...Mazobikers

-->

Através destas fontes você consegue acompanhar as principais provas do ciclismo mundial!

Clique em uma das Opções de Streaming para assistir...

Para fechar basta clicar no botão na referida Streaming...

As Transmissões do ciclismo feitas pela CyclingToday, EUROSPORT1 UK, EUROSPORT1 ES e EUROSPORT1 POR-PT iníciam-se sempre em torno de 09:00am.

Indicamos o uso do Browser BRAVE para que não haja aberturas de Popups/ADs.

Para o download do Brave Browser acesse aqui!


Brasileiro conquista bronze em competição de bike mais extrema do mundo

Foram 25 dias de competição, 346 horas e 19 minutos de pedalada, e uma aventura extrema e emocionante. Fazendo história na Rússia, o ciclista Marcelo Florentino conseguiu colocar o nome do Brasil mais uma vez no pódio e conquistou o terceiro lugar do Red Bull Trans-Siberian Extreme 2018. Ele ficou atrás apenas do alemão Pierre Bischoff, que completou a prova em 315h45m26s, e do dinamarquês Michael Knudsen, cuja marca foi de 333h13m04s.
(Foto: Divulgação/RedBull)
Velho conhecido do mundo das bikes no Brasil, Mixirica, como Marcelo é conhecido, encarou um dos desafios mais difíceis da sua vida. Pela terceira vez na competição, que é três vezes maior do que o Tour de France e duas vezes a extensão do Race Across America, o ciclista destacou o alto nível dos participantes e os diversos tipos de terrenos e climas encontrados, como terra batida, pedregulhos e muita chuva. Por isso, teve de usar muita técnica, autoconhecimento e perseverança em busca do pódio.
A competição teve ao longo de sua jornada, que iniciou no dia 24 de julho e finalizou nesta sexta-feira (17), 15 etapas. A última delas começou em Khabarovsk, seguiu ao longo do Rio Amur e foi marcada pela emoção. O clima estava em ótimas condições e os últimos cinco ciclistas ainda competindo conseguiram pedalar juntos por grande parte do trajeto, que tinha 768km. As últimas pedaladas aconteceram à noite, a caminho de Ilha Russkiy.
Grande favorito ao título, o russo Vladimir Gusev sofreu com dores no joelho direito e teve de abandonar algumas etapas. Com isso, foi desclassificado e aumentou ainda mais a disputa pelo lugar mais alto do pódio. De modo incontestável e batendo até recorde, o alemão Pierre Bischoff soube dosar momentos de força, resistência e técnica para abrir vantagem no relógio a cada trecho.
Durante a competição, Marcelo chegou a vencer uma etapa. A quarta parada, de Perm até Ekaterinburg, colocou Mixirica na ponta com tempo de 10h40m39s, um segundo de vantagem para o dinamarquês Michael Knudsen. “Estou muito feliz, pois consegui uma vitória nesta etapa. Queria agradecer a todos da minha equipe que me ajudaram brilhantemente em todos os aspectos”, disse o ciclista paulista, àquela altura.
A competição começou com oito participantes, entre eles: Vladimir Gusev (RUS), Pierre Bischoff (GER), Marcelo Florentino Soares (BRA), Michael Knudsen (DNK), Patricio Doucet (ESP) e Amit Samarth (IND). Porém, na reta final da prova, apenas Pierre Bischoff, Michael Knudsen, Marcelo Florentino Soares, Patricio Doucet e Amit Samarth tiveram condições físicas para finalizá-la.

Postar um comentário

[blogger]

Mazobiker

{google#Mazobiker}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget