NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Tirar a bicicleta de casa pode prevenir e até curar doenças como depressão e ansiedade

Muito além de conquistar um corpo sarado e economizar com gasolina, quem anda de bicicleta garante uma série de benefícios para o bem-estar físico e mental do organismo. Segundo Fábio Cardoso, especialista em Medicina do Esporte, pedalar regularmente é investir em uma vida mais saudável no médio e longo prazo.
— A Organização Mundial de Saúde (OMS) diz que para sermos considerados não-sedentários precisamos de 150 minutos de atividade física moderada por semana. São 30 minutos por dia. A bicicleta é uma forma interessante de colocar isso em prática porque é um exercício democrático, que pode ser praticado por pessoas com condicionamentos físicos diferentes — afirma. O ciclismo ao ar livre também pode ser a solução para desestressar. De acordo com Catarina Gewehr, doutora em Psicologia Social e professora da Furb, a atividade estimula os três processos responsáveis pelo bom funcionamento cerebral: atenção, memória e percepção.
— A bicicleta trabalha a dinâmica aeróbica e mental ao mesmo tempo: você aumenta a capacidade respiratória e cardiovascular e consequentemente intensifica o bom funcionamento do cérebro — aponta.
___Os que precisam abandonar o sedentarismo e eventualmente fazer as pazes com a balança — evitando problemas nas articulações e na coluna — podem contar com a bicicleta. A fisioterapeuta Claudia Wanderck explica que a atividade não exerce impacto sobre articulações, músculos e tendões, facilitando a execução para pessoas com problemas articulares. Ela recomenda começar com passeios curtos em terrenos planos:
— Assim a pessoa aumenta a capacidade cardiovascular sem afetar tornozelos, quadris e joelhos. Há ainda o diferencial das variações de marcha, que tornam possível intensificar o fortalecimento muscular — destaca

0 comentários: