NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

All mountain: A modalidade tem conquistado cada vez mais fãs

Natureza, bicicleta e velocidade. Essa é a combinação que tem feito muita gente se apaixonar pelo ciclismo all mountain. Em constante crescimento, a modalidade é considerada uma das mais completas e radicais do mundo da bike, e tem conquistado cada vez mais adeptos no Espírito Santo. O segredo de tanto sucesso? Trilhas de tirar o fôlego e pilotos corajosos.
"Diferente do cross country (XC) que só sobe e na hora de descer eles descem bem devagar, porque a bicicleta não propicia descer bem. E do downhill, que as bicicletas só servem para descer, as pessoas sobem empurrando e descem pela trilha. No enduro, o all mountain, a bicicleta serve tanto para subir quanto para descer. Você sobe igual um cross country e desce igual no downhill. Por isso que a gente diz que é a modalidade mais completa, por que você pode fazer tudo", explica Luciano Canal, de 36 anos, e há três anos na modalidade. 
ES Enduro Séries já começou e quer ajudar modalidade a crescer. Foto: Fernando Madeira


Luciano faz parte do grupo de pilotos acostumado a rodar o Espírito Santo em busca de boas trilhas. Para ajudar o esporte a crescer, eles criaram o Enduro Series, a primeira competição da modalidade no Estado. A primeira etapa reuniu 36 competidores, no último sábado (30), no Morro do Moreno, em Vila Velha.

"Os pilotos são muito bons. As trilhas tem um nível técnico alto, aqui para o nosso Estado. Na hora de descer é a diversão, são pistas técnica e um clima muito bom de companheirismo. Agora é só melhorar cada vez mais", afirma o organizador.
Até o final do ano serão mais duas etapas, que servirão de teste para o ano que vem. Em 2018 a ideia é que sejam disputadas oito etapas com ranking dos melhores pilotos de cada categoria. Mas já na primeira etapa foi possível sentir toda a emoção e adrenalina que envolvem o esporte. No Morro do Moreno, o campeão Alonzo Júnior, de 35 anos, gastou apenas 5m7s para concluir duas trilhas de 1,8 km e 1,6 km de distância.

"O Moreno é o quintal de casa, venho sempre andar aqui. Na primeira sessão de pedras, que a agente chama de rock garden, é uma sessão bem delicada e muito difícil. Cada piloto tem que ter respeito pelos obstáculos. Na segunda decida teve um trecho de pedal muito forte na subida e que exigiu muito da resistência. Mas tive duas descidas constantes. É pura constância, e experiência acumulada. Muita concentração, calma, para não exagerar em certos pontos, não diminuir demais e poder alcançar o objetivo do primeiro lugar", comenta o campeão.

Mas se engana quem pensa que o esporte é restrito aos homens. Na etapa disputada no Morro do Moreno, Jenyfer Bezerra, de 35 anos, também enfrentou os obstáculos ladeira a baixo. No esporte há três meses, ela torcer para que mais mulheres estejam na disputa nas próximas etapas.

"Me encantei pelo enduro, e acabei trocando minha bike, que era de XC. Foi a minha primeira prova e os meninos me veem como uma concorrente mesmo. Tem que ter muita técnica, um pouco de coragem e o equipamento adequado. O enduro é mais completo. Quem faz o enduro se dá bem nas outras modalidades também, porque é bem técnico", aconselha.
Jenyfer Bezerra quer ver mais mulheres disputando as provas. Foto: Fernando Madeira

A próxima etapa, marcada para o dia 28, no Mestre Álvaro, na Serra, promete ser ainda mais difícil que a primeira.
"É uma das pistas mais técnicas do Estado e tem tudo para ser um sucesso", avisa Luciano. Ainda assim, Alonzo promete brigar mais uma vez pelo título: "Quero disputar todas as etapas, e vou correr sempre para dar o meu melhor. A colocação será consequência do meu empenho".
A terceira e última etapa do ano acontece em São Miguel, Guarapari, no dia 25 de novembro.
-
Fonte: http://www.gazetaonline.com.br/esportes/mais_esportes/2017/10/all-mountain-versao-mais-completa-do-ciclismo-conquista-fas-no-es-1014101998.html

0 comentários: