Banner do Campeonato Paranaense de DH 2019
-->
NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

OFF ROAD BIKERS - XTERRA TIRADENTES - ETAPA ESTRADA REAL


- -_Mais uma competição em que a EQUIPE OFF ROAD BIKERS participou. Dessa vez foi a tão esperada e aguardada prova em Tiradentes - MG, o XTERRA. Já nos organizamos há alguns dias, há tempos que estamos planejando correr nessa prova.
- -_Tudo começou na sexta dia 15 de outubro, onde nos reunimos em minha casa para dar uma geral nas bikes, limpeza, regulagem e lubrificação. Feito a manutenção era aguardar o sabado para sair em direção ao nosso destino. Logo cedo nos apressamos e montamos as bikers no Doblo do Guilherme. Tudo pronto saimos.
- -_Fomos naquela espectativa, minha ideia de fazer uma boa prova já não era a mesma, pois a gripe que me pegou ainda estava me incomodando, uma tosse daquelas e ainda devido a gripe, não treinei na ultima semana. Guilherme e Bruno não estavam gripados, porem tambem não treinaram.
- -_Chegamos em Tiradentes por volta de 12:00 hs e já na chegada vimos a locomotiva a vapor que faz o trajeto Tiradentes a São João Del Rei parada na estação. Paramos para tirar algumas fotos e esperamos ela sair. Enquanto esperavamos, começou trovoes e logo uma chuvinha fina, vimos na net que a meteorologia previa 80% de chuva e isso nos animava. Partindo a locomotiva saimos em direção ao centro, o evento já rolava por la, nessa hora acontecia a prova de duatlhon, podemos observar que as bikes ja estvam chegando bem sujas, um indicio que o trajeto tinha lama. Nessa categoria acabou tendo como campeão pela segundo ano consecutivo, Ernani Souza.
- -_Acompanhamos a premiação e visitamos os standes da Merida, de algumas lojas que estavam por lá e tambem do atleta Hugo Prado Neto que levou sua assessoria em desempenho esportivo. Fomos almoçar e depois fomos para o hotel onde estavamos hospedados, para dar uma relaxada e se preparar para voltar a noite onde teria a prova night trail run. Chegamos na hora da largada e vendo todo aquele movimento de lanterninhas na cabeça acabou dando vontade de participar, quem sabe ano que vem participamos???? Era um percursso de 7 km e logo os primeiros colocados chegaram todos muito sujos, alguns ralados porque chovia e as ruas estavam escorregadias. Passado o movimento voltamos para o hotel, era hora de descansar, domingo iria ser puxado...
- - Clique nas imagens para AMPLIA-LAS --

... Aqui começa a parte que mais interessa. Acordamos cedo e ansiosos para o dia esperado. Alguns com palpitaçoes no coroção e outros com frio na barriga. Tomamos nosso café, onde acabamos conversando com outros bikers que estavam no mesmo hotel. Fizemos novas amizades.
- -_Terminado o café era hora de sair, do hotel mesmo saimos pedalando e já aquecendo até o local da largada. Nosso apoio (Vivian e Alice) foram no carro. Chegando no Village fomos colocar o chips nas bikers e se preparar para largar. Na concentração da largada uma surpresa, eram distribuidos energicos para os bikers, como não somos bobos, tratamos de garantir nosso Red Bull.
- -_Na largada acabei encontrando com um biker que troquei ideia pelo forum do pedal, tambem encontramos um amigo de Barra Mansa. Pontualmente foi dada a largada. Largada controlada de 6 km pelas ruas de pedra de Tiradentes. Essa largada controlada acabou comigo, sofri bastante com as pedras. Fomos até o ponto onde seria dada a largada oficial, nos agrupamos.
- -_Largamos. Voltamos em direção a largada promocional, porem dessa vez valendo. Continuei sofrendo com as pedras. Bruno disparou na frente, Guilherme foi seguindo e eu fui administrando mais atras. Passamos pelo local onde os espectadores ficaram para ver a gente passar, lá Vivian filmava nossa passagem e Alice fotografava. Nessa hora consegui alcançar o Guilherme. Não corriamos em dupla, mas pode-se dizer que corremos. Fizemos todo trajeto juntos, até que chegamos no single track travado e subindo. Avistamos o Bruno, neste momento todos empurravam, simplesmente não dava para pedalar, estava engarrafado.
- -_A partir dai deixamos o Bruno para tras e continuamos subindo. Só empurrando, empurrando. Superando raizes de arvores, erosoes, pedras. Estava um mormaço daqueles, comentamos que a previsão do tempo errou feio, entramos numa mata, onde a umidade relativa era altissima. Quando passamos pelo primeiro uphill, chegou enfim a descida, e que descida, num pasto gramado era só deixar descer. Era um misto de estrada com trechos em single track, veio ai as primeiras lamas.
- -_Chegando no primeiro ponto de apoio, tivemos uma otima surpresa, para cada bikers tinha uma garrafa de gatorade e agua a vontade para tomar, assim seguiu em todos pontos de agua (a organização esta de parabens pela distribuição de aguas, estava perfeito, sem regular agua e fresquinha). Como eu e Guilherme estavamos num mesmo ritmo resolvemos fazer toda a prova junto e segurar um pouco para esperar o Bruno e assim todos chegarem juntos. A prova estava perfeita até que no km 29... em uma descida muito violenta e muito tecnica o Guilherme disparou na frente, segui com mais cuidado porem deixando descer nisso o Bruno me alcançou, logo em seguida vimos o Guilherme se levantando todo atordoado, ele caiu muito feio.
- -_Nisso o Bruno parou bruscamente e eu que vinha atras tentei desfiar do Bruno e acabei esticando minha perna para mudar a trajetoria, oque resultou numa caimbra daquelas, desmontei no meio da trilha. Guilherme ainda atordoado começou a falar para eu sair da trilha para era impossivel eu estava travado, nisso o Bruno veio em minha direção achei que ele ia me ajudar a esticar a perna, e oque ele me faz? Me pega e retira da trilha, o menino estava forte mesmo, melhorado a caimbra me levantei e fomos ver a bike do Guilherme, a roda virou um oito, impossivel continuar daqueles jeito, com o Guilherme estava tudo bem, fora os barros na roupa e o ralado no ombro. Ficamos ali parados tentando desempenar a roda por uns 15 minutos, depois de muito esforço conseguimos. Daí em diante seguimos os tres mais devagar porem seguindo.
- -_No trajeto encontramos então com varios bikers, uns querendo desistir outros com problemas mecanicos, inclusive o Fillipe de Barra Mansa. Ele estava remando, pois teve problemas na corrente, resolvemos entao dar uma mão e um empurraozinho demos. Faltava pouco para completarmos os 45 km, o Guilherme ja sentia o cansaço, depois de muitas subidas, longas descidas, pedras, raizes, tombo, caimbra e tudo o que um verdadeiro mountain bike pode oferecer, chegamos em nosso destino e pegamos a tão esperada medalha de participação.
- -_Exaustos sentamos no chão e começamos a comentar da prova para Vivian e Alice, comentavamos todo nosso perrengue e nosso espirito de união para ajudar um ao outro. Acabava ai o final de semana, colocamos as bikes no carro e fomos almoçar, depois de 3:40:50 hs completamos nossa prova. Muito suor, garra e determinação para vencer todas as dificuldades marcaram essa prova. Para ver os resultados da prova clique aqui.
- -_Chegar aonde ninguem foi... Descobrir territorios desconhecidos... Vencer trilhas insuperaveis... Extrapolar limites do corpo... Aproveitar a natureza mais preservada... Experimentar novos desafios. Viver mais!!! Essa é a essencia dos OFF ROAD BIKERS.

Participaram da competição: Wiliam, Bruno e Guilherme
apoio: Vivian e Alice
- - Clique nas imagems para AMPLIA-LAS --



-
Abraço a toda a equipe OFF ROAD BIKERS e parabéns pela participação no XTERRA!! MTB na Veia!!!

3 comentários:

OFF ROAD BIKERS disse...

Olá a todos Mazobikers!!! Ficamos feliz pela divulgação de nosso post em seu blog, que diga de passagem é muito legal. A prova foi muito dura para nós, mas MTB é isso!!! Se não enfrentassemos toda dificuldade não teria graça.
Grande abraço ao Rogerio Purga e a todos Mazobikers!!!!!

EQUIPE OFF ROAD BIKERS

Guilherme disse...

Olá Mazobikers.......essa trilha do X terra foi uma superação para nós!!! Sofrimeento, dor, tombos, subidas e descidas....ano que vem estamos todos lá de novo !!!
Abraço !!!!

Rogerio Purga disse...

Olá pessoal da OFF ROAD BIKERS, eu imagino que vcs passaram no XTERRA, passamos por isso ao participar da Copa Internacional VZAN em Campo Largo, tombos não caimos, mas desgaste fisico e câimbras foi aos montes, mas vale a pena passar por isso, faz com que tenhamos mais vontade de encarar desafios! Quem sabe nos encontremos por lá tb no ano que vem!!! Um grande abraço!