NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Ciclista amazonense vai para a França integrar equipe profissional

Rebeca Fonseca viaja no dia 4 de fevereiro para a Copa da França de ciclismo. O objetivo é se destacar internacionalmente e obter vaga na seleção brasileira
Rebeca Fonseca irá competir pela equipe francesa UVCA Troyes, entre os meses de março a agosto. (Foto: Aguilar/A Crítica)
A ciclista amazonense Rebeca Fonseca está com quase tudo pronto para embarcar no dia 4 de fevereiro para a França, buscando subir degraus na sua promissora carreira. Líder do ranking brasileiro de ciclismo de estrada há três anos, ela foi convidada a fazer parte da equipe francesa de ciclismo UVCA Troyes, após chamar a atenção com seus resultados expressivos no Brasil.
Rebeca sempre marcou presença nas competições mais importantes do Brasil, e seus resultados impressionaram os donos da equipe francesa UVCA Troyes, da região de Champagne-Ardenne.
“Um amigo francês me apresentou à equipe, me indicou e, por eu ter um bom currículo, recebi esse convite”, lembra.
Quando a ciclista soube que faria parte de uma equipe da França, o chamado berço do ciclismo, conta que ficou muito empolgada.
“Para mim, foi maravilhoso, uma sensação de dever cumprido, porque é o reconhecimento de um trabalho que eu e meu técnico e esposo, Gil Machado, já vínhamos fazendo há alguns anos”, disse ela.
Ciclo olímpico Rebeca vai viajar para a França no início de fevereiro e volta no final de agosto. Lá, ela irá participar da Copa da França, que vai de março a agosto. “Será o início do ciclo olímpico para mim, que pretendo fazer todo lá, buscando uma vaga para Tóquio 2020, pela seleção brasileira”, explicou. Ou seja, apesar de já ter data para voltar a Manaus, essa não é a vontade de Rebeca.
Rebeca está animada para treinar com grandes treinadores e ciclistas (Foto: Aguilar/A Crítica)

A ciclista diz que poderia fazer o ciclo olímpico no Brasil, mas que na França pode ter muito mais apoio. “A cultura lá é outra. Aqui ainda tem gente que passa por mim e fala: - vai trabalhar! Então, ainda tem essa falta de respeito com o ciclismo, no Brasil”, desabafou.

Rebeca acredita que na França sua preparação será muito melhor e sua evolução vai ser mais rápida.
“Aqui, nós chegamos a um ponto em que nos perguntamos: - e agora, para onde eu vou? E lá, acredito que vou encontrar esse nível a mais”, diz.

Entre 9 a 18 de fevereiro, Rebeca participará de um training camp, no sul da França, com as demais meninas da equipe. “Lá, o técnico vai querer descobrir qual será a função de cada uma, e escolher quem irá correr as principais corridas, mas eu já sei que irei correr as 10 etapas da Copa da França”, disse.

Mas a ciclista não ficará apenas no território gálico. “Também vou participar de algumas provas que não são da Copa da França, mas estarão no calendário francês, e outras que existirem em toda a União Europeia”, completa.

FAMÍLIA

Rebeca começou a se dedicar ao ciclismo, em 2013, pouco mais de um ano após o nascimento do seu filho, Mateus, de 5 anos. Para ir morar na França, ela precisará ficar longe do filho, do esposo e de toda a família, e conta que não será nada fácil. “Vai ser difícil, mas quando a gente tem um objetivo, abrimos mão de algumas coisas que a gente gosta muito, para chegar lá. Eu já passei períodos de um mês, dois meses longe deles, e foi cruel, essa é a palavra, e quando eu voltei e dei um abraço no meu filho, foi coisa de outro mundo, mas estou pensando nas próximas duas olimpíadas, pois tenho o sonho de estar nelas”, explica. Mas, Rebeca conta que pretende levar a família para a França depois que conseguir se estabelecer. “Quero levá-los, para que a gente construa esse caminho juntos”, disse.

Rebeca ficará longe da família para treinar e competir no exterior (Foto: Aguilar/A Crítica)


Seu técnico e esposo, Gil Machado Jr. treina ciclistas há muitos anos, e expressou o sentimento que fica ao ver sua atleta e esposa conquistar essa oportunidade. “A Rebeca é a soma de toda a aprendizagem que acumulei durante anos, é fruto da experiência que adquiri ao dar treino para tantos ciclistas, e ela representa tudo isso”, disse.

Apoios

Rebeca irá morar com outras duas meninas da equipe, a princípio, e depois irá morar no apartamento que está ficando pronto para o grupo. A alimentação também será disponibilizada pela equipe UVCA Troyes, mas Rebeca quer se precaver. “Eles vão dar o apoio, mas sei que não posso ir para lá dependendo 100% da equipe, então estou pedindo ajuda dos amigos, para ter uma reserva para levar”, disse.

Para isso, Rebeca criou uma vaquinha na internet, pedindo doações para custear a viagem e outros custos mensais de sua estadia na França. “Várias pessoas estão depositando daqui, de São Paulo, de Belém, a família ajuda, enfim, todos estão buscando ajudar de alguma forma, às vezes, não com dinheiro, mas compartilhando a campanha para que outras pessoas possam contribuir”, disse. O site para contribuir com Rebeca é www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-a-atleta-brasileira-a-competir-na-europa.

Rebeca ainda precisa de subsídios para a viagem, mas conta com o apoio das empresas e amigos: Alta Estação Turismo, TV A crítica, Oggi Bikes, Herbalife, Academia Morada Fitness, Nutrobodyperformance, Bia Dantas (odontóloga), Dr. Luiz Salama, e Eliane Lima Fisioterapeuta, Ofice bike, Body Shape e Bioexata
-
Fonte: http://www.acritica.com/channels/esportes/news/rebeca-fonseca-vai-para-a-franca-integrar-equipe-profissional-de-ciclismo-em-busca-do-sonho-de-chegar-as-proximas-olimpiadas

0 comentários: