NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Tour de France 2017: Marcel Kittel e Boasson-Hagen chegam rigorosamente juntos e nem photo-finish é conclusiva

Marcel Kittel e Boasson-Hagen chegam rigorosamente juntos e nem photo-finish é conclusiva. Mas Kittel é considerado o vencedor. Froome continua com a camisa de líder
A sétima etapa da etapa da França entre Toyes e Saint-Georges (213,5km) foi a mais emocionante até momento da Volta da França e uma das mais inusitadas da história. Afinal, os dois primeiros colocados chegaram rigorosamente juntos, com nenhuma das fotos da linha de chegada conseguir assegurar 100% o vencedor. Apenas alguns minutos depois da chegada os organizadores definiram que Marcel Kittel (Quick Steps) ficou na frente e o noruegês Edvard Boasson-Hagen (Direct) foi o segundo colocado. Esta foi a terceira vitória de Kittel na atual Volta da França.
A corrida só teve emoção na reta final. Quase plana e com apenas uma montanha leve, os principais ciclistas se guardaram para o fim e o sprint final foi bem tardio, nos 800 metros finais. Restando 200 metros, Hagen abriu vantagem e passou a frente, mas Kittel voltou a usar a estratégia que o levou aos dois triunfos anteriores, arrancando de trás (quinto lugar) e consegundo colar em Hagen. A verdade é que se a prova tivesse mais 30 centímetros, Kittel seria o vencedor, se tivesse menos 30 centímetros, a vitória seria de Hagen.
- Demorei para dar o sprint porque pensava que depois da curva ainda faltariam 200 metros, mas a linha de chegada estava a 120m, forcei ao máximo para chegar na frente - disse Kittel, que após a lesão de Mark Cavendish e a exclusão de Peter Sagan da Volta vem se mostrando o grande favorito para terminar com a camisa verde.
Vale lembrar que os velocistas (como Kittel) possuem uma disputa particular para ver quem faz mais pontos na Volta da França. Quem disputa o título (camisa amarela) são os ciclistas mais regulares e que normalmente se destacam nas provas de montanha, como é o caso da prova de hoje, a oitava etapa, Dole - Station des rousses (187km).
Por isto esta é a etapa que pode resultar em alteração entre os TOP10, já que ontem, todos os favoritos terminaram no mesmo pelotão dos vencedores e receberam o mesmo tempo. Assim, os dois astros da Sky, os britânicos Chris Froome e Geraint Thomas seguem na frente.

0 comentários: