.
NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Raiza Goulão é a melhor brasileira da Elite na Copa do Mundo de MTB no Canadá‏

# Melhor colocada do País no ranking mundial, ciclista Soul Rider foi 41ª colocada na UCI World Cup, em Mont-Sainte-Anne, Canadá
-
http://surgiu.com.br/imagem/noticias/t8/164421/d882bc70e48725779f05c996a3ee3f52.jpg. A goiana Raiza Goulão confirmou neste domingo (3) a condição de melhor ciclista brasileira da Elite no ranking mundial da UCI (União Ciclística Internacional) no MTB Cross Country Olímpico. Na etapa de Mont-Sainte-Anne, em Quebec (CAN), da Copa do Mundo, ficou com a 41ª colocação, à frente de Erika Gramiscelli (43ª) e Isabella Lacerda (45ª). Com este resultado, somou pontos no ranking internacional, que definirá os participantes nos jogos Rio 2016. A atleta estará em Windham (EUA) para disputar no domingo (10) a sexta etapa da UCI World Cup.
"Foi mais uma importante experiência em minha carreira. Enfrentei um circuito muito duro, com subidas íngremes e técnicas, além de obstáculos naturais, que colocam nossa coragem à prova. Eram muitas raízes e pedras úmidas que testaram meu equilíbrio a cada volta", relatou Raiza Goulão. "Apesar de terminar na 41ª posição, fiquei muito feliz com o desempenho da minha Soul SL 929 Carbono. Estou testando um novo quadro. O design e a geometria estão surpreendendo. Acho que estamos no caminho certo", completou Raiza.
. Com seis voltas para a Elite Feminina, a prova contou com 57 atletas, as melhores de todo o mundo na modalidade. Após dificuldades no Start Looping (volta de apresentação) e na primeira volta, Raiza melhorou sua performance na sequência e impôs seu ritmo. "Consegui recuperar algumas posições a partir da segunda volta, mas as duras subidas, a cada volta, provocaram inchaço nas pernas, que foram queimando, e acabei caindo de produção na quarta, sem reação para subir. A corrida acabou para mim. Meu tempo aumentou em dois minutos e acabei sendo cortada nos 80%", contou.
. Apesar de não atingir sua meta de encerrar a prova sem ser cortada, quando a ciclista atinge 80% acima do tempo que a líder leva para dar a volta, Raiza preferiu destacar os pontos positivos da corrida. "Depois de realizar alguns treinos no circuito percebi que seria uma prova muito dura. Analiso esta etapa da Copa do Mundo de MTB como um grande aprendizado. Sei que tenho muito a crescer ainda. Quero agradecer ao Cadu Polazzo, meu treinador e técnico da seleção brasileira de MTB, ao Ruy Avancini, diretor técnico da Confederação, pelo apoio durante a prova e à CBC por nos proporcionar esta grande experiência", avaliou.
"Agradeço também à atleta Jaqueline Mourão e ao seu marido, o Guido, que estavam na torcida durante minha prova. Fiquei feliz em ver a Jaque torcendo por mim. Foi no projeto desenvolvido por ela, para buscar novos talentos no MTB nacional, que tudo começou a mudar em minha carreira. Tenho muito orgulho de dizer que um dia comecei incentivada por ela, principal nome do Mountain Bike brasileiro até hoje", finalizou. 
. Com sete etapas anuais da Copa do Mundo de MTB, a temporada de 2014 encerra-se neste mês de agosto, com a prova de Windham (EUA) e com a etapa final de Meribel, na França, no fim do mesmo mês. Em setembro, Hafjell - Lillehammer, na Noruega, recebe a última prova internacional do ano, o Campeonato Mundial de Mountain Bike.
-
Fonte: http://esporte.surgiu.com.br

0 comentários: