.
NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Dupla de aposentados se dedicam ao moutain bike; especialista aprova modalidade para idosos

. Um dia reservado ao sossego e com os pés para cima, no sofá de casa, seria uma forma convencional de imaginar o domingo de uma pessoa com mais de 60 anos. Mas não foi o caso dos aposentados Valdemar França, de 70 ano, e Geraldo Eustáquio, de 63, no último dia 9. A dupla deixou de lado o repouso, e os pés trabalharam muito sobre pedais enquanto os veteranos encaravam uma trilha de moutain bike de 32 km em Sobradinho. O trajeto sobre terra teve 7,67km de subida e 7,71km de descida, entre valas e pedras, seguido de um trecho em asfalto até chegarem ao destino final, a Vila Queima Lençol.
. Com pernas fortes, bem animados e sem aquela típica barriga que se acumula com a idade, Geraldo Eustáquio e Valdemar França pedalam seis dias por semana e tiram somente a segunda-feira para descansar. São eles quem incentivam o resto da família a praticarem atividades físicas e consideram o ciclismo um segredo para ter uma vida saudável. “Depois de uma certa idade, todas as ‘ites’ aparecem… Artrite, bursite, tendinite, não tem jeito, e a forma de a gente ir contra isso é nos exercitando e cuidando bem do nosso corpo”, diz Geraldo Eustáquio, entre risos.
. Os veteranos usam a própria história ao tentarem convencer amigos a deixarem para trás o sedentarismo. “Assim que me aposentei, fui direto para a mesa de um boteco e passava o dia todo lá, porque tinha tempo de sobra”, conta Valdemar França. Há 10 anos, em um exame de rotina, ele constatou ter colesterol alterado e gota. Depois, além de regular a alimentação e repetir exames trimestralmente, escolheu pedalar como forma de se exercitar. A identificação com a modalidade foi tanta que, com o tempo, o aposentado conquistou premiações importantes como ciclista: foi vice-campeão mundial de mountain bike, em Camboriú (SC), e campeão nacional da modalidade em 2013.
. Começar a pedalar mesmo depois de haver atingido idade avançada e ser chamado de “vovô” é perfeitamente possível na visão da fisioterapeuta Fernanda Rachid. “Mas, primeiramente, o idoso deve realizar exames de rotina para saber se não há nenhum impedimento à prática esportiva”, explica ela. De acordo com a especialista, o próximo passo é se preparar pedalando pequenos percursos, aprimorando o condicionamento físico e acostumando as articulações para evitar quedas e suas possíveis consequências.
. Adotando esses cuidados, é só aproveitar e descobrir as boas coisas que uma bicicleta pode oferecer. Isso o avô de cabelos grisalhos e pernas definidas Geraldo Eustáquio comprova até hoje. “Pedalar mudou meu corpo e a maneira de encarar as situações da vida”, recomenda. “Vamos pedalar, ainda há tempo pra aproveitar a vida!”
-
Benefícios
Seis motivos para o idoso começar a pedalar:
1. Diminuição do índice de massa corporal
2. Prevenção de doenças cardiovasculares
3. Ganho de equilíbrio
4. Aumento da capacidade pulmonar
5. Fortalecimento muscular
6. Melhora na qualidade de vida
-
Fonte: http://www.superesportes.com.br

0 comentários: