Campeonato Paranaense de DH 2019
7º Desafio de Cicloturismo da Santa do Paredao
}
NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Ciclistas Specialized competem em prova de longa duração nos Estados Unidos

# Viviane Favery e Loris Verona Junior enfrentam neste sábado (15) mais de 160 km de trilhas na Leadville Trail 100 MTB. No Brasil, Érick Bruske compete na 8ª Volta Ciclística de Brusque.
-
http://www.maxpressnet.com.br/imagem/view.aspx?arquivo=Imagem/776973_1.jpg&largura=520&altura=400&xt.jpg&c=Conteudo. Pedalar por mais de 160 km com 3.900 metros de subidas acumuladas, em uma altitude média de 3.000 metros. Esse será o desafio da dupla Viviane Favery (Specialized Factory Racing Team) e Loris Verona Junior (Embaixador Specialized), neste sábado (15), durante a edição de 2015 da Leadville Trail 100 MTB, no Colorado (EUA). No Brasil, o atleta júnior Érick Bruske, da AOO Specialized, também representa a marca norte-americana, na 8a. Volta Ciclística de Brusque, sábado e domingo (16).
. Apesar de o Brasil não ter locais similares ao da Leadville Trail 100 MTB para treinamento, com altitudes variando entre 2.800 a 3.700 metros, a dupla buscou fazer em solo brasileiro uma preparação física simulando os desafios que serão encontrados no Colorado. "No Brasil você pode simular a quilometragem, a altimetria, o terreno, fazer treinos para melhorar o VO2, mas mesmo com tudo isso, você sofrerá com a falta de oxigênio no local da competição", destaca Loris.
"Depois de vencer o Warm Up do Brasil Ride meu foco passou a ser 100% a Leadville. Esse preparo significou, basicamente, melhorar ao máximo minha eficiência na zona 3 de intensidade, ou seja, o objetivo era conseguir andar o máximo de tempo possível perto do meu limiar (limite de divisão entre metabolismo essencialmente aeróbio e metabolismo essencialmente anaeróbio). Para isso, treinos mais longos, com muita subida e com pouca ou quase nada de trilha, foram realizados", explica Vivi.
. Se no Brasil as altitudes encontradas no desafio norte-americano não fazem parte na geografia local, a alternativa escolhida pela dupla foi realizar um grande período de aclimatação. "O maior desafio em Leadville não é a distância ou o acumulo de subidas, mas sim a altitude. É uma das cidades mais altas dos EUA, a 3.500 m do nível do mar. O corpo precisa se adaptar à menor quantidade de oxigênio no ar", avalia Vivi. "Chegamos com dez dias de antecedência em busca de aclimatação para minimizar os efeitos da altitude e isso tem sido positivo, pois nota-se diferença entre os primeiros dois ou três dias para o sexto em diante", conta Loris.
. Troca de experiência e conhecimento - Enquanto Loris já disputou a prova em 2014, Vivi fará sua estreia na competição. "A Leadville Trail 100 MTB não é uma prova de mountain bike tradicional, e tem uma característica peculiar: seu percurso é 80 km indo e 80 voltando pelo mesmo caminho. É preciso ter sabedoria para encontrar um ritmo forte, mas não forte demais. Depois de superar os primeiros 20 a 30 km de prova, preciso focar no meu próprio ritmo, e vou utilizar muito os dados de frequência cardíaca e potência para isso" relata Vivi.
"Essa prova é uma pedreira. Corri aqui no passado e sai com um resultado bastante positivo, porque entre aproximadamente 1500 inscritos, larguei do último "curral" e consegui cruzar a linha com 8h02min entre os Top 70 da prova", relembra Loris. "Espero largar bem, pois estarei no bloco da frente este ano, colado com o campeão de 2014, o americano Todd Wells, da Specialized Factory Team USA. Espero completar a prova entre os 40 primeiros e tentarei fechar com o tempo próximo a 7h30", completa.
. Na competição, os dois atletas terão as melhores bikes e equipamentos para a prática do mountain bike. Loris irá pedalar com a S-Works Epic World Cup, uma bike de baixo peso e full suspension, com a tecnologia Brain. "Ajuda nas descidas, mas é simplesmente incrível nas subidas, porque possibilita manter a roda traseira colada no chão o tempo todo. Isso é traduzido em tração e economia de energia", enaltece Loris. Vivi usará sua S-Works Era, definida por ela como "A parceira ideal para toda obra. Leve e confortável, segura e arisca".
-
. 8ª Volta Ciclística de Brusque - Atleta da AOO Specialized, Érick Bruske irá disputará sábado e domingo a Volta Ciclística de Brusque. Serão três provas do ciclismo de estrada nos dois dias. Na manhã da abertura, será realizado o contrarrelógio com duas voltas no circuito de 6,5 km para os ciclistas na júnior. Mais tarde, será a vez da prova de circuito, com 80 minutos de duração mais uma volta para sua categoria. No dia seguinte, a prova de estrada encerrará a competição, com 81 km, mesma quilometragem da elite e da sub-30.
"Estou iniciando minha preparação para as três últimas provas do ano, a Copa Balcarce na Argentina, em setembro, a Taça Brasil, em Rio das Ostras (RJ), no mês seguinte, e a última etapa da Copa Internacional de MTB, em Congonhas (MG), no mês de novembro. Minha treinadora e eu definimos que seria bom variar um pouco e correr em ciclismo de estrada para ganhar ritmo. Será uma prova forte e espero conseguir chegar entre os três primeiros", define Érick, que pedalará com a bike Allez Comp Race.
-
Fonte: http://www.maxpressnet.com.br/Conteudo/1,776973,Ciclistas_Specialized_competem_em_prova_de_longa_duracao_nos_Estados_Unidos,776973,13.htm

0 comentários: