Clique aqui e faça sua inscrição para o Desafio. Clique aqui para mais informações sobre o pedal. Clique aqui para ver a lista de inscritos.
NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Passeio virtual pelo percurso do DOWNHILL URBANO DE JAGUARIAÍVA 2016

___Olá Galeraaaa,

___A pedido do Sr. Nery Soares - Coordenador Geral do COPA PARANÁ DE DOWNHILL 2016, fizemos um video com o percurso a ser desafiado pelos atletas nos dias 10 e 11 de setembro, aqui na cidade de Jaguariaíva - Paraná, percurso este válido pela 4a. etapa da COPA PARANÁ DE DH.
___O DOWNHILL URBANO DE JAGUARIAÍVA 2016, promete ser mais desafiador que o ano passado, pois no video não mostra algumas surpresas que haverá no percurso, desafios exclusivos que vão colocar a prova a coragem e a expertise dos atletas do Estado do Paraná e de todo o Brasil... Venham Curtir Conosco!!!

Faça logo sua inscrição através do banner acima ou por este link, venham participar deste desafio que pelo segundo ano consecutivo irá abalar as estruturas da região...

LA VUELTA 2016 - 7a. Etapa : Streaming AO VIVO


___Bom dia Ciclistas de Plantão,
-
___Já estamos no Ar com o Streaming da 7a Etapa da Volta a Espanha.
___Percurso de MACEDA a PUEBLA DE SANABRIA - 158,5 KM de distância.
-
___Compartilhem o para que todos possam assistir. Acessem http://www.mazobikers.com.br

LA VUELTA 2016 - 6a. Etapa : Streaming AO VIVO.

___Bom dia Ciclistas de Plantão,
-
___Já estamos no Ar com o Streaming da 5a Etapa da Volta a Espanha.
___Percurso de Monforte de Lemos / Luintra. Ribeira Sacra - 163.2KM de distância.
-
___ Compartilhemo link para que todos possam assistir. Acessem http://www.mazobikers.com.br

LA VUELTA 2016 - 5a. Etapa : Streaming AO VIVO.

___Bom dia Ciclistas de Plantão,
-
___Já estamos no Ar com o Streaming da 5a Etapa da Volta a Espanha.
___Percurso de VIVEIRO a LUGO - 171.3KM de distância.
-
___Estaremos com o Streaming AO VIVO todos os dias, a partir das 09:30 da manhã, compartilhem o para que todos possam assistir. Acessem http://www.mazobikers.com.br

4ª Etapa do Campeonato Paranaense de Downhill 2016 - Downhill Urbano de Jaguariaíva 2016 - PR

___No sábado (10) e domingo (11) de Setembro, acontecerá na cidade de Jaguariaíva (Pr), a 4ª etapa do Campeonato Paranaense de Downhill.
___Downhill é uma modalidade do mountain bike que consiste em descer o mais rápido possível um determinado percurso com diversas irregularidades ou obstáculos de uma dada montanha. É um esporte que permite estar em contato direto com a natureza e gozar da máxima adrenalina que uma descida vertiginosa proporciona.
___Este evento tem um diferencial importantíssimo na modalidade, pois trata-se de DOWNHILL URBANO, que por muitos é considerado o mais técnico e perigoso da modalidade, esta etapa é válida pelo Campeonato Paranaense de DH 2016.
___ A largada será realizada no coreto da Praça Isabel Branco (cidade alta) e a chegada em frente o Colégio Estadual Rodrigues Alves (cidade baixa).
___O percurso mede 1.300 metros devidamente isolados com faixas específica para bumpeamentos de qualidade Protork.
___Caso o atleta interessado em participar seja menor de idade, é necessário que ele venha acompanhado pelos responsáveis e apresente a Carteira de Identidade e o comprovante de residência.
___Este guia baseia-se nas normas disciplinares da União Ciclística Internacional – UCI e da Confederação Brasileira de Ciclismo - CBC.
___Só participaram do Campeonato Paranaense de Downhill 2016 e pontuarão no ranking Paranaense, os atletas devidamente filiados na FPC ou outras Federações de qualquer outro Estado de nosso território Nacional.

Informações sobre o evento:
Programação dia 10/09/2016 - Sábado
  • Horários
    • 08:30 às 9:00 Congresso Técnico
    • 09:00 às 12:00 Treinos livres e retirada do kit de inscrição
    • 12:00 às 13:00 Pista fechada
    • 13:00 ás 17:00 Treinos livres e retirada do kit de inscrição
 Programação dia 11/09/2016 - Domingo
  • Horários
    • 09:00 às 10:30 Treino oficial - Todas as categorias
    • 11:00 “Qualify“
    • 13:30 Descida oficial - Todas as categorias
 *Após a final teremos o BEST TRICK na rampa final do trajeto, qual terá inscrição gratuita e premiação até o 3º Colocado
Obs: Cerimônia de Premiação será realizada em 30 minutos após a final do Best Trick.


INSCRIÇÕES
A.___As inscrições serão realizadas exclusivamente ON-LINE através deste site no botão indicado no banner acima. 
B.___Período: Das 12h do dia 15/08/2016 às 23h 59min do dia 07/09/2016 (quarta-feira).
C.___Valor: R$ 90,00 (noventa reais).
D.___Nota única: Os atletas/piloto que atenderam todos os quesitos para participar da prova (dados pessoais, pagamentos), até a data acima descrito, terão direito a SEGURO DE VIDA. Serão reabertas no sábado sendo que a quantidade será decidida pela comissão organizadora, porém no valor de R$ 100,00 (cem reais) e sem direito a SEGURO DE VIDA.

D.___Forma de pagamento: Depósito IDENTIFICADO bancário/transferência online na seguinte conta CORRENTE:

TITULAR: ANDERSON DE BARROS SOARES
CNPJ/MF: 101758979-80
AGENCIA: 6061-5
CONTA CORRENTE: 1335-8
BANCO BRADESCO S/A
E. Após o pagamento enviar o comprovante de pagamento para o e-mail: downhilljaguariaiva2016@gmail.com

CATEGORIAS:
  • Feminino: Livre (critério técnico) 
  • Estreante: Livre (critério técnico) 
  • Juvenil: Nascidos em 2000 e 2001
  • Junior: Nascidos em 1998 e 1999 
  • Sub30: Nascidos entre 1987 a 1997
  • MasterA: Nascidos entre 1977 a 1986 
  • MasterB: Nascidos entre 1957 a 1976 
  • Elite: Critério Técnico

CONSIDERAÇÕES RELEVANTES
A.___Os Organizadores poderão suspender o evento por questões de segurança pública, atos públicos, fatores climáticos, vandalismo e/ou motivos de força maior sem que caiba qualquer tipo de indenização sobre os mesmos.
B.___Este Guia poderá sofrer alterações até a data de sua publicação impressa antes da prova. Em caso de dúvida, prevalece a edição impressa e disponível na secretaria do evento.
C.___Casos omissos serão julgados pelo Comissário da FPC que estará presente.
D.___A base do evento será montada na chegada da pista “Frente o Colégio Estadual Rodrigues Alves (cidade baixa), em Jaguariaiva/Pr. A infraestrutura contará com a presença de ambulância e paramédicos, som ambiente, locução da prova, banheiros químicos, local para instalação de tendas das equipes e praça de alimentação para os atletas e do público presente.

Ex-pedreiro passa longe do pódio do mountain bike no Rio de Janeiro, mas sai como herói

"Rubinho! Rubinho! Rubinho!"
"Eu não fui bem hoje, gente. Me desculpem"
"Foi sim! Você é o cara!"
___Rubens Valeriano, o Rubinho, passa bem longe do glamour de esportes como futebol, vôlei e natação. E não chega nem perto do pódio também. Mas na saída de sua prova de mountain bike foi ovacionado por cerca de mil torcedores e parou de metro em metro para tirar fotos depois de ter cruzado a linha de chegada da final olímpica em 30º, entre os 50 atletas que desafiaram as montanhas do Parque Radical de Deodoro, no Rio de Janeiro, neste domingo.
___É o reconhecimento, certamente, pela história de vida, uma daquelas que inspiram e são o erdadeiro significado do ouro em Jogos Olímpicos. O brasileiro, hoje com 37 anos, precisou de muita argamassa antes de construir sua carreira no ciclismo. Mas tijolo a tijolo, literalmente, conseguiu chegar ao topo.
"Dos 14 aos 16 anos, trabalhei em uma olaria, primeiro como servente de pedreiro e depois de um ano como pedreiro. Fui mandado embora por ser menor de idade e com o dinheiro que recebi comprei uma mountain bike. Teve uma competição na minha cidade (Monte Santo de Minas), mas não corri de medo, porque minha bicicleta era muito simples", contou Rubinho ao ESPN.com.br.
___Depois de conseguir comprar uma bicicleta melhor, participou de uma prova e terminou na quarta colocação na categoria estreante. Aí, não parou mais. "Eu conciliava o trabalho como pedreiro com o ciclismo. Trabalhava o dia todo e treinava das 17h até umas dez horas da noite, todos os dias. Em 2000, optei por me dedicar só ao esporte. Fiz a escolha certa. Sou muito feliz e espero incentivar as pessoas que estão vendo tudo isso."
___Em 2001, Rubinho ganhou seu primeiro patrocínio. O sonho olímpico começou em 2007, quando foi convocado para integrar a seleção brasileira de mountain bike nos Jogos Pan-americanos do Rio de Janeiro: surpreendeu e conquistou a medalha de prata, garantindo vaga nos Jogos Olímpicos de Pequim-2008.
___O mineiro deixou a China como o brasileiro mais bem colocado na prova de mountain bike, em 21º. Quatro anos depois, foi 24º em Londres. Agora, se despede do Rio de Janeiro sem saber se ainda se vai ou não para Tóquio em 2020.
"Meu grande objetivo era ter chegado entre os dez primeiros. Não foi como eu esperava. Talvez seja minha última Olimpíada."
___Henrique Avancini, o outro brasileiro que disputou a final de mountain bike neste domingo, foi o 23º a cruzar a linha de chegada. A medalha de ouro foi conquistada pelo suíço Nino Schurter - bronze em Pequim-2008 e prata em Londes-2012 -, e a prata ficou com o tcheco Jarolslav Kulhavy, que era o atual campeão olímpico da prova.
-
Fonte:  http://espn.uol.com.br/noticia/624452_ex-pedreiro-passa-longe-do-podio-do-mountain-bike-no-rio-de-janeiro-mas-sai-como-heroi

Suíço leva ouro no mountain bike; brasileiros ficam em 23º e 30º

___O suíço Nino Schurter venceu neste domingo (21/8) a prova final do ciclismo mountain bike nos Jogos Rio 2016. Ele levou a medalha de ouro ao concluir a prova em uma hora, 33 minutos e 28 segundos. A prata ficou com o tcheco Jaroslav Kulhavy, que fez o percurso em uma hora, 34 minutos e 18 segundos. O bronze foi para o espanhol Carlos Coloma Nicolas, que chegou logo depois de Kulhavy, com uma hora, 34 minutos e 51 segundos.
___Dois brasileiros disputaram a final, mas não ficaram bem colocados. Henrique Avancini fez o percurso em uma hora, 41 minutos e 18 segundos, terminando em 23º lugar. Rubens Donizete Valeriano ficou em 30º lugar, com tempo de uma hora, 44 minutos e um segundo.

Regras___O ciclismo mountain bike é disputado em Jogos Olímpicos desde 1996. As provas são disputadas no formato cross country, com múltiplas voltas. O primeiro ciclista a completar todas as voltas e cruzar a linha de chegada vence a corrida. Como a prova é de longa duração, os ciclistas podem receber garrafas de água ou energético a cada volta, além de pequenos lanches na "zona de alimentação".
-
Fonte: http://www.df.superesportes.com.br/app/noticias/especiais/olimpiadas/jogos2016/jogos2016-noticias/2016/08/21/noticia-jogos2016,61393/suico-leva-ouro-no-mountain-bike-brasileiros-ficam-em-23-e-30.shtml

Sueca Jenny Rissveds leva o ouro no Mountain Bike - Rio 2016

___Com torcida colada à pista, sueca leva o ouro; brasileira termina prova em 20º
___Jenny Rissveds vence com o tempo de 1h30m15s. Torcedores acompanham a disputa próximo dos competidores e a cada passagem dos ciclistas davam grito de incentivo.
-
___No dicionário a palavra linda diz que é algo muito bonito, ótimo, excelente... São várias as definições. Esse nome está no registro de nascimento da ciclista Linda Indergrand. Poderia se encaixar perfeitamente também em relação ao desempenho da suíça na prova feminina de mountain bike neste sábado, no Parque Olímpico de Deodoro. Ela liderou boa parte da disputa, mas acabou sendo superado nos últimos minutos pela sueca Jenny Rissveds, que aos 22 anos conquistou a medalha de ouro da Rio 2016 com o tempo de 1h30m15. O pódio foi complementado pela polonesa Maja Wloszczowska (prata) e a canadense Catharine Pendrel (bronze).

Sueca Jenny Rissveds conquistou o ouro na Olimpíada do Rio (Foto: Reuters)
___A brasileira Raiza Goulão, estreante em Jogos Olímpicos, terminou na 20ª posição com a marca de 1h39m21s. A meta inicial da ciclista goiana era ficar entre as 15 melhores, de um total de 30 atletas. Mas esse resultado alcançado também estava dentro dos planos.
Raiza Goulão chegou em vigésimo lugar na prova (Foto: Bryn Lennon/GettyImages)
- Queria agradecer a toda minha equipe, meu time, foi uma ótima experiência e um ótimo resultado para mim que estou há cinco, seis anos pedalando. Acho que é motivação para continuar treinando forte e buscar um ótimo desempenho. O percurso foi bem pesado, com subidas longas. Fiquei surpresa, adorei o circuito, é digno de uma Olimpíada. Fiquei muito feliz de ser no Brasil. Nunca contei com uma torcida tão calorosa. Tenho que agradecer a todo mundo e pedir desculpas por não ter conseguido uma posição melhor. A energia estava muito boa mesmo - avaliou Raiza Goulão.
____Na prova, a representante do Brasil travou um duelo particular com Sabine Spitz. A alemã, que terminou uma posição à frente de Raiza, tem nada menos que três medalhas nos Jogos Olímpicos: bronze em Atenas 2004, ouro em Pequim 2008 e prata em Londres 2012.
- Foi uma grande experiência. Na última volta ela veio recuperando, mas tenho muita honra de disputar posição com uma atleta medalhista olímpica. Foi uma grande motivação e que venham as próximas. Com fé em Deus, vou buscar um resultado muito mais expressivo em Tóquio 2020 - comentou.
Maja Wloszczowska, Jenny Rissveds e Catharine Pendrel formaram o pódio (Foto: Reuters)
Público acompanhou a prova colado com a pista (Foto: Christian Petersen/GettyImages)
___Durante o percurso, o público pôde acompanhar bem de pertinho os ciclistas. Quase "invadindo" a pista. Muitos saudaram os competidores, dando um grito de incentivo a cada passagem deles e também registrando o momento com uma selfie, por exemplo, para deixar guardado de lembrança.
-
Fonte: http://globoesporte.globo.com/olimpiadas/ciclismo/noticia/2016/08/com-torcida-colada-pista-sueca-leva-o-ouro-brasileira-termina-prova-em-20.html

Público encara calor para não atrapalhar ciclistas no Velódromo

___Obra mais polêmica e atrasada dos Jogos Rio-2016, o Velódromo entrou oficialmente em cena na última quinta-feira (11). As disputas por equipes (velocidade e perseguição) marcaram o primeiro grande teste do questionado equipamento no Parque Olímpico. E mesmo com todas as preocupações estruturais, a pista não apresentou problemas para os atletas e passou na primeira avaliação. Nas arquibancadas, no entanto, algumas reclamações.
___A principal delas era sobre o calor que incomodava parte do público. Sem o costume de acompanhar provas de ciclismo de pista in loco, brasileiros não entendiam o motivo da temperatura considerada alta e questionavam se o sistema de refrigeração estava ativo.
___O ar, de fato, funcionava. Mas não da maneira considerada ideal para o público que buscava cervejas nos bares para se refrescar.
"Está tudo funcionando normalmente, não temos registros de problemas. Na questão do ar, é algo normal. Deixamos a temperatura na casa dos 27, 28 graus. Não podemos aumentar a potência da refrigeração por conta da competição. Um vento forte interfere no atrito dos atletas com o ar na pista, é algo que pode atrapalhar, ser decisivo numa prova. Quanto maior a temperatura, menor a densidade do ar e maior a velocidade dos ciclistas", explicou Georg Spaizer, gerente do Velódromo.
"É uma experiência nova para nós, brasileiros. Sinceramente, nunca ouvi falar disso. Algo até diferente aqui nos Jogos. Cheguei a sentir frio em outras arenas", contou o administrador Luiz Barroso, que acompanhava as competições.
Ponto cego em lugar de R$ 540___Outro ponto, este sem maiores explicações da organização, foi a presença de pontos cegos em assentos de preço elevado na arena. Na parte inferior das cadeiras, por exemplo, torcedores que pagaram caro não tinham visão total da pista.
"Paguei R$ 540 para tentar ficar em um local bem bacana e não vejo tudo. Acabamos perdendo uma parte da prova. Se soubesse, pagava menos de R$ 300 e assistia lá em cima. Me parece ser a visão mais completa na pista. Mas agora não tenho muito a fazer", lamentou o economista Pedro Padilha.
___Ao menos dois pontos cegos foram registrados pela reportagem. Um deles pela questão de se ter uma pista íngreme, onde a parte de baixo não é observada, algo considerado normal pelos organizadores, e outro prejudicado pela instalação de andaimes de suporte para câmeras de TV. Neste, com visão ainda mais prejudicada, o ingresso ultrapassava os R$ 200.

"As visões são boas. A pista não é reta, acaba se perdendo uma parte, mas isso é assim mesmo em todos os locais", minimizou Georg Spaizer, responsável pelo Velódromo.
___Com as pistas em boas condições, segundos os atletas, e com direito a quebra de recordes mundial na prova de perseguição por equipes femininos neste primeiro dia, o ciclismo de pista terá continuidade nesta sexta (12). O único brasileiro na modalidade, Gideoni Monteiro, competirá no domingo (14).
-
Fonte: http://olimpiadas.uol.com.br/noticias/redacao/2016/08/12/publico-encara-calor-para-nao-atrapalhar-ciclistas-no-velodromo.htm

Ciclismo de pista estreia com Reino Unido conquistando ouro e quebrando recorde olímpico

#Na prova que inaugurou oficialmente o Velódromo Olímpico do Rio, equipe do Reino Unido conquistou a terceira medalha em sua história nos Jogos.

___O ciclismo de pista, modalidade que é dividida em cinco tipos de prova, teve sua estreia nesta quinta-feira (11). A primeira das provas foi a de velocidade por equipes, realizada em três etapas.
___Logo na primeira delas, houve quebra de recorde olímpico. A equipe do Reino Unido, composta por Ethan Mitchel, Sam Webster e Jason Kenny, completou a etapa de classificação em 42,56 segundos. Atrás deles vieram a Nova Zelândia, com a marca de 42,67.
___Na segunda fase de classificação, duas equipes entraram em cada um dos lados da pista, por ordem de classificação. Das oito equipes, as quatro que completaram a prova em menor tempo foram classificadas para as finais e disputaram por medalhas.
___Desta vez, Nova Zelândia quebrou o recorde do Reino Unido na fase anterior, com 42,53 segundos, classificando-se para a disputa pelo ouro contra os britânicos.
___França e Austrália tiveram a terceira e quarta colocação, respectivamente, e entraram na briga pelo bronze. Quem levou foram os franceses, com o tempo de 43,14 segundos. A equipe adversária fez a prova final em 43,29 segundos.
___Pela terceira Olimpíada consecutiva, os britânicos conquistaram a medalha de ouro e quebraram o recorde dos neozelandeses, atingindo a marca de 42,44 segundos. Os medalhistas de prata finalizaram com 42,54.
___O último atleta a deixar a pista na equipe britânica foi Jason Kenny, que além de garantir o ouro para seu país também em Pequim e Londres, conquistou a prata em 2008 e o ouro em 2012, na velocidade individual.
-
Fonte: 

Lentidão nas obras, rapidez na pista: Velódromo estreia com dois recordes

#Última arena olímpica entregue pelo Comitê Rio 2016, pista de ciclismo tem marcas olímpica masculina e mundial feminina batidas no primeiro dia de provas.
-
___Os responsáveis pela entrega do Velódromo da Rio 2016 podem alegar após o primeiro dia de provas do ciclismo pista que a pressa é inimiga da perfeição. Os britânicos dirão que a pressa é amiga da quebra de recordes.
___Última arena entregue pelo Comitê Olímpico, a pista de ciclismo teve duas marcas batidas nesta quinta-feira. Os britânicos superaram o antigo recorde olímpico na final da velocidade por equipes, ao cravar 42seg440, e levaram o ouro, deixando a prata com a Nova Zelândia (42seg542) e o bronze com os franceses (43seg143).
___As britânicas também fizeram bonito. Elas pulverizaram o recorde mundial no perseguição por equipes, concluindo os 4km em 4min13seg260, garantindo o melhor tempo da fase de classificação.

Pressa amiga ou inimiga?
___Alguns vão dizer que a pressa também é amiga dos tombos, mas os holandeses, mesmo com um de seus atletas acidentados durante a prova de perseguição por equipes, certamente não concordarão. Joost van der Burg se desequilibrou ao tentar desviar do seu companheiro e caiu. Os torcedores presentes no Velódromo ficaram apreensivos, mas pouco depois ele se levantou sozinho, sem necessidade da maca.
___A queda foi tão forte que a pista, feita de madeira, recebeu um enxerto. Como o ponto é pequeno e é fora do trajeto usado pelos ciclistas, a organização entendeu que não traz riscos ou problemas aos atletas.
-
Fonte: http://globoesporte.globo.com/olimpiadas/ciclismo/noticia/2016/08/lentidao-nas-obras-rapidez-na-pista-velodromo-estreia-com-dois-recordes.html

Toledo sedia GP de Ciclismo no próximo domingo

___Neste domingo (14) o Parque Diva Paim Barth vai ser palco da 3ª Edição do GP Toledo de Ciclismo. Os interessados poderão fazer a inscrição até esta quinta-feira (11), às 17h, através do www.ciclismooeste.com.br, não havendo inscrições após a data. A competição será na modalidade Ciclismo e Estrada em Circuito e os atletas vão correr por tempo conforme sua categoria. O circuito é de 2000 metros.
___Os participantes devem levar o comprovante de pagamento no dia do evento para confirmar a sua inscrição. A concentração e assinatura da sumula iniciam as 07h, com largada da primeira bateria prevista para as 8h. Para o técnico responsável pela modalidade no município, professor André Pagliarini (Dindas), a competição é muito boa para o aperfeiçoamento pessoal e coletivo.
“É uma forma de analisar os nossos atletas, assim como também analisarmos nossos adversários”.
___O evento é organizado pelo Clube Toledense de Ciclismo, junto com a Ciclismo Oeste Eventos Esportivos e irá receber atletas de diversas regiões do Estado e do Mato Grosso do Sul, além de contar com a supervisão e arbitragem da Federação Paranaense de Ciclismo. A ação conta com apoio da Loja Bike Session e patrocínios oficiais da Audax, Free Force e Pró Bike.

Horário das Largadas
  • 08h00 – Estreantes e Elite Feminino
  • 08h45 – Sub-30, Juvenil e Mountain Urbano
  • 09h30 – Master A1 e Master A2
  • 10h30 – Master B e Master C
  • 11h30 – Elite e Junior.
Premiação
___A premiação será após o término da última bateria. Os três primeiros atletas de cada categoria receberão troféus, enquanto os 4° e 5° receberão medalhas, sendo obrigatória a presença do atleta no pódio devidamente uniformizado.
___Também será dado prêmio no valor total de R$ 6 mil, sendo R$ 2 mil em premiação em dinheiro. Serão ofertados R$250,00 para o primeiro lugar, R$150,00 para o segundo e R$100,00 para o terceiro lugar de cada categoria, sendo estas Elite Masculino, Elite Feminino, Master “B” e Master “A1” e “A2”.
___Ainda serão oferecidos R$ 2,5 mil em produtos, como kits de produtos da Free Force, Pro Bike e Loja Bike Session para os cinco primeiros colocados de cada categoria. Além disso, haverá o sorteio de uma Bike Audax ADX 60 27,5 no valor de R$1.500,00 entre os participantes.
-
Fonte: http://massanews.com/esportes/ciclismo/toledo-sedia-gp-de-ciclismo-no-proximo-domingo-Br7zY.html

VEM AI A 6ª MARATONA ITARARE DE MOUNTAIN BIKE 2016

___Acontecerá no dia 21 agosto de 2016 a 6a. Maratona de Mountain Bike de Itararé, prova esta válida pela 6ª etapa Copa Sudoeste Paulista de MTB e espera a presença de atletas da nossa região.
___A prova que terá 3 percursos:
  • 13km categoria Turismo
  • 35km categoria Sport
  • 50km categoria Pro
___Todos pelas estradas de terra da região.
___O evento no ano passado contou com a presença de 230 atletas divididos em várias categorias e foi muito bem elogiada pelos participantes, por seus percursos pesados e técnicos.
___A concentração do evento será na Praça São Pedro no centro da cidade com a largada prevista para as 9 horas da manhã, com um deslocamento de 2km simbólico até o Elefante Branco.
___A prova é organizada e supervisionada pelo atleta Reinaldo Fortes com o apoio da Prefeitura Municipal, Secretarias de Esporte e Turismo, Guarda Municipal, Guarda Mirim, Demutran e com o patrocínio do comércio local.
___Haverá barracas de exposições e sorteio de brindes para os participantes, façam parte dessa festa, venha SUPERAR SEUS LIMITES.
Contato: Reinaldo Fortes (015) 99739-0864
e-mail reifortes1@hotmail.com ou facebook.                                                                
Inscrições pelo Site = http://www.copasudoestemtb.com.br/6etapa/inscricao.html
“VENCER É NUNCA DESISTIR” 

CICLISTA ITARAREENSE PARTICIPA DE PROVA EM JACAREZINHO-PR


___No dia 07 de agosto o ciclista Reinaldo Fortes participou de mais uma  prova, desta vez foi na 1o. Grand Prix de Jacarezinho-PR.
___Com um percurso de 43km, entre as estradas da região com dificuldades técnicas passando por plantações de canas, trechos de areia, subidas e descidas pesadas, sendo o calor e o clima seco a maior dificuldade, mesmo assim contou com a presença de 130 atletas da região.
"Apesar de não ter treinado por uns dias devido a uma dor de garganta não forcei muito no  inicio, fiz uma boa largada e mantive meu ritmo com muito giro e sempre com muita força nas subidas, no final consegui recuperar algumas posições e conclui os 43km em 1h50m, ficando em 2º na categoria e 18º na geral" explica Fortes.
___Com isso mais uma vez nosso atleta esteve entre os melhores da região e agradece seus aos apoiadores, Bazar Cristal, Miraluz, Auto Posto Estradão, Mendes Bike.
___Agradecimentos: Bazar Cristal, Mendes Bike, Miraluz, Auto Posto Estradão, Jornal O Guarani e Jornal ItaNews.

Vencer é nunca desistir’’ 

5a. PEDALADA INTERNACIONAL DA NATUREZA - TIBAGI-PR, VAMOS PRESTIGIAR!!


___Esta chegando o grande dia... No dia 21 de agosto de 2016 na cidade de Tibagi-PR irá se realizar a 5a. Pedalada Internacional da Natureza, fazendo parte do Circuito Rotas da Natureza de Cicloturismo.

___ATENÇÃO - Antes de enviar a inscrição leia o documento por completo
___INFORMAÇÕES IMPORTANTES


Responsável: Walber Hull da Silva
E-mail:  pedalada@tibagi.pr.gov.br
Tel: 0800-6431388    (42) 3916-2150

Distância: 41220 Metros
Duração: 420 minutos
Condição do terreno: Percurso com piso irregular
Esforço físico: Esforço significativo
Orientação do percurdo: Caminho ou sinalização que indica a continuidade
Severidade do meio: Moderadamente severo.
Code ANDA/IVV: 1108
a) O evento Pedalada Internacional na Natureza – Circuito Rota da Aventura acontece nas localidades de São Domingos, Cerrado e Barreiro, rota turística com belas paisagens e atrativos naturais como os Saltos Santa Rosa e Puxa Nervos, Morro do Jacaré e da Comuna e grande diversidade cultural representada pela produção artesanal de queijos, farinha de mandioca e polvilho, produto que movimentou durante anos a economia local.
b) A concentração e saída acontecerá no dia 21 de agosto a partir das 9:00 horas, na Pousada Rural Longe Vista, localizada na BR 153, Km 206,5, São Domingos, a 4 km do centro da cidade de Tibagi, sentido Barreiro.
c)  As INSCRIÇÕES SÃO GRATUITAS e devem ser feitas preferencialmente pelo link abaixo até as 17:00 horas do dia 19/08/2016 ou ainda no dia e local do evento.




d) O site oficial direciona ao link da inscrição, onde constam o regulamento e outras informações, que devem ser lidas na íntegra, visando sanar quaisquer dúvidas.
e) O Circuito Rota da Aventura considerado de dificuldade moderado a forte é indicado para pessoas com bom preparo físico, apresenta um percurso de aproximadamente 41,22 quilômetros, sendo 29,97 quilômetros na ida e 11,65 quilômetros na volta. O percurso de ida que inicia na Pousada Rural Longe Vista e termina no Salto Puxa Nervos apresenta os 3,15 quilômetros iniciais em estrada com calçamento de pedras irregulares, 6,64 quilômetros em estrada de terra pedregosa, com subidas íngremes e 20,18 quilômetros em estrada de terra com descidas fortes e ondulações mais suaves. O percurso da volta que sai do Salto Puxa Nervos e termina na Pousada Rural Longe Vista acontece em 8,10 quilômetros de estrada de terra com cascalho solto e subidas e descidas suaves e os mesmos 3,15 quilômetros iniciais da estrada já percorrida com calçamento de pedras irregulares.
f) Nos mesmos moldes do projeto Caminhadas na Natureza (www.andabrasil.com.br), o participante deverá percorrer o trajeto seguindo a sinalização IVV (estacas com símbolo específico), observando as sinalizações de advertência, devendo parar em 6 postos de controle (PCs) conforme relação abaixo, carimbando no espaço reservado do cartão local.
PC1 – Pousada Longe Vista
PC2 – Torres
PC3 – Salto Santa Rosa
PC4 – Salto Puxa Nervos
PC5 – Bar Barreiro
PC6 – Pousada Longe Vista
g)  O cartão local a ser recebido no PC 1 já constará o 1º carimbo devendo ser carimbados os demais espaços até o último PC que é o mesmo ponto de origem, onde o participante receberá a Caderneta Internacional com o carimbo oficial do evento que lhe garante o direito de participar em 10 circuitos diferentes em qualquer lugar do Brasil e do mundo.
h) O cartão local apresenta na frente o trajeto pelo qual o participante deverá percorrer, indicando a altitude, localização dos PCs e sanitários.
i) Cada PC tem a sua funcionalidade conforme relacionado abaixo:
PC1 – Pousada Longe Vista (Confirmação e realização de inscrições, recebimento de porta-cartão e cartão local com carimbo, regulamento, alongamento, sanitários, estacionamento, hospedagem e venda de água). Será oferecido café da manhã a R$ 10,00 (café, leite, bolo de polvilho, bolacha caseira , fruta, pão,bolo e cueca rasgada.), devendo ser confirmado no ato da inscrição.
PC2 – Torres (Carimbo, água, venda de sucos e frutas, sanitários)
PC3 – Salto Santa Rosa (Carimbo, venda de água, sanitários, visita opcional ao Salto a R$ 5,00, opção de REFEIÇÃO LIGHT)
PC4 – Salto Puxa Nervos (Carimbo, venda de água, sanitários, visita gratuita ao Salto, opção de REFEIÇÃO CASEIRA)
PC5 – Bar Barreiro (Carimbo, sanitários, venda de água)
PC6 – Pousada Longe Vista (Carimbo, caderneta oficial, sanitários, venda de água, feira de produtos da agricultura familiar)
j)  A refeição deve ser reservada antecipadamente no ato da inscrição, incluindo número de acompanhantes (que não irão participar como ciclistas) para que os proprietários possam se preparar para atender melhor. Prestar atenção na quantidade a ser marcada, para não repetir pessoas do mesmo grupo.
Serão dois locais com opções de refeições, seguindo especificações abaixo:
1) Salto Santa Rosa (REFEIÇÃO LIGHT): 2 opções de sanduíches naturais: 1ª opção (pão integral, frango desfiado, cenoura ralada, molho de maionese, alface e tomate) e 2ª opção (pão integral, tofu, cenoura ralada, molho de maionese, alface e tomate ) , acompanhado de suco natural = R$ 12,00
2) Salto Puxa Nervos (REFEIÇÃO CASEIRA): Arroz, feijão, feijoada, frango assado, frango ao molho,  macarrão, maionese, saladas de alface, tomate, pepino, beterraba e cenoura. Sobremesa: Melancia = R$ 20,00
k) A Feira de Produtos da Agricultura Familiar realizada no último PC reunirá produtores da região do Barreiro e adjacências onde o participante terá a oportunidade de adquirir produtos como queijos, pães caseiros, rapadura, açúcar mascavo, farinha de mandioca, doce de abóbora, mel, salgados, bolo de mandioca, além do tradicional bolinho “dianssim” - bolinho torcido de polvilho, frito na hora.
l) O percurso que iniciará a partir das 9:00 horas com parada para visita aos Saltos, pausa para refeições e realização de Feira de Produtos da Agricultura Familiar, tem previsão de término às 16:00 horas.
m) Ao longo de todo o percurso, a organização do evento estará acompanhando os participantes com carros de apoio e ambulância com equipe de enfermagem.
n) Os carros de apoio particulares deverão permanecer atrás do último participante, para que não prejudiquem o percurso dos demais.
o) O participante que necessitar de ajuda deverá permanecer o mais próximo dos postos de controle localizados ao longo do Circuito e aguardar a chegada da equipe de apoio.
p) Os veículos dos participantes poderão ser deixados no estacionamento da Pousada Rural Longe Vista. A organização do evento não se responsabiliza por objetos deixados no interior do veículo.
q) Menores entre 8 e 17 anos podem participar do evento desde que estejam acompanhados por um responsável também inscrito e presente na 5ª Pedalada Internacional na Natureza.
r) O participante assume e expressamente declara que é conhecedor de seu estado de saúde e capacidade física e está devidamente apto para participar do passeio.
s) A organização não irá fornecer serviço mecânico. A bicicleta, hidratação e material de segurança tais como capacete ou outros são de responsabilidade única e exclusiva de cada participante.
t) O evento não será cancelado em caso de chuva. A organização recomenda que os participantes mantenham-se atualizados quanto a previsão do tempo para os dias do evento com o objetivo de programar e de se preparar melhor quanto à vestimenta mais adequada conforme a situação climática.




          
TERMO DE RESPONSABILIDADE

Autorizo, como participante da 5ª Pedalada Internacional na Natureza – Circuito Rota da Aventura – 2016, o uso de minha imagem para divulgação, eletrônica ou impressa, em qualquer material publicitário, incluindo edições futuras deste evento e de outros similares.
Declaro ainda estar ciente das condições gerais do evento e estar em plena condição física para participar do mesmo. Desta forma, isento de responsabilidade, por acidentes que possam vir a ocorrer comigo ou terceiros ligados a mim e de indenizações de qualquer espécie: os organizadores do evento, a Prefeitura Municipal de Tibagi e os proprietários dos terrenos por onde será realizado o percurso.
Tibagi, 11 de julho de 2016.


______________________________________________
Assinatura

                                                 
Localização da partida do evento.


Começa o ciclismo de pista, mas os escândalos do velódromo não acabam

___As provas de ciclismo chegam finalmente ao Velódromo, uma das obras mais polêmicas de todas as construções dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Nesta 5.a feira, ele será oficialmente aberto, mas existe uma dúvida em todos os que praticam ou se preocupam com a modalidade: será que após a competição ele será transformado numa casa de espetáculos? Se continuar sendo uma arena esportiva, quem vai arcar com as despesas, que não são pequenas? Será que custou os R$ 156 milhões anunciados oficialmente ou superou R$ 200 milhões, com as suplementações exigidas em cima da hora?
“O meu medo é que o velódromo fique com a prefeitura”, confessa Cláudio Santos, o presidente da Federação Carioca de Ciclismo. “Demolir como fizeram como o velódromo do Pan, eles não vão, mas são capazes de retirar a pista interna para virar uma casa de show, pois tem muitos atrativos, como a arquibancada para 5 mil pessoas, além de ser totalmente climatizado”.
___A preocupação de Cláudio pode parecer excessiva, mas não é, principalmente depois que os organizadores da Rio 2016 destruíram a pista de madeira e desmontaram o velódromo do Pan-americano, sob a alegação de que ele não era adequado para a Olimpíada.
“Só no Brasil poderiam fazer uma loucura dessas”, denunciou na época o arquiteto Sander Douma, o holandês responsável pela construção de 2007. “Com obras de 18 milhões ele se adapta perfeitamente às exigências olímpicas”.
___Os responsáveis pelos Jogos de 2016 preferiram gastar no mínimo dez vezes mais para realizar esta nova obra, que Cláudio Santos teme ver transformada em algo muito diferente de uma casa do ciclismo. Mas como manter um bem tão custoso?
“As alternativas existem, apesar dos gastos que não são pequenos. Só com a luz e o ar condicionado é uma fortuna. Mas, por exemplo, uma empresa pode dar o nome ao ginásio e patrociná-lo. Ou ainda o Ministério dos Esportes”.
___Outro ponto favorável, que impediria a Prefeitura de por a mão no velódromo é o fato de que a verba para sua construção veio do governo federal, ao contrário da obra do Pan, bancada com recursos municipais: “Assim, a palavra final caberá sempre ao ministério”.
___O presidente da federação tem planos bem definidos para usar o espaço: “Vamos incrementar a escolinha de ciclismo, vamos incentivar o alto rendimento, realizar clínicas, provas do ranking nacional, provas do ranking estadual e treinos de amadores para pedalar em segurança pela cidade”.
___A realização de provas internacionais também deverá acontecer no velódromo, que é considerado um dos mais requintados do mundo: ”Por email , o Sander Douma, que é uma das maiores autoridades no assunto, me garantiu que ele é mais moderno que o centro de treinamento holandês”.

Velho velódromo não será mais em Pinhais

___Mas as preocupações dos esportistas do ciclismo não terminam com o destino a ser dado ao novo velódromo. O antigo segue em sua via-crucis pelo Brasil. Depois de desmontado e de ter sua pista picada, ele foi oferecido à Prefeitura de Goiânia, que rejeitou a oferta: “Trata-se de um presente de grego”, disse corajosamente, na época, a secretária de obras da capital goiana.
___Na sequência, ele foi oferecido à Prefeitura de Pinhais, ao lado de Curitiba. E os políticos locais aceitaram. Então o material foi levado em carretas para a cidade paranaense, ao custo de 2 milhões de reais. As ferragens foram colocadas em um campo de futebol e o material elétrico em um galpão, que custa “apenas” 10 mil mensais de aluguel. O material teve fiação roubada e já está guardado há mais de dois anos. A parte estrutural repousa a céu aberto pelo mesmo tempo. E está enferrujando. Até o momento a construção não começou. Nem deve começar.
“O Consórcio Pinhais, que tinha ganhado a licitação para a construção, pediu rescisão de contrato”, admitiu Ricardo Augusto Pinheiro, secretário de Esportes e Cultura de Pinhais. “Pelo contrato, era para o prédio principal já estar pronto, mas infelizmente o material continua se deteriorando ao relento”.
___Pelos bastidores do mundo das bicicletas, comenta-se que existe uma nova proposta da Confederação Brasileira de Ciclismo, para que o velho velódromo ou seus destroços sejam levados até Londrina -- cidade que tem mais tradição no esporte. Muita gente duvida que a estrutura do Pan seja reerguida um dia. O que, convenhamos, não seria nenhuma surpresa.
-
Fonte:  http://olimpiadas.uol.com.br/colunas/roberto-salim/2016/08/11/velodromo-e-os-escandalos-que-nao-param.htm

Fabian Cancellara é ouro no contra-relógio

___Aconteceu hoje, dia 8 de agosto, o contra-relógio de ciclismo de estrada das Olimpíadas Rio 2016. Assim como na competição feminina, a prova masculina também foi marcada pelo forte vento e pela chuva que caiu em diversos momentos do dia. Ao todo, os atletas deram duas voltas no circuito olímpico, escalando duas vezes as subidas da Grota Funda e de Grumari, percorrendo um total de 54.6km.

___Em seu ano de aposentadoria, o suíço Fabian Cancellara conquistou o ouro com um desempenho espetacular no montanhoso circuito da cidade do Rio de Janeiro. A prata ficou com Tom Dumoulin (Holanda), que cruzou a meta com um tempo quase 50 segundos maior do que o vencedor. Chris Froome (Grã-Bretanha) ficou com o bronze, tomando mais de um minuto do suíço.
___Com o resultado, Cancellara conquista seu segundo ouro em provas de contra-relógio olímpicas. Há 8 anos, em Pequim, ele já havia subido no lugar mais alto do pódio neste tipo de competição.
___Vale lembrar que, embora seja um excelente passista e um dos especialistas em contra-relógio mais velozes de todos os tempos, Cancellara não era o favorito para a vitória hoje graças a grande quantidade de subidas do trajeto. Por isso, este resultado certamente tem um gostinho especial de superação para o ciclista.

Como foi a prova___Apesar do favoritismo de Froome, quem andou extremamente bem no início da competição foi o australiano Rohan Dennis. Ele vinha disputando com Fabian Cancellara (Suíça) e Tom Dumoulin (Holanda) nas duas primeiras parciais. Porém, o guidão da bicicleta do australiano quebrou e ele acabou perdendo tempo para trocar de equipamento.
___Froome, por sua vez, vinha fazendo uma prova abaixou do esperado - assim como aconteceu na competição de estrada. No terceiro ponto de checagem de tempo, com 36km já percorridos, o ciclista da Sky era apenas o quarto colocado, perdendo mas de 30 segundos para Cancellara, que já era líder naquele momento.

___Porém, na última parcial, provavelmente sentindo o ritmo forte e o problema mecânico, Dennis acabou perdendo velocidade e fechou a competição apenas na quinta colocação. Depois de chegar, Cancellara ainda teve que esperar a passagem de Dumoulin, Tony Martin (Alemanha), Vasil Kiryienka (Bielorrússia) e de Froome para poder finalmente comemorar sua medalha de ouro.
_
Fonte: www.pedal.com.br/olimpiadas-rio-2016-cancellara-e-ouro-no-contrarelogio_texto11100.html

Americana que se aposentou duas vezes é tricampeã olímpica no contrarrelógio

___A norte-americana Kristin Armstrong, que carrega o mesmo nome da ex-esposa do lendário ciclista Lance Armstrong, repetiu o feito de Pequim-2008 e Londres-2012, e conquistou a medalha de ouro na prova de ciclismo de estrada contrarrelógio nos Jogos Olímpicos do Rio 2016.
___A atleta dos Estados Unidos foi, curiosamente, a última a sair da linha de largada e conseguiu o melhor tempo de todas as 25 competidoras que brigavam pelo pódio: 44min26s42. A medalha de prata ficou com a russa Olga Zabelinskaya (44min31s97), enquanto o bronze terminou no peito de Anna van der Breggen, da Holanda (44min37s80).
___Armstrong ficou muito conhecida por, após receber a medalha de ouro na Olimpíada da China, anunciar sua aposentadoria do esporte, então aos 35 anos de idade. Ela retornou e, em Londres, novamente após outro ouro e com seu filho no colo, voltou a dizer que se retiraria do ciclismo.
___Em 2015, a americana disputou o Mundial da modalidade na cidade de Richmond, em Virginia, nos Estados Unidos, e terminou apenas na quinta colocação, não se classificando para os Jogos Olimpícos do Rio-2016.
___O comitê de competições americano, no entanto, resolveu por convocá-la. E a aposta deu certo.
_
Fonte: http://espn.uol.com.br/noticia/620912_americana-que-se-aposentou-duas-vezes-e-tricampea-olimpica-no-contrarrelogio