...Mazobikers

-->

Através destas fontes você consegue acompanhar as principais provas do ciclismo mundial!

Clique em uma das Opções de Streaming para assistir...

Para fechar basta clicar no botão na referida Streaming...

As Transmissões do ciclismo feitas pela CyclingToday, EUROSPORT1 UK, EUROSPORT1 ES e EUROSPORT1 POR-PT iníciam-se sempre em torno de 09:00am.

Indicamos o uso do Browser BRAVE para que não haja aberturas de Popups/ADs.

Para o download do Brave Browser acesse aqui!


Ciclista colombiana que criou uniforme polêmico diz que cor foi trocada e que está surpresa com repercussão

http://www.paraiba.com.br/static/images/noticias/normal/1410883162572-ciclista-colombiana.jpg. A polêmica criada em cima do uniforme da seleção feminina de ciclismo da Colômbia, que cria uma ilusão de ótica e faz parecer que as as atletas estão “seminuas”, deixou a criadora da roupa surpresa. Integrante da equipe, Angie Tatiana Rojas, de apenas 22 anos, não imaginava que a peça poderia criar tantos problemas. Até porque já é usada há mais de nove meses.
. Em entrevista à “BBC Mundo”, a jovem afirmou que a cor da parte de baixo, que vai do umbigo até as coxas, era para ser dourada e não cor da pele. Por um problema na impressão, os uniformes saíram dessa forma, mas todos os patrocinadores aprovaram o desenho e a versão final da roupa. Somente agora, após a Volta da Toscana, na Itália, no fim de semana, que o uniforme chamou a atenção.
– A intenção era usar as cores oficiais de todos os patrocinadores. E a cor bege era, na verdade, para ser dourada, que é uma das cores de um deles. Mas o que se confeccionou ficou nessa cor bege. Como íamos competir em El Salvador, em fevereiro, decidimos deixá-lo assim mesmo. Não nos parece desagradável e necessitávamos do uniforme para competir, porque não tínhamos mais tempo – contou Angie Rojas, que ainda está na Itália com a equipe.
. A colombiana disse que na primeira corrida não houve reclamações por parte da organização. A equipe não esperava ganhar destaque mundial por causa do uniforme, em vez do desempenho nas pistas.
– Foi uma prova tão especial para a gente e para mim pessoalmente, porque nunca havia pedalado em terras europeias. Porém, mais do que incomodadas com a polêmica, nós estamos surpresas e curiosas. Talvez, pelo lugar que nos encontramos, não nos damos conta da magnitude do assunto. Há uma incerteza sobre o que irá acontecer quando chegarmos ao nosso país – falou a jovem.
http://extra.globo.com/incoming/13949316-961-a99/w448/ciclista-colombiana-uniforme-polemico.jpg 
. Por causa da polêmica, Angie Rojas não sabe se o uniforme continuará a ser usado. Ainda mais após o presidente da Federação Internacional de Ciclismo (UCI), Brian Cookson, se manifestar nas redes sociais e repudiar a escolha do uniforme, que chamou de “inaceitável” e “indecente”. A entidade vai investigar o caso.
– Ainda faltam algumas provas, acho que vamos ter que usá-los. A não ser que os patrocinadores ou novos patrocinadores que possam surgir queiram mudar após esse movimento que se formou – opinou.
A única certeza da ciclista e de suas companheiras é que, mesmo após a má repercussão que a peça ganhou, elas não vão desistir de lutar por conquistas no esporte.
– A polêmica não vai evitar que a gente siga competindo, representando o nosso o país e façamos o que mais gostamos, que é praticar o ciclismo de rua – falou.
-

Postar um comentário

[blogger]

Mazobiker

{google#Mazobiker}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget