Banner do Campeonato Paranaense de DH 2018
NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Pedalar é bom, melhor se for com segurança...

::Falta de educação no trânsito e ciclovias com problemas são alguns dos perigos encontrados pelos ciclistas.
- -_A bicicleta branca suspensa no mastro do pequeno jardim às margens da rodovia SC-402, mais conhecida como Maurício Sirotsky Sobrinho, em Florianópolis, simboliza uma perda que o atleta e empresário Marcelo Godoy, 40 anos, se esforça para superar. Na manhã de 3 de agosto de 2008, ele e o amigo e atleta Rodrigo Lucianetti, 34, treinavam para o Ironman quando foram atingidos por um carro.
- -_Rodrigo morreu no local. Marcelo teve fratura exposta e toma remédio para síndrome do pânico. Ele disse que o motorista fugiu, está em liberdade e nunca telefonou para saber notícias dele nem da viúva de Rodrigo, que cuida do jardim.
- -_O símbolo foi colocado pela Associação de Ciclousuários da Grande Florianópolis (Viaciclo), e criado pelo movimento internacional Bicicleta Fantasma para lembrar ciclistas brutalmente mortos no trânsito.
- -_A tragédia que afetou a vida do treinador, das famílias e amigos dos atletas poderia ter sido evitada, na opinião de Marcelo, se houvesse educação e respeito no trânsito e se a lei fosse cumprida.
– No Carnaval, vi tanto carro correndo nesta mesma rodovia e não tinha nenhuma viatura para fazer a fiscalização. Ela é muito usada para treinos – contou Marcelo.
-
>> Para o atleta, a cidade é perfeita para andar de bicicleta:
– É uma cidade plana, tem muito verde e o clima é bom. Por isso que o Ironman é aqui. Mas Florianópolis está longe de ser segura para qualquer pessoa que anda de bicicleta.
- -_Para ele, falta educação, conhecimento das leis de trânsito e ciclovias.
- -_Marcelo, seu ex-treinador, Roberto Lemos, entre outros atletas, solicitaram ao Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) a colocação de placas educativas ao longo da SC-402. O órgão negou, em 2010, mas o atual presidente, Paulo Meller, informou que vai analisar o pedido.
– Não existe motorista e ciclista. Existe todo mundo junto. Sou motorista e ciclista. A cultura geral do trânsito deve ser o respeito das pessoas compartilhando aquele espaço – observou Lemos, que treina cerca de 60 atletas quase todos os dias nesta rodovia.
- -_Pesquisador, ciclista, ex-presidente da Viaciclo e ex-técnico de seleções brasileiras de ciclismo, Milton Della Giustina acha a impunidade a principal razão da falta de segurança para quem gosta de andar de bicicleta na cidade.
– Na maioria das vezes, o infrator não é punido quando bebe e dirige, anda em velocidade acima do permitido e ultrapassa pelo acostamento. É preciso entender que o para-choque da bicicleta é o próprio ciclista – observou.
– Se a fiscalização funcionasse, os riscos seriam minimizados – disse Della Giustina.
- -_A intolerância também justifica a insegurança no trânsito, segundo Della Giustina. Ele cita o incidente com o bancário que atropelou ciclistas em Porto Alegre, em fevereiro. O caso ganhou repercussão nacional tamanha a violência das imagens divulgadas na internet. Na sexta-feira, o bancário foi encaminhado ao Presídio Central da cidade por determinação da Justiça.
Por: GABRIELA ROVAI
-
Fonte: Diario Catarinense

0 comentários: