...Mazobikers

Paraná, UEPG, Esporte e Prefeitura de PG lançam Pedala Paraná e Ciclorrotas em Ponta Grossa

    Entre os principais destaques, está a divulgação de duas ciclorrotas ligadas ao programa Pedala Paraná. As ciclorrotas do Programa têm de 30 a 50 km e contam com totens de atendimento ao ciclista, itens de manutenção da bicicleta e áreas de descanso para os atletas.
    A Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Superintendência Geral do Esporte (Paraná Esporte) e Prefeitura de Ponta Grossa realizaram ontem, 26, o lançamento oficial do Programa Pedala Paraná e da Ciclorrota em Ponta Grossa.
    A solenidade aconteceu na Sala dos Conselhos, no Campus Uvaranas. Na ocasião, os formados na primeira turma do Curso de Especialização em Gestão Pública do Esporte também receberam certificados de conclusão.
    Entre os principais destaques, está a divulgação de duas ciclorrotas ligadas ao programa Pedala Paraná e a adesão à Frente Paranaense pela Educação Paralímpica (uma parceria entre Estado e Comitê Paralímpico Brasileiro para fomentar o paradesporto nas escolas), além da 66ª edição dos Jogos da Primavera e etapas dos Jogos Abertos (Japs) e Jogos da Juventude do Paraná (Jojups). Outro ponto alto do evento foi a entrega dos certificados de conclusão de curso da 1ª turma da pós-graduação em Gestão Pública do Esporte, curso ofertado pela UEPG, via Núcleo de Tecnologia e Ensino Aberto e a Distância (Nutead), em parceria com a Superintendência do Esporte e Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.
    No foco da discussão, estava o incentivo à pratica de atividades esportivas, atividade física e lazer e as parcerias realizadas para melhorar a infraestrutura de esporte em Ponta Grossa e no Paraná. O professor Ivo Mottim Demiate, pró-reitor de Assuntos Administrativos da UEPG, que representou no ato o reitor da UEPG, comemorou a união entre Estado, Município e Universidade.
“A UEPG está animada para essas novas empreitadas. Estamos muito contentes e honrados. Muitos irão se beneficiar do programa Pedala Paraná e das demais atividades significativas na área do Esporte”, destacou.
“A região de Ponta Grossa tem uma vocação natural para o ciclismo e agora vai estar integrada a um circuito estadual”, comemora o reitor da UEPG, professor Miguel Sanches Neto. Ele destaca ainda a importância das parcerias na pós-graduação em Gestão Pública do Esporte. “A conclusão da primeira turma é uma conquista para o Paraná, para a Superintendência de Esporte, para a Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e também para a UEPG, porque estamos qualificando pessoas em todos nossos municípios”.

 

    A prefeita de Ponta Grossa, professora Elizabeth Schmidt (PSD), ressaltou a importância das ciclorrotas para o desenvolvimento da região, em especial após a pandemia de Covid-19.
“São ferramentas muito importantes para nosso turismo e nosso esporte, e que precisam ser exploradas de forma inteligente, de forma adequada”, apontou a prefeita, que parabenizou ainda os concluintes do curso de especialização em gestão pública do esporte. “Nós precisamos de vocês e contamos com vocês pela união de esforços em prol da cidade, do esporte, do turismo, da realização da felicidade das pessoas”.
“Com certeza, nós estamos mudando o Esporte do Paraná”, comemorou o superintendente geral do Esporte, Helio Renato Wirbiski. Na sua fala, o superintendente destacou a importância das parcerias com outras instituições, como a UEPG e a Prefeitura de Ponta Grossa, para fazer um diagnóstico completo dos atletas, equipamentos e vocações que existem no Estado e, a partir disso, capacitar gestores, discutir e implantar políticas públicas do esporte.

PEDALA PARANÁ – O Programa Pedala Paraná abrange a criação de ciclorrotas em todo o Estado.

 “Não é um simples passeio de ciclismo, é o esporte como indutor do turismo”, destaca o superintendente. Foram criadas no primeiro momento do projeto 80 ciclorrotas e estão planejadas mais 100 para o ano de 2022. “Não adianta termos só a rota, temos que capacitá-la. É uma rota de esporte, mas vai se tornar uma rota de turismo ao longo do tempo. A ideia é que a região rural seja interligada por rotas de bike e que tenhamos gente de fora que venha pedalar na região e conhecer as belezas naturais”, explica Wirbiski.

    As ciclorrotas do Programa têm de 30 a 50 km e contam com totens de atendimento ao ciclista, itens de manutenção da bicicleta e áreas de descanso para os atletas. Na UEPG, o trajeto passa pelo Campus Uvaranas e Fazenda Escola Capão da Onça.
-
Labels:

Postar um comentário

[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget