.
NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

POUSADAS para hospedagem - 8º Desafio de Cicloturismo da Santa do Paredão - Jaguariaíva-PR

Para aqueles cicloturistas que querem algo mais pitoresco, com conforto e tranquilidade Jaguariaíva-PR dispõe de pousadas acolhedoras e aconchegantes para o descanso antes do desafio.
-
A CHAKRAS POUSADA E CAMPING oferece um ambiente novinho, recém construido, em um lugar pra lá de tranquilo e aconchegante, café da manhã, checkout diferenciado para o evento (16h), tudo para que você se sinta mais que em sua casa.
VALORES:  
Preços especiais para o evento:
     Hospedagem - Por Pessoa - R$ 120,00
Camping - Por Pessoa - R$ 35,00
 DESCONTO DE 20% nas reservas antecipadas
DESCONTO DE 10% no pagamento no CHECK-IN
INFORMAÇÕES DE CONTATO
Ligar (43) 99926-3433
Whatsapp / Fone: (43) 99846-1736 
 - 

HOTÉIS para hospedagem - 8º Desafio de Cicloturismo da Santa do Paredão - Jaguariaíva-PR

Olá amigos bikers, faltam somente 27 dias para o 8º DESAFIO DE CICLOTURISMO DA SANTA DO PAREDÃO que irá acontecer na cidade de Jaguariaíva-PR, e estamos ansiosos em ter você Mountain Biker pedalando conosco nesta aventura, por uma das paisagens mais belas do país.
Como sempre, para participar do evento, se faz necessário a inscrição no site, pois ele é o parâmetro para quantidade de alimentos para o CAFÉ DA MANHÃ (servido das 6:45 às 08:00), PONTOS DE APOIO a servido aos ciclistas, para que não falte nada e todos sejam bem supridos.
O almoço será no ponto de parada principal, FESTA DA SANTA DO PAREDÃO, realizada pela Paróquia do Senhor Bem Jesus da Pedra Fria.

No local será vendido:

  • SALGADOS
  • DOCES
  • REFRIGERANTES
  • Porções de:
    • ARROZ
    • MAIONESE
    • FAROFA
  • CHURRASCO CRIOULO - R$ 35,00 o espeto.
Para aqueles que viram um dia antes do evento conforme já havíamos adiantado temos os seguintes  hotéis a qual foi firmado parceria e apoio ao evento através de um valor diferenciado da diária e principalmente o CHECKOUT acertado para as 16:00hs do dia do evento, para os bikers possam participar tranquilos do evento.

Os hotéis apoiadores são o SAN JUAN, CONDE MATARAZZO, PRESERVE, DOM THOMAZ

O HOTEL SAN JUAN oferece além da diária, café da manhã, checkout diferenciado para o evento (16h), opção de jantar e uma excelente estrutura (Área de Lazer, Piscina, Barzinho, Garagem fechada) para você cicloturista.
VALORES:  
Preços especiais para o evento:
Single - R$ 140,00
Casal ou Duplo - R$ 180,00
Conjugado - R$ 330,00
Opcional: JANTAR - R$ 29,90 por pessoa
-
Endereço: Av. Condé Francisco Matarazzo, 460

O HOTEL CONDE ALEMÃO oferece além da diária, café da manhã, garagem fechada e checkout diferenciado para o evento (16h)  com conforto e atendimento excelentes para você cicloturista.
VALORES:  
Preços especiais para o evento:
Single - R$ 120,00
Casal ou Duplo - R$ 160,00
Conjugado - R$ 190,00
Nestes valores estão inclusos, AR CONDICIONADO, TV, FRIGOBAR, WiFi, ESTACIONAMENTO E CAFÉ DA MANHÃ.

Av. Gov. Paulo da Cruz Pimentel, 933 - Vila Pinheiro  Jaguariaíva - Pr
Telefone: (43) 3535-1145


O HOTEL CONDE MATARAZZO oferece além da diária, café da manhã, garagem fechada e checkout diferenciado para o evento (16h)  com conforto e atendimento excelentes para você cicloturista.
VALORES:  
Preços especiais para o evento:
Single R$ 75,00
Casal R$ 130,00
Duplo R$ 130,00
Triplo R$ 180,00
Quádruplo R$ R$ 210,00
RESERVAS: hotelrestaurantecondematarazzo@hotmail.com
-
Endereço: Av. Condé Francisco Matarazzo, 764

O HOTEL DOM THOMAZ oferece além da diária, café da manhã, garagem fechada e checkout diferenciado para o evento (16h)  com conforto e atendimento excelentes para você cicloturista.
Obs: Para os grupos de ciclistas hospedados o hotel disponibiliza sala de jogos para fazer confraternização e churrasco.

VALORES:  
Preços especiais para o evento:
Single R$ 120,00
Duplo R$ 160,00
Triplo R$ 190,00 (Somente 5 quartos)
RESERVAS: reservas@hoteldomthomaz.com.br
-
Endereço: Av. Paulo da Cruz Pímentel, 616


O HOTEL PRESERVE oferece além da diária, café da manhã, garagem fechada e checkout diferenciado para o evento (16h)  com conforto e atendimento excelentes para você cicloturista.
 VALORES:  
Preços especiais para o evento:
Single R$ 95,00 c/ ar condicionado
Single R$ 85,00 s/ ar condicionado
Duplo R$ 145,00 c/ ar condicionado
Duplo R$ 130,00 s/ ar condicionado
Triplo R$ 195,00 c/ ar condicionado
Triplo R$ 180,00 s/ ar condicionado
RESERVAS: hotelpreserve@hotmail.com
-
Endereço: Rua Leônidas Ferreira Barros, 13 - Cidade Alta


O HOTEL DON LUIS oferece além da diária, café da manhã, garagem fechada e checkout diferenciado para o evento (16h)  com conforto e atendimento excelentes para você cicloturista.

  VALORES:  
Preços especiais para o evento:
Single R$ 99,00 c/ ar condicionado e frigobar
Duplo R$ 140,00 c/ ar condicionado e frigobar
Triplo R$ 180,00 c/ ar condicionado e frigobar
- - -
Opção econômica - Camas de Solteiro
Single R$ 60,00 s/ ar condicionado
Duplo R$ 120,00 s/ ar condicionado
Triplo R$ 160,00 s/ ar condicionado
OBS: Para grupos acima de 20 pessoas o hotel disponibiliza área para confraternização e churrasco.
RESERVAS: donluishotel@globo.com


Informações sobre o EVENTO - CLIQUE AQUI

   Esperamos vocês ciclista de braços abertos, venham pedalar conosco e conhecer Jaguariaíva-PR

ÁREA DE CAMPING - 8º Desafio de Cicloturismo da Santa do Paredão - JAGUARIAÍVA-PR

Olá cicloturistas, faltam 27 dias para o 8° Desafio de Cicloturismo da Santa do Paredão, dia 27/10 e está ficando cada vez mais perto.
Estamos correndo com os preparativos para todos sejam bem recebidos..
Para aqueles cicloturistas que querem economizar ou curtir mais a natureza disponibilizamos uma ÁREA DE CAMPING no capricho, um lugarzinho aconchegante para quem gosta deste tipo de pouso/aventura.
A área é um dos pontos turísticos de nossa cidade, é o Parque Ruy Cunha ou "Bosque dos Tropeiros" que fica na entrada de nossa cidade.
  • O que há tanto nele:
    • Galpão coberto, com espaço para colocação de churrasqueira.
    • Pequena cozinha com Pia, Fogão e Geladeira para ser partilhada.
    • Banheiros Masculino e Feminino com chuveiros.
    • Espaço amplo.
    • Trilhas sinalizadas para caminhadas.
    • Quarto para trancar as bikes.
    • E no período da noite o portão é trancado por questão de segurança
Se você cicloturista inscrito para participar do 8° Desafio de Cicloturismo da Santa do Paredão optar por esta opção de pouso, FAVOR ENTRAR EM CONTATO através do Whatsapp (43)988212099 informando seu NOME e quantas pessoas estarão lhe acompanhando para que seja registrado na Secretaria de Turismo.
Á área de camping já estará disponível para você participante desde sexta-feira (25/10), para que assim você possa conhecer mais a nossa hospitaleira cidade.
------- / / -------  
Segue as fotos do local para que vocês conheçam:
O mesmo se localiza próximo ao trevo de acesso ao Distrito Industrial de Jaguariaíva, conforme mapa abaixo com as informações de localização do mesmo.

Etapa brasileira do 'Le Tour de France' teve mais de 2.400 participantes em Campos do Jordão

A quinta edição do L'Étape Brasil by Le Tour de France foi realizada neste domingo (29), em Campos do Jordão, na Serra da Mantiqueira, com mais de 2.400 atletas amadores de todos os estados do País. A prova de ciclismo de estrada teve um dos percursos mais desafiadores da história com 107 quilômetros e 2.330 metros de altimetria acumulada, o equivalente a subir um prédio residencial de 770 andares.
O título de 2019 ficou mais uma vez com o ciclista Otávio Bulgarelli, com a marca de 3h07min02s20. O resultado foi definido praticamente no photo-finsish, na disputa com Ricardo Pichetta, segundo colocado, colado na linha de chegada.
No feminino, a alemã Nadine Gill não deu chances às adversárias e completou o percurso de 107 quilômetros em 3h15min36, com mais de 15 minutos na frente segunda colocada (Taise Benato). A ciclista amadora também foi bicampeã consecutiva da prova.
''O L’Étape está muito mais competitivo! A régua está cada vez mais alta. Nós já tivemos alguns anos assim de chegada de photo-finish. No terceiro ano também foi assim. Esse é o L’Étape: cada dia mais duro e mais desejado'', disse o medalhista olímpico Bruno Prada, organizador do evento.
O evento é chancelado pelo Tour de France, maior e mais tradicional competição de ciclismo do mundo e atraiu grandes nomes do esportes, como o treinador de vôlei Bernardinho Rezende, o campeão olímpico Nalbert e o piloto Ricardo Maurício da Stock Car.
''Espero voltar no ano que vem. Mas primeiro tenho que me recuperar dessa. Mas com certeza irei voltar. Parabéns pela organização incrível. Tempo ajudou demais. Obrigado L’Étape'', comemorou Bernardinho Rezende, que pedalou 66 quilômetros.
A organização do L’Étape Brasil by Tour de France confirmou a abertura das inscrições para a edição 2020 da prova com descontos especiais para quem realizar nos primeiros dias. A prova será disputa no dia 27 de setembro de 2020 também em Campos do Jordão.
BICAMPEÕES.
A largada oficial foi dada pontual às 7h, com os termômetros marcando 12 graus. Já para a versão de 66 quilômetros, a buzina tocou às 8h30. O folclórico personagem Diabo do Tour, o alemão Didi Senft, interagiu com os participantes e também com o público do começo ao fim.
Os dois vencedores de 2018 entraram como favoritos mais uma vez e não decepcionaram! Otávio Bulgarelli e Nadine Gill adotaram as melhores estratégias e conseguiram repetir o resultado do ano passado.
No caso de Otávio Bulgarelli, a vitória do L'Étape veio praticamente no photo-finish, com milésimos de segundo de vantagem para Ricardo Pichetta.
O duelo entre os dois e o pelotão de elite começou desde as largadas e se intensificou nas subidas. Otávio Bulgarelli foi orientado pela companheira Érica na véspera a acelerar nos quilômetros finais para ficar com o bi! E deu certo.
''Emoção demais! Esse ano senti um pouco a pressão e a responsabilidade, já que é um evento gigante. Mas eu vim preparado, vim para ganhar. Mas em corrida qualquer detalhe você perde'', disse Otávio Bulgarelli.
''O percurso esse ano estava muito mais rápido, apesar do começo estar muito duro. Nós estávamos muito iguais na corrida e tive que tirar no sprint, que é um pouco loteria. Mas fiz o que estava treinando. Partida rápida e com potência''.
Otávio Bulgarelli e Nadine Gill ganharam o direito de disputar um L'Étape do Tour de France em outros países.
No feminino, a alemã Nadine Gill brilhou do começo ao fim na sua bicicleta de número 01. Colocou mais de 15 minutos para a segunda colocada e ficou com o bicampeonato. Além disso, a atleta ficou entre os top15.
''As subidas estão bem cansativas e complicadas também'', contou Nadine Gill. ''Hoje fiquei muito tempo pedalando sem ninguém. Estou muito feliz pelo resultado aqui''.
Os vencedores do Rei e Rainha da Montanha Oakley foram Felipe Fossati e Nadine Gill. Ambos receberam a tradicional camiseta polka dots (branca com bolinhas vermelhas). O prêmio é dado aos primeiros ciclistas de cada gênero que subiram mais rápido a última subida da prova.
Os ciclistas foram divididos em pelotões de acordo com o seu ritmo. Na prova menor, a organização colocou, pela primeira vez, um 'pacer' para ajudar os menos experientes a completar o tour.
Em 2019, as mulheres representaram mais de 20% do número de inscritos.
PROVA DE 66 QUILÔMETROS.
Na versão de 66 quilômetros, o vencedor do masculino foi Rafael Luiz de Oliveira seguido por Guilherme Couto e Fábio Bonaldi.
O jovem ciclista de Araraquara tem 18 anos e espera evoluir na carreira e virar profissional no futuro.
''É uma prova diferenciada, fora do normal. Mesmo sendo de 66 quilômetros, a prova foi muito forte e técnica. Estudei bastante o pelotão e consegui atacar na última serra pra ganhar'', afirmou Rafael Luiz de Oliveira.
Entre as mulheres, Mariana Mendes ficou com o título em Campos do Jordão (SP) com a marca de 2h07min59, com apenas centésimos de segundo para a segunda colocada (Priscila Julio).
''Sensacional! Ganhei em 2017 em Cunha e agora aqui. Foi pesado, porque quando você ganha, vem no outro ano quase que com obrigação de vencer de novo. Foi duríssima a prova. Muita mulher boa, inclusive muitas amigas minhas. Estou muito feliz, nem acreditando'', comemorou Mariana Mendes.
Resultados
Prova 107 KM - Feminino
1º - Nadine Gil - 3h15min36
2º - Taise Benato - 3h34min28
3º - Cristiane Silva - 3h37min08

Prova 107 KM - Masculino
1º - Otavio Bulgarelli - 3h07min02s20
2º - Ricardo Pichetta - 3h07min02s24
3º - Daniel Mendes - 3h07min02s47

Prova 66 KM - Feminino
1º - Mariana Mendes - 2h07min59s31
2º - Priscila Julio - 2h07min59s95
3º - Marta Lima - 2h13min59s86
Prova 66 KM - Masculino
1º - Rafael Oliveira
2º - Guilherme Couto
3º - Fábio Bonaldi
-
Fonte: https://www.ovale.com.br/_conteudo/esportes/2019/09/88601-etapa-brasileira-do--le-tour-de-france--teve-mais-de-2-400-participantes-em-campos-do-jordao.html

Mads Pedersen campeão mundial de ciclismo de estrada


Com apenas 23 anos de idade, Mads Pedersen é o novo campeão do mundo de ciclismo de estrada! A prova foi duríssima, muito mais do que qualquer um poderia imaginar, até os belgas sofreram! Pedersen, da Dinamarca, sofreu muito e tirou forças do além para vencer a prova de sua vida!
A região de Yorkshire foi o palco da batalha deste mundial de estrada. Largando na cidade de Leeds e chegando num circuito em Harrogate, os ciclistas enfrentaram uma chuva torrencial que fez a organização questionar se os 261,8km de prova poderiam ser completados pelos ciclistas. O que vimos foi um filme de terror, com quedas e muitos abandonos. Dos 196 ciclistas que largaram, apenas 46 terminaram, foi um dos mundiais mais devastadores dos últimos anos.
Pedersen e Kung subiam forte enquanto um grupo com Trentin, Van der Poel e Moscon vinha na perseguição (TDWsport).

Como tudo aconteceu

A largada em Leeds parecia que já era a chegada! Foram muitos ataques no começo e muitas seleções não queriam deixar uma fuga importante sair. Com chuva e frio tudo pode acontecer, fazendo com que muitas equipes colocassem seus gregários para trabalhar logo cedo.
Valverde não pode defender seu título mundial. Ele abandonou a prova citando a chuva e o frio como seus principais algozes (TDWSport).
Com tanta selvageria desde cedo, seria natural que os abandonos começassem a acontecer, com seleções inteiras entregando a toalha. Foi o que aconteceu com a Espanha, por exemplo, que viu Alejandro Valverde abandonar e depois apenas os irmãos Gorka e Ion Izagirre foram até o final, conseguindo um valente nono e décimo-sexto lugar, respectivamente.
Van der Poel esteve sempre bem posicionado na prova. Com 12 km para o final ele estava no lugar certo para vencer, mas suas pernas pregaram uma peça no holandês!
Na seleção da Bélgica parece que a estratégia jogou contra eles. Primeiro uma fuga com Remco Evenepoel na qual o jovem de 19 anos colocou toda força enquanto no pelotão seu compatriota Tim Declercq puxava a ponta, fazendo um Bélgica contra Bélgica que ninguém entendeu até agora. Mais tarde um tombo tirou Philippe Gilbert da prova e as coisas pareciam se complicar ainda mais para eles.
O público esteve presente para prestigiar o mundial de estrada em Harrogate!
Com 80 km para o final o pelotão permanecia compacto com em torno de 60 ciclistas. A chuva não parava e parecia que era o momento para se desenrolar algum ataque. A iniciativa veio do norte-americano Lawson Craddock que atacou sozinho e mais tarde foi seguido pelo suíço Stefan Kung. Ambos foram top 10 na prova de contra-relógio, fazendo com que os dois motores trabalhassem em comum acordo. A fuga vingou!
A cara de Van der Poel diz tudo sobre a sua prova que foi quase impecável.. quase!
No pelotão, o ritmo era forte e a única iniciativa era de matar as fugas. Quando perceberam que a dupla Kung-Craddock não estava sendo alcançada e já começava a tomar força, os grandes nomes da prova começaram a se mexer. Em um belo ataque, o favorito Mathieu Van der Poel levou Mateo Trentin e o caos tomou conta.
Entre ataques e contra-ataques, uma fuga perigosa se formou: Van der Poel, Kung, Trentin, Moscon e Pedersen. Nenhum belga estava nela, Sagan ficou olhando, Alaphilippe olhava para os franceses e não tomava iniciativa. O campeão do mundo sairia dali!
E assim foi o mundial de estrada 2019: um filme de terror!

Era impressionante a força com que Van der Poel, Kung e Trentin puxavam na fuga. Os três foram os grandes motores desse mundial. Mas o destino não queria que o holandês campeão mundial de ciclocross vencesse hoje. Com 12km para o final e já com a fuga estabilizada, Van der Poel simplesmente fundiu o motor. Ele jogou a bike de lado e mostrou que não dava mais!

A atitude de Van der Poel deixou todos chocados, o pelotão que vinha forte em sua perseguição, por alguns instantes parou de puxar, as equipes tentavam entender o que havia ocorrido. Na ponta Moscon, Pedersen, Trentin e Kung baixaram mais uma marcha e colocaram mais lenha na fornalha.
A sensação era de que Stefan Kung era o mais forte na fuga, e ele mesmo quis ver isso quando atacou com 7km para o final na subida, fazendo Moscon e Pedersen sobrarem. Apenas Trentin foi capaz de seguir na roda do suíço. Todavia, algumas centenas de metros a seguir, Trentin não quis cooperar e Pedersen reconectou. Talvez ali Trentin tenha achado que estava mais forte que Pedersen e perderia o mundial por excesso de confiança.
A briga pelo sexto lugar com as estrelas 🙂


O que se viu até a chegada foram os três se estudando e um Mateo Trentin que partiu cedo demais e não teve pernas para sprintar até a linha de meta. Muitos citaram câimbras nas pernas do italiano que fez muita força no final da prova.

Pódio final: Trentin (2), Pedersen (1) e Kung (3). Monstros!


A verdade é que o dia era mesmo do dinamarquês Mads Pedersen que sprintou com toda força que tinha e que não tinha. Venceu bonito e comemorou muito. Ele é novo campeão mundial de estrada!
-
Fonte: https://www.digitalcycling.com.br/2019/09/29/mads-pedersen-e-o-novo-campeao-do-mundo-de-ciclismo-de-estrada/

Annemiek van Vleuten é campeã mundial de ciclismo de estrada

Neste último sábado, Annemiek van Vleuten sagrou-se a nova campeã do Mundial de ciclismo de estrada. Este foi mais um título relevante para a carreira da holandesa, que também é campeã da Volta da França, em 2010, da Copa do Mundo, em 2011, e do Tour Mundial, no ano passado. Em 2017 e 2018, a ciclista venceu o campeonato mundial de ciclismo de estrada contrarrelógio.
Annemiek van Vleuten superou a compatriota Anna van der Breggen, medalha de prata, e a australiana Amanda Spratt, que fechou o pódio. A competição foi realizada em North Yorkshire, na Inglaterra.
A vitória de van Vleuten foi especial já que, em 2018, van der Breggen, atual campeã mundial contrarrelógio, havia ficado com o título da prova e Spratt, foi a vice-campeã. A distância total da competição feminina foi de 150km, sendo percorridos entre Bradford, local de partida, e Harrogate, ponto de chegada.
-
Fonte: https://www.gazetaonline.com.br/esportes/mais-esportes/2019/09/annemiek-van-vleuten-campea-mundial-ciclismo-estrada-102519236.html

Devemos encarar nossos desafios... Mesmo que eles sejam além do nosso limite... #Mazobikers #mazobikersblog #DH #scott #dhujaguariaíva


from Instagram

Conheça o percurso do ''Desafio de Cicloturismo da Santa do Paredão 2019''

Dia 27/10/2019 Jaguariaíva se tornará capital do cicloturismo no Estado do Paraná com a realização da 8ª Edição do Desafio de Cicloturismo da Santa do Paredão... E nada melhor do que saber o tanto encararemos neste desafio... que passa por algumas das mais belas paisagens do Estado do Paraná.
 O Percurso do pedal transcorrerá através de estradas rurais do município de Jaguariaíva, tendo como ponto de partida a Estação Cidadã - Praça Dr. Getulio Vargas -  Centro da Cidade, a qual as 8:00 da manhã daremos o início do pedal.
 Um percurso que além das belezas naturais tipica dos CAMPOS GERAIS que veremos, trechos de floresta, mas com uma pitadinha de emoção...
 No km 14, entre as sombras da floresta, o nosso apoio estará distribuindo água e frutas para aqueles que quiserem repor as energias.
 Com 21 km chegamos ao local da festa, e sem dúvida nenhuma um dos lugares mais bonitos de toda a região... Iremos ao 1º Mirante da Santa do Paredão, que está situado em um dos pontos mais altos da região em relação ao nível do mar, com 1230 metros acima do nível do mar. Uma visão tão vasta de nossa região a qual percebemos que somos insignificantes perante as belezas de Deus.
 Saindo do mirante, vamos a festa participar da Santa Missa Campal, e em seguida saborear as comidas tipicas e aquele delicioso CHURRASCO CRIOULO que é vendido pelos organizadores da festa (Santuário do Sr. Bom Jesus da Pedra Fria), lembrando que o "PAREDÃO DA SANTA" é além de ser um dos pontos turísticos de nosso município, é um ponto de parada oficial da ROTA DO ROSÁRIO (para mais informações acesse http://rotadorosario.org/site/)
 Logo após o almoço, retomamos nosso pedal dando sequência no percurso... com bastante trechos de descida e em meio as florestas da Fazenda Trevo, iremos até outro ponto turístico de nossa cidade o Açude/Cachoeira da Trevo, um lugar exuberante e de beleza singular.
 Dando continuidade com o pedal, seguimos o percurso até o ponto onde poucos se aventuram descer de bicicleta, um trecho de 700m de puro DOWNHILL TÉCNICO, um single track composto de off cambers, degrais de rocha, descidas técnicas, e  partir desse ponto não devemos ter vergonha de descer e empurar pois a SEGURANÇA ACIMA DE TUDO, e é este trecho é o acesso a CEREJA DO BOLO, ou seja a 3 GRANDES cachoeiras em sequência Cachoeira das Andorinhas, Véu da Noiva e Lago Azul.
 UMA VISÃO SINGULAR DO QUE DEUS NOS DEU DE PRESENTE.
 VALE O ESFORÇO! Somente um mountain biker de verdade ou um cicloturista aventureiro tem o direito a um prêmio desses.
 Dando continuidade com o percurso, já próximo da cidade faltando 5 km para o nosso ponto de onde partimos...
Sem deixar de dar uma espiadinha no nosso CANAL D'AGUA, PARQUE LINEAR, e nosso cachoeirão.
-
Assim temos a plena certeza que vocês ficaram com mais vontade de vir curtir conosco este 8º DESAFIO DE CICLOTURISMO DA SANTA DO PAREDÃO.

L'Étape Brasil começa neste fim de semana em Campos do Jordão

Cerca de três mil ciclistas devem chegar a partir desta sexta (27) em Campos do Jordão para o L'Étape Brasil 2019.
Considerada a maior competição ciclística da América Latina, inspirada no Tour de France, a competição será realizada pelo segundo ano na cidade, com algumas inovações. Uma delas é a passagem dos ciclistas pelo centro de Santo Antônio do Pinhal.
Serão 2.330 metros de altimetria acumulada, o equivalente a subir um prédio residencial de 770 andares. Os cerca de três mil ciclistas esperados em setembro terão três subidas principais no caminho. A primeira escalada será de 13,3 km de extensão em Itapeva, depois mais 4,8 km e 140 m de altimetria na Serrinha do trevo das rodovias SP-050 e SP-046 e a última de 14 km de ascensão com 710 m de altimetria no trecho da Serra Velha. Vale lembrar que esse trecho final será após 85 km pedalados.
O evento será aberto ao público na sexta, (27), no Parque Capivari, com várias atrações para os fãs do ciclismo.
Ao todo, serão 107 km com início e fim na cidade na Praça do Capivari. O percurso será 100% fechado para o trânsito de veículos durante o L’Étape. Os atletas ainda vão contar com 15 motos de apoio, 12 ambulâncias, um helicóptero e 300 oficiais de pistas, além de cinco pontos de hidratação, três de alimentação, sete de apoio mecânico fixo e seis veículos para suporte móvel da Shimano Brasil espalhados pelo percurso. Haverá também um percurso de percurso 66 km, com altitude máxima 1.332, para os atletas iniciantes. A Largada será no domingo (29) às 7h, na Praça do Capivari em Campos do Jordão e a chegada no mesmo local.
A edição 2019 do L’Étape Brasil terá a presença do alemão Didi Senft, mais conhecido como o Diabo do Tour ou Didi, the Devil. O animador que tradicionalmente se veste de demônio nas etapas do Tour de France estará em Campos do Jordão para o evento.
-

Projeto gaúcho possibilita que pessoas com deficiência física andem de bicicleta

Fazer com que pessoas com deficiência sintam a liberdade e a alegria de andar de bicicleta é o principal objetivo do Pedal da Inclusão

Apaixonada por andar de bicicleta desde criança, a gaúcha Rita Siminovich, de 43 anos, mantém uma rotina assídua de pedaladas pelas ruas de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. O vento no rosto, a sensação de liberdade e o esforço que a atividade exige fazem com que a secretária executiva se sinta fortalecida para enfrentar os desafios do dia a dia.
Segundo ela, sempre que pedalava, alguns pensamentos começavam a inquietá-la. “Ficava imaginando as pessoas que não poderiam ter esse prazer. Como seria para um cego? Um cadeirante? Ou para uma pessoa que não consegue se equilibrar sozinha por algum problema neurológico?”, conta a gaúcha. Motivada por esses questionamentos, Rita decidiu fazer algo por essas pessoas e provar que andar de bicicleta também poderia ser possível para elas.
Foi aí que, no ano de 2016, nasceu o Pedal da Inclusão. Em parceria com a Associação dos Cegos do Rio Grande do Sul (ACERGS), o projeto deu os seus primeiros passos com a aquisição de onze bicicletas Tandem (modelo com dois lugares), nas quais uma pessoa que enxerga – chamada de vidente – vai na frente e o deficiente visual, atrás. “Uma das partes mais importantes desse passeio é a descrição verbal feita dos lugares pelos quais estão passando. Afinal, os videntes são os olhos da sua dupla”, explica a idealizadora do projeto.
Paixão pelo ciclismo e vontade de fazer o bem
De lá para cá, o projeto se tornou uma associação integrada por dezenas voluntários que têm algo muito especial em comum: a paixão pelo ciclismo e a vontade de fazer o bem. Hoje, o Pedal da Inclusão trabalha com duas instituições: uma de pessoas com várias deficiências oriundas de paralisia cerebral e outra com pessoas autistas. 
“A felicidade dessas pessoas em ter aquela mesma sensação que tenho é inexplicável. Não é possível descrever em palavras. Para algumas delas, trouxe até mais uma razão de viver”, conta Rita.
Foto: Facebook/Pedal da Inclusão
Os voluntários conseguem os recursos necessários para a aquisição das bicicletas especiais através da venda de tampinhas de garrafa pet e de doações. Com isso, além da inclusão, o projeto promove envolvimento e uma melhor compreensão sobre a reciclagem, o bem-estar e o meio ambiente.
“Procuramos fazer passeios periódicos para a conscientização de doenças como esclerose múltipla e câncer”, conta a idealizadora. “Nesses ‘pedais’, levamos algumas pessoas pelas ruas e levantamos a bandeira de que, se cuidarmos e buscarmos o tratamento certo, a qualidade de vida aumenta e os problemas são amenizados”.
Outras ramificações do projeto também estão fazendo a diferença na vida de muitas pessoas. Uma vez por mês, o Pedal dos Coroas leva idosos para sentir a liberdade e a alegria de andar de bicicleta. E para os amantes da leitura, a Bikeoteca, em parceria com o banco de livros da cidade, distribui livros mensalmente no Parque da Redenção.
-