NOVAS NOTÍCIAS:
Carregando...

Luana Machado conquista segundo lugar no Canadá

- -_A ciclista Luana Machado (Specialized, Universidade de Passo Fundo, Hora do Blush, RM Esportes e Recreação, Lagoa Vermelha) está fazendo um estágio de competições no Canadá.
- -_Luana competiu neste final de semana da prova chamada Raid Velo Mag que foi disputada em 3 etapas em Mont Saint Anne.
- -_Na sexta-feira, dia 27 foi realizada a 1ª etapa que foi numa subida de 8 quilômetros. A ciclista da Specialized chegou em 2º lugar.
- -_Já no sábado, dia 28 foi realizada a 2ª etapa que foi uma prova de Maratona de 77 quilômetros em muitas trilhas e estradas de chão, novamente ela chegou em 2º lugar e no domingo, dia 29 foi realizada a 3ª etapa, que foi mais uma prova de Maratona em trilhas e estradas de chão e mais uma vez Luana chegou em 2º lugar. Ela salienta que as provas foram bem difíceis e o nível muito alto, mas está feliz por seu resultado e sua performance nas provas. Nesta segunda-feira será dia de descanso e na terça-feira reinicia os treinamentos para participar de mais competições no Canadá.
- -_Luana foi para o Canadá através do projeto MteenB que é apoiado pela Confederação Brasileira de Ciclismo.
-
Fonte: Pedal.com.br

Ciclismo de Rio Claro conquista pódio em Ribeirão Preto

- -_A equipe de ciclismo mantida em parceria entre a prefeitura de Rio Claro e o Velo conquistou um lugar no pódio e trouxe outros importantes resultados no domingo em Ribeirão Preto no terceiro GP São Francisco de Ciclismo. A competição valeu para o ranking nacional e contou com a participação das melhores equipes do Brasil.
- -_Elvis Esteter conquistou a quarta colocação na categoria Open Speed e colocou a equipe de Rio Claro no pódio. Na categoria Open Master, João Batista de Toledo conquistou a sexta posição, em uma disputa acirrada nos últimos metros para a chegada.
- -_Na categoria Elite, Anderson Zomer e Adelio Paulo da Silva foram os melhores colocados e concluíram a prova entre as 15 primeiras posições, somando importantes pontos para a equipe Velo/Seme no ranking brasileiro. O resultado oficial da prova deve ser divulgado pela organização do evento nos próximos dias.
-
:: Calor
- -_Os atletas da categoria elite tiveram que resistir a uma prova com duração total de duas horas, sob uma temperatura superior a 35 graus. “Foi muito desgastante e difícil manter a hidratação durante o prova por causa do calor”, comenta o ciclista de Rio Claro Adelio Paulo da Silva. “O ritmo da prova estava muito forte e no percurso não havia nenhum ponto para recuperação, sem contar o calor e a baixa umidade do ar”, esclarece Walter Hohne Junior, técnico do Velo/Seme.
- -_A equipe e a escolinha de ciclismo de Rio Claro fazem parte do programa de esportes mantido pela Secretaria Municipal de Esportes de Rio Claro, com o apoio da Sport Bike, Academia Olimpo, Velo Clube, Body Builders, Foccus Fotografia, Oficina Mecânica 4 Rodas e Papéis Primos.
-
Fonte: Jornal Cidade

Vuelta a Espanha - Gilbert vence terceira etapa e sobe à liderança

- -_O belga Philippe Gilbert (Omega Pharma) subiu hoje à liderança da Vuelta a Espanha de Ciclismo, ao vencer a terceira etapa, que deixou o luxemburguês Andy Schleck fora da luta pela vitória.
- -_Gilbert distanciou-se do pelotão no último dos 157,3 quilómetros da etapa que ligou Marbella a Málaga e resistiu à aproximação do espanhol Joaquin Rodriguez (Katusha), fechando com um tempo de 4:06.12 horas (média de 38,3 km/h).
- -_Gilbert tirou a lideranća do britânico Mark Cavendish -- uma das vítimas do intenso calor -, perdendo a camisa dourada com 14 segundos de vantagem sobre Rodriguez, que foi o segundo mais rápido do dia, a três segundos do vencedor.
- -_"O objetivo passava por ganhar a etapa. A liderança é um bónus", afirmou o corredor belga ao canal de TV espanhol TVE1.
- -_Tal como Cavendish, Andy Schleck, segundo classificado na Volta à França em duas ocasiões, foi um dos mais penalizados pelo calor e pela subida de uma montanha de primeira categoria, despedindo-se da luta pela vitória ao terminar a 14.10 minutos de Gilbert.
-
Fonte: LUSA

Vuelta a Espanha 3a Etapa - Martínez: Pensei que ia ganhar

- -_Serafín Martínez ficou muito perto de vencer a 3.ª etapa da Vuelta. O corredor da Xacobeo-Galicia andou sozinho em fuga durante vários quilómetros e só foi apanhado à entrada para os últimos 1000 metros.
- -_Um sentimento de frustração, até porque instantes antes as expectativas estavam no máximo. "Pensei que ia ganhar quando, a seis quilómetros da meta, detinha um minuto de vantagem. Contudo, quando os vi atrás de mim, tudo ficou perdido", confessou o ciclista espanhol, acrescentando. "As minhas pernas deixaram de responder nos instantes finais".
-
Fonte: Record

Andy Schleck admitiu não estar preparado para a Vuelta

- -_Andy Schleck já havia admitido que não estava na sua melhor forma à entrada para esta edição da Vuelta, situação que hoje se comprovou. O próprio corredor também frisou antes da largada que o seu objetivo passa a ser ajudar o irmão Frank.

- -_O vice-campeão do Tour (em 2009 e 2010) cedeu terreno com a chegada de Puerto del León, uma contagem de montanha de 1.ª categoria.

- -_No final, o ciclista luxemburguês fechou no 103.º lugar e ocupa agora o 98.º posto da classificação geral, a 14.27 minutos do camisola vermelha, Philippe Gilbert.


Andy Schleck renuncia aos Mundial de Estrada

- -_A Federação Luxemburguesa de Ciclismo anunciou esta terça-feira que Andy Schleck, segundo na Volta a França, não vai comparecer, por opção, nos Mundiais de Estrada da modalidade, a realizar de 29 de Setembro a 3 de Outubro, na Austrália.
- -_Schleck está a preparar-se para participar na Volta a Espanha, que arranca no próximo sábado, em Sevilha, juntamente com o seu irmão Frank.
- -_Ambos esperam, ainda, participar na Volta a Lombardia, com início agendado para 16 de Outubro.

Brasil fatura pódio completo em prova do Mundial Paraolímpico de Ciclismo

- -_A delegação brasileira conquistou ouro, prata e bronze neste domingo, pelo Mundial de Ciclismo Paraolímpico 2010. Os atletas do país conseguiram o resultado na prova de estrada da competição, percorrendo um percurso de 78 km.
- -_Todos os brasileiros competiram na classe C5 em Baie-Comeau, no Canadá. Soelito Gohr ficou com o ouro com o tempo de 2min04s28, melhor tempo do Brasil na história da prova. Em 2009, Gohr conqustou o bronze no contrarrelógio do Mundial de Bogogno, na Itália.
- -_Completaram o pódio, respectivamente Lauro Chaman e João Schwindt, com o mesmo tempo do vencedor.
- -_Neste ano, o Brasil manteve a medalha de bronze na prova de contrarrelógio, desta vez conquistada por Lauro Chaman, que completou o percurso de 22,8 km em 32min28s11.
-
Fonte:
UOL Esporte

Pedal.com: Entrevista com Luana Machado


Pedal.com: Entrevista com Luana Machado
O MTB feminino no Brasil nunca foi respeitado da maneira que deveria ser, seja por organizações de eventos com premiações fajutas, seja pelos próprios órgãos competentes.
-
- -_Tivemos um bom exemplo deste desrespeito, com o impedimento do time feminino em ir competir no Mundial de MTB 2009. Há muitos anos o Pedal vem questionando este assunto; o direito da mulher atleta de ter o seu espaço e respeito da mesma forma que os homens têm.
- -_Enfim, não existe essa frase no nosso MTB: "Tem poucas mulheres competindo." Todas às vezes que precisamos delas, elas cumpriram o seu papel, vide a própria conquista da vaga feminina para as Olimpíadas de Pequim – todas conseguiram os pontos antecipados. Agora, vamos esperar para que as coisas melhorem. E parece que estão, com o Projeto MTeenB a comando da nossa grande atleta Jaqueline Mourão que vem executando um bom trabalho aqui e no exterior com jovens talentos.
- -_Nesse contexto, apresentamos uma entrevista descontraída com Luana Machado, uma atleta que o Pedal vem observando há alguns anos. Vindo de lá do extremo sul do país, essa gauchinha está conquistando não só o seu espaço no pódio, mas também construindo sua história no MTB nacional. A sua grande inspiração no pedal vem do seu pai, Ricardo Machado, outro grande vitorioso no nosso MTB.
- -_A história de Luana começou quando ela ainda tinha quatro anos, em campeonatos locais que seu próprio pai promovia. Aos onze já ia ao campeonato estadual do Rio Grande do Sul e aos doze já fazia parte da Elite Feminina daquele estado. Isso mesmo, doze anos! Os anos passaram e as vitórias e derrotas amadureceram antecipadamente essa menina, que chega com uma vasta experiência e maturidade nas competições nacionais e internacionais.
- -_Aos 18 anos, Luana é uma pessoa que tem o prazer de correr com seu pai em muitas provas, podendo ter ao seu lado seu grande amigo e companheiro, isso sem falar das vitórias juntos.
- -_Luana conquistou uma grande vitória no final de 2009 ao vencer o MTB 12 Horas de forma incrível. Com o apoio da Specialized, ela pegou a bike horas antes da competição e fez apenas o bike fit, e sem tempo para maiores reconhecimentos, mostrou sua intimidade com a bike vencendo a competição com muita destreza.
- -_Mas não foi por esta vitória que elaboramos essa entrevista. E sim, de nos surpreendermos com a sua história e trajetória, fazendo com que acreditemos no seu potencial.
- -_
Confira a entrevista:
-
:: Pedal: A pergunta mais lógica, mas tenho que fazer! Como você começou a pedalar e como surgiu o interesse pela Bike?
Luana Machado: "Eu comecei com quatro anos, nos campeonatos regionais que meu pai promovia. No ano de 1997 surgiu a RM Esporte e Recreação, onde saíamos para fazer trilhas com cerca de 15 crianças. A escolinha continuou, minha irmã Mariane Machado, que na época treinava também, era um incentivo, além do meu pai. Nesta época eu recebi muita motivação e assim continuei. Já aos onze anos, fui para o campeonato estadual correndo com os meninos, mas como eram novos, ainda não tinham todo o respeito com uma menina que corria na categoria deles e ainda chegava entre os primeiros. Naquela época, Marcos Lorens (da Federação Gaúcha de Ciclismo) conversou comigo e chegamos a conclusão que já estava na hora de entrar para a categoria feminina, então assim começou a minha evolução. Com 15 anos fui correr o Interestadual em SP e não parei mais!"
-
:: Pedal: Essa maturidade rápida não fez com que você deixasse de ganhar mais experiência nas divisões de base e convívio com meninas da sua idade, no que diz respeito as próprias derrotas?
Luana: "Ganhei muita experiência com o tempo. Quando começou a escolinha RM Esportes e Recreação, sempre fomos orientados que nem sempre se ganha. Então levei isso comigo, mas pensando que é possível ir mais longe. Na minha primeira prova na Elite com 12 anos, não consegui terminar a prova, mas fiquei feliz por que a prova era pesada e ainda havia muita coisa para acontecer. Meu pai sempre esteve comigo, me incentivando, me dando todo apoio necessário. Então, abalos psicológicos foram poucos, porque eu tinha alguém para me apoiar em me levantar novamente. E desde o início até hoje levamos a sério o nosso trabalho, mas tendo o nosso momento de lazer e diversão."
-
:: Pedal: Com quem você treina?
Luana: "Desde criança treino com meu pai. Minha irmã também pedalava. Começamos juntas com a ajuda dele. Treinávamos com os meninos e participamos de algumas provas juntas. Em um dia de treinamento, estávamos descendo e um menino trancou sua frente, e o tombo foi inevitável. Depois disto, ela ficou com receio de acontecer novamente e então desistiu, preferiu fazer outras atividades. Hoje, eu tenho uns treinos mais centralizados e específicos."
-
:: Pedal: Onde você costuma treinar e como são seus treinos?
Luana: "Este ano eu fiz minha base em Santa Catarina, na cidade de Chapecó. Treinávamos em quatro pessoas. Fazíamos cerca de 100km por dia e subíamos 2 serras de 2 e 15km cada. Quando voltei para casa fizemos somente treinamentos de MTB em trilhas, estradas de chão e em partes técnicas para começar bem o ano. Eu só treinava ciclismo e meu rendimento no MTB estava fraco. Depois disto, tudo mudou."
-
:: Pedal: Quais os cuidados pessoais que você tem antes do pedal?
Luana: "Na alimentação, tomo suplementos, vitamina C, isso é essencial. Sem falar das massagens e alongamentos. Dormir bem é outra coisa importante"
-
:: Pedal: Qual foi o seu melhor e pior momento no MTB?
Luana: "Chegada do campeonato Pan Americano de MTB na Venezuela, 44° geral na prova, quando terminei foi uma alegria enorme, por ter uma boa colocação e por ter vencido todas as dificuldades. E o pior, acredito que tenha sido no Pan do Chile 2009. Eu estava em 3° lugar com lesões no braço, e não pude terminar a prova."
-
:: Pedal: Você sente falta de mais mulheres no mundo MTB?
Luana: "Os meus treinamentos estão muito bons, ou melhor, muito fortes com meu pai. Ele já sabe meu ritmo e até onde posso ir. Mas sinto falta de mulheres em algumas provas, mas sei que isso já está melhorando. Cada dia que passa nós estamos crescendo na modalidade. O nosso espaço já está sendo visto com outros olhos. Sem falar que muitas meninas estão aparecendo nas provas."
-
:: Pedal: E durante a prova, você sente algum preconceito dos homens por ser mulher ou acha que por já está na elite eles te respeitam mais?
Luana: "Agora não estou mais vendo isso, eles estão nos apoiando porque também estamos evoluindo no esporte. Afinal, eles precisam da gente. A mulher dá um "ar" diferente na prova."
-
:: Pedal: Em muitos países, atletas de elite das seleções treinam juntos para fortalecer experiências como maturidade e técnicas. Aqui no Brasil não vemos esse tipo de treinamento. Você sente a falta desta interação? Será que poderíamos ter um "treino antes do mundial" ? Até mesmo um treino psicológico ?
Luana: "Eu sinto falta, sim. Mas não sou eu quem toma estas decisões. Acredito que esta interação é muito importante, porém aproveitamos para interagir com atletas da seleção quando nos encontramos nas competições."
-
:: Pedal: "Quais os títulos você pretende buscar agora em 2010?"
Luana: "Uma boa colocação na Copa Internacional, sendo meu primeiro ano na Elite. Mas a terceira etapa de Congonhas eu não vou poder disputar por causa da minha preparação para o mundial, na qual estarei treinando no Canadá com o Projeto MTeenB. Esse treino será importante para conseguir experiência e quem sabe um excelente resultado no Campeonato Mundial de MTB XC deste ano."
-
:: Pedal: O que você faz quando não está competindo, treinando ou se divertindo sobre a bike?
Luana: "Costumo conversar com meus amigos na internet, sair para jantar e também participo do "CLJ" (Curso de Liderança Juvenil). É sempre bom diversificar para refrescar a mente."
:: Pedal: Em sua opinião, qual a melhor estratégia para estimular o uso da bike como transporte e o respeito nas estradas?
Luana: "A organização de passeios ciclísticos, onde podem se reunir um grande número de ciclistas. Quanto ao respeito nas estradas, o importante é que o ciclista esteja uniformizado, com capacete e em situações de risco sinalize com uma das mãos para os motoristas. Meu pai tem um projeto modelo de formação de ciclistas onde orienta as crianças quanto às leis de trânsito, direito e deveres do ciclista e como evitar acidentes, etc."
-
:: Pedal: Você já teve algum acidente sério com bike?
Luana: "Acidente de bike não, o problema que enfrento é somente os caminhões que ultrapassam sem se importar com os ciclistas, mas acidentes fora sempre acontecem, como na Venezuela e no Chile, mas foram tranqüilos."
-
:: Pedal: E agora você tem patrocínio ou ainda conta com o PAItrocínio?
Luana: "Sou patrocinada pela Specialized, Hora do Blush, RM Esportes e Recreação, Universidade de Passo Fundo (UPF) e Prefeitura Municipal de Lagoa Vermelha."
-
:: Pedal: E quanto ao preconceito por ser mulher, você acha que ainda existe muita discriminação nas provas, valores de prêmios, etc ?
Luana: "Acredito que acontece menos em relação às provas, mas em relação à premiação ainda acontece sim. Nós mulheres temos a metade da força dos homens, porém um dia quis mostrar para eles que também somos praticamente do mesmo nível. Então treinei muito, cheguei 25 minutos depois do 1° da elite masculino. Bem, aí conversei na federação, mas nada, depois me deram uma premiação de R$20,00, o que eu faço com R$ 20,00 !!??? Nem um pneu dá para comprar."
-
:: Pedal: Quais as provas mais bacanas que você participou e quais ainda sonha em correr?
Luana: "Pan Americano (Argentina, Venezuela e Chile), Copa Internacional; são ótimas provas. Meu sonho é ir para o Mundial e ainda não fui por não conseguir apoio suficiente. Mas agora eu estarei presente na categoria Sub-23. O mais desejado são as Olimpíadas de 2012. O maior sonho é o Campeonato Brasileiro na categoria Elite, que é muito difícil. Este ano vai ser mais porque vou para a elite. A Copa Internacional que é muito dura também e têm muitas meninas fortes. Enfim, são muitos. O nosso MTB está crescendo. Isso é bom!"
-
:: Pedal: Você estava sendo cotada como uma das grandes esperanças femininas no Pan-Americano da Guatemala 2010. O que aconteceu com você na competição?
Luana: "Eu me preparei para esse PAN. Tudo estava bem. Logo quando chegamos na Guatemala, senti que o ar estava muito seco. Nós treinamentos "zerei" o circuito sem falhas. Domingo, dia da minha prova, fizemos o "start loop" e quando iríamos entrar no circuito, uma atleta do México caiu na minha frente, trancando toda a passagem. Eu levantei e fui buscar as posições perdidas. Na segunda volta, em uma subida, tive problemas técnicos. Voltei com forças e logo recuperei a colocação anterior, onde era o abastecimento. Ainda nesse trecho, me deram uma água muito gelada e logo passei mal do estômago. Eu me senti forte na prova, mas todas estavam em um nível alto e muitas coisas estavam acontecendo comigo. Eu fiz o que pude."
-
:: Algumas curtas
Cidade: Lagoa Vermelha - RS
Bike atual MTB e speed: Specialized Era Expert; Specialized Dolce
Ídolo no esporte: Meu pai, Ricardo Machado
Guidão riser ou flat: riser
Freio a disco ou v-brake: Freio a disco
Pneus tubeless ou convencionais (com câmara de ar): Convencionais
E protetor solar? Sim, sempre!
-
:: Pedal: Está estudando?
Luana: "No momento, não. Estou me dedicando muito nesta temporada para ver o que vai acontecer. Já finalizei quase todos os meus estudos."
-
:: Alguns dos títulos de Luana Machado:
- Penta Campeã Brasileira (Juvenil, 2005 - Juvenil, 2006 - Júnior, 2007 - Júnior, 2008 - Sub23, 2009)
- Campeã Gaúcha de Up Hill 2007 (Subida de montanha)- Categoria Elite Feminino
- 6° Colocada no Campeonato Pan Americano de MTB - Argentina (Junior Feminino) - 2007
- Campeã da 2° Etapa da Copa Internacional - Ouro Branco-MG (Sub25 Feminino) - 2008
- 4° Colocada no Campeonato Pan Americano de MTB - Venezuela (Junior Feminino) - 2008
- Campeã invicta da Copa Internacional, vencendo as três etapas (Categoria Sub25) - 2009
- Campeã da 3° Etapa do Campeonato Gaúcho de Maratona (Categoria Elite Feminino) - 2009
- Campeã da 5° Etapa do Campeonato Gaúcho de Maratona (Categoria Elite Feminino) - 2009
- Campeã da 2° Etapado Campeonato Gauco de XCO (Categoria Elite Feminino) - 2009
- Campeã da Copa Itá de MTB -Itá SC (Categoria Elite Feminino) - 2009
- Campeã do Race das Meninas (Mocinha) - 2009
- Campeã do MTB 12h Solo (Solo Feminino) - 2009
- Vice-Campeã do Sram 50k (Categoria Elite Feminino) - 2010
- Campeã da 1° etapa do Gp Ravelli (Categoria Elite Feminino) - 2010
- 7º Colocada da 1° etapa da Copa Internacional (Elite Feminino) 2010
- 7º Colocada da 2° etapa da Copa Internacional (Elite Feminino) 2010
-
A equipe do Pedal agradece a Luana Machado pela entrevista. Parabenizamos pelas suas conquistas e pela sua brilhante carreira, que desde criança nunca abandonou as bikes.
-
Por Simone Coraiola e Guiné.
Fonte:
Pedal.com

Professora percorre 2.700 km para comemorar cura de câncer

- Ela divulgou a importância dos exames preventivos nas capitais do Sudeste -
-
- -_Há cinco anos, a professora de educação física Cristina de Barros, 43, foi operada de um câncer de colo do útero. Sete meses meses depois, retirou um ovário, por causa de um cisto hemorrágico. Para comemorar a cura, ela acaba de percorrer 2.700 km de bicicleta, unindo as capitais do Sudeste e divulgando a importância dos exames preventivos.
MINHA HISTÓRIA: CRISTINA DE BARROS, 43 anos
- -_Acabei de voltar de uma viagem de bicicleta passando por todas as capitais do Sudeste brasileiro. Fiz o trajeto, de 2.700 km, sozinha, para comemorar a cura de um câncer no colo do útero, operado há cinco anos.
- -_Eu não pedalava para valer até 2000, quando me divorciei. Depois da separação, eu estava naquela de pensar: "não sei se me caso (de novo) ou compro uma bicicleta". Naquele momento, achei melhor comprar a bicicleta.
- -_Comecei a pedalar no meu bairro, nos parques Ibirapuera e Villa-Lobos e na USP, que é perto da minha casa. Sou professora de educação física, gosto de esporte, resolvi unir o útil ao agradável.
- -_Conheci a trupe da bike, ouvi falar do cicloturismo e quis experimentar. Eu adoro viajar. Minha primeira viagem de bicicleta foi o Caminho do Sol, de Santana do Parnaíba a Águas de São Pedro, no Estado de São Paulo. São 250 km pedalando.
- -_Eu amei de paixão, fui mordida pelo bicho do cicloturismo, sabia que iria viajar mais. Foi quando, no exame ginecológico de rotina, o teste de Papanicolau detectou o câncer de colo do útero.
- -_Esse câncer é assintomático, se você não faz o exame preventivo pode ficar anos sem saber que tem a doença. A sorte é que descobri logo, peguei o bicho no laço.
VIRADA DO AVESSO
- -_Foi em agosto de 2005, eu estava com 38 anos. Um mês depois fui para a mesa de cirurgia. Retiraram todo o útero. Eu não tenho filhos, mas não faz mal, tem tanta criança aí para ser adotada.
- -_Na cirurgia, fizeram um corte de 30 cm na minha barriga, fui virada do avesso, mas deu tudo certo. Difícil foi a recuperação.
- -_Fiquei um mês sem poder sair da cama e mais três meses sem fazer atividades físicas. Uma tortura para mim, que sempre fui muito ativa. Quando estava recomeçando, fazendo caminhadas leves, tive um cisto hemorrágico em um dos ovários.
- -_Eu ia completar sete meses da primeira operação e fui para a mesa de cirurgia de novo. O ovário estava inchado, os médicos não sabiam se era decorrência do câncer.
- -_Mesmo assim, eu não fiquei preocupada com a cirurgia. Mas a recuperação me preocupava. Foram mais quatro meses de molho.
Certos dias, eu tinha de me jogar da cama para fazer alguma coisa. Eu não queria nem acordar.
- -_Mas acho que 90% da recuperação depende da gente, 10% da medicina. Se isso é algo comprovado, eu não sei. Mas acreditei nisso, e brigava comigo mesma para sair de casa, andar de bicicleta.
- -_Cheguei a perguntar para a médica se tinha um comprimidinho para levantar o astral. Ela me disse que até tinha, mas que, para mim, pedalar era o melhor remédio.
- -_Então eu ia. Pegava a bicicleta e falava "não gosto de você", mas pedalava. No final de 2006, eu já tinha retornado ao ciclismo.
CAMINHO DE SANTIAGO
- -_No início de 2007, comecei a programar uma viagem para Santiago de Compostela, em julho. Como dava aulas para o primeiro e segundo grau, precisava ir na época das férias escolares.
- -_E como o Caminho de Santiago é para ser feito a pé, a cavalo ou de bicicleta, eu já sabia como faria o trajeto.
- -_Procurei uma equipe esportiva para fazer o treinamento. Eles são especializados em triatlo e eu queria fazer turismo, nada de competir. Mas treino é treino, você tem que se preparar física e psicologicamente.
- -_Menos de dois anos depois da segunda operação, coloquei a bicicleta no avião e fui embora. Comecei a trilha na França. No quarto dia, caí e quebrei uma costela.
- -_Mas continuei pedalando os 700 km até Compostela. Eu não tinha atravessado o oceano inteiro para voltar quatro dias depois.
- -_Nesse tipo de viagem, fatalmente as notícias correm. Então muita gente vinha falar comigo. Você é a tal Cristina, brasileira, que quebrou a costela e teve câncer?
- -_A pergunta clássica era: "está pagando promessa?". Não, acho que você não barganha com o Céu. Não barganhei, mas agradeço sempre, da hora em que acordo à que vou dormir.
- -_Tudo bem, fiz a minha parte. Eu contava que tudo deu certo também porque eu peguei o câncer no começo, por fazer sempre os exames preventivos. Comecei a divulgar a importância desses exames intuitivamente, por acaso. Eu não tinha viajado para isso, estava de férias.
Mas a ideia estava surgindo. No ano seguinte, 2008, um amigo meu sugeriu um projeto: pedalar por um mês registrando histórias de superação das pessoas encontradas no caminho.
- -_Foi bárbaro, mas ainda não era exatamente o que eu tinha pensado: falar sobre a importância dos exames preventivos.
E.T. DE CAPACETE
- -_Tirei um ano sabático e fui fazer a Estrada Real, em Minas Gerais. Um carro de apoio me acompanhou, dirigido na primeira parte por um amigo e na segunda, por minha irmã.
- -_Agora, imagine surgir no sertão de Minas Gerais essa figura com capacete. Eu era um verdadeiro ET. Claro que as pessoas ficavam curiosas e vinham conversar comigo. E assim que davam uma brecha, eu falava sobre prevenção, não só para câncer, mas para coração, pulmão, tudo.
- -_Eu sou a prova viva de que vale a pena se cuidar. Não que eu queira ser a salvadora do mundo, é uma responsabilidade muito grande. Mas se chega alguém todo suado, segurando uma bicicleta, é mais fácil as pessoas ouvirem e acreditarem.
CURADA
- -_Tenho amigos que dizem que eu sou rodada, falada e aventureira. E, em 2010, curada. A aventura deste ano precisava ser especial. Os protocolos da medicina dizem que só depois de cinco anos você pode afirmar que se curou do câncer.
- -_Pela primeira vez, fui viajar já com palestras programadas, para falar da prevenção. Foram cinco, além de todas as conversas informais sobre o assunto.
- -_O trajeto é o mais longo que já fiz, 2.700 km. Mais de 2.000 pedalando mesmo. Em trechos mais perigosos, peguei carona. Eu gosto de desafios, mas também sei respeitar meus limites.
- -_Agora, pretendo escrever um livro sobre minhas viagens. E pedalar, claro.
- -_Quero fazer o caminho de São Francisco de Assis, na Itália. E o Tour de France. Não para competir, só para completar o trajeto. Ou, quem sabe, unir de bicicleta todas as capitais do Brasil.

Contagem regressiva para o Tour do Brasil Volta do Estado de São Paulo de Ciclismo

- -_O Tour do Brasil Volta do Estado de São Paulo de Ciclismo 2010 será disputado entre 16 e 24 de outubro. Essa será a 7ª edição do evento, que começa com um prólogo individual na cidade de Londrina, no Paraná. Válido pelo ranking da União Ciclística Internacional (UCI), o evento deverá reunir 20 equipes e cerca de 160 atletas na principal competição de estrada nacional e uma das melhores da América Latina.
- -_Os ciclistas brasileiros vão tentar recuperar o título de campeão da Volta Ciclística, que no ano passado ficou com Sergio Ribeiro, da equipe Barbot/Siper/Azeite Vila Flor, de Portugal. O vice-campeão foi Bruno Pires, também do time português. O brasileiro mais bem colocado foi Magno Nazareth, terceiro colocado, representando a Fapi Funvic/Sundown/JKS, de Pindamonhangaba (SP).
- -_A competição deste ano será disputada em oito dias e, além de Londrina, passará pelas cidades de Assis, Bauru, São Carlos, Paulínia, Sorocaba, Atibaia, Taubaté, Campos do Jordão, Jundiaí e São Paulo.
-
Fonte:
O Radical

Roberta Stopa confirma presença no Mundial de MTB

- -_A biker Roberta Stopa já tem seu próximo desafio definido na cabeça: lutar por uma vaga nas Olimpíadas de Londres, em 2012. Para isso, a brasileira promete participar das principais provas do Mundial de Mountain Bike, além de etapas no país durante o segundo semestre.
- -_“Vou conhecer de perto o trabalho das adversárias a nível mundial em países, pistas e campeonatos diferentes. A intenção é competir em provas válidas para o ranking UCI, e conquistar a vaga olímpica para o Brasil”, afirma Stopa.
- -_A biker é líder do ranking nacional de mountain bike cross-country e vai representar o Brasil na última etapa da Copa do Mundo que será realizada em Windham, nos Estados Unidos (EUA), e também no Campeonato Mundial em Mont’Sainte”Anne, no Canadá.
- -_As viagens internacionais começarão no fim de agosto, quando ela embarcará rumo a Nova York, onde será realizada última etapa da Copa do Mundo de MTB 2010. Antes, a biker terá alguns compromissos no Brasil, o que a auxiliará a manter o ritmo.
- -_No último sábado, a mineira embarcou para Salvador, na Bahia, onde participou do lançamento do Specialized Brasil 2011, no Eco Resort Praia do Forte. Na seqüência, em 15 de agosto, a atleta competirá no Fest Shimano em Santana do Parnaíba, em São Paulo.
- -_No dia 22, Roberta participará da grande final da Copa Internacional de MTB, o que irá prepará-la para o Mundial.
-
Fonte:
Webventure Bike

Em seu primeiro desafio internacional, Nícolas Sessler fica em quinto

- -_Na sua primeira prova fora do país, o atleta Nícolas Sessler (Scott e Rosvel Multimarcas) não decepcionou. Neste domingo, o ribeirão-pretano ficou em quinto lugar na última etapa da Copa do Canadá de Mountain Bike, que foi realizada na cidade de Bromont, no Canadá.
- -_O vencedor da prova foi o atleta Alexandre Vialle, seguido de Antoine Perreault, campeão canadense. Na terceira posição ficou Pierre-Olivier Veillette.
- -_“Fiquei muito feliz com o meu desempenho. É um resultado muito bom, já que foi minha primeira prova internacional e ainda estava um pouco cansado da viagem. Meu desempenho me deixou bastante confiante para as próximas provas e acredito que posso brigar por resultados melhores”, disse Nícolas Sessler.
- -_Como não estava ranqueado na Copa do Canadá de Mountain Bike, o ribeirão-pretano largou no final do grid. Com isso, teve que fazer uma prova de recuperação e desde o início imprimiu um ritmo muito forte.
- -_“Larguei no final do grid, o que me atrapalhou um pouco. No entanto, comecei bem e logo depois da largada, consegui me posicionar na sexta colocação. Ainda no decorrer da primeira volta, ganhei duas posições e encostei no terceiro colocado. Já na segunda volta, ganhei uma posição e passei a brigar pelo segundo lugar até o final da terceira volta. Na quarta e última volta, senti um pouco de cansaço e não agüentei o ritmo, terminando em quinto”, relatou Nícolas.
- -_“No Brasil, as provas da minha categoria são disputadas em três voltas. A Copa Canadá teve quatro voltas, além de um circuito muito mais difícil, muito mais duro e técnico do que as corridas realizadas no Brasil. Com isso, senti o cansaço e não agüentei manter o ritmo das três primeiras provas”, contou o atleta, que volta a competir no próximo final de semana, quando disputará o Campeonato de Quebec.
- -_Nícolas Sessler está hospedado na cidade de Quebec na casa de Jaqueline Mourão, primeira atleta do Brasil a disputar os Jogos Olímpicos de Verão e Inverno. Ela disputou as provas de Mountain Bike nas Olimpíadas de Atenas-2004 e Pequim-2008 e o esqui cross country nas Olimpíadas de Turim-2006 e Vancouver-2010.
-
Fonte:
Ribeirão Preto Online

Ginka Bike Cultural 2010 irá percorrer centro de São Paulo.

- -_Os apaixonados por ciclismo têm até o dia 25 de agosto para realizar a inscrição do Ginka Bike Cultural 2010, uma competição diferente e divertida que alia esporte e cultura. O preparo físico não será exigido e sim o conhecimento sobre a cidade de São Paulo. A prova acontece no dia 29 de agosto, no centro de São Paulo, a partir das 07h30.
- -_Para efetuar a inscrição e para mais informações, acesse o site http://www.sampabikers.com.br
- -_O Ginka Bike Cultural é uma gincana ciclística cultural onde os participantes deverão descobrir o caminho respondendo a várias perguntas dos mais diversos temas: turismo, matemática, línguas, conhecimentos gerais, esporte, entre outros. É a resposta correta que determina o destino para onde os participantes deverão se dirigir.
- -_A prova é dividida em equipes que serão formadas por cinco ciclistas na largada e deverão percorrer a prova juntos. Vence a equipe que, após responder todas as perguntas, chegar primeiro no local de chegada que é o mesmo do local de saída.
- -_O valor das inscrições é R$ 30,00, além de 2 kg de alimento não perecível para não sócios do Sampa Bikers. Já para os sócios, o valor da inscrição é de R$ 20,00 mais 2 kg de alimento não perecível.
- -_Sobre o Ginka Bike Cultural 2010 - Cada equipe terá que responder a 10 perguntas, onde todas as equipes responderão as mesmas perguntas, mas de forma aleatória. As perguntas serão semelhantes a uma charada ou no estilo palavras cruzadas, como por exemplo: Onde é o marco zero da cidade de São Paulo? Resposta: Praça da Sé. A equipe segue até a Praça da Sé onde haverá um fiscal de prova que entregará a próxima pergunta em um envelope lacrado. E assim vai!

Serviço
Ginka Bike Cultural
Data: 29 de agosto de 2010
Local: Porto Seguro - Rua Guaianases, 1239 - Centro
Horário a partir das 07h30

Programação:
7h30 às 8h15 – Entrega dos kits para todos os participantes
8h30 – Briefing da prova e formação de equipes
8h50 – Entrega do envelope com a primeira pergunta
9h – Largada
13h – Hora limite de prova
14h – Premiação.
-
Fonte:
360 Graus

Brasil Soul conquista bom resultado na Transrockies Challenge

- -_Adriana Nascimento e Mário Roma ficaram com o título na categoria 80+
Foto: Divulgação1 Mario Roma e Adriana Nascimento conquistaram, no último sábado (14), a categoria 80+ da Transrockies Challenge, prova de sete dias pelas montanhas geladas do Canadá. A dupla da Brasil Soul, que completou a competição com o tempo total de 35h15, superou diversas aventuras técnicas, que exigiram muito do equipamento.
- -_“Foi uma conquista muito especial, com todas as dificuldades que as Rockie Mountains poderiam oferecer e adversários fortes. Conseguimos fazer uma prova sempre no limite físico com suplementação Ethika e técnico, sem nenhum imprevisto ou problema mecânico, nossos equipamentos foram perfeitos”, afirmou a dupla.
- -_Além dos desafios do longo e acentuado percurso, que somou mais de 12.000 metros de subidas, Roma e Nascimento enfrentaram também muitas complicações climáticas. A chuva e a neve tornaram a aventura dos brasileiros bem fria e dificultaram ainda mais a vida dos atletas nacionais.
-
Fonte:
Webventure Bike

Lance Armstrong fica fora das 100 Milhas de Leadville

- -_O heptacampeão do Tour de France, Lance Armstrong, confirmou sua participação na mais dura prova do mundo, as 100 Milhas de Leadville, porém acabou desistindo de competir na última hora. Pior para os amantes do ciclismo, que deixaram de ver um dos maiores atletas do mundo no estado do Colorado, nos Estados Unidos, no último sábado.
- -_Armstrong justificou sua ausência alegando que se recupera de um problema no quadril. O ciclista optou por ficar em casa, na companhia de das duas filhas pequenas.
- -_Em sua primeira participação nas 100 Milhas, Armstrong ficou em segundo lugar, atrás do grande campeão local, Dave Weins. Em sua segunda participação, Lance desbancou Weins, batendo um novo recorde da prova e impondo quase 30 minutos de vantagem sobre o mesmo, que ficou em segundo lugar.
- -_A prova tinha inúmeras dificuldades, como a de se pedalar 100 milhas a uma elevada altitude. “O percurso tem altitude mínima de 3.000 metros, e atingiremos 4.200m na Columbine Mine, além dos mais de 4.000 metros de desnível acumulado. Há até postos com balões de oxigênio durante o percurso, pois o ar é rarefeito”, afirmou Fabiano Nyenhuis, único ciclista brasileiro a ter concluído a prova até hoje.
- -_Armstrong é conhecido por suas vitórias no Tour de France – são sete triunfos consecutivas, logo após ter se restabelecido de um câncer. Armstrong é também fundador da Lance Armstrong Foundation, organização que auxilia vítimas de câncer.
-
Fonte:
Webventure Bike

Shimano Fest 2010 - Balanço geral do evento

- -_Os maiores nomes do Brasil do mountain bike participaram do Shimano Short Track, etapa brasileira válida pelo circuito Latino-Americano da modalidade, lançado pela Shimano em 2010.
- -_Luiz Henrique Cocuzzi, Érika Gramiscelli e Rubens Donizete sagraram-se campeões do Shimano Short Track-Brasil 2010, principal atração do Shimano Fest, a celebração esportiva que envolveu interessados em bicicletas, pescaria e vôo livre.
- -_A competição foi disputada em formato de baterias de 20 minutos. Os atletas profissionais foram os primeiros a entrar na pista, com duas corridas classificatórias. O ciclista de Ilha Bela (SP), Edivando Souza Cruz, da equipe (Shimano / Scott / Vzan / Proshock) venceu a primeira delas. levando inclusive as quatro premiações extras de 100,00 reais de “meta volante”. Na segunda disputa, Rubens Donizete (Merida SR Suntour Cat Eye), Gilberto Goes (Avaí FC), Ricardo Pscheidt (Jamis Crankbrothers) e Thiago Aroeira (Terra Bike Merida) fizeram uma disputa acirrada pelas prêmios extras, já que classificariam 6 atletas para a rodada final.
- -_Na sequência, os atletas da categoria Junior largaram para bateria final. Luiz Henrique Cocuzzi confirmou o favoritismo vencendo de a prova ponta a ponta. Aos 16 anos de idade, Cocuzzi retornou recentemente da Suíça, por onde treinou por 2 meses no Centro Olímpico da UCI (União Internacional do Ciclismo). No segundo lugar ficou Michel Pereira, seguido de Leonardo Zóia.
- -_Depois foi a vez da elite feminina encarar o desafiante circuito “curto”. A tricampeã brasileira de cross country, Érika Gramiscelli (Circuit KHS Ribeirão Preto) assumiu a liderança logo na primeira volta, seguida de perto por Roberta Stopa (Specialized / SRAM / MOB / BR esportes). A atleta de Brasília, Julyana Machado (Jamis / UDF / Shimano) perseguiu as líderes até o fim, mas o resultado não se alterou para a formação do pódio.
- -_Para descontrair o público foi realizado a disputa da categoria imprensa / indústria, com o objetivo de aprofundar a vivência dos profissionais do mercado. O grid com 14 ciclistas teve uma disputa quente e, ao contrário das baterias oficiais com 20 minutos, os jornalistas e profissionais completaram 2 voltas, vencida por Ulisses Valarelli, colaborador do site Bikenamidia.com.
- -_Após o “show de rodas” como costuma dizer Luciano Kdera em suas transmissões pela ESPN, a categoria Elite Masculina partiu para hora da verdade. A decisão com 12 atletas foi acirrada até o final. Rubens Donizete largou forte como sempre e assumiu a liderança, abrindo vantagens dos demais a cada volta. Ricardo Pscheidt forçou bastante e ganhou distância dos adversários, porem sem ameaçar o líder. Com isso a disputa ficou pelo terceiro lugar entre Edivando e Gilberto Goes, melhor para Vando que ficou com bronze.
- -_Além das diversas bicicletas para teste, o destaque foi a apresentação do novo grupo Shimano XTR e lançamento oficial no Brasil dos componentes PRO.
- -_O circuito latino americano Shimano Short Track continua na próxima semana em São Luis Potosi, no México, com passagem em Santiago do Chile, antes de encerrar em Medellin na Colômbia. O vencedor da etapa brasileira, Rubens Dozniete será o representante do país na grande final.
-
Fonte:
Pedal.com.br

Shimano Fest 2010 - Resultados do Cross-Country

- -_Neste final de semana aconteceu o Shimano Fest, um evento que envolveu atividades esportivas relacionadas aos três elementos: terra, água e ar.
- -_Segundo o presidente da Shimano Latin America, Fabio Takayanagi: "A proposta da Shimano é unir o público que aprecia a natureza. Com isso reunimos as pessoas que gostam de bicicleta e pescaria para desfrutarem de um final de semana diferente e agradável".
- -_Entre as diversas atrações, a primeira etapa do Circuito Latino Americano de Cross Country foi o destaque. Após as eliminatórias e finais, os resultados finais foram:
-
:: Elite Feminino
1 - Érika Gramiscelli
2 - Roberta Stopa
3 - Julyana Machado
:: Elite Masculino
1 - Rubens Donizette
2 - Ricardo Pscheidt
3 - Edivando de Souza Cruz
:: Júnior
1 - Luiz Henrique Cocuzzi
2 - Michael Pereira da Silva
3 - Leonardo Zóia
-
Fonte:
Pedal.com.br

Saiba como foi o primeiro dia do evento Shimano Fest 2010

- -_O Shimano Fest 2010 foi uma celebração que envolveu atividades esportivas relacionadas aos três elementos: terra, água e ar. Apaixonados por bicicleta, pescaria e parapente reuníram-se no Ville Sport Show, uma ampla área junto a natureza, em Santana do Parnaíba (SP).
- -_"A proposta da Shimano é unir o público que aprecia a natureza. Com isso reunimos as pessoas que gostam de bicicleta e pescaria para desfrutarem de um final de semana diferente e agradável", comentou Fabio Takayanagi, presidente da Shimano Latin America.
- -_"Percebemos que muitas pessoas que gostam de bike também apreciam a pescaria", disse um dos coordenadores do workshop de Pesca Shimano, organizado pela equipe do Programa Pesca Alternativa, veiculado aos domingos no canal SBT. "Pescaria serve para relaxar antes da prova", acrescentou, Victor Carvalho Reis, competidor da categoria junior.
- -_O sábado (14/08) amanheceu congelado, mas logo o sol apareceu para alegria dos expositores que puderam demonstrar ao público as novidades na arena central. Além das diversas bicicletas para teste, o destaque foi a apresentação do novo grupo Shimano XTR e lançamento oficial no Brasil dos componentes PRO.
- -_Enquanto isso, os atletas reconheciam o circuito do Shimano Short Track com 1.100 metros de extensão. Apesar do nome designar "pista curta", o traçado chegou a ser chamado por alguns de "SuperXC" ou "Bikecross", devido a dificuldade física e técnica do circuito montado utilizando trechos de uma área para motocross.
- -_Outro espetáculo a parte foi a exibição de Cris Santos, ciclista há 20 anos especializado em Biketrial, detentor do respeitável título de penta-campeão norte-americano na época em que o NORBA (entidade norte-americana de MTB) vivia sua era de ouro. O Shimano Fest ganhará um programa especial apresentado por Luciano Kdera nos canais da ESPN, que será transmitido a partir do dia 3 de setembro.
- -_No ar, muitas nuvens no céu e vento forte acabaram inibindo a presença maciça dos paragliders da equipe Prodelta que participaram do concurso de aterrisagem de precisão, no campo ao lado da arena do Shimano Fest. Amanhã o concurso continua e o vencedor recebera uma bicicleta de premiação.
- -_Paralelamente, a Shimano apresentou o Cine Shimano e ministrou palestra sobre o novo sistema de transmissão Dyna-Sys com 20 ou 30 velocidades, que equiparam as bicicletas, das marcas Scott, Marin, Soul Cycles, KHS, Merida, OX Bikes, Caloi, Kona, Jamis, Session, Giant, Fuji e Trek. O evento ainda conta com os estandes de exposição das marcas: Levorin, GU, Speed Up, Maxxis e MyBike. Além da presença dos distribuidores: Intac; Isapa/PRO; LM Bike e Scitex.
- -_O Shimano Fest continua no domingo com uma programação repleta de atrações, com destaque para o circuto latino-americano Shimano Short Track, torneio de pesca, bike-testes, apresentação de bike-trial e muito mais. O Shimano Fest tem entrada franca (1kg de alimento é sugerido).
Fonte:
Pedal.com.br

Carlos Sastre assina pela Team Geox

- -_O espanhol Carlos Sastre (Cervelo), vencedor da Volta à França em 2008, anunciou ontem que vai correr pela equipe italiana Geox na próxima temporada.
- -_«A confiança depositada em mim foi o fator mais importante no momento de decidir por este novo projeto. A segurança e experiência dos dirigentes, com muitos anos no mundo do ciclismo, também pesaram na minha decisão», explicou o corredor espanhol em comunicado.
- -_Sastre, 35 anos, confirmou ainda que esta decisão «não vai alterar em nada» o programa para este ano, tendo garantido a participação na Volta a Espanha (28 de Agosto a 18 de Setembro) com a sua atual equipe, a Cervelo.
-
Fonte:
A Bola

David Blanco vence a Volta a Portugal

O espanhol David Blanco mal conseguia acreditar naquilo que tinha alcançado. O ciclista da Palmeiras, em declarações a mídia, mostrou-se extremamente satisfeito com a sua conquista.
"Não há palavras para descrever... Não sei bem o que dizer. Nunca imaginei ganhar quatro Voltas, nunca! É algo que ninguém imagina conseguir. Sinto-me nas nuvens", comentou o ciclista da formação algarvia portuguesa.
Blanco comentou também a sua preparação, garantindo que trabalhou para este sucesso desde 2009, quando conquistou a Volta após a desclassificação de Nuno Ribeiro: "Desde que venci a Volta do ano passado trabalho para isto. Acho que a equipe e os patrocinadores merecíamos ganhar na estrada, em vez do que se passou no ano passado".
-
Fonte:
Record

Desafio Márcio May de Ciclismo e MTB - Inscrições abertas

- -_O Desafio Márcio May de Ciclismo de Estrada e Mountain Bike terá este ano a sua 4ª Edição na cidade de Rio do Sul – SC no dia 28 de novembro. Idealizada pelo ex-ciclista Olímpico, o catarinense Márcio May, tem percurso de asfalto e o objetivo de proporcionar a qualquer pessoa a oportunidade de participar de um evento de ciclismo. Possui trajetos menores para os estreantes e desafiadores para os profissionais com 27 categorias ao todo.
:: História
- -_No primeiro ano da prova, em 2007, o vencedor foi o próprio May no trajeto de Rio do Sul a Vidal Ramos, ida e volta. Maurício Borges de Joinville levou o título na categoria MTB e Maria Salete Waltrick no MTB feminino. Em 2008, o Brusquense Soelito Gohr, campeão mundial Paraolímpico levou o título no ciclismo e Maurício Borges tornou-se o Bi-campeão no MTB. Maria Salete Waltrick foi a primeira a encarar a prova de ciclismo levando o título. No MTB feminino, vitória para Caroline de Barba, de Blumenau.
- -_
Já em 2009, em sua terceira edição, o Desafio mudou de trajeto, tendo um percurso um pouco mais curto, porém com muitas subidas. Novamente a largada foi em Rio do Sul, passando por Lontras e destino a cidade de Presidente Nereu, retornando ao ponto de largada. Além disso, foi criada a categoria Light, para os iniciantes, praticamente sem subidas.
Jair dos Santos de Ibirama levou o título no ciclismo e Diego Roberto Gabrilowiski de União da Vitória venceu no Mountain Bike. No feminino, nova vitória para Maria Salete Waltrick no ciclismo e de Tânia Clair Pickler de Indaial no MTB.
- -_Um dado curioso é que o Blumenauense Marcelo “Pinguim” Moser foi vice-campeão no ciclismo das 3 edições, batendo na trave.
:: Percurso
- -_Largada no centro da cidade de Rio do Sul – SC, passando por Lontras, Presidente Nereu e retornando novamente para Rio do Sul. O percurso é misto, iniciando e terminando em terreno plano, incluindo trechos em montanha, totalizando 84 km para Ciclismo, 60 km para o Mountain Bike e 46 km para as categorias Ciclismo e Mountain Bike Light.
:: Inscrições
- -_As inscrições custam R$ 80,00 e já estão abertas no site
http://www.marciomay.com.br/. Cada participante receberá um “Kit Atleta” com uma camisa de ciclismo, uma meia para ciclismo, uma caramanhola. Somente para os primeiros 500 inscritos.
:: Premiação
- -_Serão entregues medalhas de participação a todos os atletas que completarem o percurso, troféu ao três primeiros colocados e medalhas ao 4º e 5º de cada categoria. Os primeiros colocados na classificação geral receberão prêmios diversos.

Apple registra sistema de ´bicicleta inteligente´

- -_A Apple pode estar desenvolvendo um sistema que pode integrar um passeio de bicicleta com o uso de dispositivos eletrônicos de modo a permitir comunicação entre ciclistas, além de monitorar velocidade, distância, tempo, altitude, inclinação, batimentos cardíacos, entre outras coisas. Pelo menos é o que indica uma patente registrada na semana passada pela empresa, revelada pelo site Patently Apple.
- -_O sistema seria semelhante ao Nike+iPod, que, por meio de um tênis especial e de um sensor, permite que o tocador de MP3 registre dados como velocidade, tempo, distância, batimentos cardíacos e calorias queimadas. O produto, neste caso, serve para praticantes de corrida e freqüentadores de academia. A nova patente registrada pela empresa de Steve Jobs poderia ter um funcionamento semelhante, porém voltado aos adeptos do ciclismo de rua.
- -_A descrição registrada no Ministério de Patentes e Registros dos EUA é bastante detalhada, indicando inclusive telas do sistema que funcionaria em iPods ou iPhones, com mapas de trajetos e mensagens trocadas por vários usuários.
-
- -_Confira abaixo as imagens reproduzidas no Patently Apple:
Fonte: EXAME Tecnologia

Criciúma sedia etapa do Regional Sul de Ciclismo

- -_A Associação Sul de Ciclismo vai realizar no domingo a quarta etapa do Regional Sul de Ciclismo, em Criciúma. A prova acontecerá a partir das 9h, na avenida Gabriel Zanette, no mesmo circuito que será usado para os Joguinhos Abertos.
- -_O início da concentração e das inscrições será às 8h. Os competidores serão divididos em categorias, de acordo com a idade e critérios técnicos. Os três primeiros colocados da cada categoria serão premiados.
- -_A competição servirá de preparação para os atletas e de teste para os agentes de trânsito da ASTC (Autarquia de Segurança, Trânsito e Transportes de Criciúma). Eles farão um levantamento, junto com a Associação, dos pontos críticos da pista, para torná-la segura para a prática do ciclismo.
Fonte:
A Tribuna

Etapa de Congonhas da Copa Internacional de MTB terá novas categorias

- -_Os competidores da última etapa da Copa Internacional Levorin de MTB e Copa Centauro de Amadores terão novidades na última etapa do campeonato, que acontece no dia 22 de agosto em Congonhas, Minas Gerais. Para atrair ainda mais competidores, a categoria de acesso terá mais duas categorias de duplas e os líderes da Super Elite e Elite Feminina receberão, pela primeira vez, um ponto extra durante a prova.
- -_Um dos diferenciais da última etapa da Copa Centauro de Amadores são as categorias de duplas. As tradicionais categorias Sub 70, Sub 80 e Over 81 recebem as categorias Dupla Mista homem e mulher em bicicletas separadas - e Tandem - bike de dois lugares. A prova dessas categorias terá disputas emocionantes num circuito desafiador de 38 km. Ampliando a participação das duplas, valorizamos também os atletas que não são profissionais, mas têm prazer em praticar o mountain bike acompanhado de um amigo , destaca Rogério Bernardes, organizador da prova.
- -_Outra novidade da Copa Internacional Levorin de MTB em Congonhas, será a distribuição de um ponto extra durante a prova. O local escolhido para pontuar será o PC8, local com subida acentuada e decisivo para a prova. “Este ponto do percurso é um dos mais difíceis da prova e no PC8 normalmente acontece a definição do pelotão que irá disputar a vitória ao final dos 57 Km de maratona”, explica Bernardes.
- -_As inscrições podem ser feitas através do www.cimtb.com.br. Nas lojas credenciadas o atleta pode pagar o boleto com desconto e aproveitar para fazer uma revisão no equipamento e chegar com tudo em dia na prova. No próprio site da Copa Internacional existe uma lista de todas as lojas credenciadas. As inscrições promocionais custam, até 9 de agosto, R$ 75 para a Copa Internacional e R$ 40 para a Copa Centauro de Amadores.
-
Fonte:
O Radical

Davi Romeo leva quatro ouros em prova em Curitiba

- -_O Velódromo Irineu Marinho, no Jardim Botânico, recebeu no fim de semana a Copa Mauro Ribeiro de Ciclismo de Pista. O time da GF Ciclismo, única equipe paranaense na disputa, conquistou 18 medalhas. Os destaques foram o velocista Davi Romeo, integrante da seleção brasileira, que levou quatro ouros. Ricardo Moraes também chamou a atenação. Ele venceu a prova por pontos, com 120 voltas na pista (de 333 metros), em uma emocionante disputa. A equipe local agora espera assumir a 1ª posição no ranking nacional.

André Greipel assina pela Omega Pharma-Lotto - Sprinter deixa a HTC Columbia

- -_O sprinter alemão André Greipel, um dos mais vitoriosos da temporada 2010, confirmou este domingo a sua saída da formação HTC-Columbia, assinando um contrato com a Omega Pharma-Lotto.
- -_"Nas últimas semanas especulou-se muito acerca da minha mudança para outra equipa. Agora posso confirmar que, a partir de janeiro de 2011, irei vestir a camisa da Omega Pharma-Lotto", disse Greipel, numa mensagem publicada no seu site oficial.
- -_O velocista alemão teve sempre uma conturbada relação com o seu companheiro de equipe Mark Cavendish (lembranos muito o relacionamento entre Armstrong e Contador na época em que eram colegas de equipe na equipe Astana)e agora pode finalmente fazer frente à locomotiva de Manx.
Fonte:
Record

Congonhas recebe 3ª etapa da Copa Internacional Levorin de MTB com mega estrutura

- -_A cidade de Congonhas, em Minas Gerais, recebe nesta temporada, pela sexta vez, a Copa Internacional Levorin de Mountain Bike. Será a 3ª etapa da competição, marcada para o dia 22 de agosto. Desde 2006 a prova é realizada em circuito único no formato de Maratona. Excepcionalmente, no primeiro ano, a prova foi realizada nos moldes duas primeiras etapas do campeonato, o Cross-Country Olímpico.
- -_A etapa na cidade é recorde de competidores, com crescimento na quantidade de atletas a cada ano. Em 2009, mais de 1250 ciclistas competiram na etapa e, para 2010, a quantidade de participantes foi limitada em 1300. Os organizadores estão nos últimos trabalhos de planejamento da estrutura do evento para suportar tamanha quantidade de atletas. Três ambulâncias estarão estrategicamente posicionadas para socorrer os atletas durante a prova.
- -_Para compor a equipe de apoio, vinte profissionais e veículos de intervenção rápida também estarão presentes. Ainda, os trilheiros do grupo Jeeprofetas destinarão 12 carros que se juntarão aos vinte comissários especializados, que terão o apoio da Polícia Militar, Polícia Militar Rodoviária Estadual e de uma equipe de trânsito. Ao todo, cinqüenta pontos de controle serão instalados para conferir o trajeto realizado pelos competidores.
- -_Dois ônibus da Viação Profetas, dois caminhões, trinta motos e quatro kombis serão disponibilizados para distribuição dos voluntários e o resgate dos atletas. A sinalização também será destaque, com cerca de 100 placas. Também haverá uma área de apoio neutro para os atletas que tiverem problemas mecânicos para somar aos dois pontos de apoio mecânico da prova que ficam no PC10 e PC 30. A hidratação é outro destaque com 5 pontos estrategicamente distribuídos pelo trajeto.
- -_As inscrições podem ser feitas através dos sites www.cimtb.com.br. Nas lojas credenciadas o atleta pode pagar o boleto com desconto e aproveitar para fazer uma revisão no equipamento e chegar com tudo em dia na prova. As inscrições promocionais até 9 de agosto custam R$ 75 para a Copa Internacional e R$ 40 para a Copa Centauro de Amadores.
-
Fonte:
O Radical UOL

MTB 2 Days: dois dias de aventura de mountain bike em Gravatal (SC)

- -_Cerca de 100 atletas movimentaram o município de Gravatal (SC) no último final de semana (31/7 e 1/8) durante a MTB 2 Days, primeira maratona de mountain bike de dois dias de Santa Catarina. Na competição, que teve três etapas, o campeão geral foi Leandro Puttkammer, de 30 anos, da equipe Alemão Bike Shop, de Palhoça, com tempo total de 4h28min47s. “
- -_A prova foi um sucesso, uma verdadeira festa do esporte, reunindo atletas de todas as regiões catarinenses e de estados como Rio Grande do Sul, Paraná e Minas Gerais”, comemora o organizador, Anderson Roos.
- -_A largada foi dada no sábado à tarde. Os atletas fizeram um percurso de 42 km em direção ao Sul por estradas de terra totalizando 1.500 metros de ascensão. As maiores dificuldades ficaram por conta de duas subidas fortes: uma de 450 metros e outra de 380 metros de altitude.
- -_No primeiro dia, Leandro Puttkammer o cumpriu o trajeto em 1h55min47s e foi o primeiro a cruzar a linha de chegada. “O trecho foi bastante duro, com muitas subidas logo no começo, mas me esforcei ao máximo para fazer um bom tempo porque sabia que o resultado vinha da somatória das três etapas”, revela.
- -_À noite, um up-hill até o topo do morro São Miguel (376 metros) disputado na forma de contra-relógio deixou a competição ainda mais emocionante.
- -_Mais de 50 atletas enfrentaram o trajeto de cerca de 2 km abaixo de chuva. Augusto Canabarro de Freitas, da equipe Hidrorepel/FME/Bike Point, de Criciúma, recebeu o pingente de prata de melhor escalador da competição depois de vencer a subida em apenas 5min23. “Acertar bem a postura, a respiração e a cadência foi fundamental para conseguir um bom resultado”, conta o ciclista.
- -_No domingo (1/8) pela manhã, os atletas partiram em direção ao Norte para a terceira etapa da competição. Os profissionais percorreram 53 km com três subidas íngremes, totalizando aproximadamente 1.400 metros de ascensão acumulada.
- -_A chuva que caiu durante a noite deixou o trajeto ainda mais desafiador. O atleta profissional mais rápido da etapa foi Sidenei Meves, da equipe Sapo Verde/FME Indaial/Uniasselvi, com 2h25min24s. “Apesar da distância, achei o trecho menos pesado do que o do primeiro dia.
- -_A parte mais difícil foi a última subida, mas foi onde consegui alcançar o primeiro colocado e decidir a etapa”, lembra. Amadores e atletas da categoria feminina fizeram 10 km a menos em cada etapa.
- -_Entre os amadores, o destaque ficou com Marcos Vinícius Martins, de Garapuava (PR), com 4ho6min34s e a vencedora entre as mulheres foi Andreia Koetz, da equipe Lagartixa. A prova foi disputada nas categorias oficiais da Federação Catarinense de Ciclismo e, na profissional, contou pontos para o Circuito Catarinense de Mountain Bike.
Fonte:
TERRA 360 GRAUS

Dois atletas de Criciúma no Mundial de Ciclismo

- -_Dois atletas da equipe Hidrorepell Tintas/FME Criciúma/ Bike Point vão defender o Brasil no Campeonato Mundial de Ciclismo de estrada, em Offida, na Itália. A competição começa amanhã e se estende até a semana que vem.
- -_Leandro Alves, atual campeão brasileiro de contra o relógio, e Luiz Henrique Cocuzzi, campeão brasileiro de mountain bike, foram chamados por Gustavo Freitas, técnico da equipe criciumense e da seleção brasileira júnior, para o Mundial.

Eles disputarão a prova de resistência, de 128 quilômetros, e o contra-relógio, de 28 quilômetros. O outro convocado é Bruno Saraiva (Biachi), de Barueri, São Paulo.

Italiano Tomás Alberio vence o Tour do Rio de ciclismo

- -_O italiano Tomas Alberio, da equipe Trevigiani, foi o vencedor do Tour do Rio de ciclismo, uma competição de estrada que percorreu 783 km de montanhas e costas do Rio de Janeiro e com a qual o estado pretende entrar no calendário do ciclismo mundial.
- -_Alberio, líder na classificação desde a primeira das cinco etapas, precisou apenas do 19º lugar na prova deste domingo para manter sua posição de honra e terminar a prova com um tempo total de 18h08min49s.
- -_Com 18 segundos de desvantagem para o italiano, o americano Christopher Jones (Type 1) ficou com o segundo lugar. O terceiro colocado geral e melhor brasileiro na competição foi Mauricio Morandi, da equipe São José dos Campos.
- -_A etapa deste domingo foi vencida pelo esloveno Aldo Ilesic, da Type 1, com um tempo de 3h23min57s.
- -_Para conter as escapadas de vários concorrentes, que tentaram se romper do pelotão e assim superá-lo, Alberio contou com o bom trabalho dos companheiros de Trevigiani.
- -_O trabalho dos italianos garantiu que o grupo chegasse praticamente compacto ao Aterro do Flamengo, na zona sul do Rio de Janeiro, onde ficou a linha de chegada.
- -_"Estou feliz porque é minha terceira competição fora da Itália e cumpri o meu objetivo", afirmou o ciclista de 21 anos.
- -_Disputada por 160 ciclistas de 18 equipes, seis delas estrangeiras, o Tour do Rio é considerado por seus organizadores como a principal competição de estrada do país.
-
Fonte: TERRA

5a Etapa do World CUP de MTB Downhill.

Daqui a poucas horas acompanhem por aqui no Mazobikers BLOG a 5a Etapa do World CUP de MTB Downhill.

Com camisa da sorte, Lucas Onesco festeja título de melhor da montanha

- -_Ciclista de Americana vence três das quatro metas de velocidade em subidas no Tour do Rio e comemora: ‘É o melhor resultado da minha carreira’. - -_Logo no primeiro dia do Tour do Rio, Lucas Onesco já tinha escolhido qual seria seu uniforme na prova. O ciclista da equipe de Americana venceu o prêmio de montanha e vestiu a camisa branca com bolas vermelhas. Desde então, só a tirou uma vez, na terceira etapa. De volta ao antigo vestuário neste sábado, o atleta comemorou o título de melhor das subidas na competição. - Quando vi que tinha levado no primeiro dia já me empolguei. Esse sempre foi o meu objetivo. É o melhor resultado da minha carreira. Estou muito feliz e espero continuar assim para ser o principal representante do Brasil no ciclismo de montanha – disse o ciclista.
- -_Na quarta etapa do Tour, Onesco sofreu uma queda que envolveu outros três atletas. No entanto, ele continuou e terminou a prova, mesmo com 10min de atraso em relação ao vencedor. - Hoje foi complicado. A curva era muito fechada, eu e o Alberio passamos reto nela. A sorte é que eu já tinha feito o tempo da meta e ainda tive a ajuda da minha equipe para trocar de bicicleta e continuar na prova – afirmou.
- -_Onesco volta a competir em outubro. Ele será um dos ciclistas favoritos ao título da Volta de São Paulo, que dura dez dias.
-
Fonte:
Globo Esporte