...Mazobikers

Através destas fontes você consegue acompanhar as principais provas do ciclismo mundial!

Clique em uma das Opções de Streaming para assistir...

Para fechar basta clicar no botão na referida Streaming...

As Transmissões do ciclismo feitas pela CyclingToday, EUROSPORT1 UK, EUROSPORT1 ES e EUROSPORT1 POR-PT iníciam-se sempre em torno de 08:00am(BRT).

Indicamos o uso do Browser BRAVE para que não haja aberturas de Popups/ADs.

Para o download do Brave Browser acesse aqui!


Jaqueline Mourão vai à sétima Olimpíada

    Jaqueline Mourão está oficialmente classificada para sua sétima Olimpíada e pode, em menos de um ano, disputar também sua oitava. Originalmente uma atleta de mountain bike, ela fez carreira no esqui cross country, mas voltou para o ciclismo há três anos e, hoje (31), foi convocada para representar o Brasil em Tóquio. Aos 45 anos, Jaque também tem tudo para ir aos Jogos de Inverno de Pequim, no começo do ano que vem.
    A veterana havia abandonado o ciclismo depois dos Jogos de Pequim, quando entrou em atrito com a Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), mas retornou ao esporte em meados de 2018. Investindo dinheiro no sonho de voltar a uma Olimpíada de Verão, viajou a diversas competições e entrou no ranking mundial de novo.
    Apesar de ser apenas a número 123 do ranking mundial e ter conquistado um 88º e um 93º lugares nas duas etapas de Copa do Mundo deste ano, Jaqueline terminou o ranking olímpico à frente de Raiza Goulão, que foi 62ª e 74ª nessas mesmas provas. Somados, os resultados das duas e de Letícia Candido deram ao Brasil uma vaga na Olimpíada pelo ranking de países, e essa vaga ficou com Jaqueline.
    Garantida em Tóquio, Jaqueline Mourão vai para sua sétima Olimpíada, a terceira de Verão (são outras quatro de Inverno), e vai seguir empatada com Robert Scheidt (já classificado na vela), provavelmente Formiga (que tem tudo para ser convocada na seleção feminina de futebol) e talvez Rodrigo Pessoa (briga por uma vaga no time de hipismo saltos, mas não é favorito).
    No masculino, a pontuação de Henrique Avancini, que chegou a liderar o ranking mundial, deixou o Brasil em sexto no ranking de nações, com direito a duas vagas em Tóquio. Uma é do ciclista de Petrópolis (RJ), que não competiu bem nas etapas de Copa do Mundo, mas segue cotado para brigar por medalha na Olimpíada.
    A outra ficou com Luiz Cocuzzi, que travava disputa interna com Guilherme Muller e levou a melhor ao terminar na frente do rival a Copa do Mundo disputada na República Tcheca. Tóquio será a primeira Olimpíada de Cocuzzi, enquanto Avancini já competiu na Rio-2016.
-
Labels:

Postar um comentário

[blogger]

Mazobiker

{google#Mazobiker}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget