NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

SRAM está desenvolvendo um Grip Shift eletrônico para MTB

. A SRAM, que deu início aos Grip Shifts há 30 anos, está desenvolvendo um sistema de Grip Shift eletrônico para MTB.
. Os registros de patente foram divulgados pelo site Bike Rumor e mostram um sistema de passagem de marcha, com um passador giratório (16), que, de acordo com o site que divulgou, possui sistema Relativamente Indexado de passagem de marcha.
http://www.praquempedala.com.br/blog/wp-content/uploads/2015/02/SRAM_Grip_Shift.gif
. Isso significa que é diferente dos sistemas convencionais de passagem de marcha. Os atuais cambios, são absolutamente indexados, ou seja, o mesmo número de passagens no passador deve ser igual o número de marchas disponíveis no câmbio. Se você subir as marchas, vai chegar uma hora que o passador vai travar, pois acabaram as marchas.
. Já no sistema Relativamente Indexado, o passador funciona como esses botões de volume de som, você pode vira-lo eternamente e a cada clique ele aumenta o volume até chegar ao máximo, mas ele não para de girar quando atinge o máximo. Isso pode ter uma vantagem na velocidade de passagem de marcha, quando você girar muito o passador, ele passará todas as marchas imediatamente.
http://www.praquempedala.com.br/blog/wp-content/uploads/2015/02/SRAM_Grip_Shif_02.gif
. Cada passagem de marcha será marcada por um clique, feito entre as partes 30 e 46 da figura 4 acima.
. A SRAM está meio “atrasada” na corrida dor grupos eletrônicos. Mas aparentemente está tentando saltar alguns degraus com essa inovação.
-
Fonte: http://www.praquempedala.com.br/blog/sram-esta-desenvolvendo-um-grip-shift-eletronico-para-mtb/

0 comentários: