no Wouter. Mas agora que a ganhei quero dedicá-la a Wouter Weylandt e à sua família", afirmou De Clercq no final da primeira etapa de montanha.
--_Na subida ao santuário de Montervergine di Mercogliano, a 1.260 metros, onde se concluiu a curta etapa de 110 kilometros, Bart de Clercq só respirou de alívio quando cruzou a meta, por meia bike a frente do italiano Michele Scarponi, após 2:54.47 minutos de corrida.
--_O belga, de 24 anos, destacou-se a sete kilometros do final e ganhou cerca de 40 segundos de vantagem, entrando isolado nos últimos 1.000 metros, mas os homens da Lampre aceleraram o ritmo e lançaram dúvidas sobre uma vitória que parecia certa.
--_O 'suspense' só terminou mesmo sobre a meta, quando Bart de Clercq passou, em clara perda, mas com força suficiente para segurar uma vantagem mínima sobre Sacarponi, que terminou com o mesmo tempo do belga, tal como os seus perseguidores, o checo Roman Kreuziger (Astana), os italianos Stefano Garzelli (Acqua&Sapone) e Vincenzo Nibali (Liquigas) e o espanhol Joaquin Rodriguez (Katusha).
--_"A equipe fez o que tinha de fazer e quando saí atrás de De Clercq já foi um pouco tarde. Elel já estava 'parado', mas ganhou por um metro", disse Scarponi
--_Sem o conseguir acompanhar o andamento dos da frente, Alberto Contador (Saxo Bank), triplo vencedor do Tour, chegou um pouco mais atrás, em nono, mas conseguiu evitar o corte de tempo, tal como o russo Denis Menchov (Geox), 17.º, e o detentor da camisola rosa, Pieter Weening, 19.º.
--_A ascensão final, de 17 kilometros, causou dificuldades evidentes ao português Tiago Machado (RadioShack), que terminou em 45.º, a 33 segundos do vencedor, ao passo que o compatriota e companheiro de equipa Manuel Cardoso foi 143.º, a 15.09.
vNa geral, Weening continua liderar com dois segundos de avanço sobre o bielorrusso Kanstantsin Siutsou (HTC) e o italiano Marco Pinotti (HTC), enquanto Sacarponi aproveitou a bonificação de 12 segundos para subir ao quinto posto, a 14 segundos. Tiago Machado é o 39.º, a 3.40 minutos, e Manuel Cardoso segue na 166.ª posição, a 47.42.
--_No sábado, Cardoso e os restantes sprinters do pelotão voltam a terrenos propícios, na oitava etapa, que vai ligar Sapri a Tropea, na extensão de 217 kilometros.
-
Fonte: SIC Noticias

UCI investiga quem deu documento confidencial ao L'Équipe

--_A União Ciclista Internacional (UCI) reagiu por antecipação, ontem à noite, à publicação pelo jornal L'Équipe de comentários que os seus especialistas antidopagem fizeram sobre os ciclistas da Volta à França, numa lista em que os corredores são classificados consoante o risco que representam ao nível do doping.
--_Em comunicado difundido pela AFP, a UCI disse que foi informada pelo diário desportivo francês de que iria hoje publicar "um documento confidencial contendo avaliações individuais dos corredores da Volta à França na sequência dos controlos realizados antes da partida".
--_A UCI considera deplorável que este documento tenha caído em posse de pessoas exteriores, tendo em conta que esta lista constitui um simples documento de trabalho à volta do qual os seus serviços antidopagem organizaram as suas actividades durante a corrida. Sem ter nesta altura uma explicação, a UCI interroga-se sobre a fonte desta fuga de informação, lembrando que este documento estava reservado à UCI e aos peritos independentes da AMA (Agência Mundial Antidopagem) presentes na corrida. Uma tal violação da confidencialidade é muito grave e a UCI fará todo o possível para descobrir a sua origem", vincou a federação que rege o ciclismo.
--_No comunicado, a UCI relativiza os dados que constam na lista e os comentários, vincando que o valor do documento "está ligado a um contexto temporal muito preciso e resulta de uma avaliação sumária dos resultados destes controlos": "O espírito e o objectivo dos comentários inscritos no documento serviam para evitar toda e qualquer subavaliação da situação. A UCI tem como preocupação maior lutar contra todo a forma eventual de doping graças nomeadamente ao seu programa do passaporte biológico."
--_Esta é a primeira arma de detecção indirecta do doping que pode dar origem a sanções disciplinares. Mas, quando a certeza matemática dos indícios revelados pelos perfis sanguíneos não chega para avançar com processos, os cientistas utilizam os dados para delinear estratégias de controlo que visem os atletas mais suspeitos. Foi nesse âmbito que a UCI elaborou a lista que classificava, de zero a 10, os 198 inscritos no Tour 2010 consoante o risco que representavam (ver relacionado).
-
Fonte: Record
Link Origem

Polêmica com UCI por comentários sobre doping no Tour da França 2010

--_O jornal esportivo Le-Equipe publicou hoje comentários sobre 198 corredores suspeitos de doping no Tour da França de 2010, ante o qual a União Ciclista Internacional (UCI) reagiu com enfado.
--_A UCI soube que o jornal francês Le-Equipe publicou em sua edição desta sexta-feira um relatório confidencial que contém as avaliações individuais dos corredores do Tour da França 2010, depois dos controles antidoping, declarou a entidade.
--_O jornal, célebre por suas denúncias sobre o consumo de substâncias proibidas no esporte, relatou as pesquisas dos experientes e o rastreamento dos ciclistas ante a eventualidade do doping.
--_Criticamos que o relatório esteja em posse de pessoas externas, quando a lista só constituía uma simples ferramenta de trabalho sobre a base da qual seus serviços antidoping organizaram sua tarefa durante a carreira, disse a UCI.
--_Le-equipe não deu conta da fonte da informação, mas sem dúvidas o conteúdo revelado se ajusta com um reporte realizado pela máxima organização internacional do ciclismo.
--_Razão pela qual a UCI se perguntou em torno de como pôde ser dado a fuga da informação partindo de um documento reservado, e prometeu pesquisar exaustivamente até descobrir a origem do abuso de poder.
-
Fonte: Prensa Latina
Link Origem

Giro D'Italia - Ventoso vence sexta etapa ao "sprint" e Weening mantém a camisa rosa

:: O ciclista espanhol Francisco Ventoso (Movistar) impôs-se hoje ao "sprint" na sexta etapa da Volta a Itália, que continua a ser liderada pelo holandês Pieter Weening (Rabobank).
-
--_Ontem (12/05), o ciclista espanhol Francisco Ventoso (Movistar) impôs-se hoje ao "sprint" na sexta etapa da Volta a Itália, que continua a ser liderada pelo holandês Pieter Weening (Rabobank).
--_Aos 29 anos, Ventoso conquistou a sua primeira vitoria no Giro, ao bater sobre a linha de meta o italiano Alessandro Petacchi, completando em 5:15.39 horas os 216 quilómetros que ligaram Orvieto a Fiuggi, à média de 41,058 km/h.
--_A etapa ficou marcada pela fuga de cinco corredores (Veikkanen, Vandewalle, Veuchelen, Modolo, Popovych), que chegaram a dispor de 5.45 minutos de vantagem sobre o pelotão, mas foram apanhados a 1.500 metros do fim.
--_Tiago Machado (RadioShack) terminou no 43.º lugar, com o mesmo tempo de Ventoso, e continua a ser melhor português, no 48.º posto da geral, a 3.07 minutos de Weening.
--_O outro português em prova, Manuel Cardoso (RadioShack) terminou a etapa na 116.ª posição, a 5.05 minutos, ocupando o 167.º lugar da geral, a 32.33 do líder.
--_O holandês continua com a camisa rosa segura por dois segundos de vantagem sobre o bielorrusso Kanstantsin Sivtsov e o italiano Marco Pinotti, ambos da HTC-Highroad, segundo e terceiro colocados.
--_A sétima etapa da Volta a Itália realiza-se hoje (sexta-feira), com 110 kilometros, entre Maddaloni e Montevergine di Mercogliano, após uma subida final de 17 kilometros, com inclinação média de cinco por cento.
-
Fonte SIC Notícias
Link Origem

2º Circuito "Cidade de Itu" de Ciclismo acontece neste domingo

--_Para quem gosta de pedalar, estão abertas as inscrições para o 2º Circuito “Cidade de Itu” de Ciclismo Amador, que acontece no próximo domingo (15 de maio) e tem a primeira largada prevista para às 10 horas, em frente ao Sesi, no bairro São Luiz. O circuito, que terá percursos de aproximadamente três quilômetros, tem a finalidade de promover o intercâmbio entre os atletas e grupos que praticam o ciclismo na cidade, contribuindo para o desenvolvimento da melhoria da qualidade de vida e do nível técnico dos participantes através de atividade saudável.
--_As inscrições deverão ser feitas na Secretaria Municipal de Esportes pessoalmente, por fax ou e-mail, mediante preenchimento de todos os campos da ficha de inscrição. Também serão aceitas inscrições no dia e no local da etapa, até às 9 horas.
--_As categorias serão divididas em: MTB Masculino (16 anos acima), MTB Feminino (16 anos acima), Infantil (12 a 15 anos), Open Feminino (16 anos acima - atletas da elite, sub-23, sub-30), Veterano (45 anos acima), Máster (30 a 44 anos) e Open Masculino (16 anos acima - atletas elite, sub-23, sub-30). Também haverá o passeio livre, evento meramente participativo, sem premiação e classificação, para quem gosta de pedalar, mas não tem fôlego ou não gosta de competir.
--_Será obrigatório o uso de luvas e capacete, e a fixação dos números na bicicleta. Mais informações podem ser obtidas através do regulamento que pode ser retirado na Secretaria Municipal de Esportes, localizada na rua Heróis da FAB, 384, na Vila Leis.
--_As outras etapas do 2º Circuito “Cidade de Itu” de Ciclismo Amador acontecem nos dias 12 de junho, 28 de agosto, 11 de setembro e 20 de novembro.
-
Fonte: Itu.com.br
Link Origem

Vulcão Etna poderá ameaçar a realização da 9.ª etapa

--_A atividade do Vulcão Etna poderá ameaçar a realização da 9.ª etapa do Giro'2011. O vulcão siciliano intensificou a sua atividade nas últimas horas e expeliu grande quantidade de lava e cinza na noite de quarta para quinta-feira, com final Rif Sapienza a 9a. etapa, corre sérios riscos de não se realizar, ou pelo menos não terminar no local previamente indicado.
--_Pese embora o alarme instalado no pelotão, o diretor da prova transalpina, Angelo Zomegnan, garante "não existir qualquer risco", acrescentando que há "equipes no local a limpar as estradas".
--_Mas, mesmo que a 9a. etapa possa prosseguir, haverá mais problemas para a organização. Com o intensificar da atividade do Etna, o aeroporto de Catania foi fechado, pelo que o pelotão teria de ser transportado para Termoli, onde cumpirá o primeiro dia de descanso, por terra.
--_A nona etapa, na distância de 169 kilometros, subirá por duas ocasiões as estradas do Etna. Primeiro pelo lado de Citelli (1.631 metros de altitude) e depois, na chegada, subirá por Sapienza (1.892m).
-
Fonte Record
Link Origem

Brasil Ride - Inovação na ultramaratona

--_Os mountain bikers têm meses de preparação para a segunda edição da Brasil Ride o maior desafio de ciclismo já realizado em solo brasileiro, em 2010 contou com a presença das estrelas da elite mundial e nacional do mountain bike entre 400 amadores de treze países.
--_Entre serras, vales e rios, as trilhas da Chapada Diamantina, no Centro da Bahia, são o cenário perfeito para a épica corrida de sete dias. De 23 a 29 de Outubro de 2011, centenas de atletas terão uma experiência de vida inesquecível na Brasil Ride.
--_A estrutura, comparada apenas às maiores ultramaratonas do mundo, fornecerá aos competidores tudo o que é necessário – água, comida, alojamento, suporte técnico Shimano, enquanto eles se preocupam somente com o que mais gostam de fazer, pedalar. Cada dia de prova terá em média 80 a 100 quilômetros do mais puro mountain bike, pelos caminhos abertos no garimpo de diamantes do século XVIII.
--_O verdadeiro desafio desta prova não está só em vencer, mas no autoconhecimento, viver o esporte, superar os limites e chegar o mais próximo da natureza que se pode estar. Lado a lado, os amantes do esporte e as estrelas do MTB nacional e mundial realizarão esta jornada pelo coração do Brasil. Na trilha, na mesa do jantar, no acampamento, a confraternização e troca de experiência entre os atletas será um dos pilares do evento.
--_O palco é a Chapada Diamantina com base nas cidades de Mucugê e Rio de Contas, um lugar mágico onde o cenário muda a cada instante. O percurso leva os atletas a pedalar em uma altitude média entre 800 e 1.200 metros acima do nível do mar, com picos de até 2.000 metros. A água traz vida à região, com diversas nascentes, cachoeiras, lagos cristalinos e rios avermelhados, que alimentam uma incrível diversidade de fauna e flora.

Disputada sempre em duplas, a Brasil Ride abrirá as categorias Feminino, Mista, Open e Master (nenhum atleta com menos de 40 anos na categoria Master). “Comece a procurar seu parceiro, pois as vagas são limitadas, a Brasil Ride é mais que uma prova é uma etapa em sua vida”, avisa o organizador e ultramaratonista Mario Roma.
-
Mais informações: http://www.brasilride.com
-
Fonte: Pedal.com.br
Link Origem

Ciclismo brasileiro tem recorde de provas internacionais na temporada

--_A Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) segue trabalhando firme para o crescimento do esporte no País. Neste ano, a entidade viabilizou 17 eventos internacionais dentro do calendário brasileiro, cinco a mais do que em 2010. Para a próxima temporada, o número será maior, já que outros eventos serão incorporados.
--_"A União Ciclística Internacional (UCI) solicitou que o Brasil seja sede de eventos internacionais, devido à proximidade com os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Estamos trabalhando para receber a Copa do Mundo de Mountain Bike, Mundial de BMX e Mundial de Estrada até 2016", afirmou José Luiz Vasconcellos, presidente da CBC.
--_Além do ciclismo de estrada e pista, as modalidades do esporte incluem Mountain Bike, BMX e ciclismo paraolímpico. Outras ações com grupos de atletas de ponta estão em andamento. Seis ciclistas estão na Suíça,em fase de treinamento para o Mundial de BMX, que ocorre em julho, na Dinamarca. No final de semana, o grupo conseguiu duas vitórias na República Tcheca, com Hugo Osteti e Bianca Quinalha.
--_A estrutura da CBC conta com um departamento técnico altamente capacitado, com equipe fixa de 12 pessoas em Londrina (PR) e equipamentos de cronometragem e informática de primeira linha. Além disso, existem 23 comissários espalhados por todo o Brasil.
--_Ouro no Pan comprova bom momento do ciclismo brasileiro - O fim de semana foi de festa para o ciclismo brasileiro. O paranaense Gregolry Panizo conquistou a medalha de ouro na prova de estrada do Pan-Americano, em Medellín, na Colômbia, país com muita tradição no esporte.
--_O triunfo de Panizo garantiu vaga ao Brasil nos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres, na Inglaterra. Esta foi a primeira vez que um brasileiro venceu o Pan no ano em que estava em jogo a vaga olímpica. Nesta prova, o Brasil conquistou outro resultado importante: ganhou a categoria Sub 23, com Gideoni Monteiro.
-
> Lista de eventos internacionais da temporada:
- Estrada
Copa América - 09/01 - São Paulo (SP)
Giro do interior de São Paulo - 15 a 19/03 - Barra Bonita (SP)
Volta Internacional de Gravataí - 13 a 17/04 - Gravataí (RS)
Volta Internacional do Paraná - 01 a 05/06 - Londrina (PR)
Prova Ciclística 9 de Julho - 9 de julho - São Paulo (SP)
Tour do Rio - 27 a 31 de julho - Rio de Janeiro
Tour do Brasil/Volta do Estado de São Paulo - 15 a 23/10 - São Paulo
-
- Mountain Bike
Taça Brasil - 13 de março - Curitiba (PR)
Copa Internacional Banco do Brasil de MTB - 17 de abril - Araxá (MG)
Taça Brasil - 22 de maio - Rio de Janeiro
Copa Internacional Banco do Brasil de MTB - 18 de junho - São Lourenço (MG)
Volta de Santa Catarina - 26 de junho - Santa Catarina
Mundial de Masters - 19 a 24 julho - Balneário Camboriu (SC)
Copa Internacional Banco do Brasil de MTB - 21 agosto - Congonhas (MG)
Copa Internacional - 18 de setembro - Londrina (PR)
Taça Brasil - 9 de outubro - São Paulo
-
- BMX
Copa Internacional (data e local a definir)
-
Fonte: FinalSports
Link Origem