NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Brasileiros têm bons resultados no Mundial de MTB XC/DH e na Copa de BMX


. O último fim de semana foi agitado para o ciclismo brasileiro, que entrou em ação em todas as modalidades olímpicas. O Mundial de Mountain Bike, no principado de Andorra, foi o destaque, e o Brasil conseguiu chegar ao top 30 tanto entre os homens quanto entre as mulheres, com Henrique Avancini e Raiza Goulão. No Downhill tivemos uma boa participação no qual Lucas Borba foi o brasileiro mais bem colocado. O país também conseguiu um bom resultado na etapa de Santiago del Estero da Copa do Mundo de BMX, somando pontos importantes no ranking olímpico. O Brasil ainda encerrou sua participação no Campeonato Pan-Americano de pista com dois bronzes. Na estrada, Caio Godoy se destacou ao vencer o GP de Coligny, na França.

MOUNTAIN BIKE
. Principal competição. da temporada de mountain bike, o Mundial de Vallnord, no principado de Andorra, foi marcado pelas fortes chuvas. Apesar de sofrerem com problemas mecânicos comuns na modalidade, os brasileiros conseguiram bons resultados. Recuperado da lesão que o tirou do Pan de Toronto, Henrique Avancini largou bem, se manteve no top 20, mas perdeu posições no final e acabou na 26ª colocação.
http://s2.glbimg.com/igXeW9Ew1DrSGGcXd95yp1Ha3Rw=/0x0:800x533/690x460/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2015/09/08/avanciniii.jpg- Finalmente uma boa performance depois de tantos problemas. Fiz uma prova sólida, sempre no top 20, mas tive dois azares mecânicos, que fazem parte do contexto, e perdi um precioso tempo. Estou ainda mais contente porque tanto a pista como as condições não são o meu forte - disse o ciclista, que foi ouro no Campeonato Pan-Americano.
. Vale ressaltar que os países podem inscrever muitos ciclistas no Mundial, enquanto o máximo que podem classificar para as Olimpíadas são três entre os homens e dois entre as mulheres. Assim, Henrique avançaria pelo menos cinco posições se a disputa fosse nos Jogos.
. Entre as mulheres, Raiza Goulão completou a prova na 28ª colocação, enquanto Isabella Lacerda sentiu a altitude e foi a 53ª colocada.
Os títulos ficaram com o suíço Nino Schurter e a francesa Pauline Prevot.

DOWNHILL
https://fbcdn-photos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xat1/v/t1.0-0/p480x480/11999093_867229906666228_5236857697883128348_n.jpg?oh=8be187d8574d746aa4c6bd6cdd45c642&oe=566E0D97&__gda__=1450524907_92bb990375c66d7af98802489c817925. Nesta modalidade os brasileiros deram o sangue, o mal tempo judiou de todos os atletas tornando a descida muito mais difícil e fazendo ocorrer muitos problemas mecânicos, mas mesmo assim apesar dos percalços, o Brasil tevem uma boa participação, Lucas Borba em 51o. colocado, Roger Vieira em 52o., Bernardo Cruz em 59o., Markolf Berchtold em 65o. e Lucas Bertol na 87a. colocação.
. Foi incrível vitória do francês Loic Bruni no Mundial de Downhill. Porque incrível? Por que o piloto vinha acumulando excelentes resultados, mas nunca tinha chegado ao lugar mais alto do pódio. Certamente ele não imaginava que sua primeira vitória seria justamente no mundial!
. Seguido do francês, ficou o sul-africano Greg Minnaar e em terceiro Josh Bryceland. No feminino, a favorita Rachel Atherton levou mais um mundial, seguida de Manon Carpenter e Tracey Hannah.

BMX
http://s2.glbimg.com/qjj9Yj-P55p8c2T2511V806ytHU=/0x0:1200x800/690x460/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2015/09/08/renato.jpg. Em Santiago del Estero, na Argentina, a seleção brasileira de BMX conseguiu o seu melhor resultado em uma etapa da Copa do Mundo termos de pontos para corrida olímpica.
. Renato Rezendo foi o melhor do país, parando na semifinal e fechando na 10ª colocação. Anderson Ezequiel foi o 21º colocado e Rogério Reis o 36º O Brasil ainda teve na disputa Gabriel Reis (70º), Leonardo Caze (79º) e Lucas Souza (87º). O britânico Liam Phillips levou o título.

- Foi o melhor resultado do ano da equipe brasileira masculina na somatória de pontos em uma única corrida do ranking mundial. Para melhorar, países que estão na nossa frente na corrida pela classificação olímpica, como Letônia e Argentina, fizeram menos pontos que o Brasil. Uma campanha excelente para o time brasileiro, que está cada vez mais forte, unido e motivado para os próximos desafios - disse Guilherme Pussieldi, técnico da seleção.
. Entre as mulheres, Priscilla Carnaval foi a melhor brasileira, na 20ª posição. Bianca Quinalha ficou na 27ª colocação. A campeã foi a colombiana Mariana Pajon.

PISTA
http://s2.glbimg.com/BWhPVKKYTfXv43fLhZOsa0-DKMo=/0x0:700x448/690x442/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2015/09/08/kacio.jpg. Em Santiago, no Chile, a seleção brasileira de pista fechou o Pan-Americano da modalidade na 10ª colocação, com dois bronzes, o mesmo número de medalhas que conquistou no Pan de Toronto. A equipe de velocidade formada por Flávio Cipriano, Kacio Fonseca e Hugo Osteti repetiu a terceira colocação conquistada no Canadá, ficando atrás da Venezuela e do Canadá. A outra medalha foi de Kacio Fonseca, que surpreendeu com o bronze da prova de keirin, atrás do colombiano Fabian Zapata e do venezuelano Herosny Canelon.. Bronze no Omnium em Toronto, Gideoni Monteiro iniciou bem a disputa, fechando o primeiro dia na segunda colocação. O brasileiro, porém, não conseguiu manter o ritmo no segundo dia, e acabou apenas na oitava colocação.
- Chegamos a três finais e conquistamos duas medalhas. Além disso, nos mantivemos dentro do Top 10 em praticamente todas as provas, o que demonstra um grande amadurecimento da equipe e uma ótima produtividade nos principais eventos continentais da temporada. Certamente a preparação feita no CT de Maringá, e no Centro Mundial de Ciclismo, na Suíça, através do Projeto de Intercâmbio da CBC (Confederação Brasileira de Ciclismo) surtiram efeito, colocando os atletas em um novo patamar. Estamos no caminho certo para classificar para os Jogos de 2016. Os próximos desafios serão as etapas da Copa do Mundo 2015/2016 - disse Emerson Silva, técnico da seleção.
ESTRADA
http://s2.glbimg.com/UDoM0zi49ZhLMOel-DZXxY5CmJU=/0x0:628x399/400x254/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2015/09/08/caio.jpg. Nas provas de estrada, o destaque foi Caio Godoy. O ciclista, que está na Europa pelo projeto de intercâmbio da CBC, conquistou o título do GP de Coligny. Ele completou os 110km em 2h38m11s e conseguiu a vitória apenas na arrancada final.
- Conseguir atacar na última subida, que tinha aproximadamente 3km, e consegui me manter na frente com mais um adversário até o final. Na chegada acreditava muito na vitória e acabou dando certo. Quero agradecer a todos pelo apoio, principalmente meu pai, que está fazendo aniversário hoje e quero dedicar essa vitória para ele - disse Caio.
-
Fonte: http://globoesporte.globo.com/ciclismo/noticia/2015/09/brasileiros-tem-bons-resultados-no-mundial-de-mtb-e-na-copa-de-bmx.html

0 comentários: