Campeonato Paranaense de DH 2018
7º Desafio de Cicloturismo da Santa do Paredao
}
NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Avancini faz balanço de 2017: temporada inesquecível com quebra de recordes

Avancini terminou em quarto lugar no Mundial, em prova realizada na Austrália. | Divulgação
“Um grande marco na minha carreira”. É assim que o ciclista Henrique Avancini analisa a sua temporada de 2017. 
Representante do Brasil nos Jogos Rio-2016, o atleta fluminense mudou os seus objetivos de treinamento neste ano: passou a dar ênfase em maratonas por etapas, além do Cross-Country olímpico. E os efeitos foram espetaculares. Com quebra de recordes, o esportista alcançou resultados expressivos na carreira e também ao Mountain-bike brasileiro.
Em março, Avancini encarou o Cape Epic, uma ultramaratona de MTB de oito dias na África, também conhecido como Tour de France da categoria. Ele e seu parceiro, o alemão Manuel Fumic, foram vencedores do Prólogo, da primeira etapa e se mantiveram na liderança geral durante os quatro primeiras dias. A dupla terminou no Top 5 da prova mais cobiçada da modalidade, com sentimento de, nos próximos anos, poder chegar ainda mais longe.
- Essa foi a temporada mais expressiva para mim e para o mountain-bike brasileiro. Eu fiquei muito feliz de ter feito um ano que foi muito experimental, que eu pude me preparar para três tipos diferentes de competições, fazendo a principal prova por etapas no começo do ano; principal prova de maratona no meio do ano e a principal prova de cross-country Olímpico no final do ano - explicou o atleta.
Ao longo de 2017, Avancini quebrou dois recordes para o MTB brasileiro. O primeiro, na terceira etapa da Copa do Mundo de Cross-Country Olímpico, em Vallnord, no Principado de Andorra, quando terminou no Top 10. Foi a primeira vez que o país teve um atleta nesta posição. Meses depois, foi ainda mais longe, ao concluir em quarto lugar no Mundial, em prova realizada na Austrália. O francês Julien Absalon, dono de duas medalhas de ouro olímpicas, por exemplo, ficou atrás do atleta fluminense.
Para obter esse desempenho, Avancini acredita que alcançou, em 2017, a sua maturidade esportiva. Unindo os equilíbrios emocional e físico, além de balancear a carga de treinamento, atingiu um nível que o torna ainda mais competitivo visando às próximas competições.
- Eu consegui fazer uma temporada muito mais tranquila, que não quer dizer que eu trabalhei menos. É bem provável que tenha trabalhado mais do que nunca neste ano, porém, com um balanço em todas as áreas muito maior. É uma coisa que é denominada maturidade esportiva e que tende a melhorar - completa o atleta.
Avancini já se preapra para 2018. O primeiro desafio do atleta já começa em fevereiro, quando ele encara a Tankwa Trek, na África do Sul.

-
Fonte: http://blogs.oglobo.globo.com/pulso/post/avancini-faz-balanco-de-2017-temporada-inesquecivel-com-quebra-de-recordes.html

0 comentários: