.
NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

STREAMING OFICIAL - Audio INGLÊS


STREAMING ESPN2 - Audio Português-BR

Pedale pelo mundo em cidades amigas da bike

- -_É barato, não contamina e faz bem ao corpo. Como se estes benefícios não bastassem, a bicicleta ainda permite um contato direto com as paisagens e as pessoaas. Hoje em dia, o estímulo ao uso desse transporte vai além dos limites de Paris. Muitas cidades turísticas oferecem a opção de aluguel de bike e incentivam o uso, com vias exclusivas, estacionamentos e descontos especiais.
- -_Por conta da geografia plana, Amsterdã, na Holanda, é um local adequado para o ciclismo. Tanto que cerca de 40% da locomoção é feita de bicicleta. A imagem surpreende quem chega pela primeira vez na cidade: enormes bicicletários, onde milhares (literalmente, milhares) de bicicletas aguardam a chegada de seus novos e temporários donos. O aluguel é corriqueiro e barato: a parir de 6,5 euros por três horas. Para casais com vontade de se divertir, há bikes para dois também.
- -_As ruas planas de Copenhagen, na Dinamarca, também favorecem os passeios dos ciclistas. Ainda, há um forte incentivo da prefeitura da cidade, que oferece de graça (diante de um depósito de dinheiro como garantia) as city bikes, que têm ainda um design charmoso. Estas bicicletas, que são mantidas por uma ONG dedicada à recuperação de dependentes, somente podem circular no perímetro urbano, sob risco de multa.
- -_O caso de Bogotá, na Colômbia, é diferente. A cidade vem fazendo um esforço considerável para incentivar uma cultura de uso da bicicleta, vista, inclusive, como uma solução para os problemas de trânsito. Aos domingos, são muitas as ruas fechadas para carros, e há um Dia da Bicicleta oficial, em novembro. Alem disso, há mais de 200 km de ciclovias (as "ciclorutas", como os colombianos chamam) e é fácil alugar bikes. Foi feita até uma disputa entre diferentes meios de transporte: na corrida, a bicicleta saiu bem na frente do carro e dos transportes coletivos.
- -_Montreal, no Canadá, orgulha-se por ser uma das mais amigáveis para os ciclistas no Continente. Recentemente, foram gastos US$ 134 milhões na renovação e construção de ciclovias, que hoje somam mais de 400 km. Bixi é o nome do programa de bicicletas públicas: compra-se um passe diário por u$ 5 (menos de R$ 10), que dá direito a uso ilimitado das bicicletas: é possível pegar uma bike em um bicicletário, usar e depositar em outro qualquer. O sistema, inventado na França, faz um grande sucesso no país. O circuito preferido pelos turistas é o que percorre o porto velho.
-
Fonte: Terra Turismo

0 comentários: