NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...
Clique aqui e faça sua inscrição para o Desafio Clique aqui para mais informações sobre o pedal.

Desafio Internacional de Mountain Bike vai reunir 130 atletas de 30 países no Rio - Video do Percurso

http://www.bikemagazine.com.br/wp-content/uploads/2015/09/rio-circuito-deodoro.jpg . A caminhada da seleção brasileira de mountain bike rumo aos Jogos Olímpicos de 2016 terá uma parada importante no próximo dia 11 de outubro.
. O circuito de 4,8km montado no Complexo de Deodoro, no Rio de Janeiro, recebe o Desafio Internacional de Mountain Bike, evento-teste da Rio 2016 que irá reunir 130 atletas de 30 países, informa a Confederação Brasileira de Ciclismo.
. O time brasileiro, que será formado por Henrique Avancini, Rubens Donizete, Ricardo Pschiedt, Luiz Henrique Cocuzzi, Raiza Goulão, Erika Gramiscelli e Sofia Subti, está motivado para realizar uma boa performance e explorar os desafios do percurso assinado pelo sul-africano Nick Floros. Outro grande objetivo da equipe brasileira de Mountain Bike é poder acompanhar o desempenho dos principais nomes que estarão na olimpíada em 2016.

"A expectativa é muito grande para conhecermos a pista que será responsável por definir os campeões no Rio 2016. Estamos muito otimistas, o grupo está chegando em ótima forma e motivados por excelentes resultados nas últimas competições. Os próximos dias serão de concentração total para fazermos um bom trabalho durante a competição", contou o técnico Carlos Polazzo.
. Também integram a delegação brasileira no Evento-Teste o técnico Hélio de Souza (Plano Brasil Medalha), o mecânico Eduardo Oliveira, e a representante da Confederação Brasileira de Ciclismo, Ana Claudia Stipanich.
_
Um pouco da pista que os atletas irão encarar!!!
-
Fonte: http://www.hojeemdia.com.br/esportes/desafio-internacional-de-mountain-bike-vai-reunir-130-atletas-de-30-paises-no-rio-1.350993

Taça Brasil de Cross Country 2015 - 3a. Etapa

http://elabora.pianetamountainbike.it/public/fotografie_2015/Ottobre_1/fontana11.jpg 
. Neste domingo (4), o italiano Marco Aurelio Fontana da equipe Cannondale Factory Racing venceu a etapa de Rio das Ostras da Taça Brasil de MTB. Com isso, o atleta soma importantes pontos no ranking da UCI, já que trata-se de uma prova classe C1.
. Com a presença de alguns dos grandes nomes mountain bike mundial, como Marco Aurélio Fontana, medalha de bronze nas Olimpíadas de Londres, e da atual campeã Pan Americana Daniela Campuzano, a prova ocorreu em um circuito muito técnico composto de single tracks em meio a mata atlântica na região do Mar do Norte.
. Henrique Avancini, companheiro de Fontana, faz uma boa prova de recuperação e chegou em segundo. Fechando o pódio em terceiro lugar ficou Rubens Valeriano, com Sherman Trezza em quarto. Entre as mulheres, a vencedora foi a mexicana Daniela Campuzano. Raiza Goulão ficou com a prata e Isabella Lacerda, da LM/Pedal/Shimano, ficou com a quarta colocação.
"A competição foi sensacional e o público fabuloso. Depois de algumas voltas com os favoritos eu coloquei meu ritmo e fui embora, fazendo um boa corrida até o final. Estou feliz porque as trilhas aqui são muito técnicas e ganhar é sempre muito bom. Aproveitei o momento e agora é manter o foco na preparação para o evento teste na pista dos jogos olímpicos 2016.", disse o vencedor.
-
Fonte: http://www.pedal.com.br/taca-brasil-de-cross-country-2015-3-rio-das-ostras-resultados_texto9848.html

Ciclismo alimenta esperança de medalhas para o Brasil na Olimpíada

# Renato Rezende e Henrique Avancini estão embalados pelo Pan-Americano e confiantes em boa participação nos Jogos.
-
http://ejesa.statig.com.br/bancodeimagens/4k/mb/7i/4kmb7i12n7bvuz85ydnp7d3yg.jpg
. Ela é brinquedo para os pequenos e meio de transporte para os adultos, mas só agora ganhou a valorização merecida pelos brasileiros como esporte. Enraizada na nossa cultura, a bicicleta tem papel de destaque nos Jogos do Rio-2016 e surge como boa esperança de medalha em duas das oito modalidades do ciclismo.
. Na 13ª posição no ranking mundial, Renato Rezende puxa a fila na categoria BMX e vai para sua segunda Olimpíada. No mountain bike cross country, Henrique Avancini aparece em 17º lugar e também é considerado esperança de pódio. Ambos estão credenciados pela conquista do Pan-Americano deste ano e sonham alto com a disputa na Cidade Maravilhosa.

“Temos uma geração evoluindo e chegamos na melhor delas, por números, ranking e vitórias. Espero que a próxima geração seja ainda melhor. COB, confederação e patrocinadores ajudaram a juntar isso tudo. Hoje a gente consegue se dedicar só ao esporte e isso ajuda nos resultados”, afirma Renato Rezende.
. O fato de serem duas modalidades consideravelmente novas no programa olímpico favorece os jovens brasileiros, acostumados a adversidades de terrenos irregulares. O BMX passou a figurar apenas em Londres-2012. Já o mountain bike ganhou espaço a partir de Atlanta-1996. Se o otimismo impera nessas modalidades, o ciclismo de pista e estrada (e suas subdivisões, com masculino e feminino) vêm na contramão. O Brasil caminha diante das principais potências asiáticas e europeias e busca apenas uma participação honrosa nas provas implementadas em 1986.
. As provas do ciclismo de estrada serão divididas entre o Forte de Copacabana e o Pontal (contrarrelógio). O velódromo olímpico, na Barra da Tijuca, vai receber o ciclismo de pista, enquanto Parque Radical de Deodoro vai abrigar o mountain bike e o BMX.
. Com o peso de trazer uma medalha inédita para o Brasil, Renato Rezende diz que adora o sabor da responsabilidade e garante que os brasileiros vão mostrar sua franca evolução. Um lugar no pódio será apenas consequência do trabalho que vem sendo desempenhado com intercâmbios, atletas indo morar nos EUA e apoio do Governo Federal com o Bolsa Pódio.
“Nada eu já tenho. Ninguém prometeu a medalha para mim. Então, vamos buscar. Se olhar nos esportes, está todo mundo melhor no ranking, evoluindo. Os brasileiros estão chegando com chance. Se vamos ganhar é outra coisa”, garante, Renato, otimista. A expectativa é de que a torcida pedale com os atletas: “Será ótimo sentir a adrenalina da galera.”
-
Fonte: http://odia.ig.com.br/esporte/2015-10-03/ciclismo-alimenta-esperanca-de-medalhas-para-o-brasil-na-olimpiada.html

Alberto Contador: Em 2016 o melhor é ver o GIRO pela televisão.

http://cdn.record.xl.pt/storage/2015_10/ng324CA7D7-0C6B-48CD-B845-9E1F4D3B8EBC.JPG?type=big 
. Alberto Contador marcou presença na apresentação do Giro 2016, embora já se soubesse que não vai marcar presença na prova. O espanhol admitiu que fez a escolha certa.
"O Giro será sempre especial para mim. É a prova mais bonita do Mundo, mas em 2016 é melhor vê-la pela televisão. Vai ser difícil, mas se quero ir ao Tour com garantias de fazer uma boa prova, o melhor é não ir a Itália", justificou.
. O corredor espanhol deixou ainda uma antevisão dos possíveis vencedores: "Encaixa bem em corredores de grandes voltas e creio ser perfeita para o Nibali. Ainda que também possa ser uma boa prova para o Tom Dumoulin, porque há bons contrarrelógios e, se mantiver o nível da Volta a Espanha, terá grandes possibilidades de ganhar".
-
Fonte: http://www.record.xl.pt/modalidades/ciclismo/giro/detalhe/contador-em-2016-o-melhor-e-ver-pela-televisao-979040.html

Ivan Basso anuncia aposentadoria

http://www.biciciclismo.com/comun/noticias-galerias/77375/sagan-y-basso-ensenan-el-amarillo-del-tinkoff-saxo-galeria-de-fotos-005.jpg
. Ivan Basso anunciou hoje (5), sua aposentadoria do ciclismo profissional.
. O atleta de 37 anos foi diagnosticado com câncer no testículo durante o Tour de France deste ano. Felizmente, ele se recuperou completamente desde então, mas depois de conversar com sua equipe, ficou resolvido que Basso penduraria as sapatilhas para assumir um papel de gerência na Tinkoff-Saxo.
. Basso, que se profissionalizou no fim da década de 1990 tem, dentre outras vitórias, dois títulos do Giro d’Italia, conquistados em 2006 e 2010. Porém, o atleta ficou suspenso por doping durante dois anos.
"Hoje é um dia especial para mim. Não é triste, já que meu laço com o ciclismo vai continuar. É um relacionamento longo de 30 anos com a bicicleta e estou feliz por poder continuar nesta aventura", disso o italiano.
. O atleta afirma que está se aposentando por perceber que não seria mais competitivo. "Todo atleta sabe que sua luz não vai brilhar por toda a carreira. Em algum ponto, a luz vai diminuir e o atleta sábio sabe que chegou a hora de desligá-la.", completou.
-
Fonte: http://www.pedal.com.br/ivan-basso-anuncia-aposentadoria_texto9854.html

Pista criticada, atletas machucados e chuva: evento-teste de BMX no Rio é cancelado

. Depois de ter o seu início adiado para este domingo, o evento-teste de ciclismo BMX para a Olimpíada de 2016 foi cancelado. Com a pista criticada pelos atletas por ter sido considerada perigosa, a competição, realizada no Parque Radical de Deodoro, teve dois atletas machucados por causa de quedas e ainda foi prejudicada pela chuva que caiu no Rio de Janeiro.
Na sexta-feira, os ciclistas se recusaram a treinar no local por falta de segurança, se reuniram com os organizadores e pediram que o circuito passasse por modificações. Com isso, não houve disputas no sábado e tudo aconteceria neste domingo.
. No entanto, a areia colocada nas mudanças da pista não ficou suficiente compactada neste tempo, e ficou decidido que a pista masculina não seria utilizada. Desta forma, os homens começaram a competir na pista feminina.
. Mas com as quedas da brasileira Bianca Quinalha, que foi para o hospital com suspeita de fratura do punho direito, e depois do também brasileiro Rogério dos Reis, que pode ter fratura as costelas, o evento-teste foi definitivamente cancelado. Antes disso, as provas precisaram ser interrompidas algumas vezes por causa do mau tempo na cidade.
. O Comitê Organizador Rio 2016 informou que a pista foi construída por uma empresa credenciada e foi aprovada pela Federação Internacional de Ciclismo.
. O Desafio Internacional de BMX, contava com a participação de 96 atletas de 30 países, incluindo vários dos principais nomes da modalidade no mundo.
. O circuito montado do Centro Olímpico de BMX de Deodoro foi inaugurado no mês passado e apresenta percursos de até 400 metros de extensão com vários obstáculos, ocupando área total de cerca de 4 mil metros quadrados.
. Este foi o 12º evento-teste dos Jogos Olímpicos do Rio e o primeiro no Parque Radical de Deodoro. Ainda no mês de outubro, o local receberá o ciclismo Mountain Bike e em novembro será a vez da canoagem slalom.
-
Fonte:  http://espn.uol.com.br/noticia/548019_pista-criticada-atletas-machucados-e-chuva-evento-teste-de-bmx-no-rio-e-cancelado

Vincenzo Nibali conquistou o seu primeiro "monumento" na Volta a Lombardia

http://mondiali.net/wp-content/uploads/2015/10/Nibali1.jpg 
# O ciclista italiano Vincenzo Nibali (Astana) fez hoje jus ao estatuto de melhor ‘downhiller’ do pelotão para preencher uma das únicas lacunas do seu currículo ao conquistar o seu primeiro ‘monumento', com a vitória na Volta à Lombardia.
-
"Downhiller de estrada" exímio, Vincenzo Nibali arriscou ao limite e deu um recital na descida do Civiglio para conquistar uma vantagem irrecuperável para os perseguidores na derradeira dificuldade do percurso (a subida a San Fermo della Battaglia), impor-se na última clássica da temporada, agora a primeira do seu currículo, e fechar uma temporada ‘agridoce’, na qual foi quarto na Volta a França e foi expulso da Volta a Espanha.
. O siciliano, que é o primeiro italiano a conquistar um "monumento" (nome dado às cinco clássicas mais emblemáticas do calendário) desde Damiano Cunego em 2008, também na Lombardia, cumpriu os 245 quilômetros da prova que circundou o lago Como em 6h16m28s, 21 segundos antes do espanhol Daniel Moreno (Katusha) e 32 antes de Thibaut Pinot (FDJ), seus companheiros de fuga.
“Que fantástico dia. A minha equipe esteve perfeita todo o dia e realmente queria recompensá-los com a vitória. Tentei várias vezes atacar na subida, mas o ritmo foi sempre demasiado elevado. Então, percebi que devia surpreender os meus adversários e partir na descida”, contou o vencedor da Volta a França de 2014 e um dos seis ciclistas a terem as três ‘grandes’ Voltas no currículo.
. Quando Nibali atacou, o seu compatriota e colega Diego Rosa defendeu a vantagem do seu líder, anulando todos os ataques dos homens que seguiam na fuga de onde o ‘Tubarão do Estreito’ saltou.
“Para todos os corredores, há momentos felizes e outros menos felizes. A expulsão da Vuelta [por se ter agarrado a um carro da equipa para recuperar tempo] deixou-me num estado profundo de cólera. Queria regressar à bicicleta para mostrar outras coisas”, disse, recordando uma temporada difícil, que teve como ponto alto o título de campeão italiano de fundo, e dedicando o triunfo na Volta à Lombardia à sua mulher, a aniversariante do dia: “Ela acreditava mais nesta vitória do que eu.
. O espetáculo proporcionado pelo italiano, de 30 anos, na clássica das ‘folhas caídas’ fechou da melhor maneira a época de 2015 do WorldTour, que uma vez mais consagrou a Movistar como melhor equipa do mundo, graças ao quarto posto conquistado hoje por Alejandro Valverde.
. O veterano espanhol já tinha garantido a renovação do seu estatuto de corredor número um do pelotão, mas hoje deu tudo pela equipe, somando pontos que permitiram à formação espanhola bater a Katusha na liderança do ‘ranking’.
-
Fonte: http://www.rtp.pt/noticias/ciclismo/vincenzo-nibali-conquistou-o-seu-primeiro-monumento-na-lombardia_d863432