NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Brasileiros fazem bonito no Mundial de Mountain Bike na Noruega

. Os atletas do Shimano Sports Team disputaram neste fim de semana (6 e 7), a principal competição da temporada, o Campeonato Mundial de Mountain Bike na Noruega.
. Em Hafjell, foram realizadas provas de Cross Country Olímpico, Sprint Eliminator, Downhill e Trial. Em duas delas, a marca foi representada pelos seus patrocinados no Brasil.
http://360graus.terra.com.br/biking/images/w_h/w_h_20140908083837.jpg. No Downhill, neste domingo (7), Bernardo Cruz (GT Bicycles/Shimano) concluiu na 44ª colocação. . No Cross Country Olímpico, Isabella Lacerda (LM/Shimano) foi a 51ª e Ricardo Pscheidt (Trek/Shimano) o 67º, ambos no sábado (6).
. O mineiro Bernardo Cruz disputou a final da modalidade e completou a descida em 3min37seg507, tempo que lhe garantiu a 44ª colocação no Mundial e confirmou o posto de melhor brasileiro na elite do Downhill. Além da colocação entre os melhores do mundo, Bernardo subiu 17 posições em relação ao Mundial de 2013, na África do Sul, onde foi o 61º.
"Fiz uma descida boa, mas acho que forcei muito no começo e não tinha tanto braço no final. Estou feliz, estava bem rápida a pista e todos estavam andando bem", avaliou Cruz.
. Além de Bernardo Cruz, outros três brasileiros competiram em Hafjell na elite da modalidade radical. O gaúcho Lucas Bertol foi o 60º, e os catarinenses Nataniel Giacomozzi e Lucas de Borba fizeram o 74º e 76º tempos, respectivamente.
. No Cross Country Olímpico, Ricardo Pscheidt conquistou o melhor resultado do País entre os homens, ao terminar na 67ª posição.
http://4.bp.blogspot.com/-vsstwhnGXHY/VA232lYWZZI/AAAAAAAA-e8/3JCk1lMVR9I/s1600/233335_434490_pscheidt_nataniel_giacomozzi.jpg"Sei que não foi um grande resultado em termos de colocação. Nos últimos dias me recuperei de uma gripe que peguei semana passada e senti que poderia ter rodado um pouco melhor. Mas, fico feliz por ter escapado sem nenhum tombo da loucura que foi a largada, pedalando no meio da poeira sem enxergar nada. Ter feito uma corrida sem erros e ter dado o máximo que eu poderia, mais uma vez representado o Brasil, é uma vitória", relatou o catarinense.
. Entre os brasileiros, Rubinho Valeriano foi 79º, Sherma Trezza, 84º e Henrique Avancini, 95º, devido ao pneu furado logo na primeira volta.
"Agradeço o apoio recebido por parte da comissão técnica da CBC, a grande assistência que recebi do Team Trek Internacional aqui na Noruega e principalmente ao meu treinador, Vitor Costa", lembrou Pscheidt.
. Sua companheira de seleção e Shimano Sports Team, Isabella Lacerda, não teve vida fácil. A ciclista mineira largou forte, mas na terceira volta, uma queda prejudicou sua performance.
"Na descida final do circuito, a roda da frente pegou uma raiz e cai com tudo no chão. Senti um pouco o ombro, mas estava disposta a lutar até o fim para conquistar meu objetivo", contou.
. Na quinta volta outro problema voltaria a complicar sua atuação. "Meu pneu traseiro furou, não sei se foi com o tombo, mas foi murchando até começar a dobrar nas curvas. A solução foi trocar a roda no apoio e continuar a prova", comentou.
"O tempo em que fiquei parada fez com que perdesse muitas posições e a chance de terminar a prova, pois fui cortada nos 80% terminando na 51ª colocação", concluiu.
. Bernardo Cruz, Isabella Lacerda e Ricardo Pscheidt são integrantes do Shimano Sports Team, grupo de 32 atletas das modalidades: BMX, Ciclismo de Estrada, Paraciclismo, Ultracicilismo, Mountain Bike Cross Country, Downhill e Enduro, além de Triatlo.
-
Fonte: http://360graus.terra.com.br/

0 comentários: