NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

VIDEO: Red Bull Hardline 2017: por que essa pista causou medo nos pilotos? Veja por que!!!



O Red Bull Hardline 2017 ficou marcado na história. O percurso foi mais difícil do que já se esp
Apesar da presença do vencedor da prova em 2016, Bernard Kerr, e de Adam Brayton, primeiro classificado nas qualificações, foi Craig Evans que aproveitou os erros dos dois favoritos e saiu vencedor no final do dia. 
"Esta edição foi mesmo a mais complicada em que participei. Desde o momento em que entramos na trilha, lutamos contra o clima." Dan Atherton


ASSISTAM COMO FOI A PROVA.
Evans esteve muito confiante durante todo o fim de semana e destacou-se durante a sua descida final.
"Nunca pensei que conseguisse vencer", disse Evans. "Tive momentos em que controlei muito bem e outros em que fui mais selvagem na abordagem aos obstáculos, no entanto penso que geri bem a descida até ao final."
Dan Atherton mostrou muita consistência durante toda a descida, apesar das condições não serem as melhores. Após a competição, disse: "Esta edição foi mesmo a mais complicada em que participei. Desde o momento em que começámos a montar o trilho que temos lutado contra o clima. No entanto, todos os pilotos que estiveram presentes foram incríveis. Conduziram as suas bikes com velocidade. Poder atravessar a meta de chegada foi um alívio e, ter ficado em terceiro lugar, fez com que tivesse um sentimento ainda melhor."
Kerr era um dos principais candidatos à vitória, após ter provado que tinha uma combinação perfeita entre as seções técnicas e os saltos no ano passado. Terminou a competição deste ano num excelente segundo lugar, mas não estava totalmente satisfeito com a sua prova.
"Não me sinto muito bem," admitiu. "Como não venci, não foi muito bom. O terreno estava muito escorregadio. Penso que começou a chover durante a descida do piloto que partiu antes de mim. As condições não foram as ideais para poder controlar e fazer uma pilotagem de forma inteligente."
Brayton, primeiro colocado nas qualificações, também era um dos pilotos que estavam no páreo para a vitória e fez uma descida exemplar até ao momento da queda que o colocou à margem da luta pelo triunfo.
"Estava com as parciais de tempo muito bem e, nos últimos 30 segundos do percurso havia uma direita complicada com algumas raízes na saída e isso fez com que perdesse a frente e chocasse contra uma árvore. Foi o fim da corrida para mim," explicou Brayton. "Não tenho a certeza do meu lugar, mas a vitória na qualificação já foi positivo para mim, portanto há coisas positivas a retirar desta participação."
Veja os resultados completos do Red Bull Hardline 2017.
Craig Evans (GBR) – 02m31s29ms
Bernard Kerr (GBR) – 02m33s30ms
Dan Atherton (GBR) – 02m33s73ms
Laurie Greenland (GBR) – 02m36s26ms
Adam Brayton (GBR) – 02m36s40ms
Graeme Mudd (AUS) – 02m36s73ms
Kaos Seagrave (GBR) – 02m45s40ms
Taylor Vernon (GBR) –02m45s96ms
Al Bond (GBR) – 02m49s99ms
Alexandre Fayolle (FRA) – 03m04s31ms
-
Fonte: https://www.redbull.com/br-pt/red-bull-hardline-2017-resultados

0 comentários: