...Mazobikers

Banner Giro D'Italia 2021

Clique em uma das Opções de Streaming para assistir...

Para fechar basta clicar no botão na referida Streaming...



"Vi Armstrong injetar EPO mais do que uma vez"

--_Lance Armstrong foi acusado de doping por mais um ex-colega de equipe na US Postal. Tyler Hamilton diz que viu o recordista de vitórias na Volta à França usar eritropoietina (EPO) e garante este usava ainda testosterona e transfusões sanguíneas, tal como a maioria do pelotão.
--_"Eu vi [EPO] na sua geladeira... Vi-o [Armstrong] a injectar-se mais do que uma vez, tal como todos nós todos fazíamos. Como eu fiz, muitas, muitas vezes", afirmou Hamilton no programa "60 Minutes" da CBS, revelando que Armstrong, que venceu a Volta à França sete vezes consecutivas, usou EPO durante o primeiro Tour que ganhou, em 1999, e pelo menos antes das duas edições seguintes, nas quais Hamilton competiu na mesma equipe que o texano. "[Armstrong] Tomou o que nós todos tomámos... A maioria do pelotão fez uso de EPO, testosterona, transfusões sanguíneas", admitiu o ex-ciclista.
--_A resposta de Armstrong, que sempre negou as suspeitas e acusações levantadas ao longo da sua carreira, de que usara dopantes, não se fez esperar. "Mais de 20 anos de carreira. 500 controles em todo o mundo, dentro e fora de competições. Nunca falhei em um teste", escreveu o texano na sua conta no Twitter, colocando logo em causa a reputação de Hamilton, que ficou na história do ciclismo como um dos que mais teve problemas de doping ao longo da sua carreira.
::Campeão olímpico manchado pela dopagem
--_Hamilton ganhou a medalha de ouro no contra-relógio dos Jogos Olímpicos de Atenas 2004, mas registrou um controle positivo. Só manteve o título porque houve um erro do laboratório, que congelou a amostra B e impediu a realização da contra-análise, exigida pelo Comité Olímpico Internacional.
--_O aviso caiu como uma bomba um mês depois, Hamilton tornou-se no primeiro ciclista a ser apanhado por uma nova técnica que permitia detectar transfusões com sangue de um doador, controle realizado durante a Volta à Espanha. Já antes o atleta tinha sido avisado pela Agência Mundial Antidopagem e pela União Ciclista Internacional de que estavam a ser detectados valores anormais no seu sangue que indiciavam a presença de células sanguíneas de outra pessoa. Quando foi apanhado, o corredor argumentou em sua defesa que era uma quimera, ou seja, que o sangue era produzido por restos de um irmão gémeo que morreu no útero e que fora absorvido pelo corpo de Hamilton. Cumpriu dois anos de suspensão, mas em 2009 deixou definitivamente o ciclismo devido a outro controle positivo, por ter usado DHEA (dehidroepiandrosterona), um esteróide anabolizante, para combater uma depressão.
-
Fonte: DN - Desporto
Link Origem

Postar um comentário

[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget