NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...
Clique aqui e faça sua inscrição para o Desafio Clique aqui para mais informações sobre o pedal.


EL JEGUITO INFORMA:


SAINDO PRA PEDALADA??? VEJAM ALGUMAS DICAS SIMPLES MAS IMPORTANTES!!!



- café da manha normal, com banana e sem pressa,
- protetor solar,
- óculos de sol,
- nunca force nos primeiros quilômetros,
- beba água antes de sentir sede,
- coma algo leve a cada hora,
- muita água ! parada obrigatória num país tropical!
- depois de refeição mais reforçada, descanse um pouco,
- depois de uma parada, retome a pedalada aos poucos.

É importante que todos façam exames médicos regularmente, principalmente com um cardiologista. Não esqueçam dos alongamentos, antes e depois das pedaladas.



ABRAÇOS DO JEGUITO !!!!

Ciclismo ganha cada vez mais adeptos

Gente de todas as idades rende-se aos benefícios das duas rodas. Empresário com mais de 70 anos e mecânico de automóveis são dois exemplos encontrados pelo http://www.labor.pt/.
19 quilometros. É o trajeto que António Moreira percorre de bicicleta todas as manhãs para chegar de sua casa, em Mansores, à sua oficina, em S. João da Madeira, onde trabalha como mecânico de automóveis. É mais conhecido por Antônio “Arouca”, há 20 anos, iniciou uma rotina que o fez perder 27 quilos. Diz que foi por isso que começou a pedalar: para perder peso. Hoje é o mais elegante duma família com tendência a engordar (normal entre os portugueses).
Com 50 anos acabados de fazer, Antônio não fica sim pelos 38 quilometros diários. Na viagem de regresso a casa, aproveita para fazer mais alguns. “Nos dias grandes, vou por Vale de Cambra e Arouca”, conta ao labor, e em certos domingos vai ainda mais longe. “Já fui a Penafiel, Amarante, Fátima...”. Por ano, encaixa entre 20 mil e 22 mil quilómetros.
Sendo mecânico de automóveis, é no mínimo, curioso que Antônio Moreira use o carro unicamente para ir ao médico ou ao futebol. “É muito raro”, diz. Dos automobilistas não tem, aliás, grandes recordações. “Já fui atirado para a valeta muitas vezes”, conta, “olhe as medalhas”, atenta, mostrando as marcas roxas.
Antônio “Arouca” vem todos os dias de Mansores para S. João da Madeira
Pedro Costa, gerente de um estabelecimento de venda de bicicletas, já teve experiências piores. Ele e o primo, o falecido atleta Bruno Neves, já chegaram mesmo a ser ameaçados com uma arma de fogo. “O comportamento dos automobilistas é muito mau”, lamenta. “Já tive muitas chatices na estrada, do gênero ultrapassagens rentes, ao ponto de me atirar para a valeta, e atravessarem-me o carro à frente. Apanha-se de tudo”.
O jovem foi atleta de competição em ciclismo de estrada até ao ano passado, altura em que a sua equipe, o Vitória de Guimarães, foi extinta. Hoje continua a competir em MTB e faz três a quatro passeios por semana com um grupo de Nogueira do Cravo, percorrendo, de cada vez, uma média de 60 a 70 quilometros em estrada ou 40 a 50, se optar pelo mato. Habituado a circular pelo interior das cidades, Pedro Costa gostava que os automobilistas vissem os ciclistas como mais um veículo, respeitando-os como tal.
Lourival Costa não tem esse tipo de problemas, porque raramente entra nas cidades. O empresário de 74 anos prefere a serra e a praia como destinos de passeio, sendo a zona industrial das Travessas o mais próximo que a sua bicicleta chega de um centro urbano. Começou a pedalar há 20 anos por opção. Os efeitos que sentiu na sua forma física fizeram-no continuar e fazer do passatempo uma rotina que cumpre uma a duas vezes por semana. “Sinto-me muito bem”, garante ao
http://www.labor.pt/.

Um estudo da Universidade de Colônia, Alemanha, avalia os efeitos do ciclismo de acordo com a idade do ciclista e com a duração do exercício. A indivíduos entre os 20 e os 30 anos tonifica, diverte e proporciona bem-estar, dos 30 aos 45, diminui o metabolismo e relaxa, entre os 45 e os 60 anos, fortalece o sistema imunitário e funciona como exercício cardiovascular, depois dos 60 é ideal para trabalhar a postura e retardar o envelhecimento. Pedalar durante 10 minutos trabalha as articulações; durante 20 fortalece o sistema imunológico, durante 30 melhora a função cardíaca, durante 40 aumenta a resistência, durante 50 diminui o metabolismo, durante 60 reduz a massa gorda, mais do que isso, tem efeitos anti-stress e proporciona bem-estar geral.

Por: Anabela S. Carvalho
fonte:
http://www.labor.pt/

Este texto foi retirado de site português http://www.labor.pt/, matéria esta publicada hoje 30/10/2008. Esta é a prova que o ciclismo trás um grande benefício para todas as idades. E ao que vemos é que tanto na nossa região, quanto em outras partes do pais, o ciclismo vem crescendo fortemente. Também de todas as idades. Vamos fazer com que o ciclismo venha crescer cada vez mais.

Abraços a todos.

NEW WORLD DISORDER 9 / NWD 9 "Never Enough"

Ai pessoal, tudo blz??

Pois é, a Freeride Entertaiment já tá ái no forno com o NEW WORLD DISORDER 9 "Never Enought", conhecido também como NWD 9. Considerado umas das melhores séries sobre Downhill e Freeride que existe. Passando por lugares maravilhosos aos olhos e extremamente radicais para a adrenalina fluir, embalado por sonzeiras (Bom e velho ROCK) que ajuda a dar um realce em tudo. Vale a pena dar uma confirida neste teaser lançado dia 13/10/2008.
Logo que eu descobrir um link ou torrent dele eu posto aqui para vocês baixarem.

Um grande abraço a todos.

Robson Ferreira é campeão do Iron Biker 2008

Tema:BikingAutor: Redação 360 GrausData: 20/10/2008

A equipe Amazonas de ciclismo deixou sua marca no Iron Biker, competição mais importante da América da Latina, disputada neste final de semana (18 e 19), na região histórica de Ouro Preto e Mariana, em Minas Gerais. O atleta da equipe, Robson Ferreira foi o grande campeão na categoria Elite Masculino.Robson que compete desde 97 venceu os dois dias de prova, deixando para trás competidores de qualidade, inclusive vindos de fora do país. “Não tenho nem palavras para expressar o que estou sentindo. É uma emoção muito boa, é o 11º ano que eu corro essa prova. Em 2007, fui vice e finalmente este ano consegui o título. Foi demorado, mas chegou”, declarou emocionado o campeão.Para alcançar a taça, os competidores tiveram que percorrer 73 quilômetros no sábado e mais 55 no domingo. “A etapa de ontem foi mais difícil e bastant e disputada, porque havia poucas subidas, então formou um bloco grande de atletas, o qual dificultava, mas tenho sobressaído nas subidas e no final pressionei os adversários e consegui ganhar”, explicou o piloto.

Nem a forte chuva da madrugada foi problema para Robson. O piloto já pensava na sua estratégia para atacar e conseguir o título tão esperado. “Avisei meus companheiros de equipe que iria atacar desde o início para desgastar meus adversários. Hoje a corrida foi mais agressiva e curta, devido a chuva da madrugada, o percurso ficou muito pesado e com bastante lama. No final abri uns três minutos de vantagem e garanti o título”, relatou Robson.

Seu companheiro de equipe, Claudio Roberto Alves também foi o campeão nos dois dias na categoria Master C, e no domingo terminou em 10º na classificação geral. “Hoje a prova foi mais dura, porém eu estava bem melhor. São dois dias de provas e consegui me recuperar muito bem. Isso é importante para o piloto c onseguir um bom resultado”, afirmou Claudio.

Já Amarildo Ferreira, integrante e chefe da equipe Amazonas, não teve muita sorte, o pneu de sua bicicleta explodiu nos dois dias e o atleta foi obrigado abandonar a prova. “Foi muito boa a competição, mas poderia ter sido melhor. Fiquei muito feliz com os resultados do Robson e do Claudio que ganharam os dois dias, superando os gringos presentes”, comentou o chefe da equipe.

Armstrong diz que trabalhará por vitórias de sua equipe no ciclismo

Armstrong diz que trabalhará por vitórias de sua equipe no ciclismo

Redação central, 23 out (EFE).- O americano Lance Armstrong, heptacampeão do Tour de France e que retornará ao ciclismo nesta temporada, disse que lutará por vitórias da Astana, equipe que defenderá.
Em declarações ao site da Astana, ele disse que seu objetivo será ajudar o ciclista que estiver em melhor situação.
"Tenho sorte de fazer parte da equipe mais forte do mundo e não vejo a hora de correr com todos estes grandes ciclistas. Estive nisto muito tempo para saber que este é um esporte de equipe e estou absolutamente disposto a apoiar o mais forte, seja a prova que for", comentou.
Armstrong, que volta após três anos afastado, terá como um de seus companheiros de equipe o espanhol Alberto Contador, campeão do Tour de France em 2007.
O americano aproveitou para elogiar o percurso do Tour de 2009, apresentado ontem em Paris, qualificando-o de "inovador e muito interessante".
Para Armstrong, é preciso reconhecer o trabalho da União Ciclista Internacional (UCI) pela "postura agressiva contra o doping, algo incomparável em todo o esporte mundial". EFE

FONTE: copyright © Editora Abril S.A. - todos os direitos reservados

Em entrevista postada no site SportCanal Armstrong parece admitir que participará na prova francesa, apesar de alguns entraves que lhe estão sendo colocados. “Tem havido alguma tensão e vários desentendimentos com o Tour e seus organizadores, mas estou ciente de que há uma nova liderança na ASO (empresa organizadora) e aguardo com expectativa eventuais conversações, e um futuro benéfico para ambas as partes. Seja para promover a campanha global contra o cancro da fundação Livestrong ou para fazer da maior corrida do Mundo a pérola que merece ser, estou ansioso pelo próximo ano”, comentou o norte-americano que conta já com 37 anos.
Outra polêmica que abalou a Astana, sobre quem será o chefe-de-fila, o ciclista texano mostrou-se humilde, “Quanto à liderança da Astana, seria ilógico pré-selecionar um chefe-de-fila para qualquer corrida. Temos o privilégio de ter a equipe mais forte do Mundo e estou entusiasmado por ir correr com todos estes grandes ciclistas. Tenho o compromisso de apoiar o corredor mais forte em qualquer corrida, seja eu, Contador, Levi Leipheimer ou Andreas Kloden”, concluiu Lance Armstrong, uma das maiores estrelas de ciclismo (se não a maior).

FONTE: scn sportcanal sacopyright@2008 scn

Sucesso no Brasileiro de Mountain Bike Maratona 28/09/2008

Olá Pessoal! Os Mazobikers marcaram presença no Campeonato Brasileiro/Open Brasil de Mountain Bike Maratona que se realizou na cidade de Campo Largo - PR no dia 28/09/2008. Evento na qual estavam participando só os feras da modalidade XCM, atletas de várias partes do Brasil correndo com um único objetivo, o lugar mais alto do pódio. Levar o nome de Jaguariaíva a um evento desses é um orgulho, mostrar que a nossa terra tem pessoas de raça e fibra.

A largada/chagada ocorreu no local chamado Bosque do Miqueleto, onde tem uma linda capela. Lugarzinho show de bola, fica a mais ou menos 5 km do centro de Campo Largo. No evento estavam alguns stands com as principais representantes de venda de bikes das SCOTT, TREK, ORBEA e da VZAN (fabricante de Rodas e Aros). Foi uma verdadeira prova de Maratona! em um circuito extremamente difícil e muito bem planejado, oram no total de 380 atletas participando do evento, ou seja, 210 atletas do Campeonato Brasileiro e 170 do Open Brasil.

Pelo nível dos atletas que participaram do evento representamos muito bem a nossa cidade. Na categoria Open SUB 30, Rogério Loureiro (Purga) na 30ª colocação e Gustavo Diniz da Cruz (Mico) na 32ª colocação. E na categoria Open Master A, Elias Fillvock (Polaco da BrasilBike) na 16ª colocação, João Ricardo de Castro (Dr. João Ricardo) na 17ª colocação e Adriano Arnaud (Sacola) na 20ª colocação. No Brasileiro e valendo pontos para a UCI(Union Cycling Internation) na Categoria Elite Masculino foi Robson Ferreira da Silva da equipe Amazonas/Kona/Eninco, em segundo colocado ficou Ricardo Alexandre Pscheidt da equipe Sundown/Joinville e em terceiro colocado Odair José de Oliveira da Scott/Proshock/Vzan. Na categoria Feminina Erika Fernanda Gramiscelli da equipe AAMetodista/SBCampo/Sundown/Kuruma/NossaCaixa.

Um grande abraço aos nossos amigos da Bike Adventure de Ponta Grossa que também partiparam do evento, Na Brasileiro-Elite, Degiorgio Getúlio Andrade de Souza 14º colocado, na Brasileiro-Master 30-34, Ricardo José Krzesinki 8º colocado, Fabrini de Alencar Nogueira 16º colocado, e na Open Brasil, Categoria Open em 1º Angelo Teleginski Turra e em 8º Ranieri Ariel Ponjalski.

Agradeço imensamente aos nossos amigos e familiares e a todos que nos apoiaram/incentivaram e torceram por nós, pois sem eles nós não conseguiríamos. Abraços a Todos