NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Geometria da Bicicleta Seat tube, head tube e top tube não são indicadores para a definição do tamanho de um quadro.

. Conforto é uma parte essencial para o ganho de velocidade. Por isso, seu ajuste em uma bicicleta contribui para o conforto e consequentemente para o ganho em desempenho.

http://www.revistabicicleta.com.br/admin/fotosckfinder/images/materias-semana/geometria-da-bicicleta/geometria-da-bicicleta-01.jpg. A Cervélo tem utilizado uma geometria baseada em Stack & Reach. Stack é o comprimento vertical desde a caixa do movimento central (bottom bracket) até o tubo superior (top tube). Reach é o comprimento horizontal desde a caixa do movimento central até o centro da caixa de direção (head tube). Veja as medidas na figura 1.
. Qual a vantagem desse sistema em relação às formas tradicionais que temos para geometria de bicicletas? De que forma isso é utilizado para definir o tamanho do quadro?
. O que vai definir o seu encaixe na bike é a posição do selim e do guidão em relação à caixa do movimento central. Não há um ajuste diferente, apenas uma maneira diferente de ver o tamanho do quadro.

Tubo do selim (seat tube)
http://www.revistabicicleta.com.br/admin/fotosckfinder/images/materias-semana/geometria-da-bicicleta/geometria-da-bicicleta-02.jpg. Era utilizado o comprimento do tubo do selim para definir o tamanho do quadro (frame size). Mas esse comprimento não define o ajuste do ciclista. Na figura 2, você pode ver dois quadros, um cinza e outro preto, que têm a mesma forma, mas diferentes comprimentos do tubo do selim. O quadro B é mais curto do que o quadro A, mas basta elevar o selim para alcançar a mesma posição. Imaginando que B seja um quadro 52 e A um quadro 54, com um simples ajuste de selim você obterá a mesma posição, mesmo utilizando dois quadros de tamanhos diferentes.

Tubo da caixa de direção (head tube)
. Ainda analisando a Figura 2, observe o comprimento do tubo da caixa de direção. Na altura temos uma janela menor de ajuste quando comparado à janela de ajuste de altura do selim. Assim, alguns recomendam comparar os comprimentos do tubo da caixa de direção. Mas você pode observar que o garfo pode ser maior ou menor, fazendo com que o tubo da caixa de direção fique mais alto ou mais baixo. O mais interessante é que o comprimento da espiga do garfo, a altura da caixa de movimento central com relação ao eixo das rodas (bottom bracket drop) e até mesmo o formato dos rolamentos afetam o comprimento do tubo da caixa de direção. Em outras palavras, a medida C da figura é menor do que D, mas sua posição pode ser a mesma, desde que essas outras variáveis o projetem para cima.
.  Com essa análise pode-se concluir que o comprimento do tubo do selim, do tubo da caixa de direção e do tubo superior não são indicadores para a definição do tamanho de um quadro. Eles são indicadores incertos, inseguros, duvidosos, imprecisos para um ajuste do ciclista na bike. É por isso que a Cervélo diz ter passado a desenvolver a geometria dos seus quadros a partir das medidas do Stack & Reach.

http://www.revistabicicleta.com.br/admin/fotosckfinder/images/materias-semana/geometria-da-bicicleta/geometria-da-bicicleta-03.jpg

Mapeando o Stack & Reach
. Vamos analisar os números de Stack & Reach para diferentes tamanhos e marcas de bicicleta. Fica fácil observar o quão bem os vários tamanhos servem a uma variedade de pilotos. Lembrando que o mapeamento Stack & Reach é o mesmo que comparar a posição do tubo da caixa de direção em relação à caixa do movimento central. Veja a Figura 3.




A Figura 4 apresenta um zoom na área perto do tubo da caixa de direção.

http://www.revistabicicleta.com.br/admin/fotosckfinder/images/materias-semana/geometria-da-bicicleta/geometria-da-bicicleta-04.jpg. Observe que em algumas marcas, quanto maior o quadro, mais alta a caixa de direção. Já em outras marcas isso não acontece.
. Dessa forma, embora exista uma tendência de quadros serem geralmente longos e altos, ou curtos e baixos, ainda assim é possível encontrar marcas e modelos que trazem quadros curtos e altos, curtos e baixos, longos e baixos ou longos e curtos.
. Lembre-se de que quanto mais alto o quadro, mais o tubo da caixa de direção fica próximo ao piloto.
. Com essa enorme diversidade de geometrias, o ciclista não precisa construir uma bicicleta própria para si. Hoje, é possível que o Fitter (profissional em Bike Fit) lhe ajude a escolher qual a melhor geometria para a sua constituição antropométrica, capacidade motora e grau de flexibilidade.
. Com o mapeamento do Stack e Reach também é possível explicar porque, às vezes, mesmo que duas pessoas tenham a mesma altura e cavalo, que é o comprimento do entre-pernas, uma bicicleta fica pequena para uma e adequada para outra, ou adequada para uma e grande para outra.
. Na Figura 5, a faixa de tamanho típico abaixo mostra que os três tamanhos menores não trazem o tubo da caixa de direção mais para perto do piloto. Apenas o tubo do assento é mais íngreme (o fabricante pode publicar um comprimento do tubo superior mais curto), e se essas medidas tivessem seguido uma proporcionalidade, o problema seria resolvido com a adição de espaçadores e aumento do grau de inclinação da mesa. Por isso alguns ciclistas utilizam uma grande quantidade de espaçadores abaixo da mesa e com mesas com graus positivos.

http://www.revistabicicleta.com.br/admin/fotosckfinder/images/materias-semana/geometria-da-bicicleta/geometria-da-bicicleta-05.jpg
. Então, como você pode saber se um modelo realmente fica pequeno, grande ou adequado para você?
. Não existe outra maneira a não ser por meio de uma consulta a um Fitter, pois quanto menor o Reach, maior o ângulo do tronco ao solo e menor o ângulo de abertura do braço em relação ao tronco. . Mas isso só é possível quando mantemos a mesma medida do Stack. Como essas duas medidas sempre mudam juntas, as correlações são infinitas. Por exemplo: se diminuirmos o Reach e diminuirmos o Stack, o ângulo de abertura do braço em relação ao tronco continuará diminuindo, mas o grau de inclinação do tronco em relação ao solo diminuirá ao invés de aumentar, e vice-versa.
. Quando avaliamos os quadros da Cervélo na Figura 6, observamos que o tubo da caixa de direção se aproxima do piloto à medida que diminuímos o tamanho do quadro na mesma proporção. A empresa afirma que para determinar os tamanhos de quadro necessários para atender a toda a população, reuniu dados antropométricos dos padrões e dimensões tomados pelo Departamento de Defesa e Ministério de Defesa do Reino Unido (1987) e dos EUA (1988). Através desses dados, a Cervélo buscou combinações que criam as posições de pilotagem de acordo com os dados biomecânicos, constituindo uma variedade de tamanhos capazes de atender 98% da população
-
Fonte: http://www.revistabicicleta.com.br/bicicleta.php?geometria_da_bicicleta&id=4546

0 comentários: