...Mazobikers

Clique em uma das Opções de Streaming para assistir...

Para fechar basta clicar no botão na referida Streaming...

As Transmissões são pela TIZCycling, EUROSPORT e RAI SPORTS1 a partir das 9:40 da manhã.

Indicamos o uso do Browser BRAVE para que não haja aberturas de Popups/ADs.

Para o download do Brave Browser acesse aqui!


Trilhas Noturnas: 7 dicas para Mountain Bike à Noite

Conquiste o abismo escuro com estilo, confiança e uma grande luz frontal...
    Os dias secos e empoeirados do verão estão ai e podem acabar, mas a mudança de estações não precisa interromper sua pilotagem. Se você é um veterano experiente ou relativamente iniciante na pedalada noturna, aqui estão sete dicas que tornarão suas aventuras noturnas de mountain bike mais rápidas, divertidas e seguras.
    Passeios noturnos podem lançar uma luz totalmente nova - se você me permite o trocadilho - em suas trilhas locais. Rotas que você conhece como a palma da sua mão durante o dia ganham uma nova vida quando a noite cai.
    Continue lendo para descobrir como transformar as profundezas sombrias das noites em alguns dos melhores meses do ano para pedalar.

1. Ilumine-se

Uma luz frontal potente é essencial para a condução noturna. Andy Lloyd / Immediate Media
    Em primeiro lugar, é importante compreender que nem todas as luzes de bicicleta são criadas iguais.
    Uma luz frontal decente é essencial se você deseja desfrutar de trilhas brilhantemente iluminadas, em vez de passar o tempo todo lutando no escuro em busca de linhas ou imaginando para onde vai a trilha.
    Embora você possa conseguir se safar com uma luz de saída de 400 lúmenes se souber o caminho ou não estiver procurando andar com rapidez e confiança, uma vez que a velocidade aumenta ou a dificuldade da trilha aumenta, você vai querer mais potência.
    Em geral, recomendaríamos 1.500 lumens como ponto de partida para passeios noturnos off-road, em pistas no centro da trilha a luz tenha uma graduação para o azul (luiz fria - led). Conforme a trilha fica mais larga, pode-se aumentar a luminosidade cerca de 1.000 lumens se sua lanterna permitir a visualização de uma área maior da trilha.
   A diferença no tipo do solo será significativa, pois que para uma trilha para qual o solo é de uma terra vermelha para que você enxergue bem, você vai ter que usar pelo menos 2.500 lumens e uma preta, pelo menos, 3.500. Trilhas técnicas off-road exigirão ainda mais, então pense cuidadosamente sobre o tipo de luz que você tem e sua saída antes de se comprometer com uma descida irregular.
    Se o seu passeio também inclui trechos na estrada e você deseja permanecer no lado certo da lei, também precisará de uma boa luz traseira.

2. Padrão de feixe

    O padrão de feixe é tão importante quanto a quantidade de saída de uma luz - não faz sentido ter um monstro de 8.000 lúmenes se toda a sua energia for projetada em um único ponto.
    Isso significa que quanto mais amplo o feixe de luz, mais da trilha ele pode iluminar e geralmente criará uma experiência de pilotagem muito melhor. Essa extensão mais ampla significa que você pode ver mais da trilha que está percorrendo, ajudando a melhorar o contexto, o que pode tornar mais fácil pedalar mais rápido.
    Isso também significa que você é capaz de ver as curvas, já que a periferia do feixe vai lançar luz para as saídas dos cantos. Ser capaz de ver para onde você está indo, não para onde sua luz está apontando, é um componente crucial para uma pilotagem noturna bem-sucedida.

3. Opções de montagem

Um suporte para capacete permite que sua luz aponte exatamente
 para onde você está olhando. Andy Lloyd / Immediate Media
    Se sua luz concentra sua energia em uma pequena área, ela será mais adequada para ser montada em seu capacete. Um padrão de feixe mais amplo significa que a luz será mais bem instalada no guiadão.
    Montar uma luz em qualquer lugar tem desvantagens e pontos positivos.
    Se você tiver uma luz all-in-one, onde a bateria e os LEDs são combinados, seu peso pode tornar a montagem do capacete proibitiva ao desestabilizar seu centro de equilibrio.
    Se a sua luz tiver uma bateria e uma unidade principal separadas, montar a unidade principal no capacete e guardar a bateria na mochila é uma ótima opção.
    A maioria das luzes com este formato tem cabos extensores, então você não precisa instalar a bateria no capacete.
    Montar qualquer tipo de luz em sua bicicleta é a opção mais fácil. Normalmente, há bastante espaço em seu top tube para caber uma unidade principal ou luz all-in-one, e a bateria pode, na maioria dos casos, ser presa à armação por meio de alças.
    Claramente, a melhor opção é combinar uma luz leve montada no capacete com um feixe focado e uma luz montada no guidão com uma distribuição mais ampla. Isso dá a você o melhor dos dois mundos e remove qualquer dor de cabeça potencial de montagem.

4. Escolha o caminho certo

Os centros de trilhas (bike parks), ou trilhas bem conhecidas são ideais para aprimorar
 suas habilidades de pedal noturno. Andy Lloyd / Immediate Media
    Se você nunca fez um passeio noturno antes, comece por uma rota mais fácil e bem conhecida com a qual está familiarizado para ganhar confiança.
    Você ficará surpreso ao ver como as trilhas parecem e parecem estranhas. Pistas subconscientes que você usa para iniciar curvas e recursos com os quais está familiarizado serão lançados nas sombras e não aparecerão quando você os espera.
    É importante ir com calma e não fique muito confiante muito rapidamente.
Os centros de trilhas ou bike parks são locais ideais para aprimorar suas habilidades de equitação noturna. É menos provável que as pistas tenham surpresas ocultas, como tocos ou pedras que podem fazer com que você se choque ao pegar um pedal.
    Depois que sua confiança melhorar e você se acostumar com a aparência das trilhas, você pode se desafiar com trilhas mais técnicas, mas aumente gradualmente.
    Quando você se torna um piloto noturno experiente, o único limite para a distância que você pode pedalar e os tipos de trilhas que você pode enfrentar é a energia da sua luz e a vida útil da bateria (a menos que você compre uma lâmpada de dínamo).

5. Faça amigos

    
Andar sozinho pode ser muito divertido, mas os passeios noturnos ficam ainda melhores quando você sai com outras pessoas.
    Passeios com os amigos depois do trabalho são uma ótima maneira de manter longe a monotonia e a tristeza. Lojas, clubes de ciclismo, grupos de pedal em todo o mundo também organizam passeios noturnos e são uma ótima maneira de conhecer pessoas novas e com interesses semelhantes, basta ficar ligado e atentos nos grupos do whatsapp da região que você está ou nas redes sociais.
    Com as horas de luz do dia limitadas no outono ou inverno, se você quiser pedalar regularmente, precisará sair à noite. Ter colegas de passeio com quem se juntar pode ajudá-lo a sair pela porta quando for tentador ficar em casa.
    Também torna mais seguro andar à noite. Se o pior acontecer e alguém sofrer um acidente, falha de luz ou mecânica, você tem companhia para ajudá-lo a lidar com as consequências.

6. Mantenha distância

Mantenha distância do piloto da frente. Andy Lloyd / Immediate Media
Pedalar à noite traz consigo um número único de considerações que normalmente não passariam pela sua mente em aventuras diurnas.
    Lembre-se de não pedalar muito perto da pessoa à sua frente, especialmente se a sua luz for mais forte do que a dela. Se for, você lançará uma sombra gigante à frente deles, mergulhando o pedaço da trilha que eles estão percorrendo na escuridão total.
    Isso tornará o que eles estão pilotando muito mais difícil e pode causar alguns acidentes inesperados.
    Vai parecer óbvio, mas se você parar para sacudir o queixo com seus companheiros, tente não direcionar sua luz diretamente para os olhos deles, cegando-os temporariamente. Isso é feito facilmente com lâmpadas montadas no capacete.
    Para melhorar a vida útil da bateria da sua luz, lembre-se de diminuí-la nas seções do seu passeio que requerem menos lúmens - por exemplo, descendo uma estrada plana ou transições na estrada entre trechos da trilha.
    Lembre-se de aumentar a potência máxima quando as trilhas ficarem mais técnicas.

7. Fique seguro

    Finalmente, e provavelmente o mais importante, você precisa se manter seguro.
    Não há como negar que pedalar à noite pode ser perigoso. A probabilidade de colisão é maior, você fica menos visível para outros usuários da trilha (e estrada) e é menos provável que encontre outros ciclistas em caso de acidente.
    Pegue uma luz traseira que funcione, mesmo se você estiver planejando ficar fora da estrada - você nunca sabe o que pode acontecer.
    Uma luz frontal traseira também é uma boa ideia e preste muita atenção à vida útil da bateria de sua luz principal - você não quer ser pego no meio do nada, incapaz de ver ou ser visto.
    Espere por amigos se você se separar e sempre diga a alguém onde você está planejando ir e quanto tempo você ficará fora.
    Se você anda com um ciclocomputador de ciclismo com GPS, considere o uso de um rastreador de localização. Alguns dos melhores aplicativos de ciclismo também oferecem funcionalidade semelhante.
    Sempre leve seu celular carregado para a trilha, para a questão de comunicação em caso de uma emergência.
    Certifique-se de que sua bicicleta está pronta para a lama se você vive em um clima úmido e leve tudo o que for necessário para reparos na trilha.
    Dependendo da estação do ano você deve se agasalhar para manter aquecido também - quando está escuro, a temperatura cai. Um corta-vento sobressalente em sua mochila pode fazer toda a diferença se o tempo mudar ou você precisar fazer uma parada não programada.
-
Labels:

Postar um comentário

[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget