NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...
Clique aqui e faça sua inscrição para o Desafio Clique aqui para mais informações sobre o pedal.

Dica: A alimentação no Ciclismo!



___Para tirar o máximo proveito físico da sua pedalada, é importante fazer uma alimentação adequada ao seu treino. Ficam algumas dicas do que comer antes, durante e depois de um treino.
- Pré-treino
___Antes de pedalar, é importante comer algo que dê energia e seja de fácil digestão. O tipo e quantidade de alimento deve depender do tipo de treino previsto (duração e intensidade), bem como do tempo que temos entre a refeição e o treino. Se não temos muito tempo, convém escolher alimentos ricos em Hidratos de carbono e de rápida absorção, como a banana, tâmara ou uma simples torrada com manteiga de amendoim e doce. Se temos mais do que uma hora antes do treino, podemos ingerir Hidratos de carbono de absorção mais lenta, ricos em fibras e que darão energia por mais tempo; por exemplo, papa de aveia com banana.
___Antes do treino, evite comer produtos gordurosos, ou muito ricos em proteína, especialmente os derivados do leite. E para além da alimentação, é fundamental partir para a pedalada bem hidratado também, bebendo água ou um suco natural cerca de meia hora antes de partir.

- Durante o treino
___Se o treino for de curta duração (até uma hora) e de intensidade baixa, basta beber água durante o treino. Mas se ultrapassar uma hora de treino, ou fizer um treino de maior intensidade, é aconselhável consumir Hidratos de carbono, para manter a energia. Bons “snacks” para a pedalada são: frutos secos, banana, batata doce assada ou uma bebida isotônica para treinos de intensidade média; e gel de Hidratos de carbono ou barra energética para treinos de intensidade mais elevada.
___As bebidas isotônicas, para além de garantir a hidratação, ajudam a manter os níveis de energia e a prevenir cãibras.

- Pós-treino
___Para recuperar depois da pedalada, coma uma refeição rica em hidratos de carbono e proteína de qualidade, no máximo até uma hora após o treino. Soluções mais rápidas podem ser uma vitamina de frutas com proteína; ou um suco natural de beterraba e lima, que ajuda na recuperação dos músculos.

Na dúvida, consulte um nutricionista.

Boas pedaladas!
Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 752 de 20 de Abril de 2016. 
 Fonte: http://www.expressodasilhas.sapo.cv/lifestyle/item/48417-a-alimentacao-no-ciclismo

Michael Rogers anuncia fim da carreira por problemas cardíacos

"Estou grato por toda a minha carreira como ciclista profissional. É tempo de anunciar a minha retirada. Obrigado ao ciclismo", escrever o australiano na sua conta na rede social Twitter.
___Numa carta, disponibilizada também na rede social, o corredor explicou que "exames cardíacos realizados recentemente detetaram uma arritmia, nunca antes diagnosticada", que se junta a uma malformação na aorta, detectada em 2001.
___Michael Rogers referiu que a Volta ao Dubai, disputada em fevereiro foi a sua última corrida e mostrou-se "desapontado" por não poder disputar a sua 13.ª Volta a França nem somar no Rio de Janeiro a sua quinta participação em Jogos Olímpicos.
___O ciclista, que desde 2013 alinhava na Saxo-Tinkoff, depois de passagens pelas formações Quick Step, T-Mobile e Sky, explicou, no entanto, que não está em condições de colocar a sua saúde em risco.
___Rogers, que alinhou ao mais alto nível durante 16 anos, foi campeão mundial de contrarelógio em três anos consecutivos, entre 2003 e 2005, e em 2004 conquistou a medalha de bronze na prova de contrarelógio dos Jogos Olímpicos de Atenas.
___Como sub-23 arrecadou uma medalha de prata e outra de bronze nos Mundiais de contrarelógio em 1999 e 2000, respectivamente, tendo ainda no currículo triunfos em três etapas da Volta a Itália e uma na Volta a França.
___O australiano, que vive atualmente na Suíça com a mulher e três filhas, somou também triunfos em várias provas como o Tour Down Under, a Volta à Bélgica, a Volta à Califórnia e a Volta à Alemanha.
___Na carta, Michael Rogers, recorda que começou a gostar de ciclismo em 1986, com apenas seis anos, numa altura em que a modalidade não era muito divulgada na Austrália.

"A única maneira de seguir o ciclismo profissional era através de revistas" conta, acrescentando que via provas como o Tour da Flandres, a clássica Paris-Roubaix e às 21 etapas da Volta a França gravadas em cassetes VHS por familiares da mãe que viviam na Holanda.
-
Fonte: http://www.rtp.pt/noticias/ciclismo/michael-rogers-anuncia-fim-da-carreira-por-problemas-cardiacos_d913954

Livro de baterista da banda Rush conta aventura de bike na África

___Uma emocionante e desafiadora aventura pela África Ocidental dos anos 1990 em cima de uma bicicleta. É assim o novo livro de Neil Peart, baterista da lendária banda de rock canadense Rush. A obra de estreia de Peart, O ciclista mascarado, originalmente publicada 20 anos atrás, será lançada neste mês pela Belas-Letras.
___Não é segredo que Neil Peart é fã de longas viagens. Em Ghost Rider - A estrada da cura e Far and Away - Longe e distante, acompanhamos as observações do músico em aventuras pessoais e ao mesmo tempo universais.
___Durante a experiência pela África ao lado de outras quatro pessoas até então desconhecidas, o músico enfrenta uma jornada por estradas de chão batido, encontros com milícias armadas, crises estomacais, insetos e calor escaldante. Com tantas privações, não são raros os conflitos internos e também com os companheiros de viagem. Previsível, o choque cultural é constante. A burocracia para se fazer coisas aparentemente simples é outro obstáculo.
“Há dois modos de se apreciar o ciclismo. Como meio para um fim, é o jeito perfeito de se viajar por um lugar desconhecido. Anda-se rápido o suficiente para cobrir boa parte do território, mas devagar o suficiente para vivenciar aquela região”, narra Peart.
Sobre o autor
___Neil Peart é compositor e baterista da Rush, a lendária banda de rock canadense. É um dos músicos incluídos no Hall da Fama desde 1993, considerado o melhor baterista do mundo pela revista Rolling Stone. Também escreveu, entre outros, Ghost Rider – A estrada da cura, Far and Away – Longe e Distante e em 2013 estreou na ficção, em coautoria com o escritor Kevin J. Anderson, com o romance Clockwork Angels – Os Anjos do Tempo, todos publicados pela Belas-Letras.
-
Fonte: http://www.pedal.com.br/livro-de-baterista-da-banda-rush-conta-aventura-de-bike-na-frica_texto10641.html

Um fantasma assombra o ciclismo! Entenda um pouco mais sobre o doping mecânico...

___No começo do ano uma competição de ciclismo off-road terminou muito mal pra uma atleta chamada Femke Van den Driessche. Essa atleta belga, campeão nacional e européia na categoria teve a corrente de sua bicicleta partida logo no começo da corrida, e como todos que recebemos e-mails sabemos, quebrar correntes traz consequências terríveis.
___No caso da Femke as consequências começaram a aparecer quando a bicicleta foi inspecionada e descobriram fios suspeitos saindo do assento. Um exame mais minucioso e acharam algo parecido com isto:
___É um motor miniaturizado que vai dentro do quadro da bicicleta e se encaixa no eixo do movimento central. Em termos de física está longe de ser a posição ideal mas funciona muito bem se você tiver o mesmo objetivo da Femke, ocultar a existência da marmotagem.
___Sim, Femke Van den Driessche é uma trapaceira. Uma trapaceira linda de 19 anos, mas uma trapaceira.
___A categoria é altamente competitiva e a arrogância dos atletas faz com que dopping seja comum, mas agora inventaram o “Dopping Mecânico”, mas é algo que já existia ao meu ver.
___A briga está tão boa que o fabricante da bicicleta está processando a Femke, por ferrar com a imagem deles (que não vendem bicicletas motorizadas). Ela por sua vez justificou a trairagem dizendo que… wait for it… a bicicleta era emprestada de um amigo.
___O caso não é isolado, há um monte de ciclistas trapaceiros usando esses motores, que custam 10 mil euros e são vendidos para uso legítimo, ou como atletas se recuperando de acidentes, ou em fase inicial de treino.
___Os atletas e equipes negam veementemente, mas há toda uma comunidade que acompanha as corridas e percebe comportamentos anômalos, como esta estranhíssima bicicleta que depois de caída começa a se mover de novo:

___A situação está tão complicada que as autoridades do ciclismo (se é que existe isso) estão usando câmeras térmicas para identificar motores escondidos:

___Agora o melhor: esses motores são obsoletos, só "trouxas pobres" usam. Há um novo esquema que custa custa 200 mil euros e envolve modificar os pneus, colocando imãs de neodímio presos no aro, cortar os garfos de fibra de carbono, inserir bobinas e fechar.

Essas bobinas são ligadas a uma bateria e uma unidade controladora que por sua vez acompanha o monitor cardíaco do atleta. Se ele ultrapassar um determinado número de batimentos, as bobinas recebem carga e passam a agir como um motor elétrico.


___Segundo um engenheiro anônimo que falou com a Gazzetta dello Sport, só ele vendeu mais de 1.200 unidades, com potência entre 20 e 60 watts, capazes de transformar um competidor mediano em um fenômeno. O sistema é indetectável se você não procurar especificamente por ele pode ter certeza que várias equipes usam sem conhecimento dos atletas.
___O pior dessa história é que o dopping mecânico parece estar tão disseminado que ao menos no ciclismo top é impossível eliminá-lo, os quadros da categoria seriam dizimados, vamos ver até onde a coisa vai.
-

Fonte: http://meiobit.com/341857/dopping-mecanico-ciclistas-utilizam-motor-eletrico-na-bike/

No caminho das Olimpíadas - Ciclismo de Pista

___O esporte tem a sua origem no final do século 19, na Inglaterra, onde as competições já aconteciam desde 1870. O primeiro campeonato mundial do Ciclismo de Pista aconteceu em 1885. A estreia em Olimpíadas em 1896, em Atenas, nos primeiros Jogos Olímpicos da Era Moderna.
___Os atletas competem no velódromo, uma pista oval, feita de madeira que deve ter no mínimo 250 metros de comprimento para competições olímpicas. Ela tem os seus extremos inclinados para não haver perda de aceleração dos atletas.
___As bicicletas utilizadas por eles tem a roda fixa, ou seja, os pedais giram sempre que a roda girar e vice versa. Elas são leves, porém bem resistentes e são projetadas para alcançar a maior velocidade. Possuem apenas uma marcha e não tem freios. Exatamente! A ausência dos freios se deve a uma questão de segurança já que em uma prova de velocidade, se um ciclista parar repentinamente ele corre um risco enorme de acidente.
___Por falar em segurança, os atletas usam uma roupa feita de elastano, uma fibra sintética conhecida pela sua elasticidade. Além disso, eles também usam um capacete aerodinâmico que graças a sua forma arredondada e sua superfície lisa, ajudam os competidores a enfrentar a resistência do ar o que os possibilita serem alguns segundos mais rápidos.
___Este ano vamos conferir provas masculinas e femininas, tanto individuais, quanto em equipes. As modalidades disputadas serão: *Velocidade, em que os ciclistas competem em baterias de dois atletas percorrendo uma distância de 1.000 metros, sendo que apenas os últimos 200 são cronometrados e o primeiro a cruzar a linha de chegada vence.
___Temos também a prova de *Velocidade por equipe que no masculino, apresenta dois times com três atletas cada, largando de lados opostos do velódromo, sendo que um ciclista fica atrás do outro. Eles tem de completar 3 voltas, cada bicicleta lidera uma volta e depois se retira da prova. No feminino, são apenas duas voltas e as equipes são compostas por duas atletas.
___Outra prova que vamos poder assistir é a de *Perseguição por equipes. Nela cada time, que é composto por 4 atletas, também larga de lados opostos da pista e devem completar um percurso de 4.000 metros. Na final se uma equipe alcançar a outra, ou seja, chegar a uma distância de 1 metro, a prova termina.
___Também vamos assistir a modalidade *Keirin. Nesta prova, um pelotão de atletas é conduzido por uma bicicleta motorizada que não pode ser ultrapassada durante o percurso. Nos 700 metros finais o veículo se retira da pista e a partir daí os atletas explodem em direção a linha de chegada. Aquele que for o primeiro vence.
___E por último veremos a modalidade *Omnium. Essa categoria do ciclismo de pista estreou nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Ela possui sub-provas de potência e resistência. Vence o atleta que, ao final de todas as provas, acumular mais pontos.
___O ciclismo de pista esteve ausente somente na edição de 1912 dos jogos, realizada em Estocolmo e as mulheres só começaram a competir nas Olimpíadas de Seul, em 1988, um século depois da primeira edição moderna dos jogos.
___No Rio serão disputadas 12 medalhas e o Brasil já garantiu vaga para competir a prova de Omnium com o ciclista Gideoni Monteiro. Depois de 24 anos, o país vai voltar a disputar uma prova do ciclismo nas Olimpíadas.
-
___Pense em um esporte com atletas velozes e bicicletas sem freio? Pois é, esse é o Ciclismo de Pista, um dos esportes mais praticados do mundo e que proporciona muita adrenalina a quem pratica e emoção a quem assiste.
Fonte: http://br.blastingnews.com/esporte/2016/04/no-caminho-das-olimpiadas-ciclismo-de-pista-00886881.html

IMAX lançará aulas de ciclismo dentro do cinema nos EUA

___Já imaginou pedalar dentro do cinema? A IMAX anunciou nesta segunda-feira (18) que no dia 28 deste mês abrirá um estúdio na cidade de Brooklyn, NY, para testar seu mais novo conceito de ciclismo indoor.
___O estúdio poderá acomodar até 50 "condutores" ao mesmo tempo, e a expectativa é reinventar o ciclismo indoor a partir da tecnologia IMAX por meio de experiências imersivas.
___Para aqueles que não gostam de pedalar nas ruas, mas também não se sentem animados o suficiente em academias tradicionais, a IMAX oferecerá a oportunidade para o ciclista pedalar por paisagens variadas, como o Havaí, o sistema solar ou por outros efeitos visuais, tudo pela sua famosa tela.
___A velocidade, modulação e intensidade da viagem coincidirão com as entradas de áudio e vídeo.
___O sistema, chamado de IMAXShift, aproveitará o crescente mercado fitness, e se provar ser um projeto viável, os planos são expandir o novo conceito para a rede mundial de cinemas.
___Os preços para participar das aulas, que são acompanhadas por instrutores, variam de US$ 31,00 – equivalente a duas viagens, sendo uma com acompanhante –, ou US$ 325,00 por mês com acesso ilimitado.
-
Fonte: http://canaltech.com.br/noticia/curiosidades/imax-lancara-aulas-de-ciclismo-dentro-do-cinema-nos-eua-63047/

Doping Mecânico: Motores nas bicicletas custam de 20 mil a 200 mil euros

___Mecânico assegura que as rodas eletromagnéticas são o suficiente "para fazer de um corredor normal um fenômeno".
___As fraudes mecânicas no ciclismo, através de motores camuflados dentro das bicicletas e rodas eletromagnéticas, voltam a estar na ordem do dia, graças a uma explicação de um engenheiro, publicada pela GAZZETA DELLO SPORT, sobre os métodos utilizados para a aplicação da mesma.
"São instaladas no tubo vertical e engrena entre os dentes cónicos e o eixo do pedal. O motor é somente um cilindro plástico e silencioso, produz entre 50 a 500 watts e é comandado via Bluetooth", explicou o profissional mecânico, enquanto Istvan Varjas, outro especialista consultado pelo jornal francês L'Equipe, revela que estão conectados ao monitor de frequência cardíaca dos ciclistas.
___A bateria destes motores plásticos e silenciosos, avança a mesma fonte, dispõe de uma autonomia limitada e custam, no caso das versões de primeira geração, cerca de 20 mil euros. Os mais sofisticados andam entre os 100 e 150 mil euros.
___Já as rodas eletromagnéticas, de acordo com a explicação do mesmo engenheiro, funcionam através "de um mecanismo escondido no pneu, ativado com o potenciômetro".
 "Está a custar 200 mil euros e, mesmo que origine menos potência, entre 20 a 60 'watts', pode ser carregado com a pedalada e é o suficiente para fazer de um corredor normal um fenômeno."
___Recorde-se que a polêmica da fraude mecânica surgiu no ciclismo quando foi descoberto, no início do último mês de fevereiro, um motor dentro da bicicleta de Femke Van den Driessche nos Mundiais de ciclocross.
-
Fonte: http://www.ojogo.pt/Modalidades/Ciclismo/interior.aspx?content_id=5132350

PASSEIO VIRTUAL 3D pelo percurso do 2o DESAFIO DE CICLOTURISMO DO DIA DO TRABALHADOR

Olá amigos, para que muitos sintam o gostinho do que irão encarar no dia 01/05/2016 no "2o Desafio de Cicloturismo do Dia do Trabalhador", este é um passeio virtual pelo percurso.

Espero que gostem!! Esperamos a todos para o dia 1º de Maio!!!

Um grande abraço.

Vem ai o 2º DESAFIO DE CICLOTURISMO do DIA DO TRABALHADOR - BORA PEDALA!!!!


Olá galera do pedal de
Jaguariaíva, Sengés, Itararé, Arapoti e de toda a região.

___Neste próximo feriado (01/05/2016) em comemoração a todos os trabalhadores as Equipes Mazobikers e Guerreiros da Bike convidam a todos os ciclistas da região a participar conosco com 2º DESAFIO DE CICLOTURISMO do DIA DO TRABALHADOR, serão 38km de muita diversão através de um precurso belo e desafiador, passando por rios e belíssimos locais ao longo do Canyon  do Vale do Codó (8º maior canyon do mundo). Será um passeio inesquecível.
___Este passeio tem o intuito de homenagear a todos os trabalhadores quem tem o ciclismo como esporte de coração e é um meio de integrarmos novos adeptos do pedal e assim aumentar a rede de amizade que o cicloturismo provê.

___Não há custo algum, pois o espírito de aventura e companheirismo vive conosco!

___Venha participar conosco, e curtir esta aventura!!!


___Avisamos que o percurso total dará uma média de 1100m de subida acumulada... ou seja, você participante pode ficar sossegado... - Vamos bem na maciota, não se preocupe!


Informações:


Percurso:
  • Dificuldade Média:
    • Quém não aguentar fazer o percurso todo, no meio do percurso há uma estrada que dá acesso a principal que facilitará o retorno a cidade, lembrando que o percurso dará no total de 38km.
Concentração:
  • Praça Dr. Getulio Vargas - Centro - Jaguariaíva - PR
Em frente a antiga estação ferroviária/Secretaria de Turismo
  • Horário: Concentração a partir das 07:00 da manhã.

Saída:
  • Saída entre 08:00 - máx 08:15

OBRIGATÓRIO:
  • Uso de Capacete:
  • Garrafinha/Squeeze com água
  • Cada participante deverá levar seu próprio seu lanche.
O QUE VALE É O ESPÍRITO DE AVENTURA QUE O PEDAL PROPORCIONA!!! BIKEEEE!

Pneus Michelin Power - Modelo Competition economiza até 10 watts de potência do ciclista

# Nova linha promete melhor desempenho na estrada.
___A Michelin acaba de lançar sua nova linha de pneus e, com a novidade, o fabricante fez algumas afirmações bastante ambiciosas. Batizada de Power, a linha promete melhorias em todos os sentidos e, segundo o fabricante, são mais rápido, resistentes a furos e duráveis do que a geração anterior.

___Ao todo, a nova linha conta com quatro pneus diferentes, todos fruto de um longo período de desenvolvimento. O Power Competition é o mais veloz, criado para atender aos ciclistas que participam de provas de ciclismo de estrada. Já o Power Endurance é voltado ao uso esportivo ou turing, sendo o Power All Season mais adequado para condições mais difíceis de estrada. Além dos três, o Power Protection+, que conta com um reforço lateral, será lançado exclusivamente no mercado Norte-Americano.

Power Competition
 
___A maior vantagem deste modelo é a redução em 25% da resistência à rolagem, o que se traduz em um ganho de 10 watts. Para obter este resultado, foram utilizadas tecnologias derivadas dos pneus "verdes" de carros, que ditaram o desenvolvimento da marca nos últimos 25 anos.

___Além disso, a Michelin criou um novo composto, feito de borracha natural, elastômeros de última geração e sílica. Assim, o ciclista ganharia 85 segundos em um percurso de 40km feito com uma velocidade média de 35Km/h, 10% mais aderência longitudinal e 35% mais aderência lateral.
___O modelo conta com 3 mantas de 180TPI e construção em aramida (kevlar), que reduz a propensão a furos e cortes nos pneus.


Power Endurance
 
___Resistência aos furos foi o principal atributo no desenvolvimento deste pneu. Por isso, o Power Endurance é 20% mais resistente do que seu predecessor graças a construção em Aramida Protek+, mais forte do que a Aramida.

___Além disso, ele tem composto duplo com a borracha das laterias que oferecem excelente aderência no molhado para curvas com um composto central a base de sílica que reduz a resistência à rolagem sem perder grip.
___A marca afirma que este modelo conta com nível máximo de proteção contra furos, 10% mais aderência longitudinal e 35% mais aderência lateral se comparado ao anterior. Além disso, com a redução de resistência à rolagem em 8,6 watts, ele é 63 segundos mais rápido em um trajeto de 40km com média de 35km/h

Power All Season
 
___Para enfrentar condições adversas na estrada, o ciclista precisa de muita aderência. Por isso, o Power All Season possui 40% mais aderência longitudinal e pode ser até 85% mais aderente em curvas. - tudo graças ao desenho Hi-Grip da banda de rodagem.

__O pneu ainda conta com proteção extra contra furos. Para finalizar, ele economiza 5 watts, sendo 44 segundos mais rápido em um percurso de 40km realizado a 35km/h


Power Potection+
___Buracos, pedras, vidro e outros detritos podem furar facilmente a lateral de um pneu. Para condições extremas, a Michelin lançou o Power Potection+, um pneu que traz em sua construção a lateral com a tecnologia Bead 2 Bead Protek, que aumenta em 20% a resistência desta região.
___Este modelo também conta com composto duplo que oferece baixa resistência a rolagem, excelente aderência no molhado e muita durabilidade.
___Os pneus começaram a ser vendidos esse mês no mercado americano e ainda não tem previsão para chegarem ao Brasil, portanto teremos que aguardar. :o(
-
Fonte: http://www.pedal.com.br/pneus-michelin-power-nova-linha-promete-melhor-desempenho-na-estrada_texto10574.html

Seleção Brasileira de Ciclismo de Estrada disputa o Giro del Trentino

___O percurso da competição será dividido em quatro etapas, começando com uma prova contrarrelógio por equipes de 12,1 quilômetros com chegada em Torbole. No segundo dia os ciclistas pedalam 220,3 km entre as localidades de Arco e Anras, enquanto na terceira etapa o desafio acumula 204,5 km com largada em Sillian e chegada na Mezzolombardo, sendo considerada a etapa chave da competição. A última prova terá 160,9 km percorridos entre Malé e Cles.
___Serão oito ciclistas defendendo a bandeira do Brasil. André Gohr e Caio Godói representam a nova geração da Sub23. Completam o time João Gaspar, Flavio Cardoso, Kleber Ramos, Magno Prago, Murilo Affonso e Otávio Bulgarelli. A seleção será comandada pelo técnico Adir Romeo e o auxiliar Benedito Tadeu. 
___A equipe brasileira de ciclismo de estrada embarcou na quinta-feira (14), para cumprir um importante compromisso na temporada. O grupo disputa o tradicional Giro del Trentino entre os dias 19 e 22 de abril, na Itália.
"O Giro del Trentino é uma competição referência no calendário mundial. A prova reúne grandes equipes e sem dúvidas será uma grande experiência para todos. A seleção estará participando com atletas talentosos e todos estão muito confiantes para fazer uma boa prova", declarou Adir Romeo, técnico da seleção.
-
Fonte: http://www.surtoolimpico.com.br/2016/04/selecao-brasileira-de-ciclismo-de.html

UCI suspende uso de travões de disco depois de acidente de Ventoso

___União Internacional de Ciclismo (UCI) suspendeu o uso de frio a disco nas bicicletas depois do acidente do domingo passado, dia 10 de abril, altura em que Francisco Ventoso sofreu um corte profundo na perna esquerda. Harald Tiedemann Hansen, presidente da comissão de material da UCI, uma decisão que se precipitou com o acidente de Ventoso.
“Esta decisão vem na sequência do pedido da Associação Internacional de Grupos Ciclistas Profissionais (AIGCP) (...) após o acidente de que o atleta da Movistar Team Francisco Ventoso foi vítima no domingo na 'clássica' Paris-Roubaix. Este pedido teve o apoio dos Ciclistas Profissionais Associados, organismo representante dos corredores”, deu conta a UCI em comunicado, segundo a Ciclyng News.
___O uso dos freios foi uma decisão tomada em 2015, sendo que a regra deveria ser aplicada a partir de 2016 em todos os escalões profissionais. A medida estava sob supervisão, sendo usada por apenas duas equipes presentes no WorldTour.
“A UCI vai agora prosseguir consultas alargadas sobre este tema no âmbito da sua Comissão de Material, no seio da qual estão representadas as equipes, os corredores, os mecânicos, os adeptos, os comissários e a indústria da bicicletas - através da Federação Mundial da Indústria de esportes -, reafirmando que a segurança dos atletas foi e será sempre sua prioridade absoluta”, pode ler-se ainda no comunicado.
-
Fontes: https://www.noticiasaominuto.com/desporto/572091/uci-suspende-uso-de-travoes-de-disco-depois-de-acidente-de-ventoso

Francisco Ventoso alerta para perigos dos freios a disco em bikes em provas de estrada

___São "verdadeiras navalhas" apontadas aos ciclistas, alerta o espanhol que, foi um dos dois atletas que sofreram cortes nas pernas, na clássica Paris-Roubaix.
___O ciclista Francisco Ventoso (Movistar) denunciou, os perigos das bicicletas com freios a disco, depois de ter sido ferido numa perna na clássica Paris-Roubaix, e ter sido submetido a uma operação cirúrgica.
___Numa carta aberta, publicada nas redes sociais, o corredor espanhol relatou o incidente que, no domingo, o atirou para o hospital e obrigou a uma intervenção cirúrgica.
"Num trecho de pavé, mais precisamente ao quilômetro 130, houve uma confusão e as consequentes frenagens, que me fizeram chocar por trás no corredor que estava à minha frente e que tentava escapar à queda. Não cheguei a cair - só a minha perna tocou na parte traseira da bicicleta dele - e continuei. Pouco depois de retomar a corrida, olhei para a perna: não me doía, não tinha muito sangue, mas tinha o periósteo [membrana que envolve os ossos] à mostra. Vi a capa que cobria a minha tíbia", minimizou ele recordando que só duas equipes, de oito ciclistas, usaram freios a disco.
Em seguida, Ventoso encostou-se à direita do trecho, atirou-se à grama e começou a sentir-se mal, enquanto esperava por assistência médica.

"Má sorte? Aconteceu-me a mim? Não acredito: pouco depois confirma-se o que penso: 15 quilômetros mais à frente, entra na ambulância Nikolas Maes, da equipe Etixx-QuickStep. Tinha um corte profundo num joelho, causado por um disco, um desses trinta e dois [dois por cada um dos 16 ciclistas]. A pergunta foi imediata: o que acontecerá quando houver 396 discos numa corrida onde 198 ciclistas lutam por uma posição [no pelotão] e as quedas são inevitáveis?", questiona.
O espanhol é taxativo ao dizer que os discos "nunca deveriam ter chegado ao pelotão profissional (...), pelo menos enquanto não tiverem sistemas de proteção e segurança que não os convertam em verdadeiras navalhas instaladas nas bicicletas".
-
Fonte: http://www.ojogo.pt/Modalidades/Ciclismo/interior.aspx?content_id=5124548

Afinal... Contador pondera competir mais um ano!

___O espanhol Alberto Contador (Tinkoff) reconhece que poderá continuar no pelotão na próxima temporada, voltando atrás na intenção de abandonar o ciclismo este ano.
"Talvez esteja a reconsiderar o meu futuro, pode ser que continue um pouco mais", assumiu o vencedor de sete grandes Voltas à televisão basca EiTB, reforçando uma hipótese que já tinha deixado no ar até quando da sua atuação como profissional.
___Alberto Contador repetiu em várias entrevistas na pré-temporada 2015 que esta seria a sua última temporada no pelotão, uma vez que queria retirar-se em alta, e apontou a Volta a França e os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro como grandes objetivos para 2016.
___No entanto, o duplo vencedor do Tour (2007 e 2009) e do Giro (2008 e 2015) e tricampeão da Vuelta (2008, 2012 e 2014) explicou que mudou de opinião.
"Desde que anunciei a minha retirada, é incrível a quantidade de mensagens que recebi. Na rua, as pessoas dizem-me 'Não vás embora, como podes fazer isso?'", contou o ciclista da Tinkoff, após o seu quarto triunfo na Volta ao País Basco.
"Refletindo bem, ponderando em conjunto com a minha família e com a minha 'entourage', e tendo em conta o prazer que tenho com o ciclismo, penso que, por agora, vou por de parte essa ideia. Penso que devo continuar a ter prazer fazendo o que mais gosto, que é andar de bicicleta", completou.
___Em fevereiro, Contador condicionou a sua presença no pelotão de 2017 com a capacidade de criar a sua própria equipe profissional no quadro da sua fundação, que patrocina equipes de formação (juniores e sub-23) desde há três anos.
-
Fonte: http://www.ojogo.pt/Modalidades/Ciclismo/interior.aspx?content_id=5118791

Abertura da Copa do Mundo de Mountain Bike 2016 é neste próximo final de semana.

___Começa nesse final de semana, a Copa do Mundo de Mountain Bike.
___Lourdes, na França, é que vai receber a primeira etapa da temporada 2016, nos dias 9 e 10 de abril, com a modalidade downhill. Quem gosta de acompanhar o esporte já pode se programar: a prova será transmitida ao vivo pelo site www.redbull.com.br/bike a partir das 9h30 (horário de Brasília).
___A etapa da França é a primeira de 12 etapas do calendário do Mundial, que ainda vai passar por Austrália, Alemanha, Escócia, Suiça, Canadá, entre outros países.
___Abrindo a temporada da Copa do Mundo UCI MTB pela segunda vez consecutiva, a cidade de Lourdes foi um dos destaques do Mundial no ano passado. Sua pista de downhill é veloz e caracterizada por um relevo bem íngreme, com muita poeira. Em 2015, o piloto local e atual campeão mundial de downhill Loic Bruni mostrou o seu melhor, mas não conseguiu vencer o americano Aaron Gwin.
___Assim, Bruni e Gwin são os grandes favoritos não só nessa primeira etapa, como em todo o Mundial de downhill e devem protagonizar uma bela disputa.
___No cross country, o favoritismo é do atual campeão mundial, o suiço Nino Schurter.
___Com a transmissão da corrida do final de semana, os fãs brasileiros vão se aquecer para a próxima etapa, na Austrália, que terá provas de downhill e cross country, modalidade em que o brasileiro Henrique Avancini compete.
___Todas as etapas do Mundial serão transmitidas ao vivo no Brasil.
___Para acompanhar a transmissão ao vivo, comentários, resultados e replays, acesse www.redbull.com.br/bike. A corrida em Lourdes, França, tem início às 9h30 (horário de Brasília).

Confira o calendário completo da temporada 2016:
  • Abril 9-10: (DHI) Lourdes, França
  • Abril 23-24: (DHI/XCO) Cairns, Austrália
  • Maio 21-22: (XCO) Albstadt, Alemanha
  • Maio 28-29: (XCO) La Bresse, França
  • Junho 4-5: (DHI) Fort William, Escócia
  • Junho 11-12: (DHI) Leogang, Áustria
  • Junho 28-Julho 3: (XCO/XCE) Campeonato Mundial UCI MTB, Nové Mesto, República Tcheca
  • Julho 9-10: (DHI) Lenzerheide, Suíça
  • Agosto 6-7: (XCO/DHI) Mont-Sainte-Anne, Canadá
  • Agosto 20-21 (XCO) Jogos Olímpicos, Rio de Janeiro, Brasil
  • Setembro 3-4 (DHI) Vallnord, Andorra
  • Setembro 6-11: (DHI/4X) Campeonato Mundial UCI MTB, Val di Sole, Itália
Leia mais: http://extra.globo.com/esporte/abertura-da-copa-do-mundo-de-mountain-bike-sera-transmitida-ao-vivo-no-brasil-19038005.html#ixzz45G9WEqNi

Diego Rosa vence quinta etapa, Henao é o novo líder da Volta ao País Basco

___Diego Rosa cruzou a linha de chegada isolado, finalizando os 159 quilômetros do percurso e tendo como ponto de partida em Orio, com o tempo de 4h19m19s, com a enorme vantagem que detinha a permitir-lhe parar, pegar na bicicleta e ultrapassar a meta a pé.
___O percurso com oito contagens de montanha, a última de primeira categoria muito perto da chegada, deixava prever ataques entre os favoritos e foi o que aconteceu com o espanhol Alberto Contador (Tinkoff), que fugiu a cerca de quatro quilômetros da chegada, levando consigo Henao.
___Os dois ciclistas acabaram por chegar juntos ao final, com 3m13s atrás do Diego Rosa e menos dois segundos do que o espanhol Joaquim Rodríguez (Katusha) e o francês Thibaut Pinot (FDJ), enquanto Rui Costa (Lampre-Merida) foi nono, a 4m12s.
___Na geral, Henao tem seis segundos de vantagem sobre Contador e 10s sobre Pinot.
___O líder anterior, o holandês Wilco Kelderman (LottoNL-Jumbo), juntamente com o espanhol Mikel Landa (Sky), que era terceiro, cruzaram a meta 1m11s depois de Henao e caiu para oitavo da geral, a 1m07s da liderança.

A Volta ao País Basco termina no sábado, com um contrarrelógio de 16,5 quilômetros em Eibar.
-Fonte: http://www.rtp.pt/noticias/ciclismo/diego-rosa-vence-quinta-etapa-henao-e-o-novo-lider-da-volta-ao-pais-basco_d910052

Ciclista Carlos Manarelli é suspenso por uso de doping

___Mais um ciclista brasileiro foi flagrado em teste antidoping. A Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) divulgou nota suspendendo provisoriamente o Carlos Alexandre Manarelli por 30 dias, até que seja apresentada a defesa. O atleta já constituiu advogado.
___Atleta integra a equipe Funvic Soul Cycles, de São José dos Campos (SP), única a disputar a segunda divisão do ciclismo mundial. Técnico soube da notícia pelo Fato Online e disse que o atleta "será suspenso imediatamente da equipe"
___O ciclista testou positivo para Metabólitos de Subutramina, substância proibida pelo regulamento da Agência Mundial Antidopagem. O exame foi realizado pela Autoridade Brasileira de Controle Antidopagem (ABCD) na 3 etapa da Copa América de Ciclismo, em 2015, vencida pelo ciclista.
___Apenas no ano passado foram quatro casos de doping no ciclismo do país. A lista incluiu Uênia Fernandes, da seleção brasileira, e Fernando Fikler, campeão nacional sub-23. Em 2014, mais seis atletas foram punidos por uso de substâncias proibidas.
___Natural de Foz de Iguaçu, Carlos Manarelli tem 26 anos e integra atualmente a principal equipe de ciclismo brasileiro a Funvic Soul Cycles, de São José dos Campos, única a disputar a segunda divisão do ciclismo mundial. A equipe da América Latina conquistou a licença Pro Continental para a temporada 2016.
Técnico
___De acordo com o técnico do time, Benedito Tadeu Júnior, conhecido com Kid, o ciclista participou recentemente do Tour da Malásia representando o Brasil e será automaticamente suspenso do time.
 "Ele será suspenso imediatamente da equipe até que o caso seja julgado. Se for comprovada a culpa, o atleta será desligado da equipe", declarou Kid, ainda surpreso com a notícia que ficou sabendo pela reportagem.
___O dirigente acrescentou que, por causa da licença Pro Continental, todos os atletas têm passaporte biológico na atual temporada para controle mais efetivo.
 "Cada um de nossos atletas já foram testados várias vezes fora de competição e nenhum foi positivo".
-
Fonte: http://fatoonline.com.br/conteudo/19185/ciclista-carlos-manarelli-e-suspenso-por-uso-de-doping?or=he-espo&p=de&i=2&v=0

Ciclismo BMX: Etapa da Inglaterra da Copa do Mundo ajudará a definir brasileira classificada para a Rio 2016

___Neste fim de semana acontece a 2º etapa da Copa do Mundo de Ciclismo BMX, em Manchester, na Inglaterra. No feminino as duas principais atletas que lutam pela vaga olímpica brasileira vão competir: Priscilla Carnaval ( foto), 22 anos e Bianca Quinalha, 23 anos.
___Pelo atual ranking mundial, o Brasil dever ter apenas uma atleta entre as 16 que disputarão a Olimpíada, pelo fato de ser sede. Priscila Carnaval está a frente na disputa, graças ao 3º lugar no Campeonato Pan-americano realizado no mês passado.
___Bianca também chegou a final do Pan, mas devido a uma queda finalizou em 8º lugar. Na 1º etapa da Copa do Mundo, na Argentina, ambas pararam nas quartas de finais. Chegar as semifinais, entre as 16 melhores nesta etapa da Inglaterra, pode significar a classificação olímpica para uma delas.
___No masculino, o Brasil ainda não contará com seu principal atleta, Renato Rezende, que se recupera de contusão. Nosso representante será Anderson Ezequiel, que desde os Jogos Pan-americanos de Toronto, tem obtido resultados satisfatórios.
___No Pan de 2016 chegou a final. Caso Renato não esteja bem fisicamente para a Rio 2016, Anderson será o substituto. Na Olimpíada 32 atletas competirão no masculino.
-
Fonte: https://esportes.yahoo.com/blogs/romano-olimpico/ciclismo-bmx-etapa-da-inglaterra-da-copa-do-mundo-113041457.html

Rio de Janeiro sediará o maior encontro de ciclismo do mundo em 2018

___Maior evento sobre mobilidade em bicicletas do mundo, a conferência Velo City Global acontecerá no Rio de Janeiro em 2018. Esta será a primeira vez que o evento será realizado na América do Sul.
___Organizado pela Federação Européia de Ciclismo (ECF – European Cycling Federation) o congresso tornou-se global a partir de 2010 e acontece a cada dois anos em cidades que promovem o uso da bicicleta. São cerca de 4 dias em que técnicos e políticos da administração, empresários e membros da sociedade civil vindos do mundo todo reunem-se para discutir soluções para promover a cultura ciclística e as pedaladas como meio de transporte.

___Velo City Global 2018 Rio de Janeiro
___O Velo City Rio 2018 é o coroamento de uma longa trajetória que começou em 2007 com a primeira participação de uma delegação brasileira no encontro. Em Munique 2007 já ficou clara a importância de trazer um evento desse porte para o Brasil e os ativistas da página Transporte Ativo iniciaram uma empreitada para trazer um evento global sobre ciclismo para o Brasil.
___Em 2010, no primeiro Velo City Global, em Copenhague, o assunto voltou a tona entre a delegação Brasileira e ganhou força. O Rio de Janeiro pleiteou sediar a edição 2014, chegando a ficar entre as 3 possíveis sedes, mas a escolhida acabou sendo Adelaide na Austrália.
___Durante o Bici Rio 2015, a possibilidade da cidade sediar o evento foi apresentada pela ECF e logo virou notícia. Ao todo, foram mais de 6 anos nos quais a Prefeitura do Rio e a entidade organizadora dialogam para realização o Velo City na cidade, foram diversas reuniões, idas e vindas até o anúncio que oficializou o nascimento do Velo City Global 2018 Rio de Janeiro.
___Esse é apenas o começo. Nos próximos 2 anos, prefeitura, iniciativa privada, ECF toda a sociedade civil, que trabalha em prol da mobilidade em bicicleta irão trabalhar juntas para para realizar este grande encontro do ciclismo.
___São esperadas cerca de três mil pessoas, direta e indiretamente, de diversas cidades do mundo que, em um período de quatro dias, em junho de 2018, se reunirão para debater todos os temas relacionados à bicicleta, como ciclovias, ciclofaixas, infraestrutura, negócios, logística, segurança, lazer, saúde, cultura e inclusão.
-
Fonte: http://www.archdaily.com.br/br/784675/rio-de-janeiro-sediara-o-maior-encontro-de-ciclismo-do-mundo-em-2018

'Meu objetivo não é participar, quero uma medalha', diz Murilo Fischer

___Aos 36 anos, Murilo Fischer participa da corrida olímpica do ciclismo de estrada para disputar os Jogos pela quinta vez na carreira. O brasileiro, que compete anualmente no Tour de France, no Giro d'Itália e na Volta da Espanha, não quer ir ao Rio só para participar. Sua melhor posição foi o 20º lugar nos Jogos de Pequim, em 2008. No entanto, o ciclista mostra confiança: "Meu objetivo é uma medalha, não tenho dúvida."

___Como está a corrida olímpica no ciclismo de estrada?
Não existe um índice, como na natação e no atletismo. O ciclismo de estrada é um esporte de experiência, por isso, estou confiante de que serei selecionado para a equipe brasileira nos Jogos do Rio.
___Como vê a chance de disputar a sua 5ª Olimpíada?
A progressão que tive nas últimas quatro Olimpíadas me dá mais esperança.
___Olhando para trás, como avalia sua trajetória ao longo dos anos?
Em Sydney, eu era super jovem, completamente inexperiente no ciclismo profissional. Mesmo assim eu considero que tive uma boa participação, terminei na 89ª posição. Não é um resultado importante, mas foi bom para um jovem atleta. Em Atenas, era o meu primeiro ano no ciclismo profissional, foi uma corrida bem difícil. Já nas últimas duas edições tive um desempenho muito bom para aquilo que a gente esperava. Pequim foi uma corrida muito dura no final, fui 20º no circuito nas muralhas. Não tive o melhor resultado em Londres, mas tive o melhor desempenho físico. Isso me deixa com esperança para o Rio.
___É possível brigar por medalha no Rio?
Para qualquer brasileiro é difícil pensar em medalha, o circuito é bem seletivo. A gente tem tempo para se preparar e sabe que é difícil, porém não é impossível.
___O que seria um resultado bom para você no Rio?
Resultado bom é medalha. É um trabalho coletivo com resultado individual. E a gente não tem tradição no ciclismo. Moro na Europa há 15 anos, sou um caso isolado da verdadeira situação do ciclismo brasileiro. O meu objetivo não é ir para a Olimpíada para terminar, para participar ou para dizer que fui. Meu objetivo é uma medalha, isso não tenho dúvida.  
___O que você acha que tem te ajudado a ter uma longa carreira?
Esse é meu 13º ano profissional. Profissional na Europa é como jogar no Manchester ou no Real Madrid, para se ter uma ideia da dificuldade que é aqui. A seleção natural é muito maior do que a qualidade física dos atletas. Para tu cair é fácil, mas entrar é muito difícil. Sempre procurei achar o meu espaço, aquilo que posso fazer de melhor para a equipe. Essa é a diferença de tantos outros que tentaram e não conseguiram uma carreira tão longa. 
 Fonte: http://esportes.estadao.com.br/noticias/jogos-olimpicos,meu-objetivo-nao-e-participar--quero-uma-medalha--diz-murilo-fischer,10000024446

Em pista nova, Londrina vai sediar Campeonato Brasileiro de BMX 2016

___O Campeonato Brasileiro de BMX 2016 promete marcar uma nova fase para a modalidade no País e, em especial, para Londrina, que abriga a mais nova pista de BMX Supercross do ciclismo brasileiro. A competição, que será realizada entre os dias 23 e 24 de abril na cidade, vai inaugurar a nova pista localizada no Complexo Esportivo do Autódromo Ayrton Senna.
___O projeto contempla as normas exigidas pela União Ciclística Internacional (UCI) e segue os padrões das pistas encontradas nos Jogos Olímpicos e principais torneios mundiais. O equipamento esportivo contou com investimento de R$ 491.250,00 e o valor de repasse do Ministério do Esporte foi de R$ 341.250,00. A estrutura fará parte da Rede Nacional de Treinamento.
___Sendo a principal competição do calendário nacional, o campeonato irá reunir os maiores nomes do BMX brasileiro na atualidade. Os primeiros colocados, além de somarem pontos no ranking brasileiro e mundial, também podem dar uma pedalada importante para a classificação rumo aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O Campeonato Brasileiro terá disputas que começam a partir dos 5 anos de idade e seguem até categorias com mais de 60 anos, proporcionando uma grande exibição democrática e saudável sobre duas rodas.
___A programação oficial começa no sábado (23) com os treinos oficiais e a disputa da prova contrarrelógio (Time Trial). Os atuais campeões da prova, Priscilla Carnaval e Rogério Reis, já confirmaram presença em Londrina. No domingo (24) será a vez da corrida Racing, no qual os atletas, divididos em várias baterias, buscam mostrar um bom desempenho para chegar à grande final e concorrer ao título nacional, que na temporada passada foi para os pilotos Priscilla Carnaval e Andre Fassina.
“O nosso principal objetivo é promover e fomentar cada vez mais a disciplina do BMX em todos os níveis. Com isso, trabalhamos incansavelmente para corrigir os nossos erros e estaremos proporcionando um evento de alto nível, que possa ser produtivo e relevante para todas as categorias. Queremos um ambiente altamente competitivo e profissional, onde prevalecerá a amizade e o espírito esportivo”, declarou José Luiz Vasconcellos, presidente da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC).
___O Campeonato Brasileiro de BMX 2016 é uma organização e realização da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e Federação Paranaense de Ciclismo (FPC), com patrocínio da Caixa Econômica Federal.
-
Fonte: http://www.brasil.gov.br/esporte/2016/03/em-pista-nova-londrina-vai-sediar-campeonato-brasileiro-de-bmx-2016

DICA: Como escolher uma bike de estrada


___Com a grande variedade de tamanhos e modelos disponíveis no mercado, escolher uma bike de estrada pode não ser uma missão tão simples quanto parece, até mesmo para ciclistas mais experientes.
___Por isso, na hora de comprar sua primeira bicicleta ou trocar a sua por um modelo mais novo, é preciso levar em conta alguns detalhes importantes para não errar ao eleger sua companheira de estrada. Confira algumas dicas.

___Tire suas medidas___O primeiro passo é saber qual o tamanho de bicicleta ideal para você. Para isso, é preciso saber sua altura e a medida do seu cavalo, que é a distância do chão até o meio das pernas, posicionadas na vertical e paralelas.

Cavalo (cm)                                 Tamanho da bike                       Altura (cm)
75                                                    50                                               152 – 160
76                                                    51                                               162 – 167
77                                                    52                                               162 – 167
78                                                    52                                               162 – 167
79                                                    53                                               170 – 175
80                                                    54                                               170 – 175
81                                                    54                                               170 – 175
82                                                    55                                               177 – 180
83                                                    56                                               177 – 180
84                                                    56                                               177 – 180
85                                                    57                                               177 – 180
86                                                    58                                               182 – 187
87                                                    58                                               182 – 187
88                                                    59                                                182 – 187
89                                                    60                                                  + 190
90                                                    62                                                  + 190

___Seu objetivo___Dentre os modelos de bicicletas de estrada, existem aqueles desenvolvidos para performance, assim como os que privilegiam mais o conforto. Portanto, antes de escolher, leve em conta seu objetivo no esporte. As bikes competitivas têm a geometria mais agressiva, deixando o corpo do ciclista em uma posição mais aerodinâmica, nada confortável. Já as bicicletas de endurance permitem uma posição mais confortável e adequada a longas distâncias ou pedais mais tranquilos.

___Combinação ideal___Por conta da leveza e da maior absorção de impactos, bicicletas com quadros feitos de fibra de carbono costumam ser mais caras. Mas atualmente também existem excelentes opções em alumínio, que na maioria dos casos também contam com garfo de carbono, proporcionando menor peso e maior conforto. Agora, se a alma da bicicleta é o quadro, certamente as rodas são seu coração. Por isso, dê preferência para modelos com um quadro eficiente e rodas leves. Em caso de dúvida entre dois modelos, escolha o que tiver o melhor par de rodas.

___Componentes___Atualmente, existem três grandes fabricantes de câmbio e freios (grupos): Shimano, Sram e Campagnolo. Todas apresentam um ótimo desempenho e são bastante confiáveis. Todavia, Shimano e Sram são as mais comuns no mercado nacional e estão disponíveis em todas as faixas de preço, enquanto a Campagnolo está mais voltada a modelos de média e alta gama.

___Assistência ___Hoje, muitas marcas de bicicleta têm seus preços tabelados, de modo que a variação de uma loja para outra é pouca ou mesmo inexistente. Por isso, tão importante quanto a bike é saber escolher a loja. Além de atendimento, condições de pagamento, preço dos acessórios e qualidade da oficina, lembre-se que é o lojista que vai fazer contato com o fabricante em caso de problemas.
Por Gustavo Figueiredo
-
Fonte: https://prologo.ativo.com/ciclismo/como-escolher-uma-bike-de-estrada/