NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...
Clique aqui e faça sua inscrição para o Desafio Clique aqui para mais informações sobre o pedal.

Mundial de Enduro MTB é referência para Shimano Brasil Enduro Series


http://dhbrasil.com.br/wp-content/uploads/cache/2014/04/bender3c/1949168687.jpg . Os atletas de Enduro MTB, Daniel Bender e Théo Duarte, estiveram no último final de semana no Chile, onde disputaram a abertura do Campeonato Mundial de Enduro MTB, o Enduro World Series (EWS). Além da participação na prova, a dupla teve outro motivo para acompanhar cada detalhe do evento. Junto com o biker Dálcio Bianchini, Daniel e Théo terão a responsabilidade de realizar nos dias 10 e 11 de maio, em Itaipava (RJ), o inédito campeonato da modalidade com abrangência nacional: o Shimano Brasil Enduro Series.
. Apesar da boa colocação de ambos entre 95 ciclistas da categoria Máster A, Théo Duarte foi o 14º e Daniel Bender, o 19º, as principais lições vieram do processo de organização. "Pela primeira vez tive a oportunidade de andar em trilhas no Chile e observar que a organização do Enduro World Series fez um excelente trabalho no levantamento dos estágios cronometrados", avaliou Daniel. "Trocamos muitas ideias com o Chris Ball e o Enrico Guala, ambos do EWS, e também com os amigos Eduardo e Nacho, da MontenBaik, empresa chilena que organizou o evento. Eles foram super acessíveis e nos deram várias dicas relevantes", completou.
"Meus objetivos nessa viagem foram alcançados durante uma semana de sonhos, nas melhores trilhas que já percorri na minha vida. Pude experimentar e ver de perto como é o Enduro e aprender a mecânica da competição. Fiquei como esponja, absorvendo tudo", contou bem-humorado, Théo Duarte. "Pude ver as práticas do evento Top no mundo da modalidade e trazer ideias para o nosso Shimano Brasil Enduro Series. O pessoal que faz a gestão deixou claro que podemos contar com eles. É uma segurança", concluiu.
. Daniel e Théo contam o que consideraram mais importante no aprendizado vivido no país andino.
http://mtbbrasilia.com.br/wp-content/uploads/2014/04/221449_398926_ebs___estagio_2.jpg"Manter as ações de forma simples é um dos pontos para o sucesso. Vale tanto para a retirada do kit, quanto para o briefing com os atletas. Tudo é feito de maneira leve. Vamos adotar o modelo no SBES", revelou Daniel, que tem a opinião compartilhada por Théo. "A lição mais importante foi constatar que eles começaram com simplicidade e competência e chegaram à excelência. Por isso foram capazes de realizar a etapa considerada como a mais eficiente do EWS. Nossa intenção é seguir um caminho parecido, implantando um evento marcante e que evolua a cada etapa", analisou.
. Além da etapa fluminense, catarinenses e paulistas receberão o evento que tem como característica a mescla de categorias do MTB, como o Cross Country e o Downhill. Nos dias 1 e 2 de agosto, será disputada a etapa intermediária em Santa Catarina, enquanto o encerramento do Shimano Brasil Enduro Series será em 4 e 5 de outubro no estado de São Paulo. Ambas as cidades serão definidas em breve pela organização.
. Modalidade nasceu na Europa - O Enduro MTB nasceu há mais de dez anos na Europa. Teve um 'boom' nos últimos três anos e chegou ao continente americano, onde se populariza cada vez mais. A modalidade é uma união de duas vertentes do Mountain Bike, o Cross Country e o Downhill, retornando às origens do esporte, com grandes deslocamentos em terrenos desafiadores e pouco explorados.
. Enquanto no Cross Country os atletas se destacam pelo forte condicionamento físico para enfrentar grandes distâncias, no Downhill a técnica e o 'know-how' para as descidas é o que faz a diferença. Em 2014 o Chile se tornou o primeiro país fora do eixo Europa-América do Norte a realizar uma etapa do Enduro World Series.
-
Fonte: http://360graus.terra.com.br/

Musa do ciclismo brasileiro, sobe ao pódio em competição mundial de Enduro

http://360graus.terra.com.br/biking/images/w_h/w_h_20140424193328.jpg
. A curta temporada chilena foi um sucesso para a atleta da GT Bicycles, Bia Ferragi. Em menos de duas semanas, a paulistana subiu ao pódio, em ambas as provas disputadas, Nacional Chileno – etapa de La Perva e a primeira etapa do Enduro Word Series (EWS), principal competição do calendário mundial de Enduro, realizada no último domino (20/04), em Nevados de Chillan, região cercada pela Cordilheira dos Andes. Primeira representante brasileira em uma etapa do EWS, Bia conquistou o segundo lugar e abriu portas para o Enduro nacional.
. Com um treinamento especial, a biker chegou ao país chileno preparada para enfrentar as dificuldades das pistas. “A prova foi brutal, exigiu demais. Foram dois dias de treino e dois de competição, no quarto dia estávamos exaustos, mas felizes por completar a prova”, comemora o resultado inédito pro Brasil.
http://www.mtb-check.com/wp-content/uploads/2014/03/bia-ferragi-enduro-mtb.jpg 
. Apesar das maravilhosas paisagens da Cordilheira dos Andes, a pista era extremamente difícil. “A pista é muito intensa, com muita subida íngreme. Nos deslocamentos tínhamos de carregar a bike na mão, o que foi difícil demais. No primeiro dia eu caí, mas mesmo assim fiz uma excelente etapa”, conta Bia. Participando na categoria Womens Amauter, Bia teve a oportunidade de pedalar em altíssimo nível ao lado das melhores do mundo. “O Chile organizou um belo evento e as pistas foram elogiadas por todos os europeus”, conta a atleta GT Bicycles.
. Feliz com a temporada chilena e os resultados inéditos para o esporte brasileiro, Bia Ferragi agora irá competir em território nacional na primeira etapa do Brasil Enduro Series, que começa dia 10 de maio, em Itaipava, Rio de Janeiro.
-
Fonte: http://360graus.terra.com.br

Simon Gerrans, o primeiro australiano a vencer a Liège-Bastogne-Liège

http://thumbs.sapo.pt/?Q=90&pic=http%3A%2F%2Fimgs.sapo.pt%2Fimages%2FDESPORTO%2Fhp2%2Fciclismo%2Fsimon_gerrans_ciclismo_2014_533.jpg&W=254&H=190&hash=c00c4836699ec8174c04e22fc6afca32&errorpic=http%3A%2F%2Fimgs.sapo.pt%2Fimages%2FDESPORTO%2F1.1.9%2Fdefault-photo.gif. Simons Gerrans (Orica-GreenEdge) tornou-se neste domingo o primeiro ciclista australiano a vencer a clássica Liège-Bastogne-Liège na sua 100a. edição, ao chegar isolado à linha de chegada depois de um frio e calculista ataque nos quilômetros finais.
. Na última das clássicas da primavera, o veterano australiano, de 33 anos, sobreviveu às muitas quedas que afastaram, entre outros o campeão do Mundo, o português Rui Costa (Lampre-Merida), e surpreendeu os favoritos, relegando o espanhol Alejandro Valverde (Movistar), vencedor da Flèche Wallone, e o polonês Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-Quickstep), vencedor da Volta ao Algarve, para o segundo e terceiro lugares, respetivamente.
. Gerrans tornou-se assim o primeiro australiano em 100 edições a vencer aquela que é considerada como um dos cinco “monumentos” do ciclismo, cumprindo os 263 quilômetros da clássica em 6h37m43s.
. A estratégia do ciclista da Orica-GreenEdge foi muito além do ataque preciso, lançado nos metros finais. O vencedor da Milan-San Remo em 2012, optou por poupar energias para hoje, ao contrário dos restantes adversários que, na quarta-feira, correram a Flèche Wallone.
"É um triunfo incrível, é um sonho tornado realidade ganhar a Liège-Bastogne-Liège”, reconheceu, indicando que no final da prova todo correu “perfeitamente” para si, graças à sua colocação “excelente”.

. Num final reservado apenas aos mais resistentes, Julian Arredondo(Trek) e Domenico Pozzovivo (AG2R) atacaram em Roche-aux-Faucons, a 20 quilômetros da chegada, e lideraram nos dez quilômetros seguintes até serem apanhados pelo minipelotão de 30 atletas.
. O italiano atacou outra vez, na última contagem de montanha, em Cote Saint-Nicolas, levando na roda o compatriota Gianpaolo Caruso (Katusha).
. Os dois ganharam uma vantagem de 12 segundos, insuficiente para chegarem isolados à chegada. Já depois do vencedor do ano passado, Dan Martin ter apanhado os fugitivos à entrada para o último quilômetro, Valverde conduziu Gerrans e Kwiatkowski à frente da corrida, com o australiano a dar o puxão final para ser primeiro.
. Michal Kwiatkowski voltou a ser terceiro, repetindo o seu resultado mais habitual nesta temporada, com Caruso em quarto. Os restantes membros do pelotão foram chegando a conta-gotas.
-
Fonte: http://desporto.sapo.pt/

Mountain Biker fica a 1,22mm de perder o movimento das pernas.

http://www.hiperativos.com.br/wp-content/uploads/2014/04/barelriderprofilebillymaribor325.jpg# Fabien Barel teve a sorte parecida a de achar uma agulha em um palheiro.
-
. O francês Fabien Barrel estava mandando muito bem no Enduro World Series, no Chile. Com a cabeça preparada, Fabien estava no pelotão da frente quando se deparou com uma curva acentuada. A “força G” o jogou para fora da pista e o derrubou a uma altura de cinco metros. O ciclista caiu de costas e demorou por volta de dez minutos para ficar de pé. Impressionantemente, voltou a sua bike e fez a segunda e terceira etapas da corrida – apesar de dizer que estava com muita dor no corpo inteiro. Terminando a prova na nona posição, Fabien - que já estava se arrastando – voltou a sua casa para enfrentar uma das noites mais doloridas de sua vida.
“Me sentia como um velho de 90 anos”, disse Fabien.
. Além das fortes dores, o mountain biker ainda tinha que enfrentar o dilema de continuar ou não na competição. Pela manhã, Fabien resolveu que não dava. Foi para o hospital e de repente começou a ver a preocupação estampada na cara dos médicos e enfermeiras. O terceiro colocado geral no EWS (Enduro World Series), do ano passado, não entendia nada. Foi ai que descobriu que havia fraturado seriamente a sua oitava vértebra dorsal. A fratura tinha ficado a 1,22 milímetros de atingir a espinha em um local que tiraria o movimento das suas pernas.
. Fabien foi imobilizado imediatamente. O ciclista ainda aproveitou para deixar uma nota no Facebook, para expressar o quão pasmo estava com a sorte que teve.
“Foi por um triz”, disse Barel, “Estou começando a refazer o filme todo, o quanto eu ignorei a dor no dia seguinte e quanto riscos tomei sem perceber as conseqüências”.
. No vídeo abaixo, Fabien ensina como fazer um bom “corner” – justamente a técnica que causou o seu acidente.

-
. Realmente, Fabien teve sorte. E ainda bem que estava usando equipamentos de segurança para ciclismo, na hora que se acidentou. Imagine se não tivesse usando um capacete ou um colete de proteção. O biker ficará fora das pistas por um tempo, mas logo estará de volta aos “corners” e, com certeza, nos pelotões da frente. Força Fabien!
-
Fonte: http://www.hiperativos.com.br

Carlos Manarelli é campeão da 8ª edição da Volta Ciclística do Paraná

http://i0.wp.com/www.portalr3.com.br/wp-content/uploads/2014/04/20140427-podio-e1398615160164.jpg?resize=750%2C422
# Atleta de São José dos Campos fatura o título da Volta do Paraná
-
. Depois de cinco dias de competição, chegou ao fim neste domingo (27), a 8ª edição da Volta Ciclística do Paraná, competição organizada e realizada pela Confederação Brasileira de Ciclismo.
. E o grande campeão deste ano foi o atleta Carlos Alexandre Manarelli. O jovem atleta da equipe Funvic/São José dos Campos, faturou o título e entrou para o seleto grupo de vencedores da Volta.
. Manarelli terminou a competição com o tempo acumulado de 16h45min20, ficando 19 segundos à frente de Patrício Almonacid, da equipe chilene Clos de Pirque, que foi o segundo colocado.
. Gregolry Panizo, da DataRo, foi o tercerio (a 49 segundos); Alcides Vieira, o quarto (a 59 segundos) e Maurício Knapp, de Ribeiro Preto, fechou o pódio da geral em quinto lugar, a 1min05 do campeão geral.
. O TÍTULO DE MANARELLI
Na primeira etapa da competição, Carlos Alexandre Manarelli, já mostrou que estava bem, fazendo um quinto lugar, e que poderia brigar pelo título.
. O atleta assumiu a liderança geral da prova na quinta-feira (24), quando venceu a segunda etapa da competição. Na sexta-feira, repetiu a façanha do dia anterior, venceu a sua segunda etapa e abriu uma diferença de 17 segundos para o segundo colocado.
. No sábado (26), Manarelli tinha pela frente a etapa mais longa da competição e um dia chave para manter sua liderança. Contando com um trabalho perfeito dos companheiros de equipe, o atleta chegou na ponta do pelotão e ainda foi terceiro na etapa. E assim, viu sua diferença aumentar mais um pouco mais para os demais concorrentes.
. Na última etapa, que aconteceu neste domingo (27), em um circuito na cidade de Rolândia, o atleta contou outra vez com o trabalho de seus companheiros de equipe. Em circuito com uma subida dura, fugas aconteceram e os atletas de São José dos Campos tiveram muito trabalho durante todo o percurso.
. Mais para o final da etapa, Manarelli assumiu a ponta do pelotão onde vinha e pedalou muito também para não deixar a fuga, que vinha com atletas que poderiam lhe tirar o título, abrir. Todo o esforço valeu a pena e o atleta cruzou a linha de chegada em quarto lugar, garantindo assim o título, o qual comemorou muito com seus companheiros de equipe.

http://i0.wp.com/www.portalr3.com.br/wp-content/uploads/2014/04/20140427-equipe-comemorando.jpg?resize=750%2C399
PRINCIPAIS RESULTADOS DO ATLETA NA CARREIRA
Temporada 2014

- Campeão Geral da 8ª Volta Ciclística do Paraná
- 3º lugar na 4ª etapa da Volta do Paraná
- 1º lugar na 3ª etapa da Volta do Paraná
- 1º lugar na 2ª etapa da Volta do Paraná
- 1º lugar na prova Subida do Morro da Cruz

Temporada 2012 – 2013
- 2º lugar na geral individual da Volta de Goiás 2013
- 2º lugar na geral de Meta Montanha da Volta de Goiás 2013
- 2º lugar no CRI da Volta de Goiás 2013
- Campeão da 4ª etapa da Volta de Goiás 2013
- Campeão da 2ª etapa da Volta de Goiás 2013
- Campeão da Copa Hans de Ciclismo (SC) – 2013
- Campeão do Desafio Pedra Branca de Ciclismo – 2013
- Campeão do Circuito Boa Vista – 2013
- Campeão do Circuito Boa Vista – 2012
- Campeão do 23º GP Camon – San Bernardino – Itália

ÚLTIMA ETAPA . A quinta e última etapa da Volta do Paraná teve como ganhador Alcides Vieira, do Clube DataRo de Ciclismo.Ele percorreu os 102 km em 02h39’04. O segundo lugar foi também para a DataRo, com o atleta Cristian Egídio e o terceiro ficou com Patrício Almonacid, da Clos de Pirque.

OUTROS RESULTADOS . Além do título geral, Carlos Manarelli, também foi o campeão de meta-voltantes, com 35 pontos. Entre as equipes, o título geral ficou com o Clube DataRo de Ciclismo.
. Na Sub23, o título geral ficou com o venezuelano Roniel Campos, integrante da Seleção Venezuelana.
-

Assista AO VIVO: Copa do Mundo 2014 de MTB na Austrália

http://image1.redbull.com/rbcom/010/2014-04-23/1331647067940_3/0012/0/0/0/1015/1806/1200/3/the-world-s-fastest-cross-country-and-downhill-riders-return-for-the-2014-uci-world-cup.jpg 
# Os eventos de XCE, XCO e DHI tem transmissões no site da Red Bull TV entre hoje (25) a domingo (27).
-
. A elite mundial do ciclismo de montanha - o mountain bike - está de volta à Cairns, cidade Australiana após 18 anos, desde quando a pista de Smtihfiled Mountain Bike Park recebeu o Campeonato Mundial de MTB em 96.
. O evento será válido pela 2ª etapa do Copa do Mundo de Mountain Bike - UCI MTB World Cup - nas modalidades cross country (XCO) e downhill (DHI).
. A novidade da etapa é a primeira etapa da modalidade MTB XCE - cross country eliminator ou sprint eliminator. É uma competição dividida por baterias eliminatórias, disputada numa pista curta, geralmente, percursos mistos entre as vilas e centros históricos das cidades.
-
Horários das transmissões: assista na Red Bull TV (inglês) ou aqui no Mazobikers Blog

 -
Sexta-feira 25 Abril
08:20 AM – 10:20 AM (GMT)
UCI Cairns 2014 XCE
-
Sábado 26 Abril
1:15 am - 3:15 am (BRT)
UCI Cairns 2014 DH Finals
-
Domingo 27 Abril
11:50 pm - 1:50 am (BRT)
UCI Cairns 2014 XCO Feminino
-
Domingo 27 Abril
2:20 am - 4:20 am (BRT)
UCI Cairns 2014 XCO Masculino
-
Fonte:  http://www.redbull.com/br/pt/bike

Manarelli vence a terceira etapa e lidera com folga a geral da Volta do Paraná

http://www.portalr3.com.br/wp-content/uploads/2014/04/750x422x20140425-manarelli-2.jpg.pagespeed.ic.QEyYGlazwd.jpg 
http://www.portalr3.com.br/wp-content/uploads/2014/04/750x422x20140425-manarelli-1.jpg.pagespeed.ic.M2JsW7ytDX.jpg. Carlos Alexandre Manarelli repetiu o feito da quinta-feira (24) e venceu, nesta sexta-feira, a 3ª etapa da Volta Ciclística do Paraná.
. Na etapa de 161,3 km, com largada e chegada em Ibiporã, o atleta de São José dos Campos, foi o mais rápido ao cruzar a linha de chegada com o tempo de 4h01m57s.
. O segundo lugar ficou com Gregolry Panizo, da DataRo e o terceiro com o chileno Patrício Almonacid, da Clos de Pirque.
. Com a vitória na etapa de hoje, Carlos Manarelli continua como líder geral da competição e agora tem 17 segundos de vantagem sobre o segundo colocado, que é o chileno Patrício Almonacid. O terceiro lugar na geral está com Gregolry Panizo, a 43 segundos do líder. Manarelli também é líder de meta-volantes, com 27 pontos ganhos.
. Entre as equipes, a Ironage é a líder com 1m03s de vantagem sobre Osasco e 1m09s sobre São José dos Campos, que é a terceira colocada.
-
PENÚLTIMA ETAPA
. Amanhã os atletas terão pela frente a etapa mais longa da competição, com 201 km. A largada e a chegada será em Arapongas, passando por Guaraci.
. A 8ª edição da Volta Ciclística do Paraná termina no domingo (27), com uma etapa de 102 km sendo disputada em um circuito na cidade de Rolândia.

OS CINCO PRIMEIROS DA GERAL
1 – Carlos Alexandre Manarelli – São José dos Campos – 09h07m48s
2 – Patrício Almonacid – Clos de Pirque – a 17 segundos
3 – Gregolry Panizo – DataRo, a 43 segundos
4 – Halysson Ferreira – Rio Claro – a 52 segundos
5 – Juan Sebastian Tamayo – São José dos Campos – a 53 segundos

OS CINCO PRIMEIROS DA ETAPA
1 – Carlos Alexandre Manarelli – São José dos Campos 04h01m57s
2 – Gregolry Panizo – DataRo – 04h01m57s
3 – Patrício Almonacid – Clos de Pirque – 04h01m57s
4 – Antoelson Dornelles – Ribeirão Preto – 04h02m03s
5 – Juan Sebastian Tamayo – São José dos Campos – 04h02m03s
-
Fonte: http://www.portalr3.com.br



Mundial de Enduro MTB é referência para o Shimano Brasil Enduro Series


http://surgiu.com.br/imagem/noticias/t8/149682/imagem_2404141398361431_g.jpg. Os atletas de Enduro MTB, Daniel Bender e Théo Duarte, estiveram no último final de semana no Chile, onde disputaram a abertura do Campeonato Mundial de Enduro MTB, o Enduro World Series (EWS). Além da participação na prova, a dupla teve outro motivo para acompanhar cada detalhe do evento. Junto com o biker Dálcio Bianchini, Daniel e Théo terão a responsabilidade de realizar nos dias 10 e 11 de maio, em Itaipava (RJ), o inédito campeonato da modalidade com abrangência nacional: o Shimano Brasil Enduro Series.
. Apesar da boa colocação de ambos entre 95 ciclistas da categoria Máster A, Théo Duarte foi o 14º e Daniel Bender, o 19º, as principais lições vieram do processo de organização. "Pela primeira vez tive a oportunidade de andar em trilhas no Chile e observar que a organização do Enduro World Series fez um excelente trabalho no levantamento dos estágios cronometrados", avaliou Daniel. "Trocamos muitas ideias com o Chris Ball e o Enrico Guala, ambos do EWS, e também com os amigos Eduardo e Nacho, da MontenBaik, empresa chilena que organizou o evento. Eles foram super acessíveis e nos deram várias dicas relevantes", completou.
"Meus objetivos nessa viagem foram alcançados durante uma semana de sonhos, nas melhores trilhas que já percorri na minha vida. Pude experimentar e ver de perto como é o Enduro e aprender a mecânica da competição. Fiquei como esponja, absorvendo tudo", contou bem-humorado, Théo Duarte. "Pude ver as práticas do evento Top no mundo da modalidade e trazer ideias para o nosso Shimano Brasil Enduro Series. O pessoal que faz a gestão deixou claro que podemos contar com eles. É uma segurança", concluiu.
Daniel e Théo contam o que consideraram mais importante no aprendizado vivido no país andino.
 "Manter as ações de forma simples é um dos pontos para o sucesso. Vale tanto para a retirada do kit, quanto para o briefing com os atletas. Tudo é feito de maneira leve. Vamos adotar o modelo no SBES", revelou Daniel, que tem a opinião compartilhada por Théo. "A lição mais importante foi constatar que eles começaram com simplicidade e competência e chegaram à excelência. Por isso foram capazes de realizar a etapa considerada como a mais eficiente do EWS. Nossa intenção é seguir um caminho parecido, implantando um evento marcante e que evolua a cada etapa", analisou.
.Além da etapa fluminense, catarinenses e paulistas receberão o evento que tem como característica a mescla de categorias do MTB, como o Cross Country e o Downhill. Nos dias 1 e 2 de agosto, será disputada a etapa intermediária em Santa Catarina, enquanto o encerramento do Shimano Brasil Enduro Series será em 4 e 5 de outubro no estado de São Paulo. Ambas as cidades serão definidas em breve pela organização.
. Modalidade nasceu na Europa - O Enduro MTB nasceu há mais de dez anos na Europa. Teve um "boom" nos últimos três anos e chegou ao continente americano, onde se populariza cada vez mais. A modalidade é uma união de duas vertentes do Mountain Bike, o Cross Country e o Downhill, retornando às origens do esporte, com grandes deslocamentos em terrenos desafiadores e pouco explorados.
. Enquanto no Cross Country os atletas se destacam pelo forte condicionamento físico para enfrentar grandes distâncias, no Downhill a técnica e o "know-how" para as descidas é o que faz a diferença. Em 2014 o Chile se tornou o primeiro país fora do eixo Europa-América do Norte a realizar uma etapa do Enduro World Series.
. O Shimano Brasil Enduro Series conta com patrocínio máster da Shimano, empresa líder mundial nos mercados de bike e pesca. Tem também os patrocínios de Viper, HUPI Bikes e Santa Cruz Bikes, além de contar com os apoios de Session Brasil, Maxxis/Calypso, Exceed Nutrition, Specialized e Bike & Adventure.
-
Fonte: http://esporte.surgiu.com.br

Manarelli conquista vitória para São José na 2ª etapa da Volta do Paraná

http://i1.wp.com/www.portalr3.com.br/wp-content/uploads/2014/04/20140424-posdio-2.jpg?resize=750%2C422 
. O atleta Carlos Alexandre Manarelli, da equipe de São José dos Campos, sagrou-se campeão da 2ª etapa da Volta Ciclística do Paraná, disputada nesta quinta-feira (24).
. Manarelli chegou em uma pequena fuga com mais três atletas e no arranque final, cruzou a linha de chegada em primeiro com o tempo de 2h01min42, após percorrer os 79,6 km da etapa que teve largada e chegada em Londrina. Com a vitória, Manarelli assumiu a liderança geral da competição.
. O segundo lugar ficou com o chileno Patrício Almonacid e o terceiro foi para Murillo Affonso, da Ironage. Juan Sebastian Tamayo, também de São José dos Campos, foi o quarto colocado e Halysson Ferreira, de Rio Claro, ficou com o quinto lugar.
. Na Sub23, a vitória também ficou com São José dos Campos. André Almeida cruzou a linha de chegada pouco mais de um minuto depois do campeão da etapa e também subiu no lugar mais alto do pódio entre os atletas mais jovens.
. Com o bom desempenho de São José dos Campos neste segundo dia de competição, o grupo é líder entre as equipes que disputam a Volta.
. Amanhã os atletas disputam a terceira etapa da competição que terá um percurso de 167 km, com largada às 9 horas, em Ibiporã, passando por Bela Vista do Paraíso e chegando em Ibiporã.
-
Fonte: http://www.portalr3.com.br

No vácuo - descendo de SPEED a 124km/h na BR277 - loucura total

http://gooutside.uol.com.br/fckeditor/upload/image/ABRIL%202012/portela.jpg 
. Bater recorde de velocidade sobre uma bicicleta é uma antiga busca para ciclistas do mundo inteiro. Recentemente, o inglês Guy Martin voou baixo no vácuo de um caminhão e atingiu 181 km/h (veja no primeiro vídeo abaixo). É um recorde na Grã-Bretanha, mas uma velocidade que o ciclista brasileiro Evandro Portela, de 36 anos, garante que consegue superar.
“Teria que ser um evento organizado, com estrada fechada e tudo mais”, diz ele, que no momento corre atrás de patrocínio para por o plano em prática.
. É bem diferente do que está acostumado a fazer nos finais de semana, quando pedala pelas rodovias do Paraná, estado onde nasceu e mora, colado na traseira de caminhões a mais de 100 km/h.
“Pegar vácuo é uma coisa que ciclistas sempre fizeram”, diz. “Eu escolho uma parte da estrada em que o asfalto é bom. Vira um treinamento para mim. E quero superar a marca desse inglês [Guy Martin]."
Evandro costuma filmar seus "rolês kamikazes", e recentemente um vídeo divulgado na internet deu o que falar em sites e blogs de ciclismo do mundo inteiro. É que, além de voar baixo na traseira de um caminhão em plena rodovia, ele não usava capacete nem luvas.
“As pessoas são cheias de regras. Mas bicicleta para mim é sinônimo de liberdade, sou um cidadão livre”, defende-se. Mesmo indo contra todas as regras de trânsito, Evandro garante que sabe o que está fazendo, e que há pelo menos 20 anos pega vácuo em caminhões com sua bike. “Estar a 120 km/h no vácuo é igual a pedalar a 60 km/h por conta própria -- não é tão difícil quanto se pensa. E eu não estou incentivando ninguém, é algo arriscado e impraticável para a maioria dos ciclistas. Só que eu tenho o domínio da bicicleta, não sou aquele cara que pega a bike apenas no fim de semana para andar a cinco por hora na ciclovia.” Segundo ele, não usar capacete é uma forma de chamar a atenção e conseguir patrocínio para seu projeto o mais rápido possível.
. No vácuo de veículos motorizados, uma bicicleta é capaz de atingir velocidades inimagináveis. Essa prática é uma modalidade e também uma espécie de obsessão perseguida por alguns ciclistas frequentemente taxados de "loucos".
. Atualmente, o recorde de pedalar no vácuo pertence ao holandês Fred Rompelberg, um famoso ciclista de pista da década de 1970 que, em 1995, girou na bota de um potente dragster no deserto de sal de Bonneville, em Utah (EUA). Fred atingiu 268 km/h e, naquele mesmo ano, entrou para o Guinness Book of Records, de onde não saiu até hoje. Desde então, nunca ninguém conseguiu ir mais rápido do que ele pedalando no vácuo.
. No vídeo abaixo, Fred, que é dono de 11 recordes mundiais no ciclismo, revela que foram oito anos batalhando para isso. Além de um treinamento especial, ele usou uma bicicleta desenvolvida exclusivamente para o feito, que tinha aerodinâmica peculiar e duas coroas enormes para intensificar a potência de suas pedaladas.
. Já Evandro foi ciclista profissional durante dez anos (entre 1996 a 2006) e se dava melhor nas escaladas. Em 2000, ele competiu na Volta da Espanha e também já ganhou corridas pela Europa. Só que foi pego num exame de doping durante a Volta de Santa Catarina em 2002.
. Hoje, além de chefiar a equipe de ciclismo Sigma Sound Car / Stradali, que compete em provas amadoras no Paraná, ele se diz motivado pela sua assessora de marketing, Jessica Mayla, para ir atrás de novos desafios no ciclismo. Foi ela que se informou sobre os recordes de vácuo no ciclismo e mostrou a ele, que não precisou de muito incentivo para se animar com a possibilidade de pedalar a quase 200 km/h.
-
Vejam os vídeos das quebras dos recordes e do Evandro descendo na BR-277
Guy Martin e o recorde britanico.

Fred Rompelberg e o recorde mundial no deserto de sal de UTAH

Evandro descendo na BR-277 a 124km/h

ACCI promove 4ª bicicletada em Foz do Iguaçu

# O Evento acontecerá no mesmo dia que Câmara de Vereadores discute mobilidade urbana na fronteira.
: Por Lauane de Melo é repórter do Clickfoz e editora de imagens da Rede Massa.
-
. Esta notinha vai para os amantes de ciclismo.
http://2.bp.blogspot.com/-jOKBvNRvbU0/T5c7SM2FG_I/AAAAAAAAAwU/fDBD6UMyZwE/s1600/bicicletada005.jpg. No próximo dia 25, sexta-feira, a Associação Ciclística Cataratas do Iguaçu ACCI, convida os iguaçuenses para a 4ª bicicletada do ano. A largada acontecerá às 19h30 em frente ao Shopping JL, na Avenida Paraná.
. O bacana é que o evento será realizado no mesmo dia de uma Audiência Pública sobre Mobilidade Urbana em Foz do Iguaçu. A temática da audiência é de interesse de todos, inclusive dos ciclistas.
. Por isso, desta vez, “os bicicleteiros” farão um percurso diferente. Sairão da Avenida Paraná e seguirão até a frente da Câmara Municipal de Foz do Iguaçu, onde exibirão faixas e depois, participarão da sessão no plenário da Câmara.
. A intenção do grupo é divulgar, estimular, promover e criar condições favoráveis para o uso da bicicleta como meio de transporte. Deste modo, nada melhor do que participar de dois eventos em um dia só em prol de uma vida mais “fácil” aos apaixonados pela nossa querida e velha bike!
-

Fonte:
http://www.clickfozdoiguacu.com.br

Desafio da Mantiqueira 2014: 13ª edição reúne principais feras do MTB brasileiro

http://360graus.terra.com.br/biking/images/w_v/w_v_20140422190339.jpg
. Neste próximo fim de semana, a Trek participa de mais uma prova de Mountain Bike, a 13ª edição do Desafio da Mantiqueira. Além dos patrocínios Trek e Bontrager, os atletas Ricardo Pscheidt, Leandro Donizete, Camila Melo disputarão o título da prova.
. A corrida acontece no dia 27 de abril, em Campos do Jordão, no mesmo dia do aniversário da cidade. A prova será disputada nas categorias Pro, com 55 km de trilhas e estrada, e categoria Sport, com 40 km com algumas trilhas e estrada
-
Fonte: http://360graus.terra.com.br

Alejandro Valverde (Movistar) venceu a clássica Flèche Wallone

https://pbs.twimg.com/media/Bl7krG7CcAALcDj.jpg:large 
. O ciclista espanhol Alejandro Valverde (Movistar) venceu a clássica Flèche Wallone, na Bélgica, impondo-se pela segunda vez no "muro" de Huy. Vencedor em 2006, o murciano foi quem melhor controlou a curta e exigente subida final, batendo de forma clara o irlandês Daniel Martin (Garmin) e o polonês Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-QuickStep), no final dos 199 quilômetros do percurso iniciado em Bastogne e concluindo com o tempo de 4h36m45s.
. Nos 1.300 metros finais, com inclinação média de 9,3%, Kwiatkowski tentou surpreender, mas o vencedor da Volta ao Algarve não teve força para sustentar o ataque prematuro e menos ainda para suster Valverde, que veio de trás, passou pelo polonês e por Martin e venceu com autoridade.
"Para mim, esta vitória representa muitíssimo. Nos últimos anos, estive perto da vitória, no pódio, mas não ganhei qualquer clássica. No final, tive de ser paciente, não havia espaço para passar, mas depois a porta abriu-se", declarou o espanhol.
. A dois dias de completar 34 anos, Valverde sucedeu no historial de vencedores aos seus compatriotas Daniel Moreno (2013) e Joaquim Rodriguez (2013), numa corrida em que Rui Costa se viu arredado da luta pela vitória devido a um incidente a menos de dois quilómetros da chegada.
. Depois da vitória do ano passado, Daniel Moreno (Katusha) ficou em nono, à frente do belga Philippe Gilbert (BMC), que no domingo se impôs na Amstel Gold Race, a primeira da tríade de "clássicas" das Ardenas, que se completa no próximo domingo com a Liège-Bastogne-Liège.
-
Fonte: http://www.ojogo.pt

Australiano Michael Rogers ‘desculpado’ pela UCI após análise anti-doping positiva

http://estaticos.elperiodico.com/resources/jpg/5/6/1398252796165.jpg. Apanhado num controle anti-doping em Outubro passado, o ciclista australiano Michael Rogers, da formação Tinkoff, acabou escapando a uma suspensão por parte da União Ciclista Internacional, a qual aceitou a justificação do atleta segundo o qual terá sido vitima de contaminação alimentar, por carne proveniente da China.
. O atleta australiano, três vezes campeão mundial de contra-relógio , argumentou que a presença de clenbuterol na sua urina foi devido a uma intoxicação alimentar, e poucas semanas antes tinha viajado para a China para participar no Tour de Pequim. De fato, a UCI advertiu os corredores que participaram da etapa chinesa do perigo em potencial de consumo de carne no país , uma vez que o gado é engordado com clenbuterol. Foi o que Rogers afirmou, de modo que lhe fosse retirado o positivo, o que significaria uma suspensão de dois anos e, possivelmente, pela sua idade (34 anos) , o fim de sua carreira.
«Reconhece-se que, em alguns países, existe o risco de a carne estar contaminada com clenbuterol», afirma, em comunicado, a UCI, avisando que os atletas devem evitar o consumo de carnes provenientes desses países.
-
Fonte: http://diariodigital.sapo.pt

Ciclismo de Criciúma sobe ao pódio no Uruguai

# Lucas Ribeiro terminou a prova das 500 milhas norte como melhor ciclista até 18 ano.
-
. A equipe de Ciclismo da Fundação Municipal de Esportes de Criciúma (FME)/Bike Point/Hidrorepell Tintas conquistou mais uma vez o primeiro lugar na categoria revelação, na prova 500 milhas do Norte, no Uruguai.
. Além do primeiro lugar, alcançado por Lucas Ribeiro, que chegou em oitavo lugar na classificação geral individual, ou seja, apenas 1’22’’ depois do atletas de elite que garantiu a primeira colocação, Eduardo Pereira e Vinicius Correa garantiram o terceiro e quarto lugares, respectivamente, na categoria revelação, o que representa o décimo e o décimo primeiro lugares na classificação geral.
. O técnico da equipe, Gustavo Freitas, comemora os resultados de mais uma prova, que segundo ele, é caracterizada por um nível técnico muito alto.

Durante toda a última semana os ciclistas estiveram no país vizinho percorrendo aproximadamente 700quilômetros. A conquista nessa categoria equivale a de juniores no Brasil, de jovens até 18 anos. Além destes resultados, o grupo terminou a prova na terceira posição geral por equipes, com 44h10min6s.
“Nós tivemos um grande resultado. Mesmo correndo entre os grandes conseguimos atingir colocações maravilhosas. Por enquanto estamos apenas em ‘treinamento’. Na verdade nossas competições prioritárias só iniciam no próximo mês”, pontua. 
O grupo volta a competir no dia 3 de maio, na prova Hans Fischer, em Pomerode.
 “Vamos para a Hans Fischer encontrar com boa parte dos melhores ciclistas do país. Lá já podemos avaliar o nível dos nossos adversários do Campeonato Nacional, disputado no dia 25 de maio”, acrescenta Freitas.
-
Fonte: http://www.engeplus.com.br

Cem brasileiros pedalam juntos em Riccione, nordeste da Itália

http://www.webventure.com.br/imagens/noticias/fotos/14-04/17210529_g.jpg 
. Cem brasileiros se juntaram para pedalar juntos na Itália, provavelmente um recorde no exterior para um evento de cicloturismo. Isto demonstra que havia muita gente com vontade de fazer uma aventura dessas, mas faltava coragem, oportunidade, ou ambos.
. O evento surgiu de uma parceria entre o Clube de Cicloturismo do Brasil e uma empresa de promoção de turismo italiana, a Italy Bike Tour, coordenada por uma brasileira. 
. A sede do evento foi a bela cidade de Riccione, que fica no litoral nordeste da Itália, no estado da Emilia Romagna. Passamos oito dias pedalando bastante (e comendo mais ainda é certo). Eram cerca de 50 quilômetros por dia, por estradinhas de asfalto, às vezes de terra, e teve até uma trilhazinha para apimentar o passeio.
Visuais
. Os visuais eram nada menos do que fantásticos, de tamanha variedade que chegam a nos assustar. No interior passávamos por castelos, locais históricos utilizados nas guerras mundiais, por muralhas e cidades medievais. No litoral beirávamos falésias e o azul intenso do Mar Adriático.
http://www.webventure.com.br/imagens/noticias/fotos/14-04/17210538_g.jpg
http://www.webventure.com.br/imagens/noticias/fotos/14-04/17210518_g.jpg
. Nas paradas degustávamos ora vinhos, ora aceto balsâmico, queijos, azeites, ou a especialidade da região, as deliciosas piadinas. Uma completa tentação, mas tínhamos a boa desculpa de estar pedalando e gastando bastante energia.
Estrutura
Os italianos deram um show também na estrutura turística profissional oferecida para o público ciclista. Uma rede de hotéis chamada Italy Bike Hotéis tem tudo que um cicloturista pode imaginar precisar. São guias especializados, mapas e informações, oficina mecânica, bicicletário, aluguel de bicicletas, entre outras atenções e mimos como lavagem gratuita de roupa de ciclismo todos os dias e lanche de trilha pronto para pegar e levar. Não é a toa que recebem ciclistas do mundo inteiro, boa parte do ano.
. Nossa ligação brasileira com a Itália vai além da imigração, ocorrida séculos atrás. Temos verdadeira adoração pela culinária e muita identificação pelo jeito e alegria, pelo carinho entre a família, enfim com o estilo italiano em geral.
http://www.webventure.com.br/imagens/noticias/fotos/14-04/17210615_g.jpg . Nesta viagem pudemos comprovar esta identificação e estreitá-la ainda mais. Com certeza foi uma viagem incrível para todos que estiveram lá.
. A boa notícia é que a dose vai se repetir neste ano de 2014 e as inscrições já estão abertas no site do Clube de Cicloturismo. Bora lá, ou como diriam os italianos, Andiamo belo!!!

. O Encontro Internacional Brasil Itália só foi possível com o apoio do Hotel Dory, Hotel Fedora, FRW bicyles, Província de Rimini, Comune de Riccioni, Região Emilia Romana, Federação Italiana dos Amigos da Bicicleta (FIAB) e os Circuitos brasileiros de Santa Catarina: Vale Europeu e Costa Verde & Mar.
-
Fonte: http://www.webventure.com.br



Volta Ciclística Internacional do Paraná começa nesta quarta-feira

http://3.bp.blogspot.com/-hsuKVA3krN8/U0_r4d9ofzI/AAAAAAAAHaA/KS9Zbc8BWCI/s1600/1volta+do+paran%C3%A1.jpg 
. Com a participação de 15 equipes, entre elas cinco internacionais, começa nesta quarta-feira, 23 de abril, seguindo até domingo, 27, a 8ª edição da Volta Ciclística Internacional do Paraná. O evento terá cinco etapas com largada em cinco cidades – Londrina, Arapongas, Ibiporã, Bela Vista do Paraíso e Rolândia, totalizando 682 quilômetros.
. Os principais nomes do esporte no país, além de grandes presenças internacionais estão confirmadas para brigarem pelo oitavo título da competição. Entre os destaques aparece o colombiano Oscar Sanchez, segundo colocado na Volta do RS, o brasileiro Antoelson Dornelles, quarto no ranking brasileiro e vencedor de duas etapas também no RS, além de equipes internacionais como a Clos de Pirque, do Chile, que já está treinando em Londrina.
. No histórico da competição, as equipes brasileiras sempre predominaram. Das sete edições realizadas até o momento, apenas na última, realizada em 2010, o título não ficou com o Brasil. Na ocasião o vencedor foi o chileno Marco Arriagada. Agora, após três anos sem a sua realização, a competição é resgatada pela Confederação Brasileira de Ciclismo e pretende se firmar como uma das principais competições do calendário internacional América Tour (UCI).
. Conhecida pelo seu trajeto duro e seletivo, a competição pretende oferecer uma disputa aberta até a última etapa. De acordo com Marco Barbosa, diretor geral da competição, os trajetos foram escolhidos cuidadosamente pensando na competitividade entre os atletas.
"Já está tudo pronto. Procuramos montar um trajeto exigente que poderá surpreender a todos. Vamos ter muitas disputas em montanha, metas volantes, além de algumas chegadas que deverão ser bastante disputadas.
. Com o resgate da Volta do Paraná, os atletas terão mais uma excelente oportunidade de brigar por pontos internacionais dentro do Brasil. Essas competições elevam o nível dos nossos atletas e favorecem a criação de novos intercâmbios entre as equipes", declarou Barbosa.
. A Volta Ciclística Internacional do Paraná tem a organização e realização da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e Federação Paranaense de Ciclismo (FPC), com supervisão da União Ciclística Internacional (UCI) e patrocínio da Caixa Econômica Federal.
Todas as informações do evento estão disponíveis no hotsite oficial: www.cbc.esp.br/voltapr2014
-
Fonte: http://www.bonde.com.br

ITU realiza o 7º Desafio da Santa de Downhill entre 25 e 27 de abril


http://www.itu.com.br/img/conteudo/45864_full.png. Entre os dias 25 e 27 de abril, o complexo onde está a imagem da Nossa Senhora do Monte Serrat, padroeira de Salto, recebe o sétimo Desafio da Santa de Downhill, evento organizado pela Salto Adventure e que tem apoio da Prefeitura. A competição onde os pilotos descem pela rampa que fica junto a imagem da Santa e depois percorrem a pista que passa por dentro do Parque de Lavras, e que apresenta vários obstáculos artificiais, reúne competidores de vários estados do Brasil.
. O público pode acompanhar os três dias de evento diretamente no local que fica na Praça João Paulo II, sem número, Jardim Itaguaçu. Além dos obstáculos naturais, que são os destaques da prova, para esse ano a organização vai implantar um trecho onde os pilotos terão de passar por caçambas de entulho e, em uma mesma passagem vão atravessar um guincho, uma caçamba e um caminhão munk.
. De acordo com a organização da prova, a sétima edição terá a participação de mais de 100 pilotos de todas as regiões do Brasil. Junto ao desafio de conseguirem vencer a prova saltense, os pilotos que participarem da prova vão disputar a oportunidade de competir no 7º Down Town Ciutat de Lleida Internacional, prova espanhola que tem pontuação válida para a União Ciclista Internacional (UCI).
. Os vencedores das categorias Elite Masculino e Feminino garantem a premiação que oferece todas as despesas pagas, como passagem aérea, hospedagem e translado. Esse prêmio é uma parceria entre a Salto Adventure, Inside Sportes, Colomina DH Team, a Federação Paulista de Ciclismo e a Federação Catalana de Ciclismo.
. Para esse ano, a Salto Adventure passa a representar o MTB Downhill no Estado de São Paulo a convite da Federação Paulista de Ciclismo, órgão filiado a Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). Com isso, o Desafio da Santa será a Abertura e a I Etapa do Campeonato Paulista.
-
Fonte: http://www.itu.com.br

Após ter bike roubada, deficiente pede ajuda para voltar a praticar esporte que mudou sua vida.

. André dos Santos Batista vive um drama por não poder praticar o único esporte que o fazia sentir livre. Portador de uma doença que causa problemas motores e com dificuldade de locomoção, o aposentado havia encontrado no ciclismo a sua válvula de escape.
. Contudo, a bicicleta cara, adaptada para ele, e que montou pouco a pouco após resgatar o quadro na lixeira, foi roubada na porta de um supermercado em São Cristóvão, na zona norte.
. André começou a pedalar por recomendação médica, mas logo se apaixonou. O modelo Especialized, usado por profissionais, custa cerca de R$ 4.000, valor este, que o aposentado não pode arcar com pois recebe 1 salário mínimo.
. Há seis meses sem o esporte que mudou sua vida, o aposentado pouco sai de casa e espera alguma ajuda para poder voltar a encaixar os pés nos pedais e sentir o vento no rosto.
-
-

Fonte: http://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/apos-ter-bike-roubada-deficiente-pede-ajuda-para-voltar-a-praticar-esporte-que-mudou-sua-vida-22042014

1o. DESAFIO TRIP TRAIL de JAGUARIAÍVA - PASSEIO VIRTUAL PELO PERCURSO

Aee GALERA!
-
. Em comemoração ao Dia do Trabalhador, nós da Equipe Mazobikers/Mazobikers Blog  e ITARARÉ ADVENTURE BIKE SHOP (do nosso amigo Osmin Ferraz) convidamos a todos a curtir um PEDAL de primeiro nível em Jaguariaíva, através de estradas, trilhas, rios, cachoeiras, Vale do Codó e Santa do Paredão e outras maravilhas da nossa região.
Concentração em frente a loja ITARARÉ ADVENTURE BIKE SHOP - Jaguariaíva - PR.
Saída as 08:00 da manhã.
. É obrigatório o uso de CAPACETE.
. Não se esqueça, levar LANCHE, ÁGUA e a CAMERA DIGITAL para poder registrar estes momentos que na certa serão inesquecíveis.
-
PESSOAL DA REGIÃO, VAMOS PEDALAR!!!
Mais Informações - pelos emails - osmin@itarareadventure.com.br e mazobikers@gmail.com -
Vejam o que nós Mazobikers e o pessoal da ITARARÉ ADVENTURE reservamos para vocês.

-
Abraços a todos

ESPN - Programa Aventuras em Jaguariaíva com Renata Falzoni

Olá amigos,

. Olha que preciosidade eu achei no youtube, o video do programa AVENTURAS da Renata Falzoni, da ESPN, falando sobre a nossa cidade de Jaguariaíva e os potenciais turísticos dela. É antigo pois as Vias Naturais não opera mais aqui, mas ainda é possível fazer o rafting e o cannyoning através de outras empresas de turismo... Isso por que na época o MTB nem se imaginava a ser explorado. Renata Falzoni vai ai um convite a você, para retornar a nossa cidade, para além de curtir novamente os potênciais de turismo aquáticos que você conheceu, outros locais também de grande potencial para o esporte de aventura e conhecer o turismo e a adrenalina do Mountain Bike na região!
-
. Assistam pois é show de bola!  Venham conhecer a nossa Cidade!
. Um grande abraço dos Mazobikers a todos que curtem o nosso trabalho!!!
-

Philippe Gilbert vence Flèche Brabançonne

http://static.noticiasaominuto.com/stockimages/615x230/naom_534ed3d824cb1.jpg 
# O belga da BMC "se aquece" para as clássicas das Ardenas, que se iniciam no domingo com a Amstel Gold Race.
-
. O ciclista belga Philippe Gilbert (BMC) venceu hoje a clássica Flèche Brabançonne, batendo ao sprint o australiano Michael Matthews (Orica GreenEdge) para somar o seu primeiro triunfo da temporada.

"É o meu primeiro triunfo da primavera para a BMC desde que assinei por eles há três anos. Vencer no início da época é sempre bom para a confiança e foi isso que me faltou nas últimas duas temporadas", disse o campeão mundial de 2012.
. Gilbert, que venceu a prova belga em 2011, foi o primeiro na meta, com o tempo de 4h54m26s, à frente de Michael Matthews (Orica GreenEdge) e do francês Tony Gallopin (Lotto Belisol).
-
Fonte: http://www.noticiasaominuto.com

Repensando as bicicletas... Bike hand made...

http://gooutside.uol.com.br/fckeditor/upload/image/ABRIL%202012/bike%205.jpg
O Artesão ROB com uma de suas belezuras.

. O que uma bicicleta significa para você? De uma pessoa que só pedala no parque no fim de semana até um ciclista profissional, há vários entendimentos sobre as duas rodas. O britânico Rob English sabe disso e até hoje tem uma íntima relação com as bikes.
. À frente da English Cycles, Rob fabrica os mais diferentes modelos customizados, de bicicletas infantis até de performance, passando por bikes cargueiras e de cicloturismo.
 “Penso na bicicleta como pura liberdade e alegria”, diz. “É a eficiência suprema do casamento entre o homem e a máquina.”
. Rob costumar combinar aço, carbono e titânio para construir algumas de suas bicicletas de alta performance. Mas o que mais chama a atenção é o belo design, que se ajusta à proposta de cada bike, seja ela um modelo contrarrelógio ou uma mountain bike aro 29’’.
. Ele já trabalhou em lojas de bike, cruzou a Ásia e a Oceania pedalando, competiu na estrada e disputou provas de 24 horas de mountain bike. Toda essa bagagem o ajuda a ser um dos mais respeitados construtores de bicicletas da atualidade. Morando nos Estados Unidos, Rob foi um dos vencedores do North American Handmade Bicycle Show -- um evento que reconhece e premia construtores de bikes que ainda trabalham de maneira artesanal -- em 2013.
-
Veja a seguir alguns modelos disponíveis no catálogo da English Cycles.
http://gooutside.uol.com.br/fckeditor/upload/image/ABRIL%202012/bike%201(1).jpg
Modelo para Contrarrelógio
http://gooutside.uol.com.br/fckeditor/upload/image/ABRIL%202012/bike%202.jpg
Mountain bike aro 29'' hardtail
http://gooutside.uol.com.br/fckeditor/upload/image/ABRIL%202012/bike%203.jpg
Modelo para Cicloturismo
http://gooutside.uol.com.br/fckeditor/upload/image/ABRIL%202012/bike%204.jpg
Modelo Dobrável

 Fonte: http://gooutside.uol.com.br

Lance Armstrong: de Ciclista a Mecânico

. Banido do ciclismo e sem os sete títulos conquistados na Volta à França, Lance Armstrong parece não ter perdido o sentido de humor.
. O norte-americano decidiu brincar com o seu afastamento da modalidade através de um vídeo onde dá a conhecer o seu novo emprego como mecânico, numa loja de bicicletas.
. O antigo ciclista chega até a mostrar como se muda um pneu.

PARABÉNS A TODOS OS APAIXONADOS POR BIKE! - 15 DE ABRIL "Dia Internacional do Ciclista"

http://img856.imageshack.us/img856/905/54756259482911052860519.jpg 
-
Nós do Mazobikers Blog e Mazobikers Equipe de Ciclismo parabénizamos a todos os amigos, colegas, atletas, entusiastas e amantes da bike de nossa cidade Jaguariaíva-PR, do Brasil e do Mundo, pois este veículo de propulsão humana chamado bicicleta, além de nos propiciar alegria, divertimento, saúde e bem estar, também une sempre amigos, grupos, tribos, equipes...
-
Parabéns a você CICLISTA pelo seu dia!!
Um imenso abraço a todos!!!!

-
 “Viver é como andar de bicicleta: É preciso estar em constante movimento para manter o equilíbrio.” - Albert Einstein

UCI WorldCup XCO 2014 1a. ETAPA - Julien Absalon e Jolande Neff vencem

. Na prova masculina a vitória foi do francês Julien Absalon que conquistou sua 27ª medalha de ouro em provas do circuito mundial de XCO. O francês bicampeão olímpico superou o duelo contra o suíço atual bicampeão mundial, Nino Schurter que após liderar a corrida teve um pneu furado e terminou na sexta colocação. Assim, o pódio foi preenchido pelo alemão Manuel Fumic e o francês Maxime Marotte, com a segunda e terceira colocações, respectivamente.
. O brasileiro Henrique Avancini largou bem (15º), mas teve um pneu furado ainda na primeira volta e depois levou um tombo forte quando arriscava na pilotagem para recuperar algumas posições. De qualquer maneira, o brasileiro gostou de sua condição física.
http://image3.redbull.com/rbcom/010/2014-04-14/1331645507853_2/0010/1/1200/800/2/hnerique-avancini-na-abertura-da-copa-do-mundo-mtb.jpg




"Fiquei satisfeito de chegar em boas condições físicas. Nesta temporada já competi 7 provas UCI, com 4 vitórias." concluiu Avancini.





ASSISTA O REPLAY DA PROVA MASCULINA.


. Na prova feminina a vitória da suíça Jolande Neff que conquistou sua primeira vitória em Copa do Mundo, superando a experiente Gunn-Rita Dahle Flesja e Maja Włoszczowska, que terminaram com a prata e o bronze, respectivamente.
ASSISTA AO REPLAY DA PROVA FEMININA.

Fonte: http://www.redbull.com/br/pt/bike

UCI WorldCup DH 2014 1a. ETAPA - Aaron Gwin e Manon Carpenter faturam os títulos da etapa de abertura na África do Sul.

# Aaron Gwin e Manon Carpenter faturam os títulos da etapa de abertura na África do Sul.
-
. O final de semana no Bikepark Cascades, em Pietermaritzburg, na África do Sul foi emocionante. Na prova de abertura da Copa do Mundo de Downhill - UCI DH World Cup - o circuito mundial de downhill, o norte-americano Aaron Gwin demonstrou que está recuperado das lesões de 2013 que o deixaram longe do pódio. Após classificar-se com o tempo mais rápido, nas finais, Gwin ainda colocou mais dois segundos de vantagem sobre o rival australiano Mick Hannah, que terminou em segundo lugar. O piloto favorito, o local Greg Minnar mostrou um bom rendimento para quem estava com uma lesão no pé, terminando na terceira colocação.
. No feminino, a britânica Manon Carpenter superou a compatriata Rachel Atherton para conquistar sua primeira vitória no circuito mundial de downhill. Manon fez o melhor tempo na qualificação e sustentou a vantagem para assegurar o título. Em terceiro lugar ficou a norte-americana Jill Kintner, que demonstrou grande evolução ao retornar ao pódio. Jill concilia provas de downhill e bmx.
-
VIDEO COM OS MELHORES MOMENTOS DA ETAPA.


Fonte: http://live.redbull.tv

No dia do Ciclista, esportistas de Cataguases organizam pedal noturno

http://marcelolopes.jor.br/upload/noticias/20140415162600_848.jpg
. Em todo o mundo, o dia 15 de abril foi escolhido para comemorar e homenagear um esporte que, além de promover a saúde, segue a filosofia da qualidade de vida e sustentabilidade ambiental, o ciclismo. Por isso, em Cataguases, os adeptos da modalidade vão realizar um passeio noturno na cidade, na mesma data, saindo da Praça Chácara Catarina, às 20 horas.
. Organizado pelos atletas Newton Leitão e Jucy Junior, com o patrocinio da Bikeshop Sports, o percurso começa no centro da cidade, passando pelo bairro Ibraim até a Empa, onde será servido um lanche. De lá, segue para a Vila Reis e finaliza no bairro BNH. O intuito deste passeio, segundo os atletas, além de divertir, é mostrar que a Bicicleta é um veículo de transporte e precisa ter seu espaço respeitado no trânsito. "Queremos mostrar que o transporte alternativo, além de prático, nos traz muita saúde e ainda ajudamos o meio ambiente, livre de poluições", disse Jucy Junior. 
.Os interessados em fazer parte do movimento e participar dos passeios de bicicleta, o ponto de encontro é na Praça Chácara Catarina, todas as terças, às 20 horas e sábados, às 16 horas. Sempre gratuito e para todas as idades. (Fotos: Jucy Junior)
-
O Mazobikers Blog e a Equipe Mazobikers parabenizam atletas Newton Leitão e Jucy Junior pela iniciativa... Pedal na veia!
-
Fonte: http://www.marcelolopes.jor.br/noticia/detalhe/15344

Categoria Sprint Eliminator (XCE) da "Copa Internacional Levorin de MTB" terá pontuação no ranking mundial de MTB

http://image3.redbull.com/rbcom/010/2013-09-13/1331611269291_3/0010/1/1500/1000/3/hafjell-world-cup-xce.JPG. O tradicional Sprint Eliminator (XCE), realizado nas etapas da Copa Internacional Levorin de MTB em que há o Cross Country Olímpico (XCO) como formato principal, traz novidades em São João del-Rei.
. A segunda etapa do principal circuito de Mountain Bike da América Latina, entre 16 e 18 de maio, terá pela primeira vez o XCE pontuando no ranking da UCI (União Ciclística Internacional), com dez pontos para os campeões da Super Elite e Elite feminina. Além disso, a pista desta temporada mudará de lugar. Deixará de ser realizada no entorno da Igreja São Francisco de Assis e vai para o Campus Tancredo Neves da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).
. O Eliminator consiste em baterias com quatro ciclistas, em que os dois melhores colocados passam de fase, até chegarem à final, enquanto os outros dois são eliminados, conforme o próprio nome da prova. "Este ano o XCE será na UFSJ e terá a mesma largada do XCO da CIMTB Levorin, na pista de atletismo. O visual para o público será diferenciado, pois poderá ver toda a pista e suas disputas emocionantes", afirma Rogério Bernardes, organizador da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike.
"Este ano não estaremos com o Eliminator na Igreja São Francisco de Assis, no centro histórico da cidade, mas prometemos que em 2015 voltaremos com um evento ainda maior e melhor. Mesmo com a mudança de local, quero agradecer à Venerável Ordem Terceira de São Francisco, o IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e à Prefeitura Municipal, que já haviam autorizado a realização do Sprint Eliminator. Esperamos fazer a transmissão ao vivo pela TV novamente no próximo ano, porque o local é maravilhoso", completa Rogério.
. Na sexta-feira (16) será realizada a tomada de tempo para definição dos finalistas do Sprint Eliminator. Enquanto no masculino os 16 melhores participam das quartas de final no sábado, no feminino as oito melhores ciclistas avançam às semifinais. As chaves finais serão realizadas a partir das 9h. Logo após o término do Eliminator, o trecho da pista utilizado para as finais estará livre para treinamento do Cross Country Olímpico em todas as categorias até às 17h.
. O congresso técnico será logo em seguida, às 17h45, e a corrida noturna CIMTB Pearl Izumi Night Run encerra o segundo dia de atividades, às 19h. No domingo (18) serão realizadas as quatro largadas do XCO, que contarão 60 pontos para os campeões no ranking mundial. Às 8h o dia inicia-se com a Copa LM Bike de Amadores, a segunda e terceira largada serão às 10h e às 12h, respectivamente, e a última às 14h, com Super Elite e Elite feminina.
. Prova também valerá como Campeonato Mineiro de XCE - Outra novidade está relacionada a realização do Sprint Eliminator. Pela primeira vez na história do ciclismo mineiro o XCE também será válido como Campeonato Mineiro da modalidade. "Além de termos o XCE contando pontos de forma inédita no ranking mundial da UCI, como Classe 3, a prova será válida pelo Campeonato Mineiro de XCE. Teremos para esta modalidade oficial os campeões mineiros. O Eliminator é muito interessante, porque privilegia a explosão física e as disputas são emocionantes, em um circuito bem curto", conta Rogério Bernardes.
-
Programação oficial em São João del-Rei:
Sexta - 16 de maio
.    13h às 14h: Treino livre XCE - Eliminator na UFSJ (proibido treinar sem equipamentos de segurança)
.    14h: Tomada de tempo do XCE
Sábado - 17 de maio
.    9h: Finais do XCE - Eliminator na UFSJ e em seguida premiação da prova
.    10h: Abertura da secretaria para confirmação das inscrições e credenciamento de apoio
.    10h às 17h: Treino livre XCO (proibido treinar sem numeral e equipamentos de segurança) - trecho usado pelo XCE - Eliminator estará indisponível para treino durante a competição.
.    14h: Passeio Ciclístico Sense Bike (Mobilidade, Meio Ambiente e Saúde) saindo da Ophicina Bike Shop
.    17h45: Congresso Técnico com atletas e equipes 19h: Largada da CIMTB Pearl Izumi Night Run
Domingo - 18 de maio
.    08h: 1ª Largada - Copa LM BIKE de Amadores (exceto Segurança Pública + JÚNIOR FEMININO)
.    10h: 2ª Largada - CIMTB Levorin (Sub-45, Sub-17, Sub-50, PNE, Sub-55, Sub-60, Over-60, Segurança Pública (Copa LM BIKE de Amadores) e Sub-15) + MIRIM (PISTA EXCLUSIVA)
.    11h: Premiação das categorias da 1a Largada 12h: 3ª Largada - CIMTB Levorin (Júnior, Sub-30, Sub-35, Sub-40)
.    13h15: Premiação das categorias da 2ª Largada + Concurso de Redação e Desenho 14h: 4a Largada - CIMTB Levorin (Super Elite e Elite feminina)
.    14h45: Premiação das categorias da 3ª Largada
.    16h15: Premiação das categorias da 4ª Largada
-
Fonte:  http://360graus.terra.com.br/biking/

Lucas Kaufmann e Érika Gramiscelli vencem o XTERRA MTB Cup 2014

http://www.pedal.com.br/fotos/camp/3643004f.jpg. A cidade de Paraty recebeu pela primeira vez, neste sábado (12/04), uma etapa do XTerra Brazil Tour 2014, principal circuito de esportes cross country do país. E a disputa foi grande em provas de triathlon e MTB Cup. Integrando o ranking da Confederação Brasileira de Ciclismo e da Federação do Rio, o mountain bike exigiu muita técnica dos atletas. E os campeões foram o suíço Lukas Kauffman, com o tempo de 1h43m21s no masculino, e a brasileira Erika Gramiscelli, que marcou 2h06m01s no feminino.
. De olho nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, ambos comemoraram o resultado. Pentacampeã brasileira de MTB, Erika Gramiscelli reforçou a importância de provas como esta no calendário brasileiro.
“O XTerra está de parabéns e não fica devendo a nenhum evento internacional. Venho de contusão e conquistar o primeiro título da temporada aqui em Paraty foi sensacional. Faltam dois anos para as Olimpíadas e uma competição como essa é muito importante para a preparação”, disse a vencedora.
. Na categoria masculina, completaram o pódio do MTB Cup, Wolfgang Soares (1h43m32s) e Edivando de Souza (1h45m15s). Entre as mulheres, Mariana Carcute (2h14m35s) e Roberta Stopa (2h18m16s) também foram premiadas depois de muito suor nas trilhas de mata fechada.
-
Masculino
.     1 Lukas Kaufmann – 1h43m21s
.     2 Wolgang Soares – 1h43m32
.     3 Edivando de Souza – 1h45m15s
.     4 Daniel Carneiro – 1h47m03
.     5 Robson Ferreira – 1h48m39s
Feminino
.     1 Erika Gramiscelli – 2h06m01s
.     2 Mariana Carcute – 2h14m35s
.     3 Roberta Stopa – 2h18m16s
-
Fonte: http://www.pedal.com.br

Zelador cumpre promessa e chega de BICICLETA para sua posse como vereador

http://www.cbnfoz.com.br/images/news/g_piaui/5b5dd8800c38fad7bbae1f8f3010dd32.jpg
Vereador foi de bicicleta para solenidade de
posse em Teresina (Foto: Gilcilene Araújo/G1)
# Conforme prometido, o zelador Pedro Fernandes Mendes, de 46 anos, chegou de bicicleta para a sua solenidade de posse como vereador na Câmara Municipal de Teresina . A atitude do mais novo parlamentar atraiu aplausos de populares que estavam no local. Ele assumiu o cargo na manhã desta segunda-feira (14) no lugar de Jeová Alençar (SDD), que assumirá a direção do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).
-
. Pedro Fernandes contou ter pedalado cerca de 30 minutos da sua casa no Parque Poti, Zona Sudeste da cidade, até a Câmara, que fica no bairro Cabral, Zona Norte. O mais novo vereador chegou acompanhado de vizinhos e amigos da Vigilância Sanitária Estadual, onde trabalhou por 12 anos.
. O fato inusitado chamou a atenção de populares que passavam pela Câmara Municipal. Alguns declararam ser sensata a atitude de Pedro Fernandes e pediram para ele continuar com a postura simples e humilde.
. O zelador lembrou que convidou os amigos para participar da sessão solene e pediu que eles fossem de bicicleta.
"Foi realmente o que aconteceu. Todos vieram comigo de bicicleta e vou fazer isso todos os dias do meu mandato. Prometo levantar duas bandeiras, do ciclismo para a construção de novas ciclovias e o reaproveitamento do lixo doméstico", disse.
. Para o pedreiro Antônio Virgílio Neto, vizinho de Pedro, o convite para pedalar até a Câmara de Vereadores foi aceito como forma de compartilhar o momento especial com o amigo.
"Espero que ele não se deixe influenciar pelo poder", alertou.
. Já a família do novo vereador foi à solenidade de carona e ônibus. Durante a posse, o zelador subiu no plenário e começou o seu discurso agradecendo a Deus, como também os moradores do Parque Poti e região. Ele destacou que a Câmara precisa se unir para trabalhar em prol da população teresinense.
. Esta é a segunda vez que o funcionário público assume uma vaga de vereador. Em 2008, Fernandes passou dois meses exercendo a função, oportunidade em que disse ter apresentado 192 indicativos de projetos de lei, visitou 52 bairros e teve uma lei aprovada.

-
Fonte: http://www.cbnfoz.com.br

José Rodriguez é campeão da "Volta Ciclística Internacional do Rio Grande do Sul".

http://www.brasil.gov.br/esporte/2014/04/jose-rodriguez-e-campeao-da-volta-ciclistica-internacional-do-rs/632_podio_da_volta_ciclistica_do_rs_-_foto_ivan_storti_cbc.jpg/@@images/b04f9880-2a52-462e-ad09-29deb6d97b04.jpeg 
# O Brasileiro Antoelson Dornelles, da equipe São Francisco Saúde/Ribeirão Preto, venceu a quinta etapa, no domingo (13/04).
-
. Depois de cinco etapas disputadas e mais de 800km de provas, o jovem ciclista chileno, José Rodriguez, é o grande campeão da primeira edição da Volta Ciclística Internacional do Rio Grande do Sul. O evento, que começou em Porto Alegre (RS) na última quarta-feira (9), terminou na cidade de Nova Petrópolis, nesse domingo (13). A competição, que foi organizada pela Confederação Brasileira de Ciclismo, teve patrocínio da Caixa Econômica Federal.
. Mesmo liderando a categoria Sub-23 desde a primeira etapa, José Rodriguez, de apenas 19 anos, não era cotado como um grande favorito ao título geral da competição. Mas, a cada dia, o atleta chileno veio mostrando seu talento e precisou apenas da décima colocação na última etapa para ser o vencedor geral da competição.
“Esta foi a minha primeira vitória em uma volta ciclística. Eu estava liderando a categoria Sub-23, mas meu principal objetivo na competição sempre foi a vitória no geral. Estou muito feliz pela conquista e dedico para toda a minha equipe. Sem os meus companheiros não seria possível terminar na primeira colocação”, afirmou o campeão.
. Na disputa da quinta etapa, realizada nesse domingo (13), com largada e chegada na cidade de Nova Petrópolis, os ciclistas pedalaram 195km. O brasileiro Antoelson Dornelles (São Francisco Saúde/Ribeirão Preto) terminou na primeira colocação, somando a sua segunda vitória na competição, depois de completar o percurso em 4h26min30s. A segunda colocação ficou com Murilo Affonso (Ironage/Colner) a 5s do campeão, seguido por André Almeida (Funvic/BrasilInvest) a 9s.
Dornelles também comemorou a vitória geral da classificação por pontos, alcançada na última etapa.
. O ciclista, de 28 anos, não escondeu a felicidade pela vitória e destacou a importância de alcançar resultados em eventos internacionais.
“Larguei na competição muito confiante. Fiz uma preparação especifica para as voltas do RS e do PR, pensando em brigar pela classificação geral. Infelizmente, durante a primeira etapa, tive alguns problemas mecânicos que acabaram me tirando da briga. Mas estou terminando a competição muito feliz com as duas vitórias por etapas. É sempre importante andar bem em competições internacionais. O próximo objetivo será a Volta Internacional do Paraná. Gostaria de agradecer a todos os meus companheiros e a equipe técnica pelo trabalho realizado”, declarou Antoelson.
. Entre as equipes, a paulista Funvic/BrasilInvest levou a melhor. A Ironage/Colner terminou em segundo lugar e a São Francisco Saúde/Ribeirão Preto em terceiro. O campeão da montanha foi José Eriberto (Ironage/Colner).
. A comissária internacional da União Ciclística Internacional (UIC), Dorothy Abbott, elogiou o formato da competição e destacou o aprendizado de toda a equipe de trabalho durante o evento.
“Tivemos uma primeira etapa longa e plana aonde todos os atletas tinham chance de vitória. Apesar de duas equipes terem desistido de participar do evento em cima da hora, tudo aconteceu de forma muito inusitada. O título esteve aberto até o último quilômetro da competição, com pelo menos seis atletas disputando diretamente a primeira colocação. Os resultados foram uma surpresa para todos. O evento também serviu bastante como aprendizado para o grupo de trabalho e isso é muito importante para o crescimento da modalidade no Brasil”, declarou Dorothy.
. A Volta Ciclística Internacional do Rio Grande do Sul teve organização da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e Federação Gaúcha de Ciclismo (FGC), com supervisão da União Ciclística Internacional (UCI) e patrocínio da Caixa Econômica Federal. Todas as informações do evento estão disponíveis no hotsite oficial, que pode ser acessado clicando-se aqui.
-
Resultados
Classificação da quinta etapa
.     1º) Antoelson Dornelles (São Francisco Saúde/Ribeirão Preto) – 4h26min30s
.     2º) Murilo Affonso (Ironage/Colner) – a 5s
.     3º) André Almeida (Funvic/BrasilInvest) – a 9s
.     4º) Honorio Machado (Seleção da Venezuela) – a 51s
.     5º) Lepratti dos Santos (Osasco/New Millen) – a 53s
Classificação geral após a quinta etapa
.     1º) José Rodriguez (Clos de Pirque) – 18h53min23s
.     2º) Oscar Sanches (Funvic/BrasilInvest) – a 08s
.     3º) Gregolry Panizo (Dataro/Bottecchia) – a 10s
.     4º) André Almeida (Funvic/BrasilInvest) – a 11s
.     5º) Murilo Affonso (Ironage/Colner) – a 45s
Classificação geral por pontos
.     1º) Antoelson Dornelles (São Francisco Saúde/Ribeirão Preto) – 27 pontos
.     2º) Cristian Clavero (Ironage/Colner) – 22 pontos
.     3º) Michel Fernandez (São Francisco Saúde/Ribeirão Preto) – 20 pontos
Classificação geral de montanha
.     1ª) Eriberto Medeiros (Ironage/Colner) – 26 pontos
.     2ª) Otavio Bulgarelli (Funvic/BrasilInvest) – 18 pontos
.     3ª) Victor Moreno (Seleção da Venezuela) – 18 pontos
Classificação geral Sub-23
.     1ª) José Luis (Clos de Pirque) – 18h53min23s
.     2ª) André Almeida (Funvic/BrasilInvest) – a 11s
.     3ª) Carlos Henrique (Start/Trigon Cycling Team) – a 12min04s
Classificação geral por equipes
.     1ª) Funvic/BrasilInvest – 56h41min18s
.     2ª) Ironage/Colner – 56h46min16s
.     3ª) São Francisco Saúde/Ribeirão Preto – 57h09min04s
-
Fonte: http://www.brasil.gov.br

Ciclistas ganham espaço para prática de ciclismo e triathlon na orla de Maceió.


http://estatico.primeiraedicao.com.br/_CACHE/images/adaptative/600_600/aW1hZ2Vucy8xMzk3NDgwMjI0Y2ljbGlzdGEuanBn.jpg. A partir desta segunda-feira, dia 14 de abril, os praticantes de ciclismo e triathlon têm uma área reservada para o treinamento dos esportes em Maceió, segundo informou a prefeitura.
. O espaço na Avenida Doutor Antônio Gouveia, leva o nome de Álvaro Vasconcelos Filho, em homenagem ao triatleta alagoano falecido em 2013 enquanto treinava.
. O local terá duas faixas da Avenida Doutor Antônio Gouveia destinadas das 04h30 às 06h30, de segunda a quinta-feira, no sentindo Pajuçara/Jatiúca. Sem prejuízos, o trânsito no sentido Jatiúca/Pajuçara permanece inalterado.
. Com o espaço, os esportistas ganham um local adequado, com segurança e sem riscos de acidentes e atropelamentos.
. A Prefeitura de Maceió reconhece os atletas, valoriza a prática esportiva e espera que a área de treino possa formar vencedores
-
Fonte: http://primeiraedicao.com.br

IMPORTANTE - Uso desnecessário de repositores energéticos pode causar efeitos indesejados.

http://imgsapp.df.superesportes.com.br/app/noticia_127116951798/2014/04/13/54193/20140413153537179595u.jpg
Fáceis de serem achados no comércio, itens como carboidrato em gel, barras de proteínas e cápsulas de sais são mais adequados a quem se exercita por períodos mínimos de três horas.

# Danos à saúde vão desde o acúmulo de gordura à perigosa hipertensão, dizem especialistas.
-
. Nos últimos anos, o consumo de bebidas esportivas, carboidrato em gel, cápsulas e pastilhas de sais tornou-se forte tendência entre praticantes de atividades físicas. Esses itens são recomendados por especialistas em nutrição esportiva para quem se exercita por períodos de três horas ou mais, a fim de repor nutrientes e evitar sintomas como a desidratação e a hipertermia — aquecimento corporal exagerado —, capazes de causar a morte. Os riscos de algo dar errado, porém, não atingem apenas quem deixa de fazer a reposição, mas também aqueles que ingerem os produtos sem indicação de um profissional.
. Quando aderiu ao ciclismo, há sete anos, o servidor público Igor Medeiros, de 36 anos, usava bebidas esportivas e cápsulas de sal sem orientação de nutricionista. “Durante uma prova em Foz do Iguaçu (PR), em 2007, bebi quase três garrafas de bebida (de 500ml) antes de começar. No decorrer da corrida, não bebi água e, depois de uma hora, tive tontura e náusea”, relata o ciclista, que precisou abandonar a competição.
. Após o episódio, Igor procurou um nutricionista esportivo, que o esclareceu sobre o uso desnecessário daqueles produtos e a provável causa do mal-estar.

“O motivo de eu ter passado mal, provavelmente, foi o excesso de sódio e a falta de água. Eu pensei que estava me hidratando com a bebida esportiva antes da prova”, detalha o atleta amador.
. O endocrinologista Carlos Schmidt esclarece que a forma ideal para se hidratar em provas de curta duração é a ingestão de água.
 “Nesse tipo de competição, o gasto calórico não exige a reposição de sais. Beber apenas água é o suficiente”, explica o médico.
. Bebidas esportivas são repositoras de sais e, por isso, contêm altas taxas de sódio. Quando consumidas em excesso, o organismo pode sofrer danos crônicos.
“O sódio retém líquido, a pessoa fica inchada se usar sem necessidade. Em casos mais graves, pode desenvolver hipertensão a longo prazo”, adverte Carlos Schmidt
http://imgsapp.df.superesportes.com.br/app/noticia_127116951798/2014/04/13/54193/20140413154115110806i.jpg 
. As barras de proteína com chocolate e o carboidrato em gel, fabricado em diversos sabores de frutas, são práticos de consumir durante exercícios e, por isso, se tornam atrativos para esportistas. Mas a ingestão deve ser moderada e sob acompanhamento de nutricionista. A empresária Luciana Lourenço, de 29 anos, compete em maratonas desde 2011 e, antes de começar a treinar, procurou informações a respeito do produto.
“Li bastante sobre o gel e perguntei sobre ele a amigos que o tomavam. Eles me indicaram uma nutricionista”, confirma. Luciana ouviu do profissional um alerta. “Tenho pré-disposição a desenvolver diabetes. Por isso, a nutricionista não recomendou o uso do gel no dia a dia, propondo, em vez disso, uma nova dieta alimentar.”
. O nutricionista esportivo Luiz Paulo Borges alerta para a função do sachê de carboidrato.
 “O gel é apenas um complemento que tem o objetivo de fornecer mais energia durante uma maratona ou uma meia maratona, por exemplo, e melhorar o desempenho. Não deve substituir uma refeição”, destaca. Ele diz não haver sérios perigos no consumo de barras de proteína. “A pessoa pode acumular gordura, mas o maior risco é comer a proteína e não beber água. Isso pode causar problemas renais.”
-
Fonte: http://www.superesportes.com.br