NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Giro D´Italia - 9a. Etapa - Vitória e Camisa Rosa para Contador no Etna

--_Tal como se previa, a chegada ao vulcão Etna provocou diferenças significativas entre os principais candidatos à vitória final e um deles assumiu já a liderança, quando ainda faltam duas semanas, e que contempla seis etapas de alta montanha e os dois contrarrelógios. Mas Alberto Contador, da Saxo Bank, quis já este domingo mostrar que está efetivamente em Itália para lutar pela camisa rosa e não apenas para curar mágoas de uma possível ausência no Tour.
--_O espanhol esteve verdadeiramente imbatível nos 7 kilometros finais rumo ao Etna, surpreendendo os adversários, não só por ter atacado cedo demais, como da maneira como o fez, ou seja, através de mudanças bruscas de velocidade. Voltou a usar a mesma tática a 1 km da meta para se desenvencilhar do venezuelano José Rujano, da Androni, que entretanto estava em fuga.
--_O ciclista da Saxo Bank cruzou a linha de chegada com 50 segundos de vantagem sobre alguns dos adversários, sendo que os principais derrotados do Etna foram Michele Scarponi, da Lampre, a perder 1m07s, e Denis Menchov, da Geox, a ceder 2m16s.
--_Tiago Machado quebrou a 7,6 km do final, chegando a linha de chegada com 4m47s e na 39.ª posição.
--_Alberto Contador mesmo ganhando, mostrou prudência na hora de abordar o futuro e no que diz respeito a um eventual triunfo final.
--_"Não penso na rosa, mas em cavar diferenças. A prova ainda agora começou. O Giro é duro e tudo pode acontecer", disse o chefe-de-fila da Saxo Bank, "satisfeito" com a vitória: "o vento soprava forte e sabia que tinha de atacar entre o 8.º e 5.º kilometro."
--_O ciclista espanhol recusa que esta vitória seja um prémio de consolação depois do caso de doping em que esteve envolvido: "a vitória é importante. Agora, se é especial, isso deve-se ao facto de o traçado ser especial e mítico. Estamos num vulcão e as fotografias devem ser muito bonitas."
-
::Classificação:
::Messina-Etna, 169 km
1 Alberto Contador (Espanha), Saxo Bank, 4h54m09s
2. José Rujano (Venezuela), Androni, a 12s
3. Stefano Garzelli (Itália), Acqua&Sapone, a 50s
4. Vincenzo Nibali (Itália), Liquigas-Cannondale, m.t.
5. Roman Kreuziger (R. Checa), Astana, m.t.
6. David Arroyo (Espanha), Movistar Team, m.t.
7. Kanstantin Siutsou (Bielorrússia), HTC-Highroad, m.t.
8. Igor Antón (Espanha), Euskaltle-Euskadi), a 59s
(...)
39.º Tiago Machado (Portugal), RadioShack, a 4m47s
(...)
172.º Manuel Cardoso (Portugal), RadioShack, a 26m02s
-
::GERAL
1. Alberto Contador (Espanha), Saxo Bank, 33h03m51s
2. Kanstantin Siutsou (Itália), HTC-Highroad, a 59s
3. Christophe Le Mevel (França) Garmin-Cervélo, a 1m19s
4. Vicenzo Nibali (Itália) Liquigas-Cannondale, a 1m21s
5. Michele Scarponi (Itália) Lampre-ISD, a 1m28s
6. David Arroyo (Espanha), Movistar, a 1m37s
7. Roman Kreuziger (R. Checa), Astana, a 1m41s
8. José Serpa (Espanha), Colmbia, Androni, m.t.
9. Dário Cataldo (Itália), Quick Step, a 2m21s
10. Matteo Carrara (Itália), Vacansolei, a 2m21s
(...)
36. Tiago Machado (Portugal), RadioShack, a 8m34s
166. Manuel Cardoso (Portugal), RadioShack, a 13m51s

0 comentários: