...Mazobikers

-->

Através destas fontes você consegue acompanhar as principais provas do ciclismo mundial!

Clique em uma das Opções de Streaming para assistir...

Para fechar basta clicar no botão na referida Streaming...

As Transmissões do ciclismo feitas pela CyclingToday, EUROSPORT1 UK, EUROSPORT1 ES e EUROSPORT1 POR-PT iníciam-se sempre em torno de 09:00am.

Indicamos o uso do Browser BRAVE para que não haja aberturas de Popups/ADs.

Para o download do Brave Browser acesse aqui!


Van Aert não vai correr pela camisa verde no Tour...

    Wout Van Aert (Jumbo-Visma) foi o vencedor da camisa verde na Volta à França em 2022, mas para este ano o ciclista belga afirma ter outros objetivos. O Tour tem início em 1 de julho em Bilbau.
«Ganhar a camisa verde no Tour é ótimo e importante, mas no ciclismo cruzar a linha de chegada em primeiro lugar é muito melhor. Às vezes a classificação por pontos atrapalha as vitórias nas etapas. Não quero ter de me concentrar nos sprints intermédios desde o início do Tour», afirmou Van Aert, que no ano passado venceu três etapas e foi um dos principais colaboradores de Jonas Vingegaard que venceu a classificação geral.
    Sobre a próxima edição da Volta à França adiantou: «Sou alguém que gosta de acreditar que quase não existem limites, mas quando se trata do Tour do ano passado, a ambição deve ser de fazer ainda melhor. Aquele Tour foi excecional, eu percebo isso e a equipe também.»
    Sobre a série da Netflix - Tour de France: Unchained, na qual também revela o desempenho de Van Aert, num dos episódios parece existir ressentimento entre Van Aert e o líder da classificação Vingegaard. Este último esperava que o belga o levasse a reboque após um ataque da equipe na etapa de Calais, qua Van Aert venceu isolado.
«Finalmente pude assistir», disse Van Aert sobre a série.
«Parece estranho, mas é verdade, embora eu desempenhe um dos papéis principais, não sabia o que seria visto. É bastante perturbador que as histórias fossem escritas no documentário por pessoas que não estavam lá. Para mim, a série é focada em comoção. O Jonas e eu somos os melhores amigos. O foco são os momentos em que é difícil fazer a escolha certa, mas também há tantos momentos em que nos fortalecemos e trabalhamos juntos. É uma pena que isso tenha sido removido», prosseguiu.
    Van Aert não hesita em falar da Covid-19: «O medo ainda existe e o Giro foi um alerta. O vírus ainda lá está. Estou especialmente chocado com o fato de vários companheiros de equipe estarem gravemente doentes, embora se trate de infecções leves».
    Wout Van Aert e sua esposa, Sarah De Bie, aguardam pelo nascimento do segundo filho no verão: «Não pretendo perder esse momento, é por isso que já disse que não levo o ranking dos pontos em consideração no Tour, mas é claro que quero assistir ao nascimento do meu filho.»
    Sobre o momento de forma acrescentou: «Ainda não estou no meu melhor, mas estou no caminho certo. Nos sprints em pelotão creio que vou estar um pouco curto contra homens como Merlier e Démare. Não vejo que as subidas sejam suficiente difíceis, para deitá-los ao mar.»
-
Labels:

Postar um comentário

[blogger]

Mazobiker

{google#Mazobiker}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget