Banner Inscrições para o 1º Cicloturismo do Padroeiro
NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Conheça as trilhas para praticar o Mountain-Bike entre Praia do Forte e Daniela

- -_Depois de passar por uma vista completa da praia de Jurerê, os amantes do Mountain Bike têm uma visão panorâmica da praia do Forte, com a Ilha de Anhatomirin ao fundo. A trilha entre a Praia do Forte e Daniela é seguida, ainda, por uma passagem pela área de preservação que margeia a estrada da Daniela e tem ângulo privilegiado da Península dessa mesma praia.
- -_Mas, antes de poder observar tudo isso, é preciso, claro, suar a camisa. A trilha começa na praia do Forte, de onde, no canto esquerdo, depois da entrada do forte, inicia-se a pelada rumo à Daniela. A aventura exige certa habilidade: o primeiro trecho do percurso requer boa técnica, embora seja possível realizá-lo sem muitos problemas, ou quedas.
- -_Depois da subida e da vista – com até 108 metros de altitude –, vem a hora da emoção: a descida é espetacular e, ao final dela, o ciclista chega ao pé de morro, onde tem a opção de seguir à esquerda e voltar para Daniela, ou de ir para direita e seguir por uma outra trilha que termina em uma formação de pedra que permite um refrescante mergulho. O caminho todo, incluindo a volta por um trecho na praia, tem quase cinco quilômetros de extensão e leva cerca de 40 minutos para ser percorrido, isso sem contar as pausas.
- -_Além do óbvio contato com a natureza, não existe sensação melhor do que vencer uma montanha, seja no sofrimento e superação de uma subida quanto na adrenalina e emoção da descida – afirma o instrutor de Mountain-Bike, Luiz Peixoto, idealizador do site trilhasbr.com.br
- -_Florianópolis tem mais de 20 trilhas para os amantes de Montain Bike, tão bonitas ou mais que a do Forte e Daniela, sendo que há opções para diferentes níveis de praticantes. A ilha, por ter relevo bem acidentado, é um verdadeiro paraíso para os ciclistas aventureiros. Opções não faltam. A trilha da Vargem Pequena, por exemplo, é uma das mais belas.
- -_O percurso, que liga Ratones à Vargem Grande, tem três quilômetros de extensão e altitude que chega a 160 metros. São quase 1000 metros de subida, outros 700 de caminho plana e, pra finalizar, quase um quilômetro de descida, além de mais uma pedalada em terreno sem declives para voltar ao ponto de partida. Embora consderada de nível médio, é preciso atentar para as condições dessa trilha e de outras, que, pela falta de manutenção e erosão natural, podem apresentar pedras ou outros obstáculos que dificultem o passeio.
-
:: Outras trilhas
::: A Trilha da Antena (nível avançado)
- -_Próxima a UFSC, a trilha é considerada um Vídeo-Game para adultos, por agrupar diferentes tipos de elementos essenciais para a trilha perfeita, tais como subidas fortes, trechos estreitos, partes de florestas e descidas velozes.
::: Caminho do Rei (médio/avançado)
- -_Com variação de altitude de até 140 metros, a trilha percorre todo o Morro dos Ingleses, tendo início no no mirante da Cachoeira do Bom Jesus. O percurso liga a Cachoeira do Bom Jesus à praia Brava.
::: Trilha do Sambaqui (Fácil)
- -_Ideal para os aventureiros sem experiência, essa trilha não é muito grande. A variação de altitude, que chega a até 80 metros, faz do lugar ideal para a prática do Mountain-Bike, principalmente para iniciantes.
::: Trilha da Costa da Lagoa (Avançado)
- -_A trilha começa no Canto do Araças, na Lagoa da Conceição, e tem oito quilômetros de extensão, margeando a Lagoa até a comunidade na Costa. De lá, é possível atravessar de barco até Ratones ou por uma trilha pela até Ratones, com altitude máxima de 50 metros.
:: O que é necessário?
- -_Para a prática do Mountain-Bike, é fundamental, antes de tudo, de uma bicicleta resistente, leve e com marchas, para que seja possível transpor as subidas. Além disso, faz-se extremamente necessário o uso de equipamentos de segurança, tais como capacetes, luvas, óculos e bermudas especiais.
- -_Outra boa sugestão é levar protetor solar, repelente contra insetos, garrafa de água e, dependendo do tamanho da trilha, alimentos leves, como frutas e barras de cereais. Um Kit básico para manutenção da bike, com câmara reserva, ferramentas, remendos e bomba também é recomedável. O mais importante, porém, é não se arriscar sozinho em uma trilha que você não conheça, ainda mais se não tiver muita experiência. E se for sair sozinho, avise a alguém qual trilha irá percorrer.
-
Fonte:
Click Esportes

0 comentários: