NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Tricampeão nacional de mountain bike Robson Ferreira foca em treinos XCO por vaga olímpica

# Carioca Robson Ferreira revela desejo de estar em 2016, mas elenca: mudança de treinos, patrocínios e forte concorrência. Apesar de meta difícil, ele não joga a toalha.
-
http://s2.glbimg.com/lqBTBl58pkbAM23PPJSwYkpdY6Y=/1650x0:4707x3264/400x427/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2014/10/19/dsc05192.jpg
. Os três títulos nacionais de Robson Ferreira no estilo maratona do ciclismo de mountain bike mostram o quanto o carioca de 34 anos é cascudo ao encarar trechos quilométricos que exigem resistência em provas de longa duração. Com o tetracampeonato da modalidade a caminho, o atleta repensa uma maneira de começar em 2015 um projeto de buscar uma vaga nos Jogos Olímpicos do Rio através das seletivas da Confederação Brasileira. Assim como encarar subidas de 1.700m, desviar a bike de pedras e passar por trechos de areia e rios, Robson terá um acidentado caminho se quiser estar em 2016.
. O primeiro deles é mudar os focos dos treinos da XCM (Cross Country Maratona) para a XCO (Cross Country Olímpico), estilo de circuito fechado com duração entre 1h30min e 1h45min. Por isso, a categoria envolve mais explosão e fortalecimento muscular do atleta. O segundo é encontrar patrocínios para disputar competições internacionais e somar pontos que o credenciem à disputa olímpica.
- A seletiva para 2016 está aberta, mas atletas que não têm estrutura boa de patrocínio não podem competir em torneios internacionais, aqueles que contam pontos. Meu treino agora está focado em provas XCO para começar bem 2015 e somar pontos. A XCO é uma competição mais dinâmica, pois sempre andamos no nosso limite, bem diferente da XCM que podemos nos poupar em alguns trechos andando em pelotão. Para 2016, acredito que tenho algumas barreiras no meio do caminho. Faço minha parte, que é a preparação. Se tiver que ser, Deus vai colocar alguma coisa no meu caminho – comentou Robson.
. Robson chegou a disputar a seletiva para Pequim, em 2008, perdendo a vaga para Rubens Donizete Valeriano, o Rubinho - prata nos Jogos Pan-Americanos Rio 2007. A concorrência forte é outro obstáculo para o carioca que não joga a toalha.
- Sonho de todo atleta é representar o Brasil nas Olimpíadas e já estive perto. Na seletiva para os Jogos de Pequim, fiquei em terceiro logo após as três etapas e quem venceu foi o Rubinho, meu parceiro na época de equipe. Fiquei perto do meu objetivo, foi um pouco frustrante até porque estava com bom condicionamento físico, mas pequei no psicológico e o nervosismo me atrapalhou um pouco. A seletiva para 2016 está aberta para quem quiser correr atrás. Eu vou, é algo distante, mas não impossível.
. Robson Ferreira esteve em Picos, interior do Piauí, para participar da Picos Pro Race, prova válida pelo ranking brasileiro de mountain bike. Experiente, o atleta não teve trabalho para ser campeão do percurso de 60km, completando as trilhas em 2h33min.
-
fonte: http://globoesporte.globo.com

0 comentários: