Campeonato Paranaense de DH 2019
7º Desafio de Cicloturismo da Santa do Paredao
}
NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Investigação a doping chega à Europa e cerca Armstrong

Testemunhas vão ser convocadas perante um grande júri federal norte-americano.
-
- -_A investigação decorrente das denúncias de Floyd Landis sobre doping no ciclismo, em particular na US Postal, ex-equipe de Lance Armstrong, está andando em um ritmo acelerado para processos deste gênero. O inquérito já envolve a Interpol e autoridades policiais de países europeus. Nos EUA, os investigadores vão levar as testemunhas perante um grande júri federal.
- -_A investigação é comandada por Jeff Novitzky, da FDA (Food and Drug Administration, autoridade americana do medicamento e alimentação). Este agente trabalhava para o fisco quando participou no inquérito que visou o esquema de doping centrado nos laboratórios Balco e que levou à punição de várias estrelas do atletismo, como Marion Jones, que perdeu as cinco medalhas olímpicas ganhas em Sydney 2000.
- -_Jones foi desmascarada e chegou a cumprir prisão porque foi provado que prestou falsos testemunhos. Este é um cenário real para as testemunhas que forem convocadas perante o grande júri federal e correrem o risco de mentir. O New York Times descreve esta decisão como um passo significativo na investigação.
- -_O objectivo dos investigadores é verificar se havia dopagem sistemática na US Postal, como alegou Floyd Landis (único ciclista a perder o título da Volta à França por doping), descobrir como esse esquema era financiado e saber se a dopagem era facilitada, incentivada ou até fornecida pelos líderes da equipe - Armstrong, chefe da equipe, Johan Bruyneel, o diretor, Bob Stapleton, agente de Armstrong, e até outros ciclistas. A FDA não pretende ir atrás de quem se dopou, mas esse é um dos propósitos da Agência Antidoping dos EUA, que está a participar no processo.
- -_De acordo com o NY Times, vários ex-membros da US Postal já foram contatados por Novitzky, incluindo alguns ciclistas que nesta altura participam no Tour. Pelo menos duas das testemunhas já entrevistadas admitiram terem recorrido à dopagem no passado. George Hincapie, atualmente na BMC, foi um dos contatados por Novitzky, informação confirmada ao Wall Street Journal pela sua advogada, e deverá testemunhar quando regressar aos EUA.
- -_A investigação já alastrou à Europa, pois as principais corridas e atos de dopagem descritos por Landis ocorreram em países europeus e envolveram outras equipes. A Agência Mundial Antidopagem (AMA) facilita a comunicação com organizações antidoping, enquanto a Interpol intercede junto de autoridades judiciais , para ultrapassar burocracias e os limites jurisdicionais de cada agência policial. "A investigação está a alastrar bastante. Têm havido progressos significativos", garantiu David Howman, diretor-geral da AMA.
-
Fonte:
dn.sapo.pt

0 comentários: