NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

VEM AI 4ª MARATONA ITARARÉ DE MOUNTAIN BIKE

. Acontecerá neste próximo domingo dia 03 agosto a 4ª MARATONA ITARARÉ DE MOUNTAIN BIKE, prova válida pela 5ª etapa da Copa Sudoeste Paulista de MTB.
. Prova esta organizada pelo nosso atleta Reinaldo Fortes com o total apoio da Prefeitura Municipal de Itararé, junto com a Coordenadorias de Esporte e Turismo COAFAI e é esperada a presença de atletas da nossa região.
. A prova terá 2 percursos, um com 36km para as categoria Sports, feminino e cidade, e outro com 46km cat. Pro, todos por estradas de terra. Haverá também uma mini corrida para as crianças no Ginásio Elefante Branco, após a largada de todos os atletas.
. O evento este ano terá sua concentração e largada e premiação na praça São Pedro com um passeio simbolico pelo centro da cidade até o Ginásio Elefante Branco, onde sera feito a largada e chegada oficial.
. Nos últimos 3 anos o percurso era no sentindo bairros de Rodeio, Itopava, Pedra Branca, Morro Vermelho e Enxovia, este ano o novos percurso escolhidos a dedo pelo organizador, será pela estrada velha do Cerrado passando pelos Bairros Herval, Lageado, Santa Barbara, Morro Chato e Pinheirão e retornando.
. Segundo Fortes essa mudança também ajudara na divulgação da futura ROTA TURÍSTICA E GASTRONÔMICA da região, já que lá se encontram pequenos produtores de doces.

OBSERVAÇÃO:  A REI FORTES MTB pede para os proprietários dessa região onde irá passar a prova que prendam seus cães por motivo de segurança aos atletas, do período das 8hrs da manhã as 13hrs da tarde, e deste de já agradecemos a colaboração e convidamos todos para prestigiar esse evento, tragam seus filhos, façam parte dessa historia, venha SUPERAR SEUS LIMITE.

“VENCER É NUNCA DESISTIR"
 -
 Fonte: REI FORTES MTB

Bicicleta universal pode ser ajustada a qualquer corpo

. Com tantos problemas ambientais trazidos pelo nosso modelo de sociedade, não é preciso ter uma bola de cristal para imaginar que a bicicleta caminha para se tornar a principal opção de transporte para a população. Não apenas por ser um meio de transporte limpo, mas também porque com ela a gente resolve (pelo menos) dois problemas de uma só vez: ajuda o ambiente e ainda pratica um bom exercício físico.
. Quem já andou de bicicleta alguma vez na vida sabe do prazer absoluto que é montar em uma que se encaixe perfeitamente ao seu corpo. E, mesmo assim, muitas pessoas simplesmente não conseguem ter a bicicleta perfeita, por um motivo muito simples: elas vêm praticamente prontas de fábrica e as partes que podemos ajustar nem sempre se adequam da melhor maneira a nossa anatomia
. Isso nos leva a ter que fazer escolhas: optar pela bike com a melhor altura, ou com o melhor banco, ou ajustar o banco e esquecer da altura, e por aí vai.
. É justamente para resolver essa série de problemas – que podem muito facilmente se transformar em desculpas para não usar a bicicleta como meio de transporte – que pesquisadores inventaram a bicicleta universal
 http://hypescience.com/wp-content/uploads/2014/07/8775851_orig.jpg

A bicicleta universal

. Com sua estrutura de fibra de carbono ajustável, o objetivo dos fabricantes desta bicicleta ergonômica absolutamente fabulosa é trazer todos os benefícios de uma bicicleta customizável para uma maior percentagem da população. Em outras palavras, a ideia é que ela seja a regra, e não a exceção.
. O projeto da bicicleta permite que todas as peças sejam personalizadas, do comprimento da bicicleta até os ângulos do garfo dianteiro e do tubo do assento. Ao fazer esses ajustes para se adequar ao corpo do ciclista, o peso é distribuído de forma uniforme e confortável, aliviando a pressão sobre os pontos de contato (pedais, guidão e assento).

No Kickstarter
. Essa bicicleta universal atualmente tem uma campanha aberta em um site chamado “kickstarter.com” – algo como “pontapé inicial”, em tradução livre. Esse é um daqueles sites cheios de ideias legais, inusitadas e inovadoras, e que quem julga o que merece receber fundos, e quanto, é você.
. Então, se você achar uma ideia legal e pensar “puxa, como eu vivi sem isso até hoje?”, você pode ser um dos patrocinadores da ideia, bem como uma das pessoas que vai ficar orgulhosa quando uma engenhoca tão útil ganhar o mercado e transformar o dia a dia de milhares de pessoas.


-
Fonte: http://hypescience.com

Sete transformações em grandes cidades voltadas aos ciclistas

. O número de bicicletas em nossas cidades está crescendo, e com este aumento também estão ocorrendo mudanças importantes na forma como as cidades são projetadas: engenheiros estão criando pontes, túneis, viadutos e mesmo escadas rolantes especialmente para os ciclistas. Estas medidas fazem com que o ciclismo realmente seja parte essencial e permanente da cidade.

. Na semana passada, Copenhague anunciou uma ciclovia elevada na ponte de Oresund, que liga a cidade a Malmö, na Suécia. Ela é a segunda ponte mais longa da Europa e, com cerca de treze quilômetros de comprimento, provavelmente será a maior ponte dedicada a bicicletas no mundo. Isso não apenas é um grande avanço para os ciclistas da região, mas também para a saúde e bem-estar de todos os residentes.
. À medida que o movimento da bike ganha impulso, provavelmente veremos cidades dedicando mais espaço e energia a estas impressionantes melhorias que tornam as ruas mais seguras para todos.
.
Ponte Cykelslangen – Copenhague, na Dinamarca

. Esta ponte para bicicletas eleva-se sobre o porto da cidade e foi inaugurada no início deste mês. Ela é um conector de duas pistas, exclusivo para bicicletas, construído pensando na extensa rede de ciclistas de Copenhague. A Cykelslangen curva-se sobre a água com pistas largas, uma subida gradual e uma bela pavimentação laranja que proporciona bom contraste com ciclistas em movimento.
.
Túnel Lugaritz-Morlans – San Sebastian, Espanha
http://hypescience.com/wp-content/uploads/2014/07/ciclistas-2.jpg

. Em 2009, a cidade de San Sebastian converteu um antigo túnel ferroviário no maior túnel cotidiano de bicicleta do mundo. Com pouco mais de um quilômetro de comprimento, o túnel liga dois bairros que antes eram inacessíveis aos ciclistas de ambos os lados e a estrutura é voltada especialmente para aqueles que fazem esse caminho rotineiramente, para trabalhar ou estudar. Agora os ciclistas podem usar esta rota para chegar até mesmo à cidade vizinha, Bilbao.
.
Elevador Trampe CycloCable – Trondheim, Noruega
http://hypescience.com/wp-content/uploads/2014/07/ciclistas-3.gif

. Para aquelas ruas assassinas de panturrilha, o que poderia ser melhor do que um elevador que dá aos ciclistas um pouco de impulso até o topo? Este elevador norueguês remonta a 1993, mas foi atualizado ano passado com um design que agora está sendo comercializado para outras cidades.
.
Escadas rolantes de bicicleta – Tóquio, Japão
http://hypescience.com/wp-content/uploads/2014/07/ciclistas-4.jpg

. Um conceito semelhante ao elevador de bicicleta são essas escadas rolantes de bicicleta, encontradas em estacionamentos e estações de metrô de Tóquio. A pista móvel para pneus dá um empurrãozinho extra para os pilotos enquanto andam com suas bikes pelas escadas. É um gesto simpático para os viajantes que vêm para casa do trabalho, já que a última coisa que eles querem fazer no final do dia é levar uma bicicleta por três lances de escadas – especialmente os que estão sobre saltos altos.
.
Hovenring – Eindhoven, Holanda
http://hypescience.com/wp-content/uploads/2014/07/ciclistas-51.jpg
. Não há muitos lugares que conseguiram integrar rodovias e ciclistas com sucesso, mas a Holanda encontrou uma solução. A Hovenring, que foi concluída em 2013, é uma plataforma de aço flutuante que permite que bicicletas trafeguem sobre a estrada movimentada. A estrutura resultante não é apenas útil, mas também absolutamente linda.
.
Estacionamento de bicicleta ECO – Tóquio, Japão

. Como algo saído de um filme de ficção científica, esta garagem de bicicletas estaciona mecanicamente centenas de bicicletas no subterrâneo, economizando tempo dos transeuntes e espaço das cidades. Os usuários colocaram suas bicicletas em um espaço destinado a isso no topo da estrutura e passam seus cartões de sócio, enviando suas bicicletas abaixo do solo para armazenamento. No retorno, os usuários passam seus cartões novamente e sua bicicleta chega à superfície em cerca de oito segundos, como se fosse mágica.
.
Superciclovias – Londres, Reino Unido
. Há uma abundância de ciclovias por toda a Europa, inclusive um renomado e imenso sistema em Copenhague, que permite aos ciclistas se deslocarem facilmente pela cidade. O mesmo conceito está sendo construído em Londres, ligando os subúrbios ao centro da cidade com rotas numeradas
-
Fonte:  http://hypescience.com

Renato Rezende termina em 11º no Campeonato Mundial de BMX

# Prova, disputada neste domingo, teve como vencedor o australiano Sam Illoughny.
-
http://www.ahebrasil.com.br/upload/fotos/2014/07/28/cic_renatorezende_625_craigdutton.jpg
. O brasileiro Renato Rezende chegou às semifinais e acabou na 11ª colocação no Campeonato Mundial de BMX, que terminou neste domingo em Roterdã, na Holanda.
. Rogerio Reis (33º) e Miguel Dixini (70º) também participaram da prova, que teve como vencedor o australiano Sam Illoughny.
. Entre as mulheres, Priscila Carnaval, a única brasileira em ação, ficou em 28º. A colombiana Mariana Pajon levou a medalha de ouro.
- A seleção chegou às etapas finais e conseguimos bons resultados. Estávamos competindo contra os melhores do mundo e mesmo assim mostramos que temos potencial. Todos os atletas e delegação esta de parabéns - disse José Luiz Vasconcellos, presidente da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC).
-
Fonte: http://www.ahebrasil.com.br

Tour de France 2014: Italiano Nibali iguala feito de Pantani e vence a Tour 2014


http://www.gazetaesportiva.net/blogs/joseinaciowerneck/files/2014/07/werneck12.jpg. Vincenzo Nibali tornou-se no primeiro italiano desde Marco Pantani a vencer Tour de France neste domingo, dominando os adversários em todos os terrenos e aproveitando-se da eliminação dos principais rivais durante a famosa prova com duração de três semanas.
. Enquanto a Itália celebrava o seu sétimo título, a França também comemorava a sua primeira dobradinha no pódio em 30 anos, com o veterano Jean-Christophe Peraud e o novato Thibaut Pinot terminando na segunda e na terceira colocação, respectivamente.
"Estamos muito felizes, é uma vitória linda. A equipe toda está de parabéns", disse o treinador de Nibali, Alexandre Vinokourov.

. Nibali superou Peraud em 7m37s e Pinot em 8m15s para se tornar o sexto ciclista a vencer as três principais Voltas, ao lado do belga Eddy Merckx, dos franceses Jacques Anquetil e Bernard Hinault, do italiano Felice Gimondi e do espanhol Alberto Contador. O italiano consolidou o título com facilidade, enquanto outros ciclistas ainda disputavam os estágios finais da competição de três semanas. Nibali tornou-se, assim, o primeiro italiano desde Marco Pantani, campeão em 1998, a levantar o troféu.
. Com uma arrancada final na avenida Champs Elysees, o alemão Marcel Kittel venceu a última etapa do Tour, a sua quarta vitória durante esta volta e uma repetição de sua vitória diante do cartão postal parisiense em 2013.
. Nibali começou o dia com uma liderança de cerca de oito minutos e só precisava evitar uma eliminação na etapa derradeira para consolidar o título. Contador, que estava atrás do seu terceiro título, foi eliminado na décima etapa, após pedalar 15 quilômetros com a tíbia fraturada e abandonar a competição.
. O campeão de 2013, Chris Froome, também fez as malas de volta para casa depois de sofrer um acidente num trecho de pedras na quinta etapa, no mesmo dia em que Nibali abriu enorme distância sobre os principais adversários com uma performance notável por entre as ruas traiçoeiras do norte da França.
"Eu estava pronto para enfrentá-los. Os abandonos fazem parte da prova", respondeu Nibali, ao ser questionado se as saídas prematuras de Contador e Froome poderiam ofuscar o seu título.
 -
Fonte: http://www.verdade.co.mz

Tour de France 2014 - 21a Etapa - AO VIVO!!

Bom dia a todos, já está no ar o STREAMING da 21a. etapa do TOUR DE FRANCE 2014.
Acessem e Assistam em http://www.mazobikers.com.br

Ciclismo de São José dos Campos divulga atletas para o "Tour of Utah"

# Team Funvic SJC será composta por sete atletas na competição americana.
-
. A equipe de ciclismo de São José dos Campos divulgou oficialmente, nesta sexta-feira (25), a lista com os corredores que estarão disputando a edição 2014 do Tour of Utah, competição que acontecerá entre os dias 4 e 10 de agosto nos Estados Unidos.

http://i1.wp.com/www.portalr3.com.br/wp-content/uploads/2014/07/20140725-team-funvic-utah.jpg?resize=750%2C338 
A equipe será formada pelos seguintes atletas:
Magno do Prado Nazaret
. Especialista em contrarrelógio, o atleta tem em seu currículo títulos com o bicampeonato na Volta do Estado de São Paulo (2012-2014) e o título da Volta do Uruguai em 2012.
. Já defendeu o Brasil em diversas competições internacionais, com destaque para as Olimpíadas de Londres. É também um ótimo escalador, o que com certeza lhe beneficiará no duro percurso do Tour of Utah.

Alex Correia Diniz
. Com títulos da Volta do Estado de São Paulo (2006) e do Tour de Santa Catarina (2007), dentre outras, Alex Diniz, conhecido no pelotão como “Meio Quilo”, é sem dúvida um dos melhores escaladores do Brasil na atualidade.
. Um de seus maiores feitos foi uma vitória conquistada na 3ª etapa do Tour de San Luis, na Argentina, em 2013, onde deixou para trás atletas como Alberto Contador.

Pedro Autran Dourado Dutra Nicácio
. Também especialista em contrarrelógio, Nicácio é um dos grandes gregários da equipe. Sua força e dedicação se refletem em todo o grupo, principalmente em etapas longas e com ampla dificuldade.
. Como parte de seu currículo, consta o título do Tour de Santa Catarina de 2006 e, mais recentemente, os títulos da Volta do ABCD e do Desafio das Américas, ambos conquistados em 2013. Em 2014, sagrou-se tetracampeão brasileiro de contrarrelógio.

André de Souza Almeida
. Jovem atleta contratado pela equipe em 2014 e que já vem demonstrando bons resultados ao longo da temporada.
. Foi vice-campeão da Volta do Rio Grande do Sul em 2014 na Sub23. Também foi vice-campeão no Campeonato Brasileiro de Estrada em 2014.

Carlos Alexandre Manarelli
. Ciclista que já competiu na Itália e defende as cores de São José dos Campos desde 2013. Um dos seus principais resultados é o título da Volta do Paraná, conquistado neste ano.
. É bicampeão do Circuito Boa Vista de Ciclismo (2012-2013) e bicampeão da Copa Hans Fischer (2013-2014), dentre outras vitórias ao longo da carreira.

Antônio Fernando Prestes Garnero
. Com apenas cinco anos de experiência no ciclismo, Pippo, como é conhecido, tem em seu currículo vitórias como a conquistada na 2ª etapa da Volta Ciclística de Goiás em 2014 e participação em grandes provas do calendário nacional e internacional.
. A sua principal conquista se deu nesta temporada, quando conquistou o título de campeão brasileiro de Estrada. Esta será a segunda vez que o atleta participará do Tour of Utah.

Wilson Ramiro Rincón Díaz
. Atleta recém-contratado, o colombiano Ramiro Rincón defendia a equipe EPM-UNE e fará sua estreia no Team Cycling Funvic São José dos Campos no Tour de Utah.
. O grande destaque de seu currículo é o título geral da Volta da Guatemala, conquistado em 2012. Também vale destacar os títulos nas clássicas Fusagasugá e Carmem del Viboral, conquistados na temporada de 2013 na Colômbia, dentre várias outras.

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS ENTRE AS GRANDES DO MUNDO
. Neste segundo ano de participação na prova, São José dos Campos estará competindo com grandes equipes do ciclismo mundial que levarão para a prova nomes como, Ivan Basso, Cadel Evans e o atual campeão do Tour de Utah e da Volta da Espanha, o americano Chris Horner. No total, serão 128 atletas, de 28 países, divididos em dezesseis equipes.
-
Fonte: http://www.portalr3.com.br

Tour de France 2014 - 19a. Etapa: Navardauskas vence em Bergerac, lituano atacou com sucesso a 10 km do fim

. Ciclista lituano beneficiou de uma queda nos últimos quilómetros e chegou isolado à meta.
-
. Ramunas Navardauskas (Garmin-Sharp) impôs-se no final da 19ª etapa da Volta a França, ao beneficiar de uma queda nos últimos quilómetros, que lhe permitiu chegar isolado à meta.
. Navardauskas saltou do pelotão nos 15 quilômetros finais, quando a fuga do dia foi anulada, e esteve sempre à vista do pelotão, que não o conseguiu alcançar devido a uma queda nos últimos dois quilômetros, que atirou para o chão o camisa verde, o eslovaco Peter Sagan (Cannondale), o francês Romain Bardet (AG2R) ou o luxemburguês Frank Schleck (Trek).
. O homem da Garmin-Sharp cumpriu os 208,5 quilômetros entre Maubourguet Pays du Val d'Adour e Bergerac em 04h43m41s, deixando o segundo classificado, o alemão John Degenkolb (Giant-Shimano), e o terceiro, o norueguês Alexander Kristoff (Katusha), a sete segundos.
. O camisa amarela, o italiano Vincenzo Nibali (Astana), chegou 01m03s depois, mantendo a distância para os adversários da geral.
. No sábado, a 101ª edição da Volta a França tem o seu último momento decisivo, um contrarrelógio de 54 quilômetros entre Bergerac e Périgueux.
-
Veja como foi  a chegada da 19a etapa.
Fonte: http://www.ojogo.pt

Froome deve disputar a Volta a Espanha

http://cdn.controlinveste.pt/storage/OJ/2014/big/ng3471335.jpg?type=big 
# Ciclista britânico está recuperado das fraturas nos pulsos que o obrigaram a abandonar o Tour, na quinta etapa.
-
Chris Froome, vencedor da Volta a França de 2013, deverá estar na linha de partida para disputar a Volta a Espanha deste ano, revelou o patrão da equipa Sky, Dave Brailsford.
. Em declarações publicadas, ontem (quinta-feira), no diário desportivo italiano La Gazzetta dello Sport, Brailsford explicou que Froome está completamente recuperado das fraturas nos pulsos que sofreu durante a quinta etapa do Tour de 2014, que o obrigaram a abandonar a prova.
"Se tudo correr bem, participará [na Volta à Espanha], mas a saúde está em primeiro lugar", observou Brailsford, explicando que Froome "voltou a treinar e o mais provável é que esteja na linha de partida" para a 69ª edição da Vuelta, a 23 de agosto, em Jerez de la Frontera.
-
Fonte: http://www.ojogo.pt/Modalidades/Ciclismo/interior.aspx?content_id=4044953

"Gordinho sensação" de 162kg vira exemplo ao concluir prova de ciclismo

# Assis aumentou 100kg em quatro anos devido ao sedentarismo. Ao conhecer as bikes, empresário se transforma em atleta e peso não é obstáculo: "Esporte é minha válvula"
-
http://s2.glbimg.com/LqkGObnNghVKysT5cRSWqxQaPNI=/0x142:2286x1269/690x340/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2014/07/23/assis_.jpg
. Na linha de chegada do Parnabike, etapa do Campeonato Piauiense de Ciclismo de Mountain Bike, uma cena ficou guardada na memória do empresário Assis Júnior: os aplausos dos espectadores.
. Pesando 162kg, o atleta conseguiu completar o percurso da categoria turismo, voltada a competidores para a prática do ecoturismo. Foram 18km de trilha, mas que para Assis representaram muito mais. A sua disposição rendeu o título de “gordinho sensação” da competição.
. Adepto da prática do ciclismo há apenas três meses, Assis conheceu a modalidade após participar de um pedal noturno, evento esportivo que percorre pelas ruas de Teresina, Piauí. Gostou da magrela bicicleta e nunca mais a largou. O objetivo era encontrar uma alternativa no esporte para o aumento do peso. Em quatro anos, foram 100kg a mais devido ao sedentarismo, fruto da vida corrida do mundo dos negócios.
- Era uma vida louca, de muita agitação. O ciclismo foi uma válvula do esporte para isso – resume.
http://s2.glbimg.com/6eyAlpRmt8z1S8XZOtFS_xozdlc=/40x59:2497x1727/300x204/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2014/07/23/assis3.jpg
Assis, ao lado do seu professor de ciclismo, comemora resultado
. A primeira competição de Assis foi em União, interior do Piauí. Surpreso com a quinta colocação, resolveu se arriscar em uma nova empreitada, desta vez em Parnaíba, litoral do estado. Aos 33 anos de idade, ele narra como foram os sufocantes quilômetros da competição.
- Foi uma trilha muito difícil, 18km que pareciam 40km, 60km... Os trechos de areia exigiram bem mais, porém não desisti. Continuei, apesar do cansaço – lembra.

http://s2.glbimg.com/Y8APb9EqvtJWQox2rIlQEVwNC4Q=/0x0:1665x734/690x304/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2014/07/23/assis2.jpg
Superação: sozinho, Assis durante as trilhas do campeonato: "Trechos de areia foram complicados"
 . Os 162kg não pesam para Assis. A rotina do empresário tem exercícios na academia e, claro, não poderia faltar a paixão pelo ciclismo: ele percorre 40km, distância entre as cidades de Altos e Teresina. Exemplo que agora tem metas: ser o "rei" da categoria turismo no estado.
- O ciclismo me deu uma paz. A galera que participa das competições me dão uma tranquilidade e calma. Para se ter uma ideia, nunca mais tive um pico de pressão. Mesmo não tendo condições físicas ideais, faço isso para superar. É desgastante, mas tranquilo. É doído, mas algo sobrenatural, com muitos benefícios. Agora é buscar ser o melhor a cada dia.
-
Fonte: http://globoesporte.globo.com/


Tour de France 2014 - 19a Etapa - AO VIVO!!

Bom dia a todos, já está no ar o STREAMING da 19a. etapa do TOUR DE FRANCE 2014.
Acessem e Assistam em http://www.mazobikers.com.br

CICLISTAS DE ITARARÉ PARTICIPAM DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE XC EM COTIA

. Ocorreu neste último fim de semana dia 20 de julho, o Campeonato Brasileiro de Mountain Bike XCO (circuito fechado), no Parque Ecológico CEMUCAM, em Cotia-SP.. Uma das principais competições do calendário nacional, apenas para atletas federados e que reuniu os melhores atletas de várias partes do Brasil, num total de 420 atletas e distribuiu pontos importantes para o ranking internacional UCI na modalidade.
. Com um percurso de nível muito técnico com 4,5km de extensão, com rock gardens, single tracks, trilhas, rampas, raízes e pedras.
. Novamente nossa cidade foi representada pelos atletas Otávio "Prego" e Reinaldo Fortes, ambos que são federados na Federaçao Paulista de Ciclismo e CBC e também tivemos como Staff e mecânico Joanias Bonoto (Bola).
. Segundos os participantes foi um prova muito dura, devido aos obstáculos e a o desgaste físico.
. Otávio "Prego" (Sub30) concluiu as 5 voltas com o tempo de 1h23m, ficando em 29o. na sua categoria, e Reinaldo Fortes (Master C) concluiu as 5 voltas em 1h21m ficando em 17o. na sua categoria.
. Nossos atletas ficaram muito contentes com o resultado por ser uma classificação a nível nacional.
.  Mais uma vez os atletas agradecem aos apoiadores Bazar Cristal, Miraluz, Auto Posto Estradão, Mendes Bike, também ao Fabio Angiolucci e família, que nos hospedaram em sua casa em São Roque e a Joanias Bonoto por ter nos levado com seu carro.
-
Agradecimentos: Bazar Cristal, Amazon Representações, Du Bike, Miraluz, Auto Posto Estradão, Jornal O Guarani e Jornal Ita News.

Tour de France 2014 - 18a Etapa - ETAPA RAINHA: AO VIVO!!

Bom dia a todos, já está no ar o STREAMING da 18a. etapa do TOUR DE FRANCE 2014.
Etapa de montanha... Hoje é a etapa RAINHA, escalada a lendária "Col du Tourmalet" !!!
Acessem e Assistam em http://www.mazobikers.com.br

Tour de France 2014 - 17a Etapa: AO VIVO!!

Bom dia a todos, já está no ar o STREAMING da 17a. etapa do TOUR DE FRANCE 2014.
Etapa de montanha... 2a. parte do Carrossel dos Pirinéus, 4a metas de 1a Categoria!!!
Acessem e Assistam em http://www.mazobikers.com.br
Sempre a partir das 10:00AM

Tour de France 2014 - 16a. Etapa: Michael Rogers vence primeira etapa dos Pirinéus

Michael Rogers (foto AP) 
. Michael Rogers, da Saxo Tinkoff, conquistou esta terça-feira a 16.ª etapa do Tour com o tempo de 06h07m10s, primeira de três a passar pelos Pirinéus, A prova teve um percurso de 237,5 km, que foi de Carcassonne até Bagneres-de-Luchon.
Esta foi a 10ª participação do veterano no torneio mais tradicional do ciclismo, mas foi apenas sua primeira vitória na França. Em maio, ele venceu duas etapas do Giro da Itália. Porém, a prova não foi tão fácil. Ele chegou em primeiro com apenas nove segundos de diferença para o segundo colocado, que foi o francês Thomas Voeckler. O terceiro colocado, Vasil Kiryienka, da Bielorrússia, também apertou a chegada dando emoção ao sprint final. 
. O australiano esteve envolvido na fuga do dia, que chegou a contar com 21 ciclistas, e atacou na altura certa, já durante a descida, e não deu hipótese aos mais diretos adversários.
. Os grandes derrotados da jornada acabaram por ser Romain Bardet e Tejay Van Garderen, que perderam muito tempo para Nibali, Valverde, Pinot e Peraud e ficaram mais longe da luta pelo pódio da prova.
-
O italiano Vincenzo Nibali continua sendo o líder geral do torneio e fica cada vez mais perto de conquistar o título de campeão. Ele tem, no total, 73h05m19s, além de pouco mais de quatro minutos a frente do segundo, que é o espanhol Alejandro Valverde.
-
Resultado da 16a Etapa do Tour de France 2014
AUS  1  ROGERS, Michael (TINKOFF-SAXO)                           6:07:10
FRA  2  VOECKLER, Thomas (EUROPCAR)                              +     9
BLR  3  KIRYIENKA, Vasil (SKY)                                   
COL  4  SERPA PEREZ, Jose Rodolfo (LAMPRE - MERIDA)              
FRA  5  GAUTIER, Cyril (EUROPCAR)                                
BEL  6  VAN AVERMAET, Greg (BMC RACING)                          +    13
POL  7  KWIATKOWSKI, Michal (OMEGA PHARMA - QUICK-STEP)          +    36
ITA  8  MONTAGUTI, Matteo (AG2R LA MONDIALE)                     +    50
NED  9  SLAGTER, Tom Jelte (GARMIN SHARP)                        +  2:11
FRA  10 GALLOPIN, Tony (LOTTO BELISOL) 
-
Resultado após a 16a Etapa
ITA  1  NIBALI, Vincenzo (ASTANA)                         73:05:19
ESP  2  VALVERDE BELMONTE, Alejandro (MOVISTAR)            +  4:37
FRA  3  PINOT, Thibaut (FDJ.fr)                            +  5:06
FRA  4  PERAUD, Jean-Christophe (AG2R LA MONDIALE)         +  6:08
FRA  5  BARDET, Romain (AG2R LA MONDIALE)                  +  6:40
USA  6  VAN GARDEREN, Tejay (BMC RACING)                   +  9:25
CZE  7  KONIG, Leopold (NETAPP - ENDURA)                   +  9:32
NED  8  TEN DAM, Laurens (BELKIN)                          + 11:12
POL  9  KWIATKOWSKI, Michal (OMEGA PHARMA - QUICK-STEP)    + 11:28
NED  10 MOLLEMA, Bauke (BELKIN)                            + 11:33
-
Video da Chegada a 16a. Etapa.
-
Fonte:


Tour de France 2014 - Rui Costa abandona a prova com broncopneumonia

http://cdn.record.xl.pt/storage/2014_7/ng1C7F05E2-CD38-4902-A93D-7172C0A36C9D.jpg?type=big 
. Rui Costa está fora do Tour. O português não participou da 16.ª etapa, marcada para esta terça-feira, depois de lhe ter sido diagnosticada uma broncopneumonia durante o dia de descanso, esta segunda-feira.
"A bronquite avançou para uma broncopneumonia. Queria muito partir hoje, mas o médico diz que não. Tomámos a decisão de abandonar o Tour", afirmou o campeão do Mundo, que tinha como grande objetivo terminar a competição no top 10.
. Rui Costa seguia no 13.º posto da classificação geral e continuava na luta pelos 10 primeiros lugares, embora fossem claras as suas dificuldades físicas ao longo dos últimos dias.

Mensagem de Rui Costa na íntegra:
. Bom dia amigos. Trago más notícias: tenho broncopneumonia!

. A bronquite que tinha nunca chegou a passar e agora avançou para uma broncopneumonia. Já há uma semana que ando doente e o médico da equipe diz que é melhor que me retire do Tour. Por respeito a vocês que me apoiam e à organização da Volta à França queria muito partir hoje, mas o médico diz que não. Ontem no dia de descanso, após o treino, senti-me muito mal, com dores musculares e febre. Fui levado ao hospital fazer um raio-x e o resultado foi este. Ainda esperamos para ver como despertava hoje para tomar uma decisão definitiva, mas sinto-me pior, como se tivesse sido atropelado por um caminhão. Felizmente detectamos a tempo de evitar lesões graves. Queria continuar mas o doutor fez-me entender e concordar que além de por em risco a minha saúde, posso por em risco a minha própria carreira, por isso tomamos esta decisão: vou abandonar o Tour.

Peço desculpa a todos vocês amigos, à minha equipe e à organização da Volta à França, mas a minha saúde não me permite continuar.

Boa Sorte aos meus colegas para o que falta e a todos os portugueses. Estarei em casa a torcer por vocês.

Aquele abraço,
Rui Costa
-
Fonte: http://www.record.xl.pt

Tour de France 2014 - 16a Etapa: AO VIVO!!

Bom dia a todos, já está no ar o STREAMING da 16a. etapa do TOUR DE FRANCE 2014.
Etapa de montanha... Casca Grossa!!!
Acessem e Assistam em http://www.mazobikers.com.br

Ao som do tema da vitória, surpresas levam o título brasileiro de MTB

# Frederico Mariano e Isabella Lacerda superam favoritos e conquistam o Campeonato Brasileiro de ciclismo Mountain Bike, disputado em Cotia, na Grande São Paulo.
http://s2.glbimg.com/9TlSmePu5EAKtUnmnGHysGKX2Yg=/0x0:1760x1200/690x470/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2014/07/20/817a9438.jpg
. Frederico Mariano apontou na linha de chegada e o DJ que coordenava o som no Campeonato Brasileiro de Ciclismo Mountain Bike neste domingo colocou o tema da vitória para o ciclista, que cruzou em primeiro lugar ouvindo a música que ficou consagrada com as vitórias de Nelson Piquet e Ayrton Senna na Fórmula 1. Até o próprio ciclista se surpreendeu com a vitória e com música:
Não eu esperava, nem a vitória, muito menos a música. Trabalhei muito para chegar neste resultado. Quando eu vi na penúltima volta que estava entre os primeiros colocados pensei, esse título é meu. Me dei um presente, já que fiz 23 anos anteontem - disse, chorando, após a garantir seu primeiro título nacional.

. As semelhanças com a Fórmula 1 não pararam no tema da vitória. Assim como Ayrton Senna no GP que lhe deu o título mundial de 1988, Frederico largou na frente, mas perdeu muitas posições no início. O motivo foi que o ciclista caiu na primeira curva, foi para 30ª posição e começou a recuperação:
Tomei um tombo na largada, cai para último. Mas não desanimei. Eu estava na frente, mas fiz a curva aberta, cai, o pessoal me atropelou, dei uma raladinha aqui na coxa, mas levantei e segui. Consegui buscar os atletas e consegui a vitória no fim - comemorou Frederico.
http://s2.glbimg.com/Q9yIneFw4wIJSGHe0zMz_xYRLMM=/328x90:1800x1093/690x470/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2014/07/20/817a9485.jpg
. O Campeonato Brasileiro de Ciclismo Mountain Bike está longe de ter o glamour de um Grande Prêmio de Fórmula 1, mas também conta com um rígido controle dos comissários. Por exemplo, o atleta Antony Gustavo perdeu seis posições por passar ao lado de um dos obstáculos no meio da mata, ao invés de atravessá-lo. Após a prova, ele recebeu a informação que tinha caído da 13ª para 19ª colocação.
http://s2.glbimg.com/DyPoUfxxY1B75Z4sqVzycC7sm18=/243x313:1660x1124/300x172/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2014/07/20/img_7375_1.jpg. Se na largada, não tinham mulheres desfilando, como no grid da Fórmula 1, elas apareceram no pódio. Na premiação de cada uma das categorias, quatro belas mulheres entregaram as medalhas e posaram para as fotos.
. O Campeonato foi disputado em um circuito de 4,5km, montado em um Parque na cidade de Cotia. As mulheres deram quatro voltas e os homens sete. No miolo, curvas fechadas, descidas, subidas, além de obstáculos artificiais e naturais.
. Na prova feminina, outra debutante. Isabella Lacerda conquistou o título, deixando para trás Raiza Goulão e a experiente Erika Gramicelli, pentacampeã nacional. Assim como Frederico, Isabella chegou chorando na linha de chegada:
http://s2.glbimg.com/BG3I2VmBLqV_347jNvirgvW1u0A=/0x0:1760x1200/690x470/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2014/07/20/817a9053.jpg
Fui para o tudo o nada. Vim aqui para ganhar, e não para competi. Quando eu vi que ia ser muito equilibrado até o fim, forcei o ritmo para chegar na reta final à frente. Fiz o que tinha que fazer- disse a ciclista.
. A próxima grande competição da seleção é o Campeonato Mundial, que será disputado em setembro, na Noruega. A equipe brasileira ainda não está definida, mas não deve contar com o campeão nacional. Isso porque os classificados vêm do ranking mundial, em que os três primeiros brasileiros são Henrique Avancini, Rubens Donizete e Ricardo Pscheidt. Já entre as mulheres, as três primeiras colocadas do nacional devem formar o time para a competição.
-
Fonte: http://globoesporte.globo.com

Tour de France 2014 - 15a Etapa: Alexander Kristoff

http://expresso.sapo.pt/imv/2/129/930/getty-0a02.jpg
. Jack Bauer (Garmin) e Martin Elmiger (IAM) realizaram uma fuga do pelotão logo no quilômetro zero, chegaram a ter quase nove minutos de vantagem sobre o grupo principal e resistiram a tudo… ou quase tudo.
. Já na chegada a Nîmes o pelotão avançou sem misericórdia sobre os dois fugitivos, e fora apanhados já dentro dos derradeitos 50 metros, colocando um ponto final a uma aventura de 222 quilômetros sobre a linha da meta, isso mostra o lado cruel do ciclismo.
. Jack Bauer ainda se tentou intrometer no sprint mas Kristoff provou ser demasiado forte para o neozelandês. O norueguês da Katusha festejou a segunda vitória no Tour 2014.
. A chegada em grupo compacto não provocou alterações na geral individual, pelo que Vincenzo Nibali (Astana) vai para o segundo dia de descanso da prova com a camisola amarela e uma vantagem de 4m37s para Alejandro Valverde (Movistar).
-
Classificação da 15a Etapa
NOR  1  KRISTOFF, Alexander (KATUSHA)                      4:56:43
AUS  2  HAUSSLER, Heinrich (IAM CYCLING)                          
SVK  3  SAGAN, Peter (CANNONDALE)                                 
GER  4  GREIPEL, André (LOTTO BELISOL)                            
AUS  5  RENSHAW, Mark (OMEGA PHARMA - QUICK-STEP)                 
FRA  6  COQUARD, Bryan (EUROPCAR)                                 
LTU  7  NAVARDAUSKAS, Ramunas (GARMIN SHARP)                      
FRA  8  FEILLU, Romain (BRETAGNE - SECHE ENVIRONNEMENT)           
SUI  9  ALBASINI, Michael (ORICA GreenEDGE)                       
NZL  10 BAUER, Jack (GARMIN SHARP) 
-
Classificação Geral após a 15a Etapa
ITA  1  NIBALI, Vincenzo (ASTANA)                         66:49:37
ESP  2  VALVERDE BELMONTE, Alejandro (MOVISTAR)            +  4:37
FRA  3  BARDET, Romain (AG2R LA MONDIALE)                  +  4:50
FRA  4  PINOT, Thibaut (FDJ.fr)                            +  5:06
USA  5  VAN GARDEREN, Tejay (BMC RACING)                   +  5:49
FRA  6  PERAUD, Jean-Christophe (AG2R LA MONDIALE)         +  6:08
NED  7  MOLLEMA, Bauke (BELKIN)                            +  8:33
CZE  8  KONIG, Leopold (NETAPP - ENDURA)                   +  9:32
NED  9  TEN DAM, Laurens (BELKIN)                          + 10:01
FRA  10 ROLLAND, Pierre (EUROPCAR)                         + 10:48
-
Veja o video da chegada da etapa:

Tour de France 2014: Andiy Grivsko desabafa: A ditadura russa instalou-se em minha casa...

# Andiy é único ciclista ucraniano presente no Tour.
-
http://cdn.record.xl.pt/storage/2014_7/ng4326EEA7-4BF0-4DA2-B249-BE399D360C80.jpg?type=big
. Andiy Grivsko, o único ucraniano no pelotão da Tour, afirmou, este domingo, que "a ditadura russa instalou-se" na sua casa "enquanto pedala no Tour".
. Grivko, 30 anos, nascido em Simferopol e originário da Crimeia, território que decidiu a 11 de março, por referendo, pertencer à Rússia, tem seguido de perto as notícias e os problemas políticos e sociais da Ucrânia apesar de pedalar no Tour pela equipe da Astana.
. A última delas, ocorreu na quinta-feira, com o abate de um avião da Malaysia Airlines que sobrevoava a Ucrânia e causou 298 mortos. A situação ainda não está totalmente esclarecida, mas Grivsko considerou, em entrevista ao jornal desportivo francês "L'Équipe", que a "tragédia não se limita ao conflito entre Rússia e Ucrânia, sendo um problema do mundo inteiro e particularmente da Europa", acrescentando que com este "ato terrorista a Rússia tenta culpar e manchar o nome da Ucrânia".
. Grivko participa no Tour com a mente na Ucrânia, já que ali tem a sua família. O pai e a irmão residem em Simferopol.
"É difícil concentrar-me na bicileta, sabendo que a minha família está ali", desabafou.
. O ciclista, que trabalha para o líder do Tour, Vincenzo Nibali, observou que quando o presidente ucraniano Viktor Ianukovich foi para a Rússia após os acontecimentos de fevereiro na Praça Maidan, em Kiev, "teve medo porque sabia que Moscovo ia tentar recuperar o poder sobre a Ucrânia", mas que nunca imaginou o que iria acontecer à Crimeia.
"A minha irmã quer recusar o passaporte russo que lhe querem impor. Vivo uma situação de cólera, pois tenho a sensação que nos querem tirar de casa. A ditadura russa instala-se enquanto estou no Tour", comentou.
. Grivko classificou o referendo de 11 de março como uma "paródia", pois muita gente não pode ir votar porque as estradas estavam cortadas. "Crimeia e Ucrânia estão ligadas à Europa e não à Russia", opinou.
. O ciclista ucraniano tem falado com o assunto com outros ciclistas, incluindo russos que também pedalam no Tour.
"Os ciclistas russos conhecem a minha opinião e sabem que sou um patriota ucraniano. Não os critico, porque eles não são responsáveis, mas sim o governo. Perguntam-me se tenho passaporte russo, mas não lhes respondo", contou.
. A paixão de Grivko pelo ciclismo foi-lhe incutida pelo pai, que correu pela equipe da antiga URSS. "Foi ele que me disse para deixar o meu país para me formar na Itália", recordou. "Tinha 8 anos quando desapareceu a URSS. As pessoas acreditaram que iam conhecer a liberdade, mas mentiram-nos. Nada mudou em 20 anos", concluiu.
-
Fonte: http://www.record.xl.pt

Tour de France 2014 - 15a Etapa: AO VIVO

Bom dia a todos, já está no ar o STREAMING da 15a. etapa do TOUR DE FRANCE 2014.

Acessem e assistam em http://www.mazobikers.com.br

Tour de France 2014 - 14a Etapa: AO VIVO

Bom dia a todos, já está no ar o STREAMING da 14a. etapa do TOUR DE FRANCE 2014.
Etapa de montanha... Com 3 picos de 1a Categoria, sendo um deles na chegada!

Acessem e assistam em http://www.mazobikers.com.br

Tour de France 2014 - 13a Etapa: Vincenzo Nibali é ainda mais líder

http://img0.rtp.pt/icm//thumb/phpThumb.php?src=/noticias/images/5a/5a19080c9331ab5b1386f8cd8d5a7436&w=620&sx=0&sy=86&sw=800&sh=439&q=75&w=620
. O ciclista italiano Vincenzo Nibali (Astana) reforçou hoje a liderança da geral da Volta a França, ao vencer a 13.ª etapa e somar o terceiro triunfo nesta edição.
. No primeiro dia nos Alpes, Nibali voltou a demonstrar que é o principal favorito após saída de Cavendish, Froome e Contador à vitória em Paris, consolidando o primeiro lugar, ao chegar isolado ao alto de Chamrousse, com o tempo de 05h12m29s, e ao deixar o segundo classificado da tirada, o polonês Rafal Majka (Saxo-Tinkoff), a dez segundos, e o terceiro, o tcheco Leopold Konig (NetApp-Endura), a onze segundos.
. O português Rui Costa (Lampre-Merida) foi 15.º na meta, que coincidia com uma contagem de montanha de categoria especial, e subiu ao nono lugar da geral, graças ao colapso de alguns dos favoritos a vitória na etapa, como o australiano Richie Porte (Sky), o segundo à partida em Saint-Étienne que hoje perdeu mais de oito minutos.
. Nibali lidera a geral com 03m37s sobre o espanhol Alejandro Valverde (Movistar) e 04m24s sobre o francês Romain Bardet (AGR2).
. No sábado, há nova etapa alpina, com o pelotão a enfrentar 177 quilômetros entre Grenoble e Risoul, com passagem no ponto mais alto desta 101.ª edição, o Col d`Izoard.
-
Classificação da 13a Etapa:
ITA  1  NIBALI, Vincenzo (ASTANA)                                5:12:29
POL  2  MAJKA, Rafal (TINKOFF-SAXO)                              +    10
CZE  3  KONIG, Leopold (NETAPP - ENDURA)                         +    11
ESP  4  VALVERDE BELMONTE, Alejandro (MOVISTAR)                  +    50
FRA  5  PINOT, Thibaut (FDJ.fr)                                  +    53
USA  6  VAN GARDEREN, Tejay (BMC RACING)                         +  1:23
FRA  7  BARDET, Romain (AG2R LA MONDIALE)                        
NED  8  TEN DAM, Laurens (BELKIN)                                +  1:36
FRA  9  PERAUD, Jean-Christophe (AG2R LA MONDIALE)               +  2:09
LUX  10 SCHLECK, Frank (TREK FACTORY RACING)                     

Classificaçao Geral após a 13a Etapa:
ITA  1  NIBALI, Vincenzo (ASTANA)                         56:44:03
ESP  2  VALVERDE BELMONTE, Alejandro (MOVISTAR)            +  3:37
FRA  3  BARDET, Romain (AG2R LA MONDIALE)                  +  4:24
FRA  4  PINOT, Thibaut (FDJ.fr)                            +  4:40
USA  5  VAN GARDEREN, Tejay (BMC RACING)                   +  5:19
FRA  6  PERAUD, Jean-Christophe (AG2R LA MONDIALE)         +  6:06
NED  7  MOLLEMA, Bauke (BELKIN)                            +  6:17
BEL  8  VAN DEN BROECK, Jurgen (LOTTO BELISOL)             +  6:27
POR  9  FARIA DA COSTA, Rui Alberto (LAMPRE - MERIDA)      +  8:35
CZE  10 KONIG, Leopold (NETAPP - ENDURA)                   +  8:36
-
-
Veja como foi a chegada da 13a etapa.

Fonte: http://www.rtp.pt

Clube Educacional da Bicicleta oferece atividades para crianças no velódromo paranaense

#Projeto voltado para crianças de 7 a 12 anos e que tem o objetivo de estimular a prática de atividade física e educar para o trânsito.
-

. O Jardim Botânico, um dos lugares mais visitados de Curitiba, ganhou esta semana um novo atrativo: o Clube Educacional da Bicicleta, projeto voltado para crianças de 7 a 12 anos e que tem o objetivo de estimular a prática de atividade física e educar para o trânsito. Resultado de uma parceria entre a Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude e a Federação Paranaense de Ciclismo (FPC), o projeto funciona desde quarta-feira (16), no Velódromo de Curitiba.
“Vamos promover diversas atividades com a bicicleta, mostrando a importância do respeito no trânsito, do compartilhamento do espaço público e do interesse por uma atividade física. Queremos auxiliar na formação do cidadão”, diz o coordenador do velódromo, Adir Romeo.
http://www.bemparana.com.br/upload/image/noticia/noticia_431589_img1_velodromo.jpg. O projeto recebeu R$ 270 mil da Lei do Incentivo ao Esporte, do governo federal. Os recursos permitiram adquirir 150 bicicletas, capacetes e acessórios de ciclismo e contratar instrutores para organização das atividades das crianças. “A ideia é fazer com que as crianças tragam os pais para o velódromo para acompanhar as atividades. É mais fácil melhorar a educação no trânsito e mostrar a importância da atividade física para os adultos por meio das crianças”, destaca Paulo Correa, idealizador do projeto do Clube Educacional da Bicicleta.
. Adir Romeo lembra que o projeto é uma atividade recreativa e não visa a formação atletas. “Mais de 20 mil pessoas passam pelo velódromo em um mês. Temos diversas atividades esportivas aqui, brincadeiras para as crianças e um espaço muito movimentado. As famílias agora têm uma nova opção de lazer”, salienta o coordenador do velódromo.
. Para participar não é necessário ter bicicleta ou assessórios. O Clube Educacional da Bicicleta funciona todos os dias no Velódromo de Curitiba, no Jardim Botânico, das 9 horas ao meio-dia e das 13h30 às 17h30.

Novos talentos

. Inaugurado em 1979, o Velódromo de Curitiba existia mesmo antes da criação do Jardim Botânico (década de 1990). De lá para cá, equipes de ciclismo de pista de destaque no cenário nacional e internacional foram formadas no local. No entanto, nos últimos anos, o espaço ficou destinado praticamente só ao treinamento de atletas amadores e assessorias esportivas.
. Em 2014, a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer optou por retomar o projeto de contar com uma equipe de elite no Velódromo de Curitiba. Para isso, um trabalho contínuo com atletas de corrida, ciclismo e triathlon, na faixa dos 11 aos 17 anos, está sendo desenvolvido no local.
“Trabalhamos hoje com cerca de 25 atletas aqui no velódromo, mas queremos aumentar com a revelação de talentos. O projeto Clube Educacional da Bicicleta pode ser o primeiro passo, pois ajudará a revelar qual o nível de interesse da criança pelo ciclismo”, explica a técnica da seleção de ciclismo de Curitiba, Fabiana Ribeiro de Assis
-
Fonte:  http://www.bemparana.com.br

Wellyda e Cipriano sobem ao pódio em prova de Keirin na Itália

http://www.portalr3.com.br/wp-content/uploads/2014/07/400x502x20140718-keirin.jpg.pagespeed.ic.Oy8yjbuPut.jpg. Mantendo a excelente sequência de resultados inéditos para o Ciclismo de Pista brasileiro, os atletas da seleção competiram na Itália, durante o início desta semana, entre os dias 15 e 16 de julho. Wellyda Rodrigues e Flávio Cipriano foram os destaques e subiram ao pódio para comemorarem mais um grande resultado em uma competição válida pelo ranking mundial, através da classe C1.
. Os dois atletas alcançaram o pódio na prova de Keirin. Nesse estilo de prova os ciclistas largam atrás de uma motocicleta, que tem a velocidade controlada e vai aumentando no decorrer do percurso até atingir cerca de 45km/h para as mulheres ou 50km/h para os homens. Enquanto a moto estiver na pista os ciclistas são proibidos de ultrapassá-la. Vence quem cruzar a linha de chegada na primeira colocação. Esta prova tem em média 2km de distância percorridos dentro do velódromo.
. A competição, que foi disputada na comunidade italiana de Fiorenzuola, teve o nível bastante elevado, contando com a presença de vários ciclistas destaques do circuito internacional. A brasileira Wellyda Rodrigues conquistou a medalha de bronze na prova de Keirin. O primeiro lugar ficou para multicampeã espanhola Helena Casas, que acumula 16 títulos nacionais no Ciclismo de Pista. A medalha de prata ficou com a ciclista Olga Smayilova, do Azerbaijão. Wellyda ainda conquistou a quarta colocação na prova de Velocidade Individual.
 “Estamos sentindo na pele a importância que existe em seguirmos um cronograma de treinamentos e pontualmente estarmos participando de competições de alto nível, onde podemos enxergar de perto a realidade do ciclismo mundial” comentou.
“Precisamos ter a consciência de que é necessário treinarmos muito, com total dedicação, para alcançarmos os nossos objetivos, mas estou disposta a fazer isso e abrir mão de tudo para lutar pelo meu sonho. Gostaria também de agradecer mais uma vez a CBC e destacar a importância de estarmos sendo acompanhada pelo técnico Tim Carswell, que compartilha a sua experiência diariamente com a seleção brasileira”, finalizou Wellyda.
. Também pela prova de Keirin, Flávio Cipriano foi bronze no masculino. A prova foi uma das mais disputadas, sendo vencida pelo alemão Christos Volikakis, que tem entre seus títulos a medalha de ouro no mundial de 2005 e bronze em 2006 pela categoria júnior, além de ser bronze no Mundial de 2008, já pela categoria Elite. A medalha de prata ficou com o italiano Francesco Ceci.
-
Fonte: http://www.portalr3.com.br

CIMTB Levorin: campeões em Congonhas levarão 100 pontos no ranking da UCI Marathon Series

# Vencedores das categorias Elite Masculina e Feminina na prova de Maratona (XCM), entre 15 e 17 de agosto, somarão ainda pontos no ranking mundial de Cross Country Olímpico (XCO).
-
http://surgiu.com.br/imagem/noticias/t8/162118/36830b3a68b3239a3bb4c8cde9a067ab.jpg
.A Copa Internacional Levorin de Mountain Bike, principal circuito de MTB da América Latina, segue cumprindo seu papel de ajudar no desenvolvimento do esporte no País. Novidade na terceira etapa de 2014, em Congonhas, a realização da UCI Marathon Series terá uma pontuação significativa no ranking da modalidade. Serão 100 pontos para os campeões na Elite Masculina e Feminina. A quantidade se aproxima muito da abertura da temporada, em Araxá (MG), que teve 120 pontos em jogo na soma dos três dias do XCS (Cross Country por Estágios), com a diferença de ter pontuado para o ranking mundial de Cross Country Olímpico (XCO). Além dos 100 pontos no ranking da Marathon Series, na "Cidade dos Profetas" serão ofertados outros dez pontos aos campeões no ranking UCI de Mountain Bike XCO.
"Para nós da CIMTB Levorin é muito importante estar pontuando entre as principais provas do mundo. Além de ter um aspecto fundamental para os atletas brasileiros, na captação de pontos no ranking mundial, ainda atrai ciclistas de outros países promovendo o intercâmbio técnico e evolução", destaca Rogério Bernardes, organizador da prova. "Em Congonhas, estamos iniciando um novo ciclo com uma prova fazendo parte da UCI Mountain Bike Marathon Series e a prova já está tendo uma repercussão diferenciada. Entre todos os que já conhecem a prova não haverão grandes novidades e sim a melhoria da mega estrutura que colocamos em prática para atender os 1500 atletas", completa.
. Há um mês da competição em Congonhas, mais de 500 atletas já estão inscritos para a prova que, além da UCI Marathon Series, terá também realização da Copa LM Bike de Amadores, do Desafio da Ladeira (Uphill) e da Pearl Izumi Night Run. Para garantir vaga em uma das provas, basta acessar o no site www.cimtb.com.br. A Maratona terá valor promocional até 15 dias antes da prova, 3 de agosto: CIMTB Levorin R$ 106,00 e Copa LM Bike de Amadores a R$ 60,00. Após esse período, de 4 a 11 de agosto (último dia), o valor dobra para ambas os casos.
. A programação em Congonhas começa na sexta-feira (15), com a realização do Desafio da Ladeira a partir das 20h. Com o formato de Uphill (aposto ao Downhill), ganha o ciclista que conseguir completar a subida antes dos adversários. O formato é tradicional na "Cidade dos Profetas", pela característica da geografia local, em que os ciclistas terão de pedalar por pedras-sabão totalmente lisas e irregulares, o que diminui a aderência dos pneus.
. No domingo (17), a largada da CIMTB Levorin, bem como da Copa LM Bike de Amadores, será realizada a partir das 9h25 com intervalos entre categorias. Os ciclistas terão tempo limite de 4h30 após o horário de largada, para chegada até o ponto determinado pela organização durante o percurso, a área de apoio no Alto do Maranhão, em Congonhas. Todos os atletas que chegarem a partir deste horário estarão desclassificados e não poderão seguir adiante no restante da pista.
-
Fonte: http://esporte.surgiu.com.br

Caloi Elite Team defende o título de campeão brasileiro de Mountain Bike

http://www.maxpressnet.com.br/imagem/view.aspx?arquivo=Imagem/686937_1.jpg&largura=520&altura=400&xt.jpg&c=Conteudo. No próximo domingo, dia 20 de julho, o CEMUCAM, bike park público localizado em Cotia, na Grande São Paulo, recebe o Campeonato Brasileiro de Mountain Bike Cross Country. A prova, que contará com o patrocínio da Caloi, é disputada simultaneamente com as principais competições mundiais de MTB, quando todos os países vinculados à União Ciclística Internacional (UCI) conhecerão seus respectivos campeões e futuros donos do direito de ostentar nas provas internacionais a camisa especial de campeão nacional.
. Além disso, a prova deste domingo ganha ainda mais relevância por distribuir 110 pontos para o ranking da UCI, fato que certamente fará com que o CEMUCAM receba uma competição de alto nível entre os principais bikers e equipes do cenário brasileiro.
. Na Elite Masculina, destaque para os atletas da Caloi Elite Team, Shermam Trezza, Fred Mariano e, em especial, Henrique Avancini, que entra na competição para defender o título de campeão brasileiro e o direito de vestir a camisa amarela em todas as competições chanceladas pela UCI. “O campeonato nacional é único. Uma competição mais aberta e sempre com uma atmosfera tensa. Além do título, acredito que o direito de utilizar a camisa de campeão nacional é algo de muito valor. Você se torna a referência da modalidade, competindo no Brasil e ainda mais no exterior. É uma responsabilidade que dá muito prazer”, diz Avancini.
. Para Sherman, atual vice-campeão nacional, a maior dificuldade que os atletas enfrentarão será a parte física. “Todos chegam focados e preparam seus treinamentos visando ao Brasileiro. Estou dando sequencia no trabalho após o retorno para chegar na melhor forma possível”, ressalta Sherman.
. Já Fred Mariano salienta o trabalho em equipe da Caloi. “Na última competição em Rio das Ostras, fizemos um excelente trabalho em equipe e conseguimos subir os três ao pódio. Vamos entrar novamente com essa mentalidade”, comenta Fred.
. Campeonato Brasileiro será apenas a primeira de uma sequência dura de provas para os atletas Caloi nos próximos dois meses, que inclui três etapas da Copa do Mundo de MTB e o Mundial de MTB, a principal competição da categoria.
-
Fonte: http://www.maxpressnet.com.br

Campeões mostram-se divididos quanto aos títulos cassados de Lance

http://s2.glbimg.com/x5lHWuJUKJhkASLZTlINNu6C7Gc=/0x0:300x230/300x230/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2010/07/22/lancearmstrong_reu_30.jpg# Em pesquisa, jornal holandês ouve 25 ciclistas que já venceram a Volta da França
e 12 deles acham que americano deveria ter suas sete conquistas revalidadas.
-
. Pesquisa realizada pelo jornal holandês De Telegraaf com 25 vencedores do Tour de France mostra que 12 deles entendem que Lance Armstrong merece ter de volta os sete títulos conquistados no evento. Como dois se abstiveram de responder, mais da metade considera que a história do americano merece ser reescrita.
Armstrong deve permanecer nessa lista - disse o irlandês Stephen Roche, que venceu o Tour em 1987.
 
Na história da corrida você não pode deixar de ter um vencedor por sete anos com 100 anos. Doping tem sido parte do esporte, não só para o ciclismo, ao longo de décadas. Quem me diz a Jacques Anquetil venceu de forma limpa? Devemos descartar suas vitórias? Ou por que Richard Virenque consegue manter suas camisas de bolinhas (atribuídas ao mais rápido na montanha)? - indagou Roche.
. Aqueles que achavam que Armstrong deve manter seus títulos são principalmente os mais antigos, ciclistas como Felice Gimondi, Federico Bahamontes, Jan Janssen e Joop Zoetemelk, vencedores da prova entre 1959 e 1980.
Eles nunca deveriam ter apagado Armstrong da lista. Você não pode mudar resultados 10 anos depois. Claro que não é bom o que ele fez, mas você não pode reescrever a história - diz Zoetemelk.
. Dos mais recentes vencedores só Andy Schleck (campeão em 2010) e Oscar Pereiro (2006) acham que Armstrong deve ter suas vitórias mantidas. Schleck, que ganhou o título de 2010 depois de o espanhol Alberto Contador ter sido flagrado, foi além:
Quem se lembra que foi o segundo lugar nessas corridas? Eu não me conheço. Você não pode ter sete corridas sem um vencedor, por isso deixe Armstrong na lista.
. Entre as opiniões contrárias, encontram-se os britânicos Chris Froome e Bradley Wiggins e o australiano Cadel Evans. Eles acham que os anos em que Lance venceu precisam servir como exemplo para o futuro.
"Esses sete lugares vazios simbolizam uma era. Devemos deixá-los como estão", disse Froome.
. No entanto, não há indícios de que Armstrong recuperará o direito de ostentar as suas sete conquistas. Christian Prudhomme, diretor geral da Volta da França desde 2007, acha que a opinião pública não permitiria a reintegração dos títulos
Pergunte isso às pessoas ao longo do percurso. Está claro, o seu nome não vai estar na lista - afirma Prudhomme.
. Em 22 de outubro de 2012, a União Ciclística Internacional (UCI) oficializou a retirada das sete vitórias de Armstrong no Tour de France e o baniu de provas oficiais da modalidade, fato que já havia sido anunciado em agosto do mesmo ano.
-
Fonte: http://globoesporte.globo.com

Tour de France 2014 - 13a Etapa: AO VIVO

Bom dia a todos, já está no ar o STREAMING da 13a. etapa do TOUR DE FRANCE 2014.
Etapa de montanha... Com dois picos de 1a Categoria, sendo um deles na chegada!
Acessem e assistam em http://www.mazobikers.com.br

Tour de France 2014 - 12a. Etapa: AO VIVO

Olá pessoal, desculpe a demora de atualizar o link do STREAMING do Tour mas a maioria delas estava com proteção de DNS. Mas tá ai para vocês curtirem os últimos 60km da 12a Etapa.

Acessem e Assistam em http:/www.mazobikers.com.br

Tour de France 2014 - 11a. Etapa: AO VIVO

Bom dia a todos, já está no ar o STREAMING da 11a. etapa do TOUR DE FRANCE 2014.
Etapa de montanha... um trecho mais leve... rsss  se comparada a 10a etapa!
Acessem e assistam em http://www.mazobikers.com.br

Tour de France 2014: Um Tour atípico

# Aproveitando o dia de descanso da Volta à França e após dez etapas cumpridas, algumas notas a reter.
-
http://imagens8.publico.pt/imagens.aspx/861818?tp=UH&db=IMAGENS. Não há memória de uma edição que, ao primeiro dia de descanso, tivesse perdido os dois principais favoritos devido a quedas. Agora, por exibição e currículo, o camisa amarela Vincenzo Nibali é o homem a abater. Mas antes das grandes decisões, vale a pena recordar as personagens que marcaram a primeira metade do Tour 2014.
Tiago Machado
. É Rui Costa que todos esperam ver no pódio final – com a desistência de Chris Froome e Alberto Contador poderá mesmo dizer-se que o sonho nunca esteve tão perto. Mas foi outro o português em destaque nas primeiras dez etapas. .Tiago Machado roubou protagonismo ao campeão do mundo como só ele sabe, com o coração. Lutador, andou em fuga na nona etapa, galgou lugares e fixou-se no terceiro da geral. O sonho do sempre azarado “Tiaguinho” durou pouco. Acabou na descida entre Petit Ballon e o Col du Platzerwase, quando, sem saber como, caiu desamparado. Entrou na ambulância, foi dado como desistente pela organização. Teimoso, interpelou o médico da corrida, exigiu a bicicleta e voltou à estrada, com um cotovelo e um joelho em sangue. O esforço homérico levou a organização a repescá-lo e o diário desportivo L’Équipe a dedicar-lhe um artigo individual, intitulado “Heróico Machado”.
Tony Martin
. Que o alemão da Omega Pharma-Quickstep é o melhor contra-relogista do mundo já todos sabiam. Que é um exemplo de profissionalismo e dedicação, duas caraterísticas que o tornam um dos mais apreciados ciclistas da actualidade, também. Mas nunca se tinha visto um Martin assim, apaixonado pelas fugas, aventureiro. Duas escapadas nos Vosgos em dias consecutivos valeram-lhe a sua primeira vitória numa etapa em linha no Tour (são três com os “cronos”), dois prémios de corredor mais combativo do dia, uma breve passagem pela liderança da montanha e o reconhecimento dos companheiros. “Melhor colega de equipe de sempre”, escreveu Michal Kwiatkowski, depois de vê-lo puxar durante dezenas de quilômetros com o objectivo de levá-lo ao triunfo em La Planche de Belles Filles.
Astana
Muito se falou das estratégias da Sky e da Tinkoff-Saxo para a 101.ª edição, mas foi a equipe cazaque que melhor se preparou. As evidências ao longo das primeiras dez etapas foram mais que muitas: o triunfo e a liderança de Nibali logo ao segundo dia, a colocação de três homens nos dez primeiros na visita ao “Inferno do Norte” e os dois minutos ganhos para a concorrência, o despir propositado da camisa amarela antes da primeira etapa de alta montanha. Com o experiente e polémico Alexander Vinokourov ao comando e com Jakob Fuglsang como plano B, a Astana sabe precisamente quando e onde atacar, não gastando esforços em vão, como mostrou Nibali rumo à vitória e à amarela na décima etapa.
Ciclismo francês
. Um, dois, três, quatro. À saída dos Vosgos, os franceses estão em maioria no “top 10”. Os olhos do público local, que há anos esperam por voltar a ver um ciclista nacional no pódio de Paris, brilham quando vêem o jovem Romain Bardet no quarto lugar e de camisa branca vestida ou Tony, o herdeiro da dinastia Gallopin, que até já andou de amarelo, em quinto. Mas a esperança continua uma posição mais abaixo, em Thibaut Pinot, que parece ter regressado à forma que o levou a ser décimo no Tour 2012, na estreia e com 22 anos. E há ainda o veterano Jean-Christophe Péraud que, aos 37 anos, procura repetir o desempenho de 2011, quando terminou em nono. Depois de um 2013 para esquecer, sem qualquer nacional entre os dez primeiros em Paris, o ciclismo francês está bem e recomenda-se.
Joaquim Rodriguez
. Nunca excluam o catalão das vossas apostas. O líder da Katusha tem, efetivamente, sete vidas. Quando já todos davam como certo que o verdadeiro Rodriguez só estaria de regresso na Vuelta, “Purito” inventou um novo objectivo. Ainda convalescente da operação a que uma queda no Giro o obrigou e afundado na geral individual, o terceiro do Tour 2013 lançou-se em fuga, sprintou nas contagens de montanha e vestiu a apetecível camisola às bolinhas vermelhas. A classificação da montanha é agora, assumidamente, a sua meta em Paris.
Peter Sagan
. Falar de Marcel Kittel e dos seus três triunfos seria quase obrigatório, não fosse este homem. Peter Sagan ainda não ganhou uma etapa, mas esse pormenor não diminui a dimensão do espectáculo que tem proporcionado. Camisola verde desde a segunda jornada e com mais de 100 pontos de vantagem para o segundo classificado, o eslovaco foi 2.º-4.º-2.º-4.º-4.º-5.º-2.º antes do Tour entrar nas montanhas e está bem lançado para, aos 24 anos, conquistar a sua terceira camisa verde consecutiva – e o recorde de Erik Zabel ficaria a apenas três de distância.
Richie Porte
. Entrou no Tour como trabalhador incansável de Chris Froome, pode sair como sucessor do britânico e de Bradley Wiggins no palmarés de vencedores da Volta à França. Chamado a assumir a liderança da Sky depois da desistência do campeão de 2013, não acusou a pressão. Sem dar nas vistas, o australiano de 29 já é segundo na geral, a 2m23s de Nibali. Melhor jovem do Giro 2010 e vencedor da Volta ao Algarve 2012, Porte tem finalmente aquilo que tanto desejava: uma oportunidade para afirmar-se como um dos grandes ciclistas da atualidade.
 -
Fonte: http://www.publico.pt/desporto/noticia/um-tour-atipico-1662987?page=-1

Tour de France 2014: Cancellara desiste do Tour


http://www.record.xl.pt/storage/2014_7/ngDF3B17B7-ED0A-47A0-AA98-8A7897002516.jpg?type=big
. Cancellara decidiu desistir do Tour. O ciclista da Trek aproveitou o dia de descanso da prova para se justificar em conferência de Imprensa, assumindo a prioridade em concentrar-se  em outros objetivos nesta temporada.
. Fabian Cancellara ocupava a 34ª posição, a 29m07s do italiano Vincenzo Nibali (Astana), e não estará amanhã à partida para a 11ª etapa da "Grande Boucle"
-
Fonte: http://www.ojogo.pt

Tour de France 2014 - 10a. etapa: NIbali Extraordinário

http://www.record.xl.pt/storage/2014_7/ng766BD85C-E828-4634-9F5F-5A74AD3B2177.jpg?type=big
# Etapa duríssima confirma o italiano como o mais forte nesta altura;
-
.Demonstração categórica de superioridade. Vincenzo Nibali confirmou ser o melhor ciclista no pelotão do Tour - ideia acentuada após as desistências de Chris Froome e Alberto Contador - e arrasou toda a concorrência numa etapa bárbara: sete contagens de montanha, quatro delas de primeira categoria.
. Rui Costa esteve sempre no grupo dos favoritos e só abanou com o derradeiro ataque de Nibali, a três quilómetros do fim. O campeão do mundo foi o 13º na tirada e perdeu pouco mais de um minuto. Com isto escalou dois lugares na geral e é agora nono.
. Nibali, já se percebeu, recuperou a camisa amarela. Tony Gallopin não teve pernas para estar com os melhores do dia, pois deu tudo o que tinha na 9a etapa.
. Com mais um dia de chuva e nevoeiro nos céus de França, um grupo de ilustres fugitivos (Kwiatowski, Martin, Cancellara, Purito Rodríguez...) chegou a aparentar ter condições para chegar na frente, mas só o último suportou a dureza da derradeira escalada [a famosa Planche des Belles Filles].
. Purito (Katusha), esteve isolado até à entrada nos 1000 metros finais. Aí, sentiu a respiração de Nibali e abriu para o lado. Nada a fazer perante a potência e a grande forma do italiano.
. Num dia com várias quedas - um infeliz clássico neste Tour -, Tiago Machado foi uma das vítimas. O português chegou a ser dado como desistente, mas recuperou e concluiu a etapa no último lugar. Perdeu muito tempo (mais de 43 minutos) e o terceiro posto na geral.
. Hoje (Terça-feira) é dia de justo descanso no Tour.

Classificação da 10ª etapa:
1. Vincenzo Nibali (Astana), 04h27m26
2. Thibaut Pinot (FDJ), a 15s
3. Alejandro Valverde (Movistar), a 20s
4. Jean-Christophe Peraud (Ag2R), m.t.
5. Romain Bardet (Ag2R), a 22s
6. Tejay van Garderen (BMC), m.t.
7. Richie Porte (Sky), a 25s
8. Leopold Konig (NetApp), a 50s
9. Joaquin Rodríguez (Katusha), a 52s
10. Mikel Nieve (Sky), a 54s

Classificação Geral:
1. Vincenzo Nibali (Astana), 42h33m38
2. Richie Porte (Sky), a 2m23
3. Alejandro Valverde (Movistar), a 2m47
4. Romain Bardet (Ag2R), a 3m01
5. Tony Gallopin (Lotto), a 3m12
6. Thibaut Pinot (FDJ), a 3m47
7. Tejay van Garderen (BMC), a 3m56
8. Jean-Christophe Peraud (Ag2R), a 3m57
9. Rui Costa (Lampre), a 3m58
10. Bauke Mollema (Belkin), a 4m08
-
Fonte:  http://www.maisfutebol.iol.pt

Tour de France 2014 - 10a Etapa: Alberto Contator abandona o Tour

http://www.record.xl.pt/storage/2014_7/ng0357A1D9-F7B2-426D-A6CB-6751677DF7FA.JPG?type=big
. Após um tombo feio na descida do primeiro trecho de montanha, Alberto e Contador após ajuda da equipe e apoio da equipe, tentou retornar ao pelotão, mas as dores em função da queda acabaram por faze-lo por abandonar o Tour de France 2014, no qual neste momento é liderado pelo atleta Tony Gallopin (Netapp-Endura).
O corredor caiu numa descida entre Petit Ballon e o Col du Platzerwasel, recebeu assistência médica, trocou de bicicleta e regressou ao pelotão, mas acabou por desistir, tal como ocorreu com o outro dos favoritos, o britânico Chris Froome (Sky), vencedor de 2013, na quinta etapa.
Contador se junta a Cavendish e Froome que eram favoritos e abandonaram o tour.

Tour de France - 9a. Etapa: Tony Martin: «Senti-me de forma incrível»


http://www.record.xl.pt/storage/2014_7/ng2B49AAF1-BFF0-4896-8392-29238B0B524B.jpg?type=big
. O português Tiago Machado viveu este domingo o seu momento de glória no Tour, subindo do de vigésimo para o terceiro lugar da geral, num dia em que consagrou Tony Martin como vencedor da etapa e Tony Gallopin como novo camisa amarela. Na sua estreia na prova, o ciclista da NetApp-Endura escolheu a fuga certa e, depois de cerca de 150 quilômetros à frente do pelotão, cortou a meta na décima posição, para assumir um destaque inesperado na classificação geral do Tour e, muito provavelmente, festejar o momento mais emblemático da sua carreira.
. Na véspera da primeira etapa de alta montanha deste Tour, a Astana preferiu entregar a outro a amarela de Vincenzo Nibali (Astana) e deu via verde às fugas, fato aproveitado por Tony Martin (Omega Pharma-Quickstep) para conquistar a sua primeira etapa em linha no Tour, a terceira no seu total pessoal e o quinto triunfo alemão desta edição.
"Claro que há uma grande diferença entre uma vitória no contrarrelógio e numa etapa destas, desde logo porque sabes logo que venceste a corrida e podes festejar e no crono tens de esperar. Senti-me de forma incrível, claro. Nem dor sinto", disse Martin, que festejou o triunfo durante quilômetros antes de chegar à meta em Mulhouse.
. Não seria essa a fuga a pegar, mas sim a de Tony Martin e Alessandro De Marchi (Cannondale), que demoraram a conseguir uma margem segura, mas beneficiaram de outra iniciativa, liderada pelo terceiro classificado do Tour'2013, Joaquim Rodriguez (Katusha), para aumentar a distância para o pelotão. Enquanto a fuga composta por 28 ciclistas, entre os quais Paulinho e Machado, e grandes nomes como o campeão espanhol José Joaquin Rojas (Movistar), o holandês Lars Boom (Belkin), Tony Gallopin (Lotto-Belisol), Pierre Rolland (Europcar), Fabian Cancellara (Trek), Dani Navarro ou Sylvain Chavanel (IAM Cycling), se organizava, Martin e De Marchi colaboravam em harmonia na frente. A grande dimensão do grupo de perseguidores em vez de beneficiar atrapalhou, uma vez que não encontraram um consenso na hora de trabalhar, um facto aproveitado pelo duo da frente para estabilizar uma distância confortável. Tony Martin é um portento e hoje mostrou-o na sua pedalada irredutível, encarando os 59 quilômetros que faltavam entre si e a meta -- depois de liderar durante largos quilômetros o esforço dos fugitivos, deu uma arrancada, à qual De Marchi não respondeu -- como se fosse de um contrarrelógio. Impassível, foi aumentando paulatinamente a sua vantagem para os perseguidores, indiferente à chuva que começou a cair ou às investidas de Tiago Machado, que mostrou o seu caráter habitual, atacando na subida para Le Markstein, uma contagem de primeira categoria, ou de Joaquim Rodriguez, que denunciou hoje qual é o seu objetivo nesta edição (ganhar a camisa da montanha).
Com as equipas dos principais favoritos e do camisa amarela a preferirem resguardar-se para as dificuldades que estão reservadas para segunda-feira, não havia mais nada que pudesse impedir o três vezes campeão mundial de contrarrelógio (2011-2013) e duas vezes vencedor da Volta ao Algarve (2011 e 2013) de erguer os braços em Mulhouse, depois de 170 quilómetros desde Gérardmer e de 4:09.34 horas horas de prova. Mas o protagonismo do afável alemão teve de ser repartido, devido à estratégia elaborada pela Astana para a nona etapa - aparentemente, a formação cazaque preferiu entregar a amarela de Vincenzo Nibali para não ter a obrigação de trabalhar -, que proporcionou uma inegável alegria aos franceses, ao permitir que Tony Gallopin, se tornasse o novo líder da geral, com 1.34 minutos de diferença para o anterior amarela, agora segundo. O ciclista da Lotto-Belisol, de 26 anos, será camisola amarela a 14 de julho, feriado nacional em França, um feito que é, sem dúvida, o mais importante da sua carreira que, até hoje, tinha como expoente máximo a vitória na Clássica de San Sebastian, em 2013. A 02.40 minutos do francês está Tiago Machado, agora o melhor português da geral individual, que tem Rui Costa (Lampre-Merida) na 11.ª posição. O campeão do mundo chegou integrado no grupo de favoritos, a 07.46 minutos de Martin e a cinco minutos do grupo de Machado e Paulinho, que foi encabeçado pelo suíço Fabian Cancellara (Trek).

Hoje (Segunda-feira) é a primeira etapa de alta montanha do Tour, na décima etapa, um sobe e desce permanente de 161,5 quilômetros entre Mulhouse e La Planche des Belles Filles, que inclui uma contagem de terceira categoria, duas de segunda e quatro de primeira, a última das quais a coincidir com a linha de chegada, a 1.035 metros de altitude.
-

-
Fonte: http://www.record.xl.pt

Tour de France 2014 - 10a. Etapa: AO VIVO

Olá amigos,  já está no ar o STREAMING da 10a. etapa do TOUR DE FRANCE 2014.
Etapa de montanha... o bicho ta pegando!

Campeonato Brasileiro de MTB XCO 2014

. A Confederação Brasileira de Ciclismo, Federação Paulista de Ciclismo e Sampa Bikers, têm o prazer de convidar a todos a participarem do Campeonato Brasileiro de MTB XCO 2014. O evento acontecerá no parque do Cemucam na cidade de São Paulo, estado de São Paulo, nos dias 19 e 20 de julho de 2014.
. Este é um dos principais eventos do calendário nacional e conta com pontos válidos ao ranking nacional e internacional UCI.
-
O circuito terá 4,5 quilômetros de extensão projeto por Edu Ramires, um dos mais experientes atletas de mountain bike do país e um dos organizadores do evento.

No sábado, dia 19 acontecerá paralelo ao evento uma prova destinada aos amadores, não federados, é o Desafio Caloi de MTB Amador. Você federado, convide um amigo ou parente que curte o esporte para participar dessa competição. Mais informações da prova clique aqui.
O Campeonato Brasileiro de MTB XC é uma competição destinada somente para atletas federados. Para se federar é necessário entrar em contato com a federação de seu estado.
Serão 19 categorias onde cada categoria percorrerá um número determinado de voltas que será divulgado em breve.
-
Altimetria do percurso:
http://www.sampabikers.com.br/wp-content/uploads/2013/11/altimetria-2014.jpg
-
Informações Importantes
. Somente poderão participar do evento oficial, ciclistas filiados a CBC. Para se filiar, o atleta deve entrar em contato com a Federação de Ciclismo do seu Estado, no caso de pilotos autônomos (avulsos), ou solicitar junto ao seu Clube a regularização de sua Filiação.
. A organização, patrocinadores e/ou CBC, não se responsabiliza por nenhum extravio de bens de atletas e/ou público presente, não cabendo qualquer tipo de indenização.
. Cada atleta deverá ter um plano de saúde ou seguro de acidentes pessoais em eventos esportivos. Em caso de acidentes a organização efetuará os primeiros socorros e irá encaminhar o atleta acidentado para um hospital da rede pública.
. A CBC e a organização poderá , a seu critério ou conforme as necessidades do EVENTO, incluir ou alterar esta programação, total ou parcialmente.

Categorias
. Masculino
. Elite - 23 a 29 anos ou critério técnico
. Sub-23 - 19 a 22 anos
. Sub-30 - 23 a 29 anos
. Júnior - 17 a 18 anos
. Juvenil - 15 a 16 anos
. Infanto - 12 a 14 anos
. Master 30-34 anos
. Master 35-39 anos
. Master 40-44 anos
. Master 45-49 anos
. Master 50-54 anos
. Master 55-59 anos
. Veterano - 60 anos e acima

Feminino. Elite - 23 a 29 anos ou critério técnico
. Sub-23 - 19 a 22 anos
. Júnior - 17 a 18 anos
. Juvenil - 15 a 16 anos
. Infanto - 12 a 14 anos
. Master - 30 anos e acima

Procedimentos de Inscrição. As inscrições para os ciclistas filiados, será realizada através do sistema on-line até o dia 15/07/2014 (terça-feira). O ciclista ou Clube deverá ter em mão o número da licença CBC ou CPF, pois através dele que será confirmada as inscrições. Siga corretamente as etapas de verificações de dados cadastrais e solicite atualização de seus dados se encontrar qualquer irregularidade, através do e-mail cbc@cbc.esp.br. No final imprima o comprovante para sua segurança.

. O valor é de R$ 90,00 (noventa reais) para todas as categorias;

Deposite o valor da inscrição no:Banco Bradesco - Agencia: 2925-4 - C/C.: 2040-0
Favorecido: Associação Sampa Bikers.
Em caso de DOC o CNPJ é: 00.430.286/0001-45.
Envie o comprovante de pagamento com a identificação do(s) corredor(es), exemplo: nº da Licença CBC ou CPF para o e-mail: queropedalar@sampabikers.com.br

. Em no máximo 48 horas será enviado um e-mail de confirmação do pagamento. Caso não receba esse e-mail, enviar novamente ou entre em contato pelo telefone: (11) 5517-7733. As inscrições sem comprovante de deposito serão canceladas após o dia 17/07/2014; não serão aceitas inscrições após o prazo estipulado acima; leve seu comprovante de pagamento na retirada do kit de participação. Caso seja necessário, ele será solicitado pelo organizador.

. Para informações sobre a programação, premiação, localização, hotéis, restaurantes e outras, acesse o site oficial do evento:
Campeonato Brasileiro de MTB XCO 2014
-
Veja o video do percurso.
-
Fonte: http://www.pedal.com.br

Tour de France 2014 - 7a. etapa: AO VIVO!!

Olá amigos,  ja está no ar o streaming da 7a. etapa do TOUR DE FRANCE 2014.

Tour de France 2014 - 6a. Etapa: André Greipel tarda, mas não falha.

. André Greipel, um dos três sprinters de classe mundial do pelotão internacional, a par de Marcel Kittel e Mark Cavendish, tem uma carreira recheada com mais de uma centena de triunfos, mas nem assim deixou de iniciar a 6.ª etapa da Tour de France debaixo de dúvidas, por não ter conseguido disputar as chegadas em conjunto anteriores. Mas, nesta quinta-feira, o dia foi seu. De resto, há pelo menos sempre um em todas edições em que participou.
. O alemão da Lotto-Belisol foi o mais rápido na meta localizada Reims, superiorizando-se ao norueguês Alexander Kristoff, que voltou a ter de contentar-se com o segundo lugar, tal como na 4.ª etapa. No topo da classificação geral, liderada pelo italiano Vincenzo Nibali, não houve alterações significativas.
. Desta vez, não houve Marcel Kittel, que não foi capaz discutir o sprint e terminou a 54 segundos do compatriota. Com os três sucessos de Kittel e o de Greipel, a Alemanha assegurou já quatro vitórias na prova, suficientes para igualar no 6.º lugar da tabela histórica do Tour os 70 triunfos do Luxemburgo.
“Senti uma enorme pressão após as primeiras etapas, mas finalmente temos uma vitória. Nunca senti falta de confiança. Isto é ciclismo, não estamos a brincar com Legos. Cometem-se erros”, referiu o bicampeão nacional da Alemanha, que também é conhecido pela alcunha de “gorila”. “Foi uma boa resposta da Lotto-Belisol aos críticos”, acrescentou.
. Depois de somar um 18.º, um 23.º e um 6.º lugar nas três etapas vencidas por Kittel, Greipel foi até criticado pelo seu diretor-desportivo, mas conseguiu ser o mais forte, finalmente. Nos anos anteriores, também demorou a aquecer e nunca foi capaz de vencer nas primeiras etapas disputadas ao sprint. Ganhou em 2011 na 10.ª, em 2012 na 4.ª, 5.ª e 13.ª e em 2013 na 6.ª.
. Aos 31 anos, ganhou uma etapa do Tour pela sexta vez. Mas a oportunidade de correr a prova demorou a chegar. Colega de equipe de Cavendish entre 2007 e 2010 nas várias encarnações da equipe que começou como Telekom e acabou como HTC-Highroad, foi preterido sempre em favor do britânico no plantel para o Tour, apesar de entre 2008 e 2010 ter somado sempre pelo menos 15 vitórias. Mudou de formação em 2011 à procura de maior protagonismo e pôde, finalmente, ser o n.º 1 absoluto da sua equipe nos sprints.
. No final da etapa, foi espalhada a informação que Kittel sofreu um problema mecânico ou um furo nos últimos quilômetros, mas foi o próprio diretor da Giant-Shimano a esclarecer que não foi isso que aconteceu.
“Foi simplesmente um dia mau, ele não teve pernas”, explicou Christian Guiberteau as agências de publicidade.
-
VEJA OS ÚLTIMOS 6KM DA 6a. ETAPA.

-
Fonte: http://www.publico.pt

Ciclista brasileiro vence competição na França

http://m1.tnonline.com.br/0714/foto_41359_300,250,index.jpg 
# Ele foi o “Rei da Montanha” no Tour du Pays Roannais
-
. O brasileiro João Marcelo Gaspar, que atualmente participa do Projeto de Intercâmbio da CBC e está passando um período no Centro Mundial de Ciclismo da UCI, conquistou mais um título importante. O ciclista foi campeão da classificação de montanha no Tour du Pays Roannais, ocorrida no final de semana na França.
. A competição reuniu 21 equipes de vários países durante os três dias de competições. Na primeira etapa os atletas encararam uma prova de critérium com 60 km, seguida por duas etapas de resistência, sendo uma com 150 km e outra com 147 km. O pensamento era de vencer uma etapa, mas João Gaspar acabou terminando a competição com o título de “Rei da Montanha” e terceiro melhor na classificação para atletas com idade até 23 anos.
“Estava muito confiante que poderia sair com um bom resultado. Cheguei pensando em vencer uma etapa e acabei vencendo a camiseta de montanha. O resultado foi ótimo e estou muito feliz. Gostaria de destacar o trabalho de toda a equipe do Centro Mundial de Ciclismo que fez um grande trabalho”, declarou Gaspar.

. Na classificação geral final, João Gaspar terminou na 11ª colocação. Caio Godoy, que também participa do Projeto de Intercâmbio terminou na 23ª colocação. O campeão geral da competição foi o francês Julien Guay, da equipe Sojasun Espoir, seguido pelos compatriotas Frédéric Talpin (V.C Caladois) e Axel Gagliardi (CR4C Roanne).

Projeto Intercâmbio. Atualmente a Confederação Brasileira de Ciclismo, com o patrocínio da Caixa Econômica Federal, contempla nove atletas no Projeto de Intercâmbio - CMC. Os ciclistas João Gaspar e Caio Godoy são os representantes do Ciclismo de Estrada.
. No Ciclismo de Pista o grupo é composto por Diefferson Borges, Flávio Cipriano, Kacio Freitas, Fernando Siroka, Gabriela Yumi e Wellyda Rodrigues, enquanto no BMX a representante é Thaynara Morosini.
. Todos os ciclistas fazem parte da seleção brasileira e estão reunidos no Centro Mundial de Ciclismo, na Suíça, onde realizam uma preparação especifica para disputar as principais competições do calendário mundial. Um dos principais objetivos do projeto é desenvolver todas as disciplinas do ciclismo e alcançar a classificação olímpica para o Brasil nos Jogos do Rio 2016
-
Fonte: http://tnonline.com.br