.
NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

«Fiquei marcado para o resto da vida» - Vinokourov

- -_Alexandre Vinokourov afirma poder conquistar mais uma grande Volta. Considera que suspensão por “doping” lhe deixou profundas marcas.
- -_A vitória na Volta a Espanha, em 2006, e as duas medalhas de bronze nos Campeonatos do Mundo de contra-relógio, em 2004 e 2006, constituem os principais feitos de Alexandre Vinokourov (Astana).
- -_Natural de Petropavlovsk, no Cazaquistão, foi um dos participantes nos recentes Critérium de Chihuahua e Challenge de Cancun, com os quais colocou ponto final na temporada. «A presença no México foi dividida entre a competição e o lazer. Foram provas sem grande responsabilidade, em final de temporada, às quais se juntaram alguns momentos de relaxe, algo raro na vida de um corredor», justificou-se a A BOLA o vencedor da 13.ª etapa do Tour, num perfeito castelhano do vencedor.
- -_«Voltei a sentir uma grande satisfação ao vencer uma etapa na maior corrida do mundo. No dia anterior estivera perto da vitória, acabando por ser uma frustração para mim e toda a equipa. Na chegada a Revel só podia ganhar atacando a corrida na parte mais difícil e deixando para trás os sprinters. Foi a confirmação de que estou de regresso e em condições de continuar em bom plano por mais alguns anos.»
- -_Vino, como é conhecido no pelotão, não gosta de falar da suspensão a que foi sujeito em 2007 por transfusão sanguínea homóloga: «O ano de 2007 pertence ao passado. Compreendo a missão dos jornalistas, mas não quero voltar a falar desses momentos. Fiquei marcado para o resto da minha vida. Senti que nem sempre era bem aceite no pelotão. Sofri imenso, paguei pelos meus erros, agora... deixem-me mostrar que ainda sou um corredor de topo».
- -_A parceria que fez com Alberto Contador na Astana, ao longo da temporada, não podia passar à margem da conversa com a A BOLA: «Alberto é o melhor corredor do mundo e tem todas as condições para continuar a sê-lo nos próximos anos. É inteligente, explosivo, talvez um pouco nervoso, mas não acredito que voluntariamente se tenha dopado. A situação que está a viver é muito delicada e não quero fazer comentários porque tenho a melhor das impressões. Vamos aguardar que se prove a sua inocência, para bem do ciclismo.»
-
Fonte: A Bola

0 comentários: