Banner do Campeonato Paranaense de DH 2019
-->
NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Giorgia Bronzini sagra-se campeã Mundial

:: Ela conquista seu 3o. Titulo em quatro anos de participação no mundial para a itália
-
- -_A Itália aumentou neste sábado o seu recente domínio nas provas de fundo femininas dos campeonatos do Mundo de ciclismo de estrada, graças a Giorgia Bronzini, que em Geelong, Austrália, deu à "squadra azzurra" o terceiro título de Elites em quatro anos.
- -_Bronzini impôs-se ao sprint à holandesa Marianne Vos e à sueca Emma Johansson, no final dos 127,2 quilómetros de percurso, composto por oito voltas a um circuito, onde a britânica Nicole Cooke e a alemã Judith Arndt viram a sua disputam pelo título anulada à 150 metros da linha de chegada, depois de terem realizado um fuga a cerca de seis quilometros da linha de chegada.
- -_Cooke, campeã em 2008, ano do seu título olímpico em Pequim, e Arndt, vencedora em 2004, foram apanhadas na reta final, com uma ligeira inclinação, e contentaram-se com o 4.º e 5.º lugares, respetivamente.
- -_Bronzini, foi campeã do Mundo por pontos, em pista, em 2009, remeteu a jovem Marianne Vos, de 23 anos, a uma nova medalha de prata, a quarta em outros tantos anos.
- -_"Tive de fazer uma escolha no sprint. Ou me lançava de longe, e corria o risco de perder a medalha de ouro, ou esperava, e Cooke e Arndt podiam muito bem atingir o seu objetivo", afirmou a holandesa.
- -_A camisa "arco-irís" acabou no corpo de Bronzini, de 27 anos, que foi terceira na edição de 2007, quando a sua compatriota Marta Bastianelli conquistou o ouro e agora sucede a Tatiana Guderzo, outra italiana, que tentou um ataque na última volta, mas sem êxito.
- -_"Disse as meninas, a Noemi (Cantele) e Tatiana (Guderzo), para tentarem fugir e, se não conseguissem, para trabalharem para mim no sprint", contou Bronzini, afirmando que o circuito era "difícil de interpretar". "Tudo depende da intensidade da corrida. Se tivesse sido dura de início, eu não teria hipótese e punha-me ao serviço da equipe", acrescentou.
- -_Emma Johansson, de 27 anos, ainda protestou por um sprint mal sussedido de Vos, pensando que a holandesa "tinha desviado a trajetória", prejudicando a sua progressão. "Depois, vi as imagens e percebi que não", reconheceu a sueca, vice-campeã olímpica, que chegou pela primeira vez ao pódio mundial, após um quinto lugar em 2007 e um quarto em 2008.
-
Fonte: Record

0 comentários: