.
NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Picos Pro Race promove direitos iguais para homens e mulheres

Igualdade e respeito! São com essas palavras que uma das provas mais duras de Mountaim Bike do Norte e Nordeste, a Picos Pro Race (PPR), estabelece direitos iguais para homens e mulheres. A competição que acontece entre os dias 3 e 5 de julho, tem categorias femininas segmentadas por idade, assim como acontece entre os ciclistas do sexo masculino. A premiação também é igualitária.
O crescimento dos adeptos à prova cresce todos os anos não somente pela dureza do percurso e espetáculo de paisagens vivenciados pelos competidores no sertão piauiense, mas também pelo aspecto inclusivo da prova. Respeito é a palavra de ordem segundo o organizador da prova, Daniel Freitas.
“O respeito é fundamental no esporte e, no ciclismo, não faríamos diferente. A Picos Pro Race acredita nisso e é por isso que sempre somos colocados como uma prova inclusiva, em todos os aspectos. Cada organismo, cada idade tem suas particularidades e, por isso, na Picos Pro Race, temos a separação das categorias por idade”, ressaltou.
Picos Pro Race (PPR) estabelece direitos iguais para homens e mulheres. Foto: Ascom
Sabrina Fraga, atleta que participa pela terceira vez da Picos Pro Race na categoria Master, considera importante a valorização dos atletas independente do sexo.
“Picos Pro Race é uma prova que tem respeito pelos atletas, ou seja, aqui não se define homens ou mulheres, todos possuem os mesmos valores, prova essa onde as premiações e divisões de categorias são respeitadas. Por isso já estou no meu terceiro ano de PPR, pois acredito no comprometimento e apoio dados dos organizadores aos atletas”, comentou.
A ciclista Karine Frota sagrou-se campeã em 2019 na categoria elite feminina. Para ela, o respeito da prova começa pelo planejamento.
“A Picos Pro Race nunca fez distinção se era elite masculina ou feminina o que demonstra respeito total a nós atletas. Não só falando em premiação, mas o respeito lá vem desde o início do planejamento da prova”, conta.
A atleta confirmou ainda sua presença em 2020: “É uma prova com um percurso sempre bem pensado, marcação impecável, hidratação eficiente, o carinho e respeito de todos os staff's da prova, e até mesmo a população que parece vestir a camisa do evento. Essa é uma prova daquelas que faz você se sentir "ATLETA" mesmo que você vá apenas para se desafiar e ganhar de você mesmo. Essas sensações são o que nos move, nós amantes da bicicletinha. E, se Deus quiser, a Picos Pro Race tem lugar cativo no meu calendário, pois tudo é feito pensado em nós e para nós atletas”, finalizou.
Neste ano, as atletas do sexo feminino poderão se inscrever nas mais diversas categorias oficiais. Entre elas, a categoria elite feminina, que envolve atletas com idade entre 23 e 29 anos e/ou critérios técnicos, a Master A, que envolve mulheres entre 30 e 39 anos, a categoria Master B, que envolve a participação de mulheres com idade entre 40 e 49 anos além da categoria Master C que oportuniza a participação de mulheres com idade acima de 50 anos.
A PPR proporciona também as categorias turismo, iniciante e para atletas com deficiência. Segundo a organização, as inscrições para todas as categorias podem ser feitas no www.picosprorace.com.br.
-
Fonte: https://www.portalodia.com/esporte/esporte/picos-pro-race-promove-direitos-iguais-para-homens-e-mulheres-374528.html

0 comentários: