NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Paranaense quer usar conhecimento de SP para triunfar na 9 de Julho

___Pedalar pelas ruas de São Paulo não será uma novidade para Ana Paula Polegatch, da equipe Memorial de Santos, na 70ª edição da Prova Ciclística 9 de Julho. A atleta mora e treina na capital paulista e espera que seu conhecimento da cidade a ajude a vencer a corrida
___Um dos eventos ciclísticos mais tradicionais do Brasil, a Prova Ciclística 9 de Julho terá sua 70ª edição no sábado 9 de julho, unindo profissionais e amadores. Serão 3.500 atletas, divididos em três categorias: 2.000 na aspirantes mil na elite masculina e 500 na elite feminina.
“Conheço o percurso, já dá para fazer um mapa na cabeça e traçar uma estratégia”, afirmou a ciclista paranaense, que reside em São Paulo há dois anos e também já viveu em Santos, sede de sua equipe.
___A edição de 2016 será a segunda consecutiva da 9 de Julho nas ruas de São Paulo depois de temporadas dentro do Autódromo de Interlagos. A elite masculina completará quatro voltas em um circuito montado por vias que geralmente são utilizadas por carros e estarão fechadas para a prova.
___A largada e a chegada são na Avenida Lineu de Paula Machado. A primeira volta tem 28,3km. As três seguintes, 22,7km cada, totalizando 96,4km. Os aspirantes farão apenas a volta de 28,3km. A elite feminina dá uma volta a menos, com 73,7km de percurso.
“Esse é o maior atrativo da prova. Muitos amadores se inscreveram porque passam todo o dia ali de carro e ficam pensando como seria legal na corrida”, avaliou a paraense, celebrando também o fato de contar com público acompanhando as disputas na rua. “Uma prova assim incentiva a torcida a ver a corrida e para os ciclistas é muito mais empolgante”, completou.
-
Fonte: 

0 comentários: