NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Como a musculação pode ajudar sua performance no ciclismo?


Além de ser um meio de transporte, a bicicleta é o equipamento fundamental para o esporte ciclismo. A modalidade é praticada em pistas, ruas, montanhas, além de fazer parte do triathlon – juntamente com a natação e corrida. O número de praticantes no Brasil vem crescendo a cada ano e com isso, as dúvidas sobre o treinamento para melhorar a performance também.
Aliar musculação ao treino de ciclismo, ou não, é uma das principais questões, pois a modalidade em si já exige bastante do corpo e da musculatura, principalmente dos membros inferiores, por isso é preciso mantê-los fortalecidos para garantir uma boa performance, seja como profissional ou amador. Mas será que é recomendado intercalar as duas práticas?
Há um tempo atrás o treino de musculação era apenas indicado aos ciclistas durante o período de base do planejamento, quando o atleta não realizava muitas séries específicas na bike, mas isso mudou e é na hora das subidas que se vê a diferença, de quem fortalece a musculatura e de quem evita a prática.
Os treinos físicos dos ciclistas devem priorizar força e potência com cargas, poucas repetições e longo intervalo, fazendo assim uma adaptação neural, que segundo a preparadora física Giovana Kaupe, significa que o cérebro aprende a mandar estímulos aos músculos, tornando o treino mais eficiente.

“Com esse tipo de treinamento, a pessoa consegue desenvolver suas fibras mais rapidamente, ativando no momento em que precisa produzir força máxima, como em ataques para escapar do pelotão. O treino de força também pode melhorar a economia de movimento, quando o corpo gasta menos energia para produzir a mesma força”, explica Giovana.
É preciso ressaltar que o objetivo da musculação para os ciclistas não é o ganho de massa, até porque o gasto energético ao pedalar não é muito grande e sim a potência. Esses atletas que fazem musculação, além de se tornarem mais resistentes, costumam ter mais facilidade de manter o ritmo durante a competição, gerar explosão nas largadas, em sprints decisivos e até mesmo poupar energia quando necessário.
A especialista também diz que o ideal é treinar no máximo três vezes por semana, pois quando adicionado aos treinos de ciclismo, o corpo pode sofrer um overtraining.
“O fortalecimento precisa ser eficiente e não adicionar volume de treino desnecessário. Uma boa saída é desenvolver força no período off-season e depois só mantê-la no resto da temporada”, sugere Giovana.
-
Fonte: https://www.webrun.com.br/musculacao-aliada-ciclismo/

0 comentários: