.
NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Sense Enduro Cup estreia com promessa de mudar a cara da modalidade no Brasil

#Organização aposta na estrutura diferenciada e em parceria com a CBC para levar o enduro nacional para um novo patamar.
-
 Nos anos 1970, lendas como Joe Breeze, Tom Ritchey e Gary Fisher davam os primeiros passos do mountain biking no mundo. Naquela época, o esporte era pura diversão e o objetivo era descer as trilhas e estradas de terra da Califórnia o mais rápido possível, tudo com bicicletas cruiser adaptadas chamadas clunkers. 
Foto 71486
Bretas, vencedor na Elite   Ney Evangelista
No Brasil, o MTB chegou nos anos 1980 e ganhou força nos 1990. Porém, a modalidade mais praticada em território nacional sempre foi o cross-country, seja ele maratona ou olímpico. As modalidades mais extremas como o downhill sempre estiveram presentes, mas com competições menores e com organização mais simples. 
Foto 71494
Danielle Villela, vencedora na Elite   Ney Evangelista
Apesar de outras provas e copas de Enduro já terem acontecido em terras tupiniquins, a chegada do Sense Enduro Cup promete levar a modalidade para um outro patamar, apostando em uma organização de alto nível e em parcerias com a Confederação Brasileira de Ciclismo para profissionalizar o esporte - tudo para trazer de volta um pouco do verdadeiro espírito do MTB, que nasceu como uma atividade voltada praticamente só para a diversão. 

Estreia em Nova Lima com novos ares para o enduro

No fim de semana dos dias 6 e 7 de Abril, o Sense Enduro Cup teve sua primeira etapa na cidade mineira de Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte. O evento teve início oficialmente na sexta-feira, dia 5, com a entrega dos kits, mas foi no sábado que as coisas realmente começaram a acontecer.
Foto 71485
Arena da prova agradou   Ney Evangelista
Enquanto os pilotos passaram o dia reconhecendo as duras trilhas da região, público e espectadores curtiam shows de rock, apresentação de DJs e muito mais. A festa se concentrou na Arena coberta montada pela organização em uma área com 2.300 metros quadrados. Além disso, um prólogo aconteceu ainda no sábado em uma trilha ao lado da Arena, o que colocou o público em contato direto com a adrenalina da prova. 
No domingo, a disputa entre os melhores do Brasil no Enduro correu solta, com André Bretas sagrando-se campeão na Elite Masculina ao lado de Dani Daher na feminina. Segundo ambos os atletas, foi uma prova dura e que exigiu bastante da parte técnica e do físico dos pilotos. 
Foto 71490
Preparativos na Arena   Ney Evangelista

“A prova foi muito legal porque envolveu muita resistência e técnica”, afirmou Danielle. “Foi um evento super bacana e a organização foi nota 10! Tudo muito bem organizado, a Sense está de parabéns”, comentou. Segundo Bretas, contudo, a melhor parte do fim de semana foi o clima de curtição. “Todos se divertiram demais”, afirmou. 
“O Sense Enduro Cup é um marco para o enduro nacional. Tivemos um público de mais de 2500 pessoas e recebemos muitos elogios. Além disso, o evento contou com apresentações de bike trial, mini ramp, dirt jump, food trucks, cerveja e muito mais”, contou Milton Furtado, diretor da Production Eventos e responsável pela organização. 
“Nossa parceria com a CBC funcionou perfeitamente e estamos começando uma nova fase para esta modalidade. Apostamos no profissionalismo, na dedicação e na qualidade e parece que deu tudo certo. Temos que agradecer a mídia, pilotos e todos os patrocinadores que acreditaram que isso era possível, principalmente a Sense Bike”, complementou.
Segundo ele, a parceria com a CBC e a criação do primeiro Campeonato Brasileiro oficial de Enduro segue uma tendência internacional que começou no ano passado, quando a UCI passou a chancelar o Enduro World Series - competição mais importante da categoria. 
Foto 71488
Luciano KDra, meste de cerimônia   Ney Evangelista
Além das diversas atrações, o mestre de cerimônias Luciano "KDra" Lancelotti agitou a galera, colocando o público em contato direto com seu bom-humor e conhecimento sobre as modalidades mais radicais do esporte. 
“O Sense Enduro Cup começou com os dois pedais direitos. A modalidade é muito completa e necessária para seguir expandido a cultura do Mountain Biking no Brasil, já que ela traz uma cultura diferente de rolê, mais focado na diversão. O competição chega com força total pela experiência da Production Eventos e, principalmente, pela força e comprometimento da Sense”, afirmou Kdra.
Segundo ele, o cenário escolhido não poderia ter sido melhor, já que trata-se do quintal das duas empresas.
“A prova não foi um teste, mas certamente permitirá que nós façamos as alterações necessárias para as próximas duas etapas sejam ainda melhores. Estou muito feliz em fazer parte desta equipe. A parceria com a CBC prova que, finalmente, a modalidade atingiu seu momento de amadurecimento. Foi um evento show de rodas”, finalizou o experiente Kdra. 

A prova

Segundo os participantes, a primeira etapa do Sense Enduro Cup foi uma competição dura até para quem tem experiência internacional, com a organização mesclando bem os desafios técnicos e os físicos. A prova contou com a presença de 180 participantes em 11 categorias, englobando atletas da elite, amadores em diversas faixas de idade, iniciantes masculino e feminino, além da categoria elétricas.
Foto 71489
Pedro Cury do Pedal.com.br   Ney Evangelista
Ao todo, foram quase 10 quilômetros de descida cronometradas com cerca de 800 metros negativos de desnível e quase 20 quilômetros de deslocamento - cenário que testou a velocidade e a resistência de pilotos. 
Especiais como a “Tapete Branco” exigiram habilidade em trechos com muitas pedras e erosões. Segundo a organização, esta descida mostra a preocupação da prova em atender diferentes públicos, já que a categoria iniciantes, por exemplo, não passou por este trecho. 
Foto 71493
Trilhas técnicas   Ney Evangelista
“Foi uma prova dura de completar até para quem já tem bagagem internacional. A organização soube mesclar bem a parte física e a técnica, então ficou bem desafiador. Foram 19 minutos de especiais cronometradas em um dia, o que é bastante coisa. O Sense Enduro Cup não ficou devendo em nada para as provas lá de fora”, afirmou Léo Mattioli, quarto colocado entre os homens. 
Outros detalhes também agradaram, com a Arena sendo sendo um destaque positivo, assim como as características das trilhas e a organização em geral.
“ As descidas tinham um nível técnico razoável, não muito inclinadas, mas de alta velocidade. Foram muitas valas, pedras grandes soltas, minério, curvas fechadas e trechos off-camber” contou Willyen Ip, amador que participou da competição.

Foto 71492
Sinalização de alto nível   Ney Evangelista
“A estrutura estava muito top. A organização pensou até no resgate de caminhão para fazer um deslocamento que seria impossível para a galera do enduro naquelas condições de calor, poeira e muitas subidas. Nunca participei de uma prova de enduro tão bem organizada e a Sense está de parabéns”, complementou Willyen. 
Um detalhe interessante é que as trilhas utilizadas na prova foram aperfeiçoadas por ninguém menos do que Diego Knob, um dos principais atletas de Enduro do Brasil.
“O esporte estava merecendo uma prova com este nível de organização. No fim, minha participação foi mais simbólica, já que passei a semana inteira trabalhando nas pistas, algo que faz parte do meu projeto Knob Trail System em parceria com a galera da Mud Hand. Acabei deixando meu legado como builder, então as especiais ficaram super bem montadas e a logística muito boa. Uma prova que vai marcar o enduro brasileiro", afirmou. 

Foto 71487
Knob e sua Exalt   Ney Evangelista
"Tive a oportunidade de andar com a Sense Exalt e achei a bike excelente, uma verdadeira máquina. Apesar de ter tido apenas um dia de adaptação, fiz um ótimo tempo”, finalizou Knob.
A prova em Nova Lima foi apenas a primeira de três etapas da Copa, que agora deve rumar para o Rio de Janeiro, em Petrópolis, antes de fechar o ano em Urubici, Santa Catarina, onde será coroado o primeiro campeão brasileiro oficial de Enduro. 
“Tudo que sonhamos aconteceu neste fim de semana! Mountain Bike Enduro de verdade, com centenas de pessoas especiais! Agora é foco total na segunda etapa em Petrópolis”, finalizou Henrique Ribeiro, CEO da Sense Bike.

Resultados Top 5

Elite Feminina
1 - Danielle Villela Jorge Daher - 00:23:53.580 
2 - Nara Faria - 00:25:39.870 
3 - Barbara Jechow - 00:26:03.390
4 - Monica Mccosh - 00:28:03.040
5 - Camila Jorge - 00:30:50.980
Elite Masculina
1 - Andre Bretas - 00:18:58.520
2 - Henrique Becker - 00:19:12.180
3 - Bernardo Neves - 00:19:13.750
4 - Leonardo Mattioli - 00:19:22.790
5 - Diego Neumann Knob - 00:19:42.000
Calendário Sense Enduro Cup
Etapa 1 - Nova LIma, Minas Gerais - Dias 6 e 7 de Abril - Concluída
Etapa 2 - Petrópolis, Rio de Janeiro - Data a definir
Etapa 3 - Urubici, Santa Catarina - Dias 14 e 15 de Setembro 

Mais informações no site do Sense Enduro Cup.
Resultados completos no site da GPS Control.

0 comentários: