.
NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

L’Étape Brasil 2019 eleva desafios e terá subidas equivalentes a um prédio de 770 andares

O L’Étape Brasil by Le Tour de France promete ser a prova de ciclismo amadora mais técnica das cinco edições realizadas no País. O percurso de 107 km será disputado em Campos do Jordão (SP) no dia 29 de setembro. Serão 2.330 metros de altimetria acumulada, o equivalente a subir um prédio residencial de 770 andares.
Os três mil ciclistas previstos terão três montanhas principais no percurso. A primeira escalada será de 13,3 km de extensão rumo ao Pico, depois mais 4,8 km e 140 m de altimetria na Serrinha do trevo das rodovias SP-050 e SP-046 e a última de 14 km de ascensão com 710 m de altimetria no trecho da Serra Velha. Vale lembrar que esse trecho final será após 85 km pedalados.
”Definimos um percurso técnico e inovador, usando diferentes montanhas e com cerca de 85 km do percurso em um único sentido. Fora isso, este ano a subida da Serra Velha será desafiadora por estar nos quilômetros finais e onde provavelmente definirá o campeão da etapa, como nas etapas de montanha do Tour de France”, explicou Fernando Cheles, diretor de técnico do L’Étape Brasil by Le Tour de France.
”O percurso completo exige foco no treinamento mental e físico. É essencial estar condicionado para pedalar várias horas e com longos trechos de subidas definindo bem antes a estratégia de prova”, completou.
Outro detalhe primordial do L’Étape Brasil 2019 é a parte da segurança. Segundo a organização, 80% do percurso será com todos os atletas indo na mesma direção, o que evita o ‘vai e volta’ de ciclistas na mesma pista fazendo que os atletas pedalem 2 vezes o mesmo trecho.
”Esta será a primeira vez que atletas ciclistas irão descer a rodovia conhecida como Serra Nova totalmente fechada para a prática do ciclismo. Isso ajuda muito a segurança e melhora a experiência de prova dos ciclistas”, reforçou.
O percurso em Campos do Jordão (SP) será completamente fechado para o trânsito de veículos durante a prova. A equipe será formada 300 oficiais de pista e policiamento militar e contará com 12 utilitários Mitsubishi para assistência, 15 motos, 12 ambulâncias e um helicóptero.
O evento estará integrado ao sistema de rádio em contato direto com os órgãos governamentais tais como, policiamento militar, militar rodoviário, Samu e toda estrutura e integração dos serviços médicos para se necessário usar helicóptero para remoção de ciclistas.
”Sinalizamos todo o percurso com placas e staffs bandeiradores de prova prevendo curva a curva pontos perigosos do circuito. Trabalhamos para ser a prova com as melhores condições de segurança aos atletas. Em todo trajeto temos cerca de 18 ambulâncias espalhadas e mais 6 motolâncias móveis, todas interligadas a central de operações da prova via rádios para um atendimento ainda mais rápido ao acidentado”, finalizou Fernando.
A edição 2019 do L’Étape Brasil by Le Tour de France terá percurso mais voltado para iniciantes com 66 km de distância e algumas montanhas a menos, tornando bem mais fácil completar o desafio. A altimetria acumulada será de 1.330 km. A largada no domingo, 29 de setembro, será às 7h. O evento abre ao público na sexta, 27 de setembro, com várias atrações para os fãs do ciclismo.
“O novo percurso do L’Étape Brasil é demais! A subida para o pico no início será difícil, mas com certeza um destaque e um grande desafio no começo, também para separar o pelotão. Depois de quase um ano de provas de ciclismo e como realizei várias já posso dizer que a estrutura do L’Étape Brasil é muito profissional e estou feliz e animada para voltar este ano”, comentou a ciclista Nadine Gill, campeã do ano passado do percurso longo.
Em 2018, no percurso de 111 km, o vencedor no masculino foi Otávio Bulgarelli com o tempo de 3 horas, 18 minutos e 46 segundos. No feminino, a vencedora foi Nadine Gill com 3 horas, 43 minutos e 4 segundos. Na versão de 77,2 km, os vencedores foram Michel Gimenes (2 horas, 34 minutos e 30 segundos) e Bianca Julio (3 horas, 7 minutos e 59 segundos).
-

0 comentários: