NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Wiggins admite uso de substâncias proibidas, mas sublinha que não é trapaceiro

___O ciclismo volta a debater-se com um problema de doping, desta vez com Bradley Wiggins, vencedor do Tour de França em 2012 e medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres, em contrarelógio no mesmo ano, além de várias outras vitórias, admitiu, em entrevista à BBC, ter consumido triamcinolone, uma droga poderosa e banida por ser considerada doping.
___Os dados médicos do ciclista, assim como de outras figuras mundiais do esporte, foram revelados por um grupo de hackers russos, e abriram um novo debate sobre o doping no esporte. Wiggins, porém, sublinhou que não é trapaceiro e destacou que o uso do medicamento foi autorizado e serviu para se colocar ao nível dos restantes ciclistas.
"Sofro de asma há muitos anos e consultei, com o médico da minha equipe, um especialista para ver como se podia curar essa situação. Este medicamento foi a cura para uma situação médica, não foi uma maneira de ganhar uma vantagem injusta. Foi para colocar-me num nível em que pudesse competir com todos os outros ciclistas do pelotão", revelou.
___O ciclista de 36 anos destaca que viveu vários problemas respiratórios, derivados da asma, em 2012 e que foi isso que o levou a procurar soluções médicas mais eficazes.
___O uso de substâncias deste gênero, proibidas, pode ser autorizado em casos excepcionais em que seja clinicamente necessário.
-
Fonte: http://www.ojogo.pt/modalidades/ciclismo/noticias/interior/wiggins-admite-uso-de-substancias-proibidas-mas-sublinha-que-nao-e-batoteiro-5407945.html

0 comentários: